terça-feira, outubro 19, 2021

Gripen para o Brasil

Sikorsky recebe contrato para novos helicópteros presidenciais dos EUA

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

S-92A presidencial - concepção artística 2 Sikorsky via Navair

Contrato para desenvolver a versão especial e integrar sistema de missão a helicópteros S-92A é de 1 bilhão e 244 milhões de dólares, incluindo seis aeronaves iniciais e opção para mais dezessete

Na quarta-feira, 7 de maio, o Comando de Sistemas Aeronavais da Marinha dos Estados Unidos (NAVAIR) concedeu o contrato do programa de substituição dos helicópteros presidenciais americanos à Sikorsky Aircraft Corp.

Em nota divulgada pela NAVAIR, foi informado que o valor do contrato de desenvolvimento com preço fixo e incentivos é de 1 bilhão e 244 milhões de dólares,  sendo resultado de uma competição aberta para integração de sistemas de missão maduros num helicóptero já existente e em produção, de forma a minimizar o custo de desenvolver e testar um novo projeto.

S-92A presidencial - concepção artística Sikorsky via Navair

Outra nota detalhou que, pelo contrato, a Sikorsky fornecerá seis exemplares de teste de seu helicóptero S-92A, em produção, quatro das quais se tornarão operacionais, havendo opções de produção para 17 helicópteros operacionais adicionais, em três lotes, o que poderá elevar o número total para 23 aeronaves (21 dos quais operacionais e dois de testes). A empresa deverá integrar os sistemas sistemas de missão definidos pelo Governo dos EUA e instalar um interior executivo.

Atualmente, o Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos (USMC) opera dezenove helicópteros presidenciais, sendo onze do modelo VH-3D (em serviço desde 1974) e oito VH-60N (desde a década de 1980). Ambos são vistos juntos na imagem abaixo.

VH-3D e VH-60N presidenciais dos EUA - foto via Navair

FONTE / IMAGENS: Navair (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de originais em inglês)

 

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eder Albino

Alguma notícia sobre a versão militar do S-92? Acho que é o H-92 Super Hawk, oferecido ao Canadá.

Mauricio R.

Não, a designação correta é CH-148 Cyclone e não vai nada bem o projeto.
Olho gordo da tranqueira francesa e vingança do Merlin, talvez expliquem a uruca.

Eder Albino

É isso mesmo, o CH-148 Cyclone é designação no Canadá.
Mas essa designação não seria para a versão marítima somente?
Pois é, uma força operando com a combinação de S-60/70 juntamente com o “irmão maior” seria interessante.

Corsario137

Como o Maurício bem pontuou o CH-148 tem enfrentado problemas, e se demorar demais o governo do Canadá já ameaçou roer a corda.

Na sua versão civil, o S92, é sem dúvida o melhor helicóptero que surgiu nos últimos anos. Como qualquer aeronave nova teve lá seus problemas mas que foram todos sanados. Sucesso de vendas no Offshore. Pra comprar um hoje tem que entrar na fila ou pagar bem caro.

No momento é o “queridinho” do sindicato dos petroleiros.

Corsario137

Tenho o previlégio de poder ver ele todo dia, pousar e decolar na frente da minha janela 😉

lynx

Não haveria melhor post para eu estrear aqui no Poder Aéreo. Tenho o privilegio de pilotar um desses 15 dias por mês. Trata-se de uma aeronave fantástica. Sobra potência, atende bem aos comandos, extremamente estável e confiável. Não foi só por “patriotada” que os americanos o elegeram para transportar o presidente, em substituição ao “US-101”, que havia sido anteriormente escolhido por Bush, em concorrência anulada por Obama. O CH-148 é uma dor de cabeça por conta de uma “aventura” da Sikorsky que os canadenses entubaram: seus comandos são fly-by-wire. Aí está a origem de todos os seus males. O S-92A… Read more »

Clésio Luiz

Curioso o heli presidencial nos EUA ser operado pelos fuzileiros navais. Eu tenho a impressão que em todos os outros países são operados pela força aérea.

Guilherme Poggio

Em pelo menos um quesito a gente sai na frente dos americanos. Nosso esquadrão presidencial é muito mais moderno que o deles.

Flighting Falcon

E tinha publicação dizendo que seria o EH-101.

Sabe de nada inocente rs

Mauricio R.

Os ex-VH-71 vão servir de peças de reposição, p/ os CH-149 Cormoran canadenses.
Um fato interessantre em relação ao S-92 e a Sikorsky, o governo noruegues pretendia usar o NH-90 como aeronave SAR.
A Sikorsky bateu o pé, chiou barbaridade, por fim foi feita uma concorrência internacional, na qual o Merlin foi o helicóptero selecionado.

Corsario137

Lynx,

Você voa na Omni?

lynx

Não. Na BHS.

Mayuan

Vi ao vivo Sikorsky e Chinook pousando ao vivo no campo do Flamengo quando da visita do Obama aqui no RJ e o que posso dizer é me empolguei mais com isso que com a presença dele em si… óbvio que a aeronave atual é melhor mas os dois são duas belas aeronaves!

Baschera

lynx
8 de maio de 2014 at 21:32

Seja Bem Vindo Linx…..

Obrigado Galante !

Sds.

Baschera

Atualmente, o Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos (USMC) opera dezenove helicópteros presidenciais, sendo onze do modelo VH-3D (em serviço desde 1974) e oito VH-60N (desde a década de 1980).

Vai que a Tia resolve copiar o Tio Obamis…. rssss !!

Sds.

Rinaldo Nery

Clésio, o fato deles operearem o Marine One é só uma deferencia a uma instituição tão tradicional lá. A USAF não se incomoda.

Mauricio R.

Baschera,

Então favor não dar ideia, pq vc sabe mto bem qual seria o helicóptero, se é que aquilo pode ser assim chamado, adquirido.
Nossa a AH iria adorar, mais 19 tranqueiras somadas ao lote anterior de 50, sendo que dessas, 16 vieram prontinha; da França.

“A USAF não se incomoda.”

São somente helicópteros, eis pq a USAF não sa incomoda.
Se fosse um C-40, seria bem diferente.

Últimas Notícias

FAB realiza enlaces de dados entre aeronaves usando o LINK-BR2 pela primeira vez

Os voos foram realizados durante a execução da Operação Íris, como foi denominada a segunda fase de ensaios de...
- Advertisement -
- Advertisement -