Home Aviação Comercial Singapore Airshow: Embraer projeta demanda de 3.010 novas entregas no segmento até...

Singapore Airshow: Embraer projeta demanda de 3.010 novas entregas no segmento até 150 lugares na Ásia-Pacífico

1766
40
E190-E2

Singapura, 7 de fevereiro de 2018 – A Embraer Aviação Comercial divulgou hoje, no Singapore Airshow, a previsão de mercado para a região da Ásia-Pacífico. A Companhia estima que as linhas aéreas encomendarão 3.010 novas aeronaves no segmento até 150 lugares nos próximos 20 anos, o que representa 29% da demanda mundial do segmento no período. A demanda total do segmento é de 10.550 novas aeronaves nos próximos 20 anos.

A região da Ásia-Pacífico tem experimentado um rápido desenvolvimento social e econômico nas últimas décadas. A expansão acima da média, com uma taxa anual estimada de crescimento do PIB de 3,9% nos próximos 20 anos, combinada com o aumento da urbanização e a mudança dos padrões demográficos, resultará em um aumento dos rendimentos familiares e dos gastos discricionários, incluindo viagens aéreas.

“O atual excesso de capacidade e a intensa competição na região impediram as companhias aéreas de obter lucros maiores. Neste sentido, os E-Jets E2 podem ajudar as companhias aéreas a abrir novos mercados com o menor risco possível, complementando frotas de aviões maiores para maximizar o lucro e alcançar um crescimento sustentável com maior rentabilidade”, disse César Pereira, Vice-Presidente para a Ásia-Pacífico da Embraer Aviação Comercial.

“Continuamos identificando oportunidades para companhias aéreas em mercados que atualmente estão mal servidos ou que nem mesmo são atendidos. Com o E2, podemos oferecer uma grande flexibilidade operacional, ampliando o alcance da malha aérea para cidades secundárias e terciárias, acrescentando frequência para construir vantagens competitivas e acesso a mais aeroportos sem quaisquer limitações”, explica Pereira.

As companhias aéreas chinesas que estão iniciando operações, por exemplo, crescerão a partir de cidades pequenas e médias com subsídios para impulsionar o desenvolvimento da aviação regional. A região precisa de uma mudança de foco da concorrência para a criação de novos espaços de mercado e busca de oportunidades inexploradas.

Uma ótima oportunidade na região para os E-Jets é a substituição de aviões antigos que se tornarão alvo de substituição no futuro próximo, segmento em que há mais de 250 jatos na categoria de 50 a 150 lugares com mais de 10 anos.

A Embraer é o maior fabricante mundial de jatos comerciais com até 150 lugares. A Companhia possui 100 clientes de mais de 50 países que operam os jatos das famílias ERJ e de E-Jets. Somente para o programa E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.800 encomendas, com mais de 1.400 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronave regional, operando em uma variedade de aplicativos de negócios.

Sobre a Embraer

Empresa global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer suporte e serviços de pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos
Marcos
2 anos atrás

Então quer dizer que a época das vacas gordas está chegando?

Vender a Embraer pra que mesmo?

Bruno wecelau
2 anos atrás

Ai que a Boeing fica rindo a toa …
Bom que vai engordar seus lucros futuros..

OSEIAS FERNANDES DA SILVA
OSEIAS FERNANDES DA SILVA
2 anos atrás

para que serve isso agora?
nos só vendemos minério de ferro e soja.
melhor desapegar disso kkkkkk

Rodrigo Pardini
Rodrigo Pardini
2 anos atrás

Em que mundo essas pessoas vivem ???????

Vocês acham mesmo que a Embraer sozinha no mercado, irá conseguir competir com o conglomerado Airbus e Boeing ????
Em médio a longo prazo a Embraer não conseguirá competir e irá fechar

A Embraer está em uma situação onde se junta com a Boeing e sobrevive (e ganha uma grana) ou brigará sozinho em um mercado que está se tornando duopólio…

E outra, a Embraer não é do Brasil, 85% das ações são de estrangeiros, o que restou pós privatização foi um golden share

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

Caraca, mas o pessoal gosta de sofrer mesmo! Ninguém vendeu a Embraer, será criada uma nova empresa!!! Meu Deus do Céu!!!

Andre
Andre
2 anos atrás

Será criada uma nova empresa, chamada 90% Boeing e que ficará com o que sustenta o resto da Embraer…. Ou seja: Estão vendendo de forma “criativa” como disse o Ministro da Defesa…

MARCOV
MARCOV
2 anos atrás

John Slattery confirmou em entrevista em Singapura que a EMBRAER ainda não recebeu nenhuma proposta formal da BOEING.
A negociação prossegue e a meu ver é necessária, mas há muita especulação na mídia.
http://aviationweek.com/awinbizav/no-formal-boeing-proposal-yet-embraer-combination

ODST
ODST
2 anos atrás

@Rodrigo Pardini

Tudo o que você está falando já diziam em 1969, exatamente isso aí o que você disse, ninguém dava nada para ela, que já ia nascer falida e tudo mais, mas veja onde ela chegou. O que faltou para o governo da época foi visão e boa vontade, pois mesmo privatizada não teria sobrevivido e chegado até aqui sem o estado.

Plinio Carvalho
Plinio Carvalho
2 anos atrás

Como disse o sylvester stallone quando fez um filme no Brasil

“vc pode ir no país deles e destruir tudo e o brasileiro ainda te agradece e ainda te da um macaco”

Engenheira Gata
Engenheira Gata
2 anos atrás

Alexandre, Concordo com você. Mas acho que a aviação comercial da Embraer precisa de mais impulso nas vendas, e pra isso precisa de uma facilitador no caminho . Tanto que própria reunião de fim de ano, com gestores ( Gerentes e Supervisores), o Paulo Cesar disse, que precisamos de mais impulso nas vendas, mais crédito no mercado, mais diplomacia (se referindo aos E-Jets no Irã e até aquele momento a venda dos ST para Nigéria não havia sido aprovada). Esse ano, internamente, a Embraer está se passando o que se chama de vale dentro da empresa, é a transição de… Read more »

Engenheira Gata
Engenheira Gata
2 anos atrás

Quem é funcionário e é gestor principalmente sabe o que estou falando. Quem segue o Blog do PC, no “facebook corporativo”, denominado Blue, sabe o que estou falando, dos textos desde a época do Fred. Engraçado que temos amigos da Embraer, que choraram na PLR em outubro, e em abril vão reclamar novamente. A multa de compliance balançou(ou virou desculpa pra economizar) o caixa da empresa.

José Lemos filho
2 anos atrás

Corretíssimo, Galante!! A EMBRARR é uma empresa brasileira e ações se negociam, compram e vendem. Acredito eu,que a EMBRAER, não será vendida,pois,
é justamente neste conhecimento futuro que ela está
almejando, não é atoa que a Boeing está toda assentada..Parabéns EMBRAER, se vc sobreviveu até aqui
não preocupe, o futuro será teu trono, porque preparastes para REINAR.

Wellington Góes
Wellington Góes
2 anos atrás

De repente, de uma hora para outra, a EMBRAER se tornou uma capenga e incompetente industria de aviação, pois mesmo tendo lucro, produtos de altíssima competitividade comercial, ótimo posicionamento mercadológica, não sobreviverá sem a bênção e orientação da BOEING.

Nunca se percebeu a síndrome de viralatas de forma tão explícita.

Tiago Silva
Tiago Silva
2 anos atrás

Concordo plenamente contigo Galante. É incrível como sempre colocam um obstáculo no crescimento e depois no reconhecimento sobre as capacidades das empresas fundadas no Brasil, nunca nada esta bom o suficiente para ser mantida e a campanha midiática para a venda é evidente. Já são semanas de negociações com a Boeing passando por conversas governamentais e tudo mais, e o engraçado que o próprio mercado da indícios que esta “compra” não faz nenhum sentido diante das projeções futuras. A capacidade de negociações da Embraer já esta bem estabelecida e assim tem todo o potencial para conseguir contratos mundo afora, afinal… Read more »

BMIKE
BMIKE
2 anos atrás

kkk… alguns são uma verdadeira piada mesmo, a Embraer se tornou uma das maiores produtoras de aeronaves a nível mundial sempre com muita CONCORRÊNCIA! Nada veio de graça, teve que demonstrar competência e ousadia desde o primeiro momento… o fato da Airbus ter comprado a quebrada e cambaleante Bombardier cria pouco impacto na pratica para Embraer más cria sérios problemas para >> BOEING!! Abre o olho quem pensa o contrario…

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás
angelo
2 anos atrás

Eu concordo que um acordo entre BOING e EMBRAER pode beneficiar as duas , mas não concordo que isso seja uma questão de vida ou morte para a empresa brasileira pois o pior ela já passou quando começou e não tinha ninguém para ajudá-la , agora já é uma empresa consolidada e tem muitos acordos tecnológicos .Hoje se AIRBUS e BOING tem interesse mas não necessidade urgente de entrar no mercado da EMBRAER mas se entrarem e a EMBRAER sentir risco de falência a EMBRAER será obrigada a desenvolver um concorrente pra dupla 737/a320 e diminuir a fila de pedidos… Read more »

angelo
2 anos atrás

E se a EMBRAER não fechar acordo e precisar colocar fábricas nos EUA deixa ela fazer afinal os EUA não se preocuparam quando a GM veio fazer o MONZA aqui afinal o lucro volta sempre pra lá. A produção do ST lá é benéfica pois aumenta a demanda dos fornecedores , constrói aeronaves com elevado nível tecnológico e se amanhã a FAB encomendar mais STs vai ter um avião em linha , bem atualizado e gerando royalties.Quanto a produção aqui cabe ao nosso governo melhorar o ambiente de negócios. OFF TOPIC: Matéria muito interessante na parte que fala da infraestrutura… Read more »

JT8D
JT8D
2 anos atrás

A Embraer já passou muitas vezes por períodos terríveis, incluindo várias demissões em massa, da ordem de milhares de funcionários, e nunca se cogitou em vender a empresa. Agora, só porque existe uma perspectiva de redução de lucros, seus executivos querem rifar a empresa. Eu tenho a impressão que o atual CEO só está pensando nos seus bonus. É uma pena que a cadeira que já foi de Ozires e Botelho hoje seja ocupada por um zé ruela

Jr
Jr
2 anos atrás

JT8D, esse cara caiu de paraquedas na cadeira de comando, tudo foi feito meio que as pressas porque a Embraer precisava se livrar do Curado, esse tinha seus defeitos e fez coisa errada, mas pelo menos entendia do assunto, parece que depois daquela multa aplicada pelo departamento de justiça a Embraer, o seu comendo, na pessoa do Paulo César, ficou perdido, afinal 200 milhões de dólares não é pouca coisa, principalmente para uma empresa como a Embraer.

Jr
Jr
2 anos atrás

*comando

RicardoFerreomodelismo
RicardoFerreomodelismo
2 anos atrás

Engenheira Gata, me permite um aparte: Desde que os E-Jets foram certificados e outros projetos menores de defesa e o KC390, a partir de 2007 até o presente momento a Embraer se dedicou ao projeto de seus jatos executivos e, a partir de 2013, à nova família dos E2. Em paralelo, tivemos a abertura da filial em Melbourne FL com respectiva produção local, a aquisição de parte da OGMA, a associação com a Sierra Nevada e mais recentemente a aquisição da fábrica de assentos nos USA. No meio do caminho, as aspirações de fabricar o E190/195 na fábrica chinesa ficaram… Read more »

RicardoFerreomodelismo
RicardoFerreomodelismo
2 anos atrás

“Rodrigo Pardini 7 de Fevereiro de 2018 at 14:34
E outra, a Embraer não é do Brasil, 85% das ações são de estrangeiros, o que restou pós privatização foi um golden share.”

De novo esse papo que não sobreviveremos frente à poderosa Airbus e Boeing, que a empresa não é mais brasileira porque 95% das ações estão na mão de estrangeiros, blá, blá, blá …

Engraçado, em nenhum momento antes da proposta da Boeing vir à tona, alguém disse que não iriamos sobreviver ???

Por favor, se informem, se instruam:
https://ri.embraer.com.br/show.aspx?idCanal=Kacx+BqjYTwZmMKBRQu5Yg==

RicardoFerreomodelismo
RicardoFerreomodelismo
2 anos atrás

“ODST 7 de Fevereiro de 2018 at 16:35
…pois mesmo privatizada não teria sobrevivido e chegado até aqui sem o estado.”

Os incentivos eventuais via BNDES dado pelo GF em nada difere de outros e tem como objetivo fomentar a indústria e gerar empregos.

Melhor um emprego no Brasil do que uma obra em porto de Cuba ou um aeroporto fantasma em Moçambique …

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

RicardoFerreomodelismo

Onde assino ?

Três FI’s controlam a Embraer, vão vender sim …. e outras mentes brilhantes virão,
comandadas pela Dona Hennek.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Ricardo 21:08 Muito bom você replicar esse link, já cansei de posta-lo, não se iluda Ricardo pois nunca ninguém se manifestou, simplesmente NÃO lêem. É isso e ponto, o resto é baboseira ! “…. se informem, se instruam: ….” Esquece Ricardo, estamos no Brazil, chutômetro e “eu acho” dominam as mentes, é como meus amigos JM & Oganza sempre mencionaram: “Analfabetismo funcional é a incapacidade que uma pessoa demonstra ao não compreender textos simples. Tais pessoas, mesmo capacitadas a decodificar minimamente as letras, geralmente frases, sentenças, textos curtos e os números, não desenvolvem habilidade de interpretação de textos e de… Read more »

Caerthal
Caerthal
2 anos atrás

Carlos Alberto Soares,

São vários os sinais que os problemas mais sérios do PW GTF estão ficando para trás, inclusive as vendas vieram fortes já em Cingapura. O conceito chave do GTF, que é a caixa de redução, parece sólido.

O consórcio CFM também teve lá as suas dificuldades e não foram poucas.

Muitos especialistas opinam que por trabalhar com menores pressões e temperaturas da seção de alta pressão o motor da PW tem bem mais folga para ganhar em consumo específico (3 ou 4%) e potência. Veremos.

Andre
Andre
2 anos atrás

Diretoria pós Botelho sempre foi covarde

Marcos
Marcos
2 anos atrás

André
Botelho tentou transformar a Embraer em braço da LM, por necessidade.

Jr
Jr
2 anos atrás

Marcos, qual a sua fonte para dizer que o Botelho tentou transformar a Embraer em um braço da lockheed martin?

Engenheira Gata
Engenheira Gata
2 anos atrás

O botelho foi um grande presidente. Mas essa história da LM não aconteceu. A verdade é que a Embraer passaria a preço de custo o 145 para a LM inseri-lo no programa do ACS, afim de conseguir botar um produto no mercado de defesa americano. O problema que numa fase do campeonato o mimimi foi tanto por parte da LM que ela começou argumentar que o 145 era “pequeno demais” para o que eles queriam, chegou-se até ofertar o 170, porém o mimimi continuou e a desavença se formou. A LM achava que a Embraer poderia ter acesso algumas informações,… Read more »

MATHEUS
MATHEUS
2 anos atrás

Não sabia que o Paulo César era fraco assim. Tira esse sujeito do comando então. Coloca um que entenda do assunto e seja macho.

RicardoFerreomodelismo
RicardoFerreomodelismo
2 anos atrás

“Marco Figueiredo. 8 de Fevereiro de 2018 at 10:49
https://www.google.com.br/amp/www.gazetadopovo.com.br/economia/nova-economia/quem-e-o-dono-da-embraer-a3c5so1ny7mloq9v7zxqgu6yf/ampgp
Para ajudar a pensar.”

Obrigado.
Quem sabe alguém antes de “cornetar” se dê o luxo de ler …

ODST
ODST
2 anos atrás

@RicardoFerreomodelismo

Quem falou em incentivos do BNDES??? Estou falando de todos os projetos militares e transferências de tecnologia! Se você tentar negar isso, só vai passar vergonha aqui.

RicardoFerreomodelismo
RicardoFerreomodelismo
2 anos atrás

“ODST 8 de Fevereiro de 2018 at 19:51 @RicardoFerreomodelismo Quem falou em incentivos do BNDES??? Estou falando de todos os projetos militares e transferências de tecnologia! Se você tentar negar isso, só vai passar vergonha aqui.” Cara, de boa, que está passando vergonha aqui é você … Você está falando de projetos militares como se o governo tivesse repassado à Embraer o conhecimento da “transferência de matéria à la Stark Trek” !!!! Tudo que o governo fez foi repassar fundos para o desenvolvimento de projetos que lhe eram de seus interesses. Se a Embraer deve algo a alguém, deve à… Read more »

Luiz Fernando
Luiz Fernando
2 anos atrás

Ricardo…

Perfeito o comentário!

Luiz Fernando
Luiz Fernando
2 anos atrás

Aliás… Vou complementar…

Deve também a Força Aerea Brasileira… Que tem proporcionado, desde a fundação, uma verdadeira parceria. Desde a criação de requisitos muito bem elaborados, até a colaboração técnica em inúmeros projetos.

Só não faz mais por limitações que todos nós conhecemos.

RicardoFerreomodelismo
RicardoFerreomodelismo
2 anos atrás

“Luiz Fernando 9 de Fevereiro de 2018 at 12:09 Aliás… Vou complementar… Deve também a Força Aérea Brasileira… Que tem proporcionado, desde a fundação, uma verdadeira parceria. Desde a criação de requisitos muito bem elaborados, até a colaboração técnica em inúmeros projetos. Só não faz mais por limitações que todos nós conhecemos.” Luiz Fernando, as pessoas confundem o papel do BNDES como se fosse uma ajuda à EMBRAER e sem retorno. Em verdade, as pessoas acreditam que o BNDES presta um favor à EMBRAER, sem ao menos se darem ao luxo de saberem qual é a função dele. Eu e… Read more »