Home Academia da Força Aérea Portões Abertos AFA 2015: muita gente e muita desistência

Portões Abertos AFA 2015: muita gente e muita desistência

905
17

Portões Abertos domingo aereo AFA 2015 A-4MB 05 - foto poggio

vinheta-opiniao-aereo Perto de 80.000 visitantes passaram pelos portões da Academia da Força Aérea (AFA) neste domingo (23/8/2015) para assistirem ao “Domingo Aéreo AFA 2015”. Este número seria muito maior caso os acessos à AFA fossem melhores e muitas pessoas não tivessem desistido da viagem. Há relatos de pessoas que ficaram mais de cinco horas na estrada SP-215 para rodar somente cinco quilômetros. Outros enfrentaram duas ou mais horas e resolveram dar meia volta.

Os acessos para a AFA não são ruins. Há pouco tempo, a rodovia SP-215 foi totalmente reformada neste trecho, incluindo o recapeamento da pista e a pavimentação dos acostamentos. Porém, para um evento como este que tem a possibilidade de atrair perto de cem mil pessoas, o acesso simplesmente não dá vazão ao fluxo de veículos.

Eu tinha pensado em não publicar mais matérias sobre o evento (foram seis até aqui) mas, por causa dos diversos relatos de desistência, publicarei mais alguns posts em solidariedade àqueles que não conseguiram chegar para que tenham uma visão melhor do que foi o “Domingo Aéreo” na AFA 2015.

Para piorar a situação dentro da Academia, muitos militares que estavam ali só para orientar tráfego interno não se entendiam. Havia um grupo que mandava os carros seguirem para uma direção e outro grupo mandava os veículos para a direção oposta. Resultado: carros e motos que queriam deixar a AFA ficavam circulando em volta da  praça da escultura da ‘Fumaça’, complicando ainda mais a vida dos veículos que queriam entrar na Academia. Sim, este é um ponto que a organização do evento deve rever (disponibilizar mais equipamentos de comunicação individual é uma possibilidade).

Por outro lado, nem mesmo a melhor das organizações poderia gerenciar de forma satisfatória um volume de veículos e pessoas tão grande. Fica aqui um alerta para o Comando da Aeronáutica promover eventos como este em outros locais próximos, pois havia veículos com placa de cidades distantes mais de 400km de Pirassununga. Tudo isto mostra que existe muita demanda para eventos do tipo “Portões Abertos” e a população gosta muito de shows aéreos.

17
Deixe um comentário

avatar
16 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
17 Comment authors
leigovmaxFernando "Nunão" De MartiniChandãojulio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Celso
Visitante

Poe esta e outras coisas q nao vou a este evento…….ainda falta muito para q um evento como esse se assemelhe ou passe perto de algum feito na Europa, nos USA e ate mesmo na Russia. Sds

Glaxs7
Visitante

Eu cheguei às 8:00 na alça de aceso da Anhanguera e já estava parada. Demorei 3 horas em avançar os 11 quilômetros até a base mas me parece que o engarrafamento foi por que as vias e acesso colapsaram e não por que o pessoal da base tenha errado na organização. No final do dia foram anunciados 92 mil visitantes. É claro que vai ter engarrafamento mas não acho que fosse um problema da organização. Com esse fluxo sempre teria dado um engarrafamento em qualquer lugar, principalmente se levamos em conta que o acesso é feito por uma estradada de… Read more »

Lucas
Visitante
Lucas

Seria muito bom se tivesse algum evento parecido aqui em Curitiba. Fui em uma apresentação da esquadrilha da fumaça e teve muita gente.

Com certeza gente é o que não falta para este tipo de evento, só falta fazer em outros lugares do Brasil.

paulo
Visitante
paulo

o maior problema desse evento eh pq eles so deixa entrar pelo portao da estrada de Piras / Aguai. Muita gente estava indo pela cachoeira das emas, so que la o portao estava fechado e la so entra quem tem passe no carro, nao havia nenhuma pessoa orientando para nao irem por la, dai as pessoas chegava la no portao que da acesso a fazenda da afa e tinham que retornarem, acho que a afa deveria abrir esse outro acesso para atrair mais publico e com isso diminuir a tempo de espera para entrar na afa, pq dessa forma as… Read more »

Frank
Visitante
Frank

Quando encontrei o trânsito totalmente parado logo na saída da rodovia, procurei alternativas. Deixei meu carro próximo à rodoviária de Pirassununga e utilizei transporte público, que no domingo sai de 30 em 30 minutos. Em menos de 1h estava ao lado dos hangares, tranquilo e com um ótimo lugar para assistir à demonstração. Na ida, muitas pessoas estavam indo de carro tentando entrar pelo portão da Cachoeira das Emas que não estava aberta a visitantes e causaram trânsito. O retorno foi ainda mais tranquilo e em mais ou menos 15 minutos estava de volta à rodoviária. O único “inconveniente” foi… Read more »

Bogaz
Visitante
Bogaz

O evento foi ótimo. Mas exatamente por causa desse problema acho difícil ir novamente. Devo ter ficado por volta de 6 horas parado contando a entrada e a saída.
Não creio que foi algo com a organização. As vias não davam vazão ao fluxo.
Só indo de avião mesmo agora para conseguir chegar.

