Home Nota Oficial Caças Rafale franceses atacam centro de treinamento do Estado Islâmico na Síria

Caças Rafale franceses atacam centro de treinamento do Estado Islâmico na Síria

1025
1

Rafale na operacao Chammal - foto Forca Aerea Francesa via Min Def Franca

Alvo atacado nesta madrugada foi um centro de treinamento do Estado Islâmico dedicado a operações suicidas

Em nota divulgada nesta sexta-feira, 9 de outubro, o Ministério da Defesa da França informou que dois caças Rafale da Força Aérea Francesa atacaram, na madrugada entre quinta e sexta, um “santuário”  do Estado Islâmico (EI) na Síria, a sudoeste de Raqqah. O alvo destruído no ataque, segundo a nota, foi um centro de treinamento do EI dedicado a operações suicidas.

A missão realizada a partir do golfo árabe-pérsico teve a duração de seis horas, e seu planejamento obedeceu a informações coletadas em voos de reconhecimento realizados ao longo de um mês. As operações francesas são feitas em coordenação com o Centro de Operações Aéreas da Coalizão (CAOC), localizado em Al Udeïd, no Qatar.

Nota divulgada pelo MD Francês no dia anterior apresentou um balanço sobre as missões realizadas desde o início do mês de outubro e a evolução do conflito. No Iraque, o Estado Islâmico (denominado Daech nos informes franceses) continua a defender seus ganhos territoriais no Nordeste, e as forças de segurança iraquianas têm atuado principalmente na região de Ramadi, no vale do Eufrates. Na Síria, a novidade é o engajamento de forças russas.

Rafale na operacao Chammal - foto Min Def Franca

Quanto às operações francesas, houve a manutenção de um ritmo constante de engajamentos, com 23 missões aéreas, segundo a nota. Dentre elas, destacaram-se quatro missões de reconhecimento e inteligência foram realizadas no espaços controlados pelo EI no Iraque (duas) e na Síria (outras duas), seis ataques no Iraque, resultando na destruição de 12 objetivos em Ramadi, Kirkouk e Sinjar, além de seis missões de reabastecimento em voo em proveito de aeronaves da coalizão.

Estas missões fazem parte da chamada Operação Chammal, lançada em 19 de setembro de 2014, que é a contribuição francesa na luta contra o EI no Iraque e mais recentemente na Síria. A operação mobiliza cerca de 900 militares franceses, num dispositivo que atualmente soma doze aviões de combate da Força Aérea Francesa (seis caças Rafale, três jatos de ataque Mirage 2000D e três Mirage 2000N), um avião de reabastecimento em voo KC135, além de um avião de patrulha marítima Atlantique 2 da Marinha Francesa, que também participa com uma fragata antiaérea, a Cassard (integrando o grupo aeronaval da Marinha dos Estados Unidos nucleado no navio-aeródromo de propulsão nuclear USS Theodore Roosevelt).

fragata antiaerea Cassard e porta-avioes Theodore Roosevelt - foto via Min Def Franca

FOTOS via Ministério da Defesa da França

 

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Leonardo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Leonardo
Visitante
Leonardo

Será?

Acho que o EUA e muito provavelmente a OTAN vão meter o pé da Síria e deixar aquela cagalhoapança nas mãos da Rússia, sinceramente acho que essa é a atitude mais inteligente a se tomar.

http://br.sputniknews.com/mundo/20151009/2388090/conselheiros-obama-retirada-eua-siria.html