Home Operações Aéreas Moro… Num país tropical… Tenho um Super Hornet e um violão…

Moro… Num país tropical… Tenho um Super Hornet e um violão…

588
20

Fotos são do exercício FARU SUMU 01-2012, realizado na base da RAAF de Darwin, em meio às chuvas tropicais do Norte da Austrália

Tudo bem, é um pouco de exagero dizer que a Austrália é um “país tropical”, como se costuma falar a respeito do Brasil, cuja posição geográfica inspirou a letra da famosa música de Jorge Benjor. Mas quase metade da Austrália está acima do Trópico de Capricórnio, que no Brasil passa próximo à cidade de São Paulo. Embora os novos Super Hornets da RAAF (Força Aérea Real Australiana) sejam abrigados na Base de Amberley, cuja latitude está próxima à de Florianópolis, no Brasil, boa parte das possíveis ameaças que a Austrália leva em conta estão ao Norte.

E é justamente na Base de Darwin (que na Segunda Guerra Mundial sofreu ataques japoneses), no Norte da Austrália, que os F/A-18F Super Hornet da RAAF estão participando, pela primeira vez, do exercício FARU SUMU 01-2012. Fazendo uma comparação, Darwin está numa latitude próxima à da cidade de Salvador e, como aqui, as chuvas do final do verão (ou, para citar outra música, as “Águas de Março”) também estão marcando sua presença no exercício, como se pode ver pelas fotos divulgadas (clique para ampliar).

Segundo o site do Ministério da Defesa da Austrália, dez caças F/A-18F Super Hornet e cento e quarenta membros da RAAF estão no Território Norte, participando do FARU SUMU 01-2012. Os Super Hornets são do Esquadrão N.6 de Amberley, e também participam controladores aéreos (Joint Terminal Attack Controllers – JTAC) do Esquadrão N.4 de Williamtown. O exercício acontece entre os dias 11 e 29 de março, nas bases de Darwin, Tindal e no estande de tiro de Delamere.

FONTE / FOTOS: Ministério da Defesa da Austrália

VEJA TAMBÉM:

20 COMMENTS

  1. Na boa, quase infartei de alegria e emoção…

    Depois vi que era no país dos outros…isso não se faz com os leitores 🙂

    Que a Presidente tenha a lucidez necessária para essa decisão.

    Sds.

  2. elson Lima · UFRJ Universidade Federal do Rio de Janeiro
    A decisão será política, portanto.

    Caro nelson Lima! As últimas decisões politicas deram em M…..A com flocos crocantes, mas não era chocolate Nestlê, vide a estaleiro naval, lei da copa, EC 725 e demais do mesmo naipe,,,e pelo que se houve por aí a Gerente não está muito afim de assumir a bronca que o Presidente executivo do grupo Banânia deixou para ela……..

    Grande abraço

  3. Eita que agora eu dei um pulo de alegria, mas como alegria de pobre dura pouco, de volta a realidade…

    Nao tenho duvidas de que este deveria ser o nosso vetor tb, 36 ja estariam de OTIMO tamanho, principalmente com os armamentos que virão junto e o radar AESA.

    Que as cabeças que irão decidir essa parada tenham pelo menos 5 minutos de lucidez, que é o tempo que devem levar pra assinar o contrato com a Boeing. Pelo menos isso.

  4. Ao Ricardo Almeida (do Facebook)

    Este é um site que gosta de manter o bom-humor, de vez em quando.

    Quanto a babar em ovos, fique à vontade para procurar sites especializados no assunto.

    Saudações!

    PS – mas já que você falou em “glorificação”, e aproveitando que o título brinca com música, se quiser ouvir uma glorificação “à moda americana” das boas eu recomendo esse vídeo:
    http://www.youtube.com/watch?v=8gyvTV5OJ5E&feature=related

  5. Grupo Banárnia foi muito bom.

    Não nos exaltemos, pode ser que no dia 09/04 nada seja anunciado como de costume. Não esperem nada demais (eu sei que é difícil!).

  6. Não sei porque o Aéreo se dá ao trabalho de responder à PaTrulha. Não irão convencer quem já está pré-convencido, e entra aqui apenas para tentar detonar o bom trabalho realizado.

    Eles que vão chorar suas lágrimas vermelhuxas no site do Seu Pp…

  7. Vader,

    Apenas uma boa desculpa para ouvir um pouco de Elvis…

    Dependendo da bola que levantam, a gente chuta, vinda da esquerda, vinda da direita, tanto faz. Nosso objetivo, de qualquer forma, é que todas as torcidas comemorem o grande gol, que é o crescimento do debate sobre defesa no Brasil.

    (PS – Mas para o bem dos leitores, não vou seguir a sugestão do Giordani sobre o Mel Gibson)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here