Home Bombardeiros Museu do SAC: a vez e a hora dos pesos pesados

Museu do SAC: a vez e a hora dos pesos pesados

4168
13

b-1a

O Strategic Air Command & Aerospace Museum realmente é um local para preservação de “grandes pássaros”. Logo na entrada o visitante se depara com um raríssimo exemplar de um Rockwell B-1A (foto acima). O B-1A nunca entrou em produção. Este programa foi interrompido pela administração Carter e retomado na administração seguinte (Reagan), mas com muitas modificações, dando origem ao B-1B que continua em atividade na USAF.

Dentro dos hangares o visitante acima encontrará outras raridades da aviação a jato como o B-58 e o B-47 (fotos abaixo).

b-58-1

b-58-2

Ainda em atividade na USAF, o museu também conta com um B-52 dos modelos mais antigos (deriva mais alta).

b-52

b-52-nacele-motor

Veteranos da II Gerra mundial como o B-29 e o B-17 também possuem lugar de destaque no museu.

b-29

b-17

 

13
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
Reinaldo DepreraCarlos Alberto Soares-IsraelJoao Moita JrTadeu Mendeshamadjr Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Eu lembro que a primeira vez que visitei esse museu, muitos anos atrás, ele ficava em outro lugar, bem perto da cidade de Omaha, na Base Aérea de Offutt. O museu era praticamente a céu aberto e os aviões ficavam bem em cima de uma pista desativada, próximos à pista principal. Logo que cheguei no pátio, lembro bem, vi um Grumman A-6 decolando, a aeronave da marinha, provavelmente estava apenas em algum traslado, mais adiante, havia um F-111 no ‘tarmac’, pensei que pudesse ser um daqueles raros FB-111A*, versão de bombardeiro atômico usado pelo Strategic Air Command, não sei bem… Read more »

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Foi abatido um helicoptero da PM do Rio???

https://www.rt.com/news/367534-rio-police-helicopter-downed/

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Faltou o endereço do museu.

Fernando
Visitante

ótima coleção. Falta só uma passarela em parte das instalações para dar ao visitante a oportunidade de admirar essas máquinas por cima.

Rinaldo, segue endereço:
28210 West Park Highway
Ashland, NE 68003

Open 9 a.m. – 5 p.m.
7 Days a Week
Closed: New Year’s Day, Easter,
Thanksgiving & Christmas

Members enter for free!
Adults: $12.00
Senior Citizens: $11.00
Active/Retired Military: $11.00
Children: $6.00 (Ages 4 – 12)
Prices subject to tax.
Parking is free for our guests.

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Prezado Rinaldo Nery,
Nesse link você encontra maiores informações:

https://sacmuseum.org/visit/visitor-information/

Carlos Crispim
Visitante
Carlos Crispim

Nossa, que show, fotos excelentes, que maravilha!!!!!!!!!!!!

ivanmc
Visitante
ivanmc

Imagens espetaculares!

hamadjr
Visitante

E ainda tem simulador para se divertir sem falar que o preço da visita recompensa cada centavos. Haveria outros museus como estes em Boston.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Não existe nada semelhante em Boston.

O museu mais próximo está em New York (Intrepid Aircraft Carrier), e o segundo mais próximo está em Washington, no Smithsonian Museum.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Aqui perto da minha casa está o museu do Commemorative Air Force. Muito bacana. Visitei faz dois anos.

http://www.commemorativeairforce.org

Carlos Alberto Soares-Israel
Visitante
Carlos Alberto Soares-Israel

Show, tenho que ir …..

Reinaldo Deprera
Visitante
Reinaldo Deprera

Interceptar um B-52 voando alto a mais de 950km/h pode parecer tarefa fácil, mas essas 2 .50 guiadas por radar davam a ele uma grande capacidade de sobrevivência nos engajamentos por trás com ou sem mísseis ar-ar. O alcance de um AA-2 Atoll não era suficiente para um engajamento por trás sem colocar o atacante dentro do alcance efetivo das .50, no caso do B-52 estar acima de 900km/h, é claro.

Save Ferris!

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Prezado Reinaldo Depreda,

Os artilheiros dos B-52 abateram dois MiG-21 no Vietnam.
O problema não era bem o alcance do AA-2, ele tinha uma certa probabilidade de acerto quando disparado bem dentro do cone de emissão infravermelho do inimigo e um MiG-21 ultrapassava fácil um B-52. A questão principal era a forte proteção ECM que os B-52 carregavam, o que frustou praticamente todas as interceptações.