sábado, junho 12, 2021

Gripen para o Brasil

Chefe da IAF (Indian Air Force) confessa obsolescência

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Nova Deli, 04 de outubro: A Força Aérea Indiana tem uma carência de cerca de 600 pilotos e a metade de seu equipamento é obsoleto, mas essa tendência está invertendo, Marechal do Ar Pradeep Vasant Naik disse aqui hoje.

“Não é como se fossemos incapazes”, disse ele. “Por quase 10 anos, houve pouco dinheiro disponível, mas agora não é esse o caso.”

Menos pilotos estão optando por sair da força agora – atraídos pelas companhias aéreas privadas – do que antigamente. Em cinco anos, a “taxa de obsolescência” dos equipamentos cairá dos atuais 50 por cento para 20 por cento, afirmou Naik.

A IAF vai comemorar seu 78º aniversário nesta sexta-feira. A data é comemorada a cada ano como “Dia da Força Aérea”.

Houve uma carência “entre 550 e 600” (pilotos). “Mas a taxa de atrito inverteu já há algum tempo”, disse ele, o que significa que mais pilotos estavam entrando na Força do que a estavam deixando.

Mas, com a IAF expandindo a sua frota de aeronaves – aeronaves Airborne Early Warning (AWACS) foram incorporadas este ano – a procura de pilotos nas áreas de helicópteros, de transporte, de caça está-se multiplicando.

A IAF está agora no meio do processo de escolha de 126 aeronaves de combate médio multifunção (MMRCA). Dependendo da seleção, esses aviões podem ser monopostos ou bipostos. No caso de serem escolhidos bipostos, a IAF necessitará mais pilotos de caça do que nunca.

Naik informou que a IAF apresentou o seu relatório de avaliação sobre os ensaios dos aviões de combate para o Ministério da Defesa. Agora é atribuição do Governo de fazer o “short list” dos seis concorrentes, para aquele que é atualmente o maior contrato mundial de defesa.

Os seis concorrentes são o F-16 Super Viper, o F/A-18 Super Hornet, o Gripen NG, o Rafale, o Eurofighter Typhoon e o MiG 35.

Naik afirmou que cobrir as lacunas na defesa aérea está no topo de sua lista de prioridades, assim como a IAF procura equacionar a obsolescência tecnológica.

Aquisições de radares mais precisos, mísseis terra-ar e de um sistema de defesa contra mísseis estão no topo da lista de compras.

Há também uma escassez de cerca de 50.000 graduados (abaixo do nível de oficial). Ele disse que, em dois anos, a IAF iria recrutar 30 mil funcionários adicionais.

Naik afirmou que a IAF estava planejando comprar entre 200 e 250 “Fifth Generation Fighter Aircraft” (FGFA). O programa FGFA é uma joint venture com a Rússia. Ele ainda está na prancheta. Se o desenvolvimento for cumprido conforme o cronograma, a introdução desses caças de quinta geração pode começar em sete anos a partir de agora.

FONTE: The Telegraph / COLABOROU: Justin Case

- Advertisement -

60 Comments

Subscribe
Notify of
guest
60 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
JapaMan

Enquanto reclamam de 50% de obsolescência, aqui no Brasil esse número chega 200% ou mais, pq até os equipamentos futuramente poderemos comprar (Mirage 2000-5 ou 9) ja estão absoletos.

Quanta diferença!!!

Seal

Em 2004, durante um exercício militar com a Força Aérea Indiana(IAF) em Gwalior, Índia, a Força Aérea Americana foi humilhada quando os SU-30 MK1 indianos derrotaram o melhor de seus caças de superioridade aérea, o F-15C. O gerenal americano Hornburg, comandante do Air Combat Command, lamentou a surpresa da USAF por ser superada pelo desconhecido poder aéreo indiano. A Força Aérea Indiana começou a utilizar uma versão atualizada do SU-27, rebatizado de SU-30, entre 1997 e 1998. Quanto mais os indianos aprediam sobre esta aeronave, mais atualizações eles faziam. Aviônicos franceses e israelenses foram instalados, seguidos por computadores e outros… Read more »

Paulo Andrade

Se eu fosse Ministro da Defesa da India mandava esse comandante passar 6 meses de “intercâmbio” aqui no Brasil.

Ia ver o que é bom pra tosse…

Agora tirando a brincadeira de lado chega a ser triste quando notamos o tanto que a FAB acabou ficando pra trás em matéria de equipamento. Somente com muita perseverança desse pessoal da FAB prá não termos “abaixado as portas”.

Creio que muito político por aí adoraria dar uma basta nas FA´s e desviar as verbas pra outros itens do orçamento.

Galileu

“A Força Aérea Indiana tem uma carência de cerca de 600 pilotos e a metade de seu equipamento é obsoleto…”

Se lá ha metade de equipamento obsoleto aqui então é o que 92%?!

Guilherme Poggio

Galileu disse:

Se lá ha metade de equipamento obsoleto aqui então é o que 92%?!

Que isso Galileu!

Duvido que o GTE deles seja mais moderno que o nosso

http://www.aereo.jor.br/2010/06/09/nunca-antes-na-historia-do-gte/

Galileu

Discordo Paulo

Perseverança é do EB, a FAB como a MB tem um baú de ouro, que no caso da FAB é a Infraero (cabide de emprego) que espero que algum dia privatizem aquela ******** mas a FAB não vai largar o osso fácil ahahahah

Ricardo_Mga

Algom me diz que India e Brasil vão escolher o mesmo caça…..

Ricardo_Mga

* algom = algo

A-1

TA RESOLVIDO OS PROBLEMAS DELES…
NÓS MANDAMOS UNS PILOTOS PARA LÁ, E ELES NOS MANDAM UNS AVIÕES PRA CA, ISSO PORQUE PARECE QUE LÁ OS NOVOS AVIÕES IRÃO VOAR PRIMEIRO QUE OS NOSSOS FX-3 RSRS

Leandro

Ricardo_Mga como eu gostaria que as suas palavras fossem proféticas!!!

Alguém ai sabe o inventário dos caças da Índia, se eu estiver errado por favor me corrijam:

Mirage 2000;
MIG-29, MIG-27 e MIG-21;
Jaguar e
Su-30 MKI !

Fico agora na dúvida, depois dos USA e Rússia, quem é a mais poderosa, Índia ou China?

Leandro

Obs.: O HAL Tejas e o MMRCA vão substituir quais caças do inventário indiano? Os MMRCA eu sei que são os Mig-21 e os Tejas, substituirão quem?

Paulo Silva

E a India com mais de 100 SU-30MKI se encontra obsoleta, e agente aqui pensando em comprar o Gripen NG, que conhecendo o nosso GF poderá nao passar de 36 apenas. Com 36 cacas, aonde teremos a falada longística de pecas e escala de producao? Nao me venham falando que a Suécia irá comprar o NG(estará no contrato?), até porque o Gripen C/D é perfeito para eles, precisando assim somente efetuar modernizacoes de C/D para E/F.A melhor opcao dentro do short list realmente é o F-18 SH. A Índia, ao meu ver, nao comprará o Gripen NG somente pelo fato… Read more »

Paulo Andrade

Pelo tamanho e potência o Tejas substitui o Gripen…..rs Desculpem mas não resisti….. Agora falando sério temos que ver que moderno mesmo só os SU-30 e mesmo assim com ressalvas. Os Mirage serão modernizados pois já devem estar bem defasados e o resto é bem meia boca Pelo que vi certa vez numa matéria da ASAS há o plano do PAK-FA, o MMRCA, o plano do Tejas e um outro plano de um caça de quinta geração a ser desenvolvido pelos próprios indianos. Vai ter grana assim lá no Oriente… Com relação á dúvida do amigo Leandro, creio que a… Read more »

Fabio

Perguntinha:

Como era a força aérea do Iraque antes da 1 Guerra contra os EUA?

Ou seja, a quantidade de vetores não significa necessariamente operacionalidade.

A formação de um piloto de combate leva pelo menos 6 anos, ou seja, não vai formar 600 pilotos de uma hora para outra (sem contar os que deixam as forças armadas).

Um capitão por exemplo, que deixa as forças armadas, são 10 anos de formação perdidos e para suprir são pelo menos outros 10 anos.

Não é como uma linha de montagem que vc fabrica de uma hora para a outra.

Giordani RS

“Paulo Andrade disse:
5 de outubro de 2010 às 16:54
Pelo tamanho e potência o Tejas substitui o Gripen…..rs
Desculpem mas não resisti…”

Hahahahahahaa…
Boa!

***

A logistica deve ser o inferno na índia. Precisam ter peças dos quatro cantos do mundo…mas por outro lado, se um fornecedor “falhar”, apenas uma parte do inventário fica comprometida.
Éh…O que é preciso fazer quando se tem fronteiras “quentes”…

***

É só questão de minutos para aparecer um “verde” e dizer que a índia devería gastar com suas mazelas internas e blá…blá…blá…

André

Após ler esse post, fiquei pensando: qual seria o grau de obsolescência da FAB?
Sds

robert

sinceramente?

Mirage 2000;
MIG-29, MIG-27 e MIG-21;
Jaguar e
Su-30 MKI !

qnd eles falaram obsolencia, deveriam estar falando nos mig (todos tipos) e jaguares… não do Su-30.

Francisco AMX

“Fico agora na dúvida, depois dos USA e Rússia, quem é a mais poderosa, Índia ou China?”

Leandro, eu ainda penso que em termos de armas/doutrina/equipamentos/capacidade:

USA
Russia
China/UK/França/Israel (esta a mais experimentada e atuante FA do mundo moderno, junto a USAF)
India

Sds!

Francisco AMX

A FAB, coitada, quando moderniza um vetor, tem a sorte de ter este capacidades de carga e/ou vôo, originais, fraquinhas… F-5 e AMX… logo, mesmo modernizando “meia boca” tais meios, em quantidades ridiculamente insignificantes, para nosