domingo, dezembro 5, 2021

Gripen para o Brasil

Investigação pode tirar Embraer de concorrência nos EUA

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Silvana Mautone

Uma investigação que vem sendo conduzida pela Securities and Exchange Comission (SEC, a comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos) pode prejudicar os negócios da Embraer no mercado americano. Se considerada culpada, a empresa pode ser impedida de fazer negócios com o governo americano, multada e os executivos envolvidos podem ser condenados a até cinco anos de prisão.

Na divulgação do balanço referente ao terceiro trimestre deste ano, a Embraer comunicou que está sendo investigada pela SEC por possível descumprimento do US Foreign Corrupt Practices Act (em tradução livre, Lei Contra Práticas de Corrupção no Exterior). Essa lei proíbe empresas listadas no mercado americano de subornar oficiais de governos estrangeiros ou fazer qualquer outro tipo de pagamento ilegal em troca de benefícios nos negócios.

Segundo o comunicado da Embraer, a empresa “contratou advogados externos para conduzirem um processo de investigação interna acerca de transações realizadas em três países específicos”, sem citar quais países são esses. Procurada pela Agência Estado, a Embraer não respondeu ao pedido de entrevista até o fechamento desta edição.

A investigação pode prejudicar a Embraer na disputa de um contrato de cerca de US$ 1,5 bilhão em andamento com o governo americano. Com o Super Tucano, a Embraer é uma das quatro finalistas para fornecer 100 aviões de ataque leve e reconhecimento armado para as Forças Armadas dos Estados Unidos.

A versão básica do Super Tucano custa entre US$ 10 milhões e US$ 15 milhões. Se vencer essa concorrência, a venda para o governo americano seria a maior venda de aviões Super Tucano já realizada pela Embraer desde o seu lançamento.

Além da Embraer, estão na disputa a americana Hawker-Beechcraft, com o T-6 Texan, a italiana Alenia, com o jato Alenia Aermacchi M-346, e a suíça Pilatus Aircraft, com o Pilatus PC. Vencer essa concorrência significaria para a Embraer uma porta de entrada para o maior mercado de defesa do mundo, que é o americano.

FONTE: O Estado de São Paulo, via Notimp

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
tiagobap

“Tapetão” para derrubar os ST?

Alexandre Galante

Tá parecendo…

Eduardo RA

É uma acusação gravíssima, vinda de um país que é o expoente máximo de lisura nos negócios, notadamente no ramo militar. Que vergonha, Embraer.

tiagobap

Lembrei de uma frase/pergunta dita certa feita por um cliente insatisfeito: “Teu produto é tão fraco que tua empresa precisa fazer isso?”. Me parece que ela caberia ao T-6…

Clésio Luiz

Eduardo, você se refere aos EUA como expoente máximo de lisura nos negócios?

masadi45

Há alguma mínima dúvida que a Embraer já foi “chutada” da concorrência?
Arrumaram um pretexto e,……. só.

Lyw

Eduardo RA você realmente tem certeza que quis fazer esta afirmação: Os EUA “são expoente máximo de lisura nos negócios, notadamente no ramo militar” ?

Meu caro amigo, acho que você não está muito a par de como funciona a máquina da indústria bélica norte-americana que enriquece senadores há décadas. A EMBRAER fez apenas o que todas lá o fazem. Só que a EMBRAER é novata no negócio, tudo indica que vão cair nesse tapetão.

masadi45

Car……………………….!!!!!!!!!
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
!!!!!!!!!!!!!li EXPOENTE MÁXIMO DE LISURA NOS NEGÓCIOS!?!?!??????

CARACA !!!!! DE ONDE ESTE CARA VEIO ???????kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

NOTA DOS EDITORES: NÃO UTILIZE MAIÚSCULAS NOS COMENTÁRIOS

Marcelo

“É uma acusação gravíssima, vinda de um país que é o expoente máximo de lisura nos negócios, notadamente no ramo militar. Que vergonha, Embraer.”

hahahaha, essa é boa! E não foi a Boeing que subornou oficiais de procura da USAF na 1a concorrência do tanker para dar 767? Até o presidente da Boeing foi depor e foi julgado culpado. E a Boeing foi proibida de fazer negócios com o Pentágono??? Claro que não!!!

Eduardo RA

Hehehehehe… Só não mencionei o modo SARCASMO ON. Claro que não penso isso. Os caras são o que há de pior nesse assunto, embora entenda que eles apenas defendem o deles.

Marcelo

Eduardo:

ah bom…

Eduardo RA

A acusação da SEC deveria ser lida como um elogio, do tipo: o produto deles é tão melhor, que só resta apelar pro jogo sujo…

edcreek

Olá,

Tapetão na cabeça, e aida existe quem creia na real possibilidade da maior potencia do planeta que fabrica metade do nosso ALX comprar ele de intermediarios…..Eu não…….

Abraços,

Vader

Sem patriotada cambada: todo mundo já estava cansado de saber que as chances do ST levar lá eram pra lá de mínimas.

De mais a mais lisura e investigação é sempre bom. A Embraer terá direito de defesa, coisa que só é possível em democracias plenas. Se for considerada culpada, tem mais é que ser punida mesmo.

Dar dinheiro para “otoridade” comprar avião é sujeira em qualquer lugar do mundo, e quem faz isso tem que ser mesmo expulso do mundo dos negócios.

Baschera

Se a SEC acusou…. de graça é que não foi. Alguém meteu o pé na bos…

Manipulação também é o que não falta neste mercado, ainda mais em dias de “vale tudo” e crise econômica.

Temos, sim, é que trzaer esta SEC para cá….. a nossa “cópia” é muito fraquinha.

Como dizia o Leoonel de Moura Brizola… são os “interesses”….

Sds.

Mauricio R.

“Até o presidente da Boeing foi depor e foi julgado culpado.”

Nesse episódio, 2 VP’s da Boeing foram julgados, condenados e presos.

Tadeu Mendes

Amigos,

Se for verdade…ai a coisa fica feia.

Pelo menos a Embraer tem grana para contratar advogados americanos de primeira linha (gente que sabe como funciona o sistema aqui dentro), e partir para o contra-ataque.

Se for provado que essa acusacao da SEC, nao passa de uma conspiracao organizada por interesses de algum lobby , ate mesmo o FBI poderia ser acionado para ajudar nas investigacoes, e salvar a Embraer de um perigoso esquema de demacao.

Se a Embraer pisou na bola, a sobrevivencia da empresa esta em jogo.

Últimas Notícias

Os jatos mais avançados da Força Aérea dos EUA podem estar vulneráveis ​​devido às suas próprias armas

A Força Aérea dos Estados Unidos tem algumas das aeronaves mais sofisticadas do mundo e está desenvolvendo jatos mais...
- Advertisement -
- Advertisement -