Leandro Moreira
Visitante
Leandro Moreira

Lucas,

Vc tem encontrado a revista forcas de defesa aqui em Curitiba? Nao estou encontrando, ate mais.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Jamais vou a uma diversão, lazer, que sei que vou me stressar… com falta de organização, péssimas condições, gente mal educada, raros banheiros e sujos etc.
Enfim a grande massa de brasileiros são todos masoquistas. Salvo uma minoria e bem pequena ainda.
Enfrentar filas quilométricas para shows, futebol… rsrsrs!

Não fui… poderia ter ido… ainda bem que não fui mesmo.
Imagina, tinha até mais de um acesso ao evento (conforme o colega acima revelou) mas os burros ignoraram os milhares de visitantes com crianças e idosos e liberaram só um… incrível esses abestados que germinam por todo canto neste país.

Raul Pereira
Visitante

Última vez que fui na Afa foi rm 2012 para os 60 anos da Fumaça. Naquele ano já sabendo dos problemas de organização fui bem cedo e consegui fugir do trânsito. Vale falar que o credenciamento para o evento também é problemático. Já fui a eventos na Argentina (100 anos da FAA) e Chile (Fidae 2012 e Fidae 2014) e a organização foi incrível tanto na organização do público e transito quando no credenciamento onde todos são tratados com a mesma importância e respeito… Aqui ainda estamosonge disso… Muito longe… Então desisti de eventos no Brasil.

Cabo Amaral
Visitante
Cabo Amaral

Eu cheguei as 7:00 lá e ja tava começando a ficar movimentando, acho que eles não esperavam que ia dar tanta gente

Carla
Visitante
Carla

As 8:15 chegamos na entrada de Pirassununga pela Anhanguera, estávamos na fila do acesso quando a polícia rodoviária bloqueio bem frente ao nosso carro e tivemos que fazer o retorno sobre a rodovia. Ficamos 3 horas só para atravessar esse retorno enquanto a polícia abriu novamente o acesso que tinha bloqueado e muitos carros passaram a nossa frente. Se não tivesse ocorrido isto teríamos economizado pelo menos 3 horas. Conseguimos chegar ao local as 15:30. Absurdo a falta de planejamento, muitos carros pelo acostamento.

Glauber
Visitante
Glauber

Prezados.

Eles sabem sim que em show aéreo com sol e tempo agradável lá simplesmente fica lotado.

Não foi a primeira vez que isso aconteceu. E desde a muito tempo eu digo.

Que se chame a CET e deixe eles organizarem o trânsito da rodovia até o estacionamento. É um evento social e deveria ter a participação da CET nesse evento.

Tem espaço sim para todos e as vias de acesso não são problemas. O problema sempre foi a organização na hora de gerenciar a entrada e saída.

julio
Visitante
julio

a academia já sabendo disso que muitos não iria ter acesso porque não abre os portão da outra entrada por cachoeira das emas abeto tb isso diminuiria a entrada por aguai já que lá acredito que só autoridades tem acesso tem que melhorar é para o publico eu saio de americana as 5:30 para chegar cedo mais nem assim vaia adiantar daqui algum tempo lugar para estacionar tem muito e só saber usar já faz 8 anos que vou ao evento e só ta aumentando e a estrutura diminuindo já la dentro poderia deixar mais lugares cobertos pois muitas crianças… Read more »

Chandão
Visitante
Chandão

Infelizmente eu e mais 15 pessoas (inclusive crianças) passamos o dia enfurnados dentro de uma Van, tentando encontrar meios de acesso ao evento e acabamos ficando presos a 8 km da base, por conta da policia rodoviária fechou o primeiro acesso na Anhanguera. Uma falta de respeito ao público amante da aviação e de outros simpatizantes e aos moradores de Pirassununga que ficaram retidos em suas casas, por conta do congestinamento. Viajamos por mais de 300 km para ficarmos entocados dentro de uma Van. Falta de organização da AFA é pouco. Foi falta de competência mesmo!!! Se não são capazes… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Uma alternativa para amenizar os problemas seria, talvez, fazer do Domingo Aéreo um fim de semana aéreo na AFA (como já foi feito no PAMA-SP e também no caso dos 60 anos do EDA, em Pirassununga). Assim o público acaba se dividindo um pouco.

Mas sem uma mudança no acesso, abrindo mais uma possibilidade de chegada, isso seria só um paliativo. Será preciso pensar em diversas outras alternativas.

vmax
Visitante
vmax

SNAFU

leigo
Visitante
leigo

Perguntas de leigo. A AFA fica a que distância de São Paulo? Qual a periodicidade de tal evento? A demanda é enorme ou este final de semana atraiu, de forma inesperada, gente demais? Quais as alternativas? Haver uma maior interação com o público orientando onde é o acesso? Preparar alguns estacionamentos temporários a uma certa distância e providenciar o ônibus pra levar o público? Dividir o evento em dois dias ou dois finais de semana seguidos? Fazer uma espécie de reserva para quem quiser ir como forma de se preparar melhor e até fornecer alguns benefícios tipo local privilegiado e… Read more »