Home Aviação Civil Embraer aumenta alcance do Legacy 450

Embraer aumenta alcance do Legacy 450

4256
8

1_Legacy450_SN020-2

A Embraer Aviação Executiva anunciou hoje que vai aumentar o alcance do novo jato executivo Legacy 450 para 5.371 km (2.900 milhas náuticas). Isso representa 602 km (325 milhas náuticas) a mais sobre a autonomia de voo da aeronave recentemente certificada. Com o alcance estendido, a aeronave poderá voar sem escalas de São Francisco ao Havaí, Nova York a Los Angeles, Riade a Cannes ou de Xangai para Jakarta. O primeiro Legacy 450 com a capacidade adicional deverá ser entregue no terceiro trimestre de 2016.

“O Legacy 450 foi desenvolvido para ser um jato executivo revolucionário na categoria mid-light. Agora, nós decidimos ir além para atender solicitações dos clientes que desejam alcance transoceânico na melhor cabine da classe”, disse Marco Tulio Pellegrini, Presidente e CEO da Embraer Aviação Executiva. “O maior alcance expande a capacidade operacional da aeronave sem comprometer o desempenho certificado. O Legacy 450 vai além das expectativas.”

Para atingir o novo alcance, serão necessárias poucas modificações na asa para permitir acomodação de mais combustível. As alterações incluem ainda atualizações na Unidade de Controle de Combustível (FCU, na sigla em inglês), aviônicos e manual de voo. O aumento da autonomia será retrofitável para as primeiras aeronaves de série que não tenham os tanques extras de combustível. No momento, o preço de lista da aeronave se mantém em US$ 16,57 milhões, com base nas condições econômicas de 2015.

legacy 450

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alex
Alex
4 anos atrás

Bela foto.

marcus
marcus
4 anos atrás

Dá para ir com folga em todas as capitais da America do Sul.

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Muita gente critica a Embraer. E nem vou dizer que não possa haver motivos, sejam quais forem. Mas não podemos negar. É uma empresa muito bem sucedida no seu ramo. A maioria dos seus projetos são um sucesso de vendas. Os ERA ja eram um sucesso. Aí em 2008-9, resolveram entrar no nicho de jatos executivos que, em número de unidades, hoje supera os jatos regionais. Sem falar que esse setor é dominado por empresas americanas e europeias de muita tradição. E é praticamente a única exportadora de bens de alto valor agregado, muito embora a maior parte de seus… Read more »

Mauricio R.
4 anos atrás

No segmento de jatos executivos era ou é a 4ª do mercado, atrás de Bombardier, Gulfstream e Dassault.
Do portfólio da empresa somente o Phenom 300 é líder de categoria.

Nonato
Nonato
4 anos atrás

De qualquer modo, Mauricio, é um mercado no qual ha um grupo maior do que o de fabricantes de jatos comerciais, portanto maior concorrência, e não faz feio. No caso dos jatos regionais e comerciais a Embraer não tem a menor pretensão de ser líder. Esse honroso terceiro lugar é uma façanha. No caso dos jatos executivos não sei se há ou havia esse objetivo. Comer pelas beiradas pode ser uma boa. Rs. Será que a Ford ou a Mitsubishi estão preocupadas por não serem o maior fabricante mundial de veículos? Acho até que o Brasil tem condições de ter… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Lembro que as outras montadoras concorrentes estão a décadas no seguimento ….. Portanto pro rata tempore …. EMBRAER é Show ….

carlos alberto soares
carlos alberto soares
4 anos atrás

Caro Guilherme Poggio 18 de novembro de 2015 at 17:18,

Endossando sua afirmação,

http://www.valor.com.br/empresas/4323058/embraer-vende-seis-jatos-executivos-para-mgm-resorts-international

VIVA A EMBRAER !