domingo, dezembro 5, 2021

Gripen para o Brasil

Mais informações sobre o F-X-III, de quinta geração, da Coreia do Sul

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Programa, que inclui o russo PAK-FA entre os concorrentes, deve sair em outubro do ano que vem

A Coreia do Sul irá adquirir uma nova geração de caças furtivos no exterior para melhor combater provocações norte-coreanas, informou a agência de aquisição local de defesa nesta quarta-feira.

O Programa de Aquisição de Administração de Defesa (DAPA) disse que reduziu a lista dos candidatos para quatro caças: o F-15SE Silent Eagle da Boeing, F-35 Lightning II da Lockheed Martin, Eurofighter Typhoon da EADS e o T-50 PAK-FA da russa Sukhoi.

De acordo com DAPA, o projeto para adquirir 60 caças de quinta geração stealth est´estimado em 8,29 trilhões de won (US$ 7,86 bilhões). O país espera escolher o vencedor em outubro do ano que vem.

“Facilitamos os critérios de capacidade operacional para garantir que mais jatos possam entrar na licitação”, disse a agência em um comunicado. “Vamos delinear estratégias que permitam a transferência de tecnologia e incentivar a concorrência.”

A DAPA disse que a nova geração de caças preparará melhor o país contra as “capacidades assimétricas” da Coreia do Norte e reforçarão a dissuasão do Sul contra os ataques aéreos de surpresa.

A agência disse que Seul também vai adquirir helicópteros AH-X de ataque no exterior. O SuperCobra AH-1W da Bell e o AH-64D Block III da Boeing, ambos helicópteros americanos, irá competir com o Tiger CE-665 da Eurocopter da França e do T-129 da Turquia.

Este projeto, avaliado em 1,84 trilhões de won, representa a compra de 36 helicópteros de ataque. O vencedor da licitação também será anunciado em outubro do próximo ano.

FONTE: Yonhap News

- Advertisement -

14 Comments

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader

A Coréia é uma grande usuária de F-15. Arrisco-me a dizer que esse remendão chamado F-15 “Silent” foi feito exclusivamente para ela.

A Boeing sai na frente nesse FX3.

Nick

A primeira informação que salta os olhos é valor da concorrência: Em torno de US$130 milhões por caça. Só para comparar, o FX-2 na versão que o MD quer custa US$166 milhões por caça(mas é claro, vem com ToT infinita). Tecnicamente, F-35 e PAKFA são 5ª geração, e F-15 Silent e EF-2000 , 4.5, 4.75, ou 4,85 geração 🙂 Politicamente, F-35 e F-15 S são favoritos disparados. EF2000 está apenas concorrendo, e o PAKFA é figurante. Operacionalmente, como o Vader disse, o F-15 tem vantagem, por já ter uma base instalada, faria sentido em aumentar essa base. F-35 por outro… Read more »

Ivan

Poggio,

O consórcio Eurofighter alega que seu caça, o EF-2000 Typhoon teria todas as características de um caça de 5ª geração, menos é claro a furtividade destes últimos.

Dos 5 ‘S’ ele apresentaria 4 (quatro): Supercruzeiro, Supermanobrabilidade, STOL e Sensor Fusion (Fusão de sensores/dados).

Mas falta o essencial: Stealth.

Desolé. 🙂

Marco Antônio

O FX3 sulcoreano é a terceira de uma série de concorrências bem sucedidas, ou seja, as duas anteriores foram finalizadas com a escolha e aquisição de um vetor concorrente……

Por aqui, as concorrências são reeditadas pelo insucesso das anteriores…..

Diferença “interessante”.

Rogério

Com o Japão de Shinshin e a China de J-20, a ROKAF não vai se contentar com menos que o F-35/PAK-fa.

Almeida

Foi isso mesmo que eu li?

Eles “facilitaram os critérios de capacidade operacional” e mesmo assim o Rafale não faz parte da concorrência? Humm…

Grifo

Eles “facilitaram os critérios de capacidade operacional” e mesmo assim o Rafale não faz parte da concorrência? Humm…

Caro Almeida, o Rafale já foi reprovado pela ROKAF em 2002, porque eles analisariam o avião novamente?

O interessante na época a Dassault prometeu aos coreanos motor mais potente, radar AESA, HMD e Spectra melhorado. Quase 10 anos depois o Rafale ainda não tem nada disso… Eles não vão incluir o Rafale só para ouvir de novo as mesmas promessas dos franceses.

Mauricio R.

O “remendo” de furtividade do F-15SE, parte de uma parceria entre a Boeing e a KAI, será fabricado na Coréia do Sul.
E se o “remendão” de F-15E c/ “stealth”, está presente nesta concorrência de 5 geração, então o Typhoon tb pode.
A ausência, bem vinda aliás, do Rafale se deve ao envolvimento do representante local da Dassault, em certas práticas condenáveis, em um certame anterior.
Após o competente processo judicial, a Dassault, p/ nossa alegria, jurou nunca mais participar de alguma concorrência na RoK.

Justin Case

Amigos, Um avião não deve ser considerado “reprovado” por não vencer uma competição. Deveríamos considerar “reprovados” Gripen, F-16, F-18, Mig 35, só porque não alcançaram o short-list indiano? Claro que não. Typhoon está na próxima competição da Coréia, mas foi desclassificado no short list do FX-2. Ah! Na RIAT 2011, o Rafale foi aprovado: Le capitaine Brocard et son Rafale remportent le trophée Paul Bowen du Royal International Air Tattoo 2011 22 juillet 2011 – 19:00 Belle performance réalisée par le capitaine Michael Brocard, à l’occasion du Royal International Air Tattoo 2011, (15-16 juillet) l’un des plus importants meetings aériens… Read more »

Justin Case

Ah!

O link para o vídeo da apresentação:

http://www.youtube.com/watch?v=znyxa8BASIE&feature=player_embedded

Abraços,

Justin

Vassili

O PAK-FA está mesmo participando desta concorrência???????? duvido que os russos sequer deixem algum piloto sulcoreano sentar na nacele dele, quanto menos testar ele em voo, com todos os sensores funcionando. A não ser que queiram repassar “de mãos beijadas” os dados eletrônicos para “usamericanus”…………. F-35 na cabeça………… mesmo com o valor dele subindo rumo a estratosfera…….. Quanto ao F-15 Silent Eagle 4.85 Geração ou sei lá o que………….vai ser mais um lindo projeto de aeronave de combate que prometia muito, mas que ninguém se interessou nele………. Tipo o F-20 Tigershark. Obs: coloquei o verbo prometer no passado, para que… Read more »

G-LOC

Vassili,
– O PAK-FA vai usar os mesmos aviônicos do SU-35S. O mesmo oferecido para a FAB e outros países
– No máximo tem a mesma capacidade que os outros concorrentes.
– A Sukhoi sempre deixou claro que pretende vender o PAK-FA.
– Os russos tem que ter medo da china e não da europa ou EUA.

Mauricio R.

OFF TOPIC…

…mas nem tanto:

O Typhoon é a “melhor opção”, mas não foi selecionado ainda, na Malásia.

(http://www.flightglobal.com/articles/2011/07/26/359886/malaysia-defence-chief-prefers-eurofighter.html)

Deve substituir o Mig-29N e o F-5, pessoalmente já incluiria na conta os poucos Hornets, do inventário da RMAF tb.

He, he, he, provavelmente cravando mais um usuário, o 7º, em um país que está induzindo em serviço, o Flanker(Su-30MKM).

Últimas Notícias

Finlândia deve escolher jatos F-35 na concorrência de US$ 11 bilhões

A Finlândia deve escolher os caças F-35 da Lockheed Martin Corp. em sua licitação de 10 bilhões de euros...
- Advertisement -
- Advertisement -