Home Aviação de Ataque Caça Su-35S russo colocou F-22 para correr na Síria

Caça Su-35S russo colocou F-22 para correr na Síria

54620
149
Sukhoi Su-35S sobre a Síria

Caça russo Su-35 perseguiu avião F-22 americano: Ministério da Defesa russo critica a Força Aérea dos EUA por causar dificuldades na Síria

Um interceptor russo foi acionado para impedir que um caça norte-americano desgarrado interferisse ativamente em uma operação antiterrorista, disse o Ministério da Defesa russo. Também acusou os EUA de provocar encontros próximos com os jatos russos na Síria.

Um caça F-22 dos EUA estava impedindo dois aviões de ataque russos Su-25 de atacar uma base do Estado Islâmico (IS, antigo ISIS) ao oeste do Eufrates em 23 de novembro, de acordo com o ministério. O porta-voz do ministério, o major-geral Igor Konashenkov, descreveu o episódio como mais um exemplo de tentativas de aeronaves americanas para evitar que as forças russas realizem ataques contra o Estado islâmico.

O F-22 lançou chamarizes (flares) e usou freio aerodinâmico ​​enquanto manobrava constantemente [perto dos jatos de ataque russos], imitando um combate aéreo”, disse Konashenkov. Ele acrescentou que o jato F-22 dos EUA deixou de fazer suas manobras perigosas somente depois que um avião de combate russo Su-35S se juntou aos dois aviões de ataque.

O major geral continuou a dizer que “a maioria dos encontros próximos entre jatos russos e americanos na área ao redor do rio Eufrates tem sido associada às tentativas de aeronaves norte-americanas de entrar no caminho [dos aviões de guerra russos] contra os terroristas do Estado islâmico”. Ele também disse que os oficiais militares dos EUA não forneceram nenhuma explicação para o incidente de 23 de novembro, bem como outros encontros similares.

A declaração veio como uma resposta às afirmações do Pentágono sobre “um aumento no comportamento inseguro” por aviões de guerra russos. “Vimos de seis a oito incidentes diariamente no final de novembro, onde aeronaves russas cruzaram o nosso espaço aéreo no lado leste do rio Eufrates”, disse o tenente coronel Damien Pickart, porta-voz do Comando Central da Força Aérea dos Estados Unidos à CNN no início deste sábado.

Konashenkov disse que qualquer afirmação feita pelos oficiais militares dos EUA quanto ao fato de que “qualquer parte do espaço aéreo na Síria pertence aos EUA” é “intrigante”. Konashenkov também disse que “a Síria é um estado soberano e membro da ONU e isso significa que lá … não pode ser o espaço aéreo dos EUA “por conta própria”. Ao contrário da Força Aérea Russa, a coalizão liderada pelos EUA opera na Síria sem qualquer base legal”, acrescentou.

Pickart também disse que a maior preocupação dos EUA “é que possamos derrubar as aeronaves russas porque suas ações são vistas como uma ameaça para nossas forças aéreas ou terrestres”. Anteriormente, ele também disse ao New York Times que se tornou “cada vez mais difícil para os nossos pilotos [dos EUA] discernir se os pilotos russos estão deliberadamente testando ou encorajando-nos a reagir, ou se estes são apenas erros honestos”.

F-22 Raptor

O New York Times também listou vários casos do que os EUA descrevem como “comportamento inseguro” pelas aeronaves russas, citando os dados fornecidos pela base aérea dos EUA no Catar. Os EUA acusaram os pilotos russos de “atravessar o espaço aéreo a leste do Eufrates” e voarem “perigosamente próximos” às “forças aliadas”, acrescentando que tais ações poderiam ser interpretadas como “ameaçadoras” e os pilotos dos EUA estavam “em seu direito” para disparar em “autodefesa”.

Konashenkov disse em resposta que a Força Aérea americana deveria se concentrar em destruir o Estado islâmico no Iraque do que provocar encontros aproximados entre os EUA e os jatos russos.

Pickart disse à CNN que os militares dos EUA regularmente conversam com as seus homólogos russos “nas chamadas diárias de conflito”. No entanto, os militares russos repetidamente apontam que os EUA estão relutantes em compartilhar seus planos para operações de aeronaves de combate e atuam secretamente na Síria

Os EUA e os militares russos trocaram insultos em vários incidentes envolvendo os aviões de guerra dos dois países no céu sírio. Washington acusou os aviões russos de não ligarem o transponder para que possa ser identificados pelos controladores de voo, enquanto Moscou repetidamente disse que os militares dos EUA apenas “ocasionalmente” indicam o período de tempo e uma área aproximada de suas operações aéreas, sem sequer dar os tipos de aeronaves e sua afiliação.

Em 2015, os EUA e a Rússia concordaram com o memorando de segurança de voo mútuo que regula as rotas de voo e os contatos das Forças Aéreas dos países na Síria durante uma situação de emergência. Os dois países também criaram uma linha direta para seus militares discutirem os locais aproximados e as missões dos aviões na tentativa de evitar operar no mesmo espaço aéreo simultâneamente.

No entanto, ambos os lados se acusaram repetidamente de serem relutantes em usar os instrumentos à disposição para conciliar as questões relacionadas às suas ações na Síria. Mais recentemente, o coronel Jeff Hogan, vice-comandante do centro de operações aéreas da base do Qatar, denominou as chamadas telefônicas diárias entre os EUA e as forças armadas russas de “contenciosas”. Os EUA também disseram que o diálogo nem sempre reflete o que acontece nos céus sobre a Síria.

Em janeiro, Konashenkov queixou-se de que os oficiais dos EUA geralmente “não podem ser encontrados do outro lado da linha direta no Catar, projetada para discutir e resolver questões contenciosas” e exortou-os a “usar esta linha direta com mais freqüência e para propósitos claros”.

FONTE: rt.com

LEIA TAMBÉM:

149
Deixe um comentário

avatar
142 Comment threads
7 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
75 Comment authors
hipolito herreraJoshuaAlexScudBCarlos Santos Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Hélio
Visitante
Hélio

Já estou até vendo a celeuma.

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Minha nossa!!
Isso é vergonhoso!

Baschera
Visitante
Baschera

Duvido que a USAF tenha a mesma “opinião”.
Sds.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Tamo junto Baschera! Como sempre a mídia russa é uma comédia engana trouxa!

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

haha tá bom, pura propaganda na verdade é o contrário, a Síria e a Rússia estão sempre tentando atacar os curdos e as forças democráticas sírias na área controlada pelos EUA e são colocados para correr.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Super manobrabilidade pra que né? Serve pra nada…

Hélio
Visitante
Hélio

SmokingSnake 🐍 9 de dezembro de 2017 at 20:14

QUE FORÇA DEMOCRÁTICA? Os terroristas do Obama?

WILSON JOSÉ S JUNIOR
Visitante
WILSON JOSÉ S JUNIOR

Cada um acredita naquilo que quer…..Eu so posso rir…..

Delmo Almeida
Visitante
Delmo Almeida

Só o título é propaganda pobre, o resto é só uma notícia que me parece bem normal. Não perfeita nem imparcial, mas provavelmente verdade. O outro lado também veicula sua metade da verdade com frequência. O texto disse apenas que as manobras do F-22 pararam depois da chegada do SU-35. Tudo normal, segue o baile.

Tiago Jeronimo Lopes
Visitante
Tiago Jeronimo Lopes

Que título sensacionalista.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Deve ter sido o 1º encontro do F-22 e do SU-35S? Estou até vendo o tanto de discórdia que esse tópico vai causar rsrsrsrs quando vi o título “pirei” hahaha

Acredito que, caso esse encontro tenha ocorrido, o piloto do SU-35S deve ter tentado fazer um track do F-22 com radar e com o sensor de busca IR, bom ao menos espero que tenha tentado fazer, imagina só o quanto irá render caso imagens das telas dos sensores do SU-35 aparecerem com o F-22 travado xD!

ARC
Visitante
ARC

Com um espaço aéreo curto como o da Síria fcia difícil dizer quem atua onde, e mais, vale ressaltar que os Su-25 ñ ofereceriam nenhum perigo ao Raptor, assim, o queno piloto fez foi uma tentativa de aterrorizar os pilotos russos, já que os Su-25 não possuem nenhuma condição de revidar, mas parece que a graça terminou quando um caça com real capacidade de entrar na dança chegou.

Joshua
Visitante
Joshua

Um su 35 não guenta com um f22 não amigo, eles dão fisicamente mais avançados mas perdem em guerra digital, no caso o piloto do sul 35 tava se garantindo pq tinha mais dois su 25 pra ajudar em caso de treta. O su 35 provavelmente nem conseguiu travar no f22, pq se não a Rússia iria divulgar imagens do hud do sul 35 travando no f22

hipolito herrera
Visitante
hipolito herrera

O SU-35 e nem o F-22 iriam fazer isto o SU-35 só demonstrou que estava na rabeira do Raptor, o Raptor entendeu a mensagem e saiu fora, eles não estavam ali pra detonar o F-22 ou ao contrario o F-22 não estava ali para detonar os SU-25 só pra ver se punham pra correr, como não deu certo e os SU-35 chegaram sairam fora, pra bom entendedor meia palavra basta o resto seria guerra total entre eles.

Alex II
Visitante
Alex II

” onde aeronaves russas cruzaram o nosso espaço aéreo no lado leste do rio Eufrates”

Vim aqui só pra descobrir que os EUA tem espaço aéreo próprio sobre a Siria, o que eu não sabia.

Vou ficar só lendo os comentários.

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

O título não corresponde ao conteúdo.
Soltando flares e abrindo os brakes pra chamar atenção dos frogfoots?? Onde já se viu? Não seria melhor interceptar e buscar a comunicação convencional para essas situações?
Su-35S coloca pra correr? Ali poderia ser qualquer caça armado que os F-22 iriam bater em retirada, afinal eles não estavam ali pra abater.
O resto é propaganda de cada um.

Sds.

Alex II
Visitante
Alex II

SmokingSnake 🐍 9 de dezembro de 2017 at 20:14

Me desculpe amigo, mas seu comentário foi tão bizonho, irreal e vira-lata ao cubo que gargalhei aqui. Não fique chateado nem me tenha como “adversário’ porque não sou, mas não pude deixar de rir. Poucos americanos que conheço escreveriam algo tão engraçado.

Abraço.

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Quem detém o controle sobre o espaço aéreo sírio é a Rússia!
E é lógico que os EUA não vão cair na besteira de querer procurar confusão! O piloto americano fez o que já sabia o que deveria fazer e não encarou o russo! Pura e simples geopolítica aplicada!
Outra coisa!
Os EUA estão entregando de mão beijada para os russos! Pois tudo que os EUA está pondo prá voar “furtivamente” sobre a Síria está sendo interceptado! (F-35 e F-22)
Isso é só uma opinião!

Rodrigo M
Visitante
Rodrigo M

Muita drama por pouca coisa..
O SU-35 se aproximou para interceptar, normal, o F-22 assim que o avistou partiu em retirada para evitar um confronto desnecessário para ambos os lados, também normal.
Felizmente não foi dessa vez que descobrimos quem ganharia esse dogfight.
Mas.. Como esse post vai render uns 200 comentários, muita briga de torcidas, e muitos deles hilários, vou pegar minha pipoca e assistir de camarote.

Ronilson
Visitante
Ronilson

Bom bom bom como diz aquele mendigo no YouTube, nada a ver irmão.

Flanker
Visitante
Flanker

Sérgio Luis 9 de dezembro de 2017 at 20:46 Quem detém o controle sobre o espaço aéreo sírio é a Rússia! E é lógico que os EUA não vão cair na besteira de querer procurar confusão! O piloto americano fez o que já sabia o que deveria fazer e não encarou o russo! Pura e simples geopolítica aplicada! Outra coisa! Os EUA estão entregando de mão beijada para os russos! Pois tudo que os EUA está pondo prá voar “furtivamente” sobre a Síria está sendo interceptado! (F-35 e F-22) Isso é só uma opinião! Sergio, se foi como está escrito… Read more »

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Estava lá pra ser visto e admirado então!?!?
Belo, onipotente e onipresente!
Moço eles estão se testando!!
Não existe um teatro de operações e de testes melhor do que na Síria!!

Adriano M.
Visitante
Adriano M.

Americanos que se ferrem! Estão lá sem autorização de Assad…Os russos entraram pela porta da frente enquanto eles entraram pela de serviço..Estão achando ruim?! Que peguem seus militares,seus mercenários e desocupem seu”Kitnet” em al-Tanf e voltem para casa…

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Paulo Jorge 9 de dezembro de 2017 at 20:37 O título não corresponde ao conteúdo. Soltando flares e abrindo os brakes pra chamar atenção dos frogfoots?? Onde já se viu? Não seria melhor interceptar e buscar a comunicação convencional para essas situações? . Paulo, me permita discordar, pois isso foi visto sim. Visto, documentado e fruto de matérias aqui no Poder Aéreo. Essa foi a mesma forma de comunicação que o Hornet da USN usou e o Su-22 sírio ignorou, antes de ser abatido meses atrás. Imagino que você mesmo lembre disso. Então é óbvio que os pilotos de Su-25… Read more »

J.Silva
Visitante
J.Silva

Ou será que os alvos dos Su-25 não eram o Isis e sim algum grupo apoiado pelas forças americanas, que enviou o F-22 para desencorajar os atacantes russos, que por sua vez partiu em retirada quando o Su-35 chegou para a inteceptação?

sanney
Visitante
sanney

Os pros e contra todos esperando o combate do seculo onde F22 x Su35 se enfrentem em combate real. Sputnik.. CNN . spantv . RT. Nao sabia q os EUA tem territorio na síria. E ai a guerra contra isis acabo e será q o EUA vai faza da síria?

Alexandre Galante
Visitante
Matheus Santos
Visitante
Matheus Santos

O maior problema nisso tudo é quando alguém atirar e o cadáver aparecer.
O atrito turquia x rússia se consertou com diplomacia.
Gary Powers século XXI com Putin e Trump de cada lado podem não gerar bons frutos – para lucro da China.

J.Silva
Visitante
J.Silva

É bom lembrar que nesse cenário da Síria o combate BVR não é uma opção, são muitos players, é preciso confirmar quem está por perto, nesse caso qualquer combate tende a ser aproximado, aí um Su-35 é tão perigoso quanto um F-22. A vantagem do caça amercano é para um cenário BVR com sua capacidade stealth e seus misseis amraam. Atuando dessa forma da matéria ele se iguala aos caças 4,5g.

Rogerio Rufini
Visitante

Kkkk, o F-22 estava visibil aos Su-25 voando só lado, parou com a frescura quando um su-35 chegou, para escoltar, não vejo nada de mais , simples

Bosco
Visitante
Bosco

O que eu quero que os russos mostrem é a gravação do contato radar com o caça americano, tanto do radar do Su-35 quanto dos radares de terra.
Isso sim pra mim seria uma informação relevante.

Ronilson
Visitante
Ronilson

Quem ainda está em dúvida sobre o apoio americano ao isis, deve ter um pouquinho a menos de massa sinzenta no cérebro kkkk

Adriano M.
Visitante
Adriano M.

Vazar?! Estados unidos nunca larga um osso…

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

Certamente um E-3 Sentry tava acompanhando tudo. Ele não viu o Flanker ?

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

É vai lá brincar com o Su-35, bater em bêbado é fácil. Botou o F-22 para correr com o rabinho entre as pernas, normal.

Joshua
Visitante
Joshua

Não se esqueça que era um su35 e 2 su25, eram 3 contra um , vc sabe muito bem que em combate de proximidade, tanto o f22 quanto o su 35 são extremamente perigosos, mas a distância, o su 35 não teria a menor chance

RicardoNB
Visitante
RicardoNB

Título ao estilo Sputnik rs.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Ivanmc, você realmente acredita nessa bobagem da mídia russa para enganar russófilo segundo a qual o “Su-35 botou o F-22 para correr”?

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

acho que a unica forma do SU-35 abater o F-22 seria utilizando o canhao.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

HMS TIRELESS 9 de dezembro de 2017 at 22:25
.
Até que se prove o contrário.

JT8D
Visitante
JT8D

As vezes parece que os editores fazem de propósito rsrs

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Ivanmc, as bobagens da mídia russa “nóis num iscrevi “

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

HMS TIRELESS 9 de dezembro de 2017 at 22:54.
.
A recíproca é verdadeira.

Alexandre Galante
Visitante

Pessoal, vamos tentar elevar o nível do debate acima da briga de torcida. Tem bastante informação no texto que daria uma boa discussão sobre direito internacional, guerra eletrônica, regras de engajamento etc, para citar alguns.

Pela descrição russa do evento, o F-22 americano não teria percebido a aproximação do Su-35S e deve ter constatado a presença dele ao vivo.

Será que o AWACS americano está sendo jammeado pelos russos, por isso o F-22 não foi alertado da aproximação do Su-35S?

Steven
Visitante
Steven

Pode colocar B1B, F22, F35 e F18 x Cisney branco, SU30s, SU35s e T50. Aposto nos Russos!!!

Joshua
Visitante
Joshua

Pq? Os caças russos são tão bons quanto os americanos em combate próximo, mas a distância os caças americanos são infinitamente superiores, o su 35 iria ser abatido antes de detectar o f22, tanto é que o su35 nem conseguiu travar o f22 no radar, pq se não a Rússia divulgaria imagens

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Talvez o Rcs do Raptor não seja tão pequeno quanto em tese. A eletronica do Su-35 não é totalmente divulgada, existem avanços no projeto. O F-22 sendo um patamar acima do Cy-35 não garante uma total vantagem no combate aéreo. Como bem lembrado o Alexandre Galante, o Awac americano não detectou o Cy-35, do contrário, talvez o Awacs Russo tivesse iluminado primeiro o F-22. Com tudo, deve ter sido uma experiência ímpar para os pilotos e sem esquecer que são as duas maiores potências aeronáuticas do mundo, logo vários aspectos devem ter influenciado por detalhes.

Sam
Visitante
Sam

Alexandre Galante 9 de dezembro de 2017 at 23:01
Pessoal, vamos tentar elevar o nível do debate acima da briga de torcida.

Boa! É engraçado que os próprios americanos respeitam os “camaradas” enquanto nós aqui ficamos de ladainha. Digo isso baseado na postura de alguns pilotos americanos que estiveram no Esquadrão em que servi(e ressalto que a troca de experiências foi muito proveitosa para nós) . O foco é avaliar a capacidade técnica do que o outro lado possui, deixando as paixões de lado, uma vez que todo equipamento tem seus prós e contras.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Russos jammeando o E-3 Sentry Galante? Que viagem! O que ouvi falar foi justamente o contrário ou seja, que o AWACs teria alertado o F-22 da chegada dos russos e nesse intervalo os Su-25 se mandaram

Esse sim é um relato crível, e não a fanfarronice mentirosa da mídia russa…

Bruno wecelau
Visitante

Se isso realmente aconteceu ….mostra o despreparo americano em alta na Síria…

Bruno wecelau
Visitante

HMS TIRELESS..Posta ai pra gente sua fonte..” pode ser que a gente pegue estes russos com suas russisses”….

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

A matéria russa é tão fajuta e mentirosa que afirma que o F-22 fez uso dos seus freios aerodinâmicos. Ocorre que o F-22 não tem freios aerodinâmicos…..

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Continuando o nonsense russo, vejam como eles relatam a chegada do Su-35:

“After the appearance of a Russian multifunctional super maneuverable Su-35S fighter, the American fighter stopped dangerous maneuvers and hurried to move into Iraqi airspace”

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Moral da história: esse relato é tão risível quanto aquele que deu conta que “um Su-24 paralisou um Destroyer da USN no Mar Negro e 27 tripulantes pediram baixa”