quarta-feira, abril 21, 2021

Gripen para o Brasil

CRUZEX neste ano não terá aeronaves

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Os preparativos para a sexta edição da Operação Cruzeiro do Sul (CRUZEX) começaram na Base Aérea de Natal (BANT). Nesta segunda-feira (28/05) aconteceu a reunião inicial da operação, com representantes do Brasil, Argentina, Chile, Equador, Estados Unidos, França, Peru, Uruguai, Venezuela, Suécia, Reino Unido e Canadá. É o primeiro contato dos participantes em Natal, cenário que sediará a operação este ano. Pela primeira vez, a CRUZEX não contará com aeronaves no teatro de operações.

FONTE: BANT

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
maxi47

por que?

asbueno

Será um SIMULEX total? 🙂

Nick

Caro Asbueno,

Concordo com 100% com sua sugestão.

Mudem o nome do exercício para SIMULEX (nome de remédio?) 🙂

[]’s

Alexandre Galante

Vai ser legal pra gente fotografar os aviões invisíveis…rs

Giordani RS

A prova definitiva de que o Forevis-5 é um verdadeiro caça stealth!

Cruzex stealth…

Campeonato sulamericano, não, mundial! de flight simulator…a que ponto chegamos…

Fabio ASC

Depois falam que o Brasil não tem caças Stérfiz…

Taí nem vão ver… viu?!?!?! passou.

Justin Case

Amigos, boa noite. Acho que não é novidade completa a ausência de aeronaves. Parece que isso já estava previsto desde a última edição. A Cruzex, na sua essência, sempre foi um exercício focado no Comando e Controle. Atualmente é possível treinar bem essa parte apenas com o uso de meios computacionais e simulação. Além disso, creio que, sem o emprego de aeronaves, seja possível aumentar o número e as situações de interações diferentes, no mesmo período de operação. Certamente os custos e riscos envolvidos em uma operação real também influenciaram nessa decisão. Mas é claro que esse exercício não terá… Read more »

Alexandre Galante

Justin, se fizermos como a USAF, essa será a nossa Blue Flag, que é voltada para o treinamento do staff de comando e controle.

Mas aqui como lá, Blue Flag não substitui a Red Flag.

É provado que a maior parte das perdas e acidentes ocorre nas primeiras 10 missões de combate de uma campanha, por isso se treina tanto na Red Flag.

Agora é óbvio que os fotógrafos de aviação não gostam de Blue Flag e nem de Cruzex sem aviões.

Samuel B. Pysklyvicz "Jaguar"

Vai ser a versão flight simulator do Cruzex. Vai estar cheio de Militar com o jogo Instalado no seus notebook brincando de voar. E complicado.

luizblower

Vejam pelo lado positivo: é a primeira participação do FX-2 na CRUZEX!

Daglian

À parte do fato desta CRUZEX não ter aeronaves operando, fiquei surpreso (agradavelmente) ao saber que mais forças aéreas GRANDES além da USAF e da força aérea da França estão participando, vide RAF, FAC e, de certa forma, FACh, além da força aérea da Suécia.

Ótima surpresa. Fico triste em saber que não haverá aeronaves mas por este lado entendo a importância do evento para a FAB.

HRotor

Pra que avião, é muito perigoso e caro…
O que importa é ser em Natal, todo mundo fica feliz…

Mauricio R.

Deixaram os F-5 reformados, abaterem Le Jaca, olha só o resultado!!!

Vader

Hahahaha… 🙂

Eleazar Moura Jr.

Tão liso (sem dinheiro) diga! e não tinha uma proposta da CRUZEX ser realizada em outros países da América do Sul, de haver um revezamento? o Chile hoje teria melhores condições estruturais de fazer uma CRUZEX que o Brasil, além do mais o “país vermelho” (agressor) com certeza seria bem mais forte (F-16) que os brasileiros.

Giordani RS

Que nada! Isso é medo dos participantes de encararem o Forevis-5 Eagle!

Almeida

Só piora…

Reportagens especiais

O Rafale apresentado por quem entende

O Poder Aéreo participou de uma coletiva com a imprensa especializada fornecida pela Dassault Aviation na LAAD 2009. A exposição...
- Advertisement -
- Advertisement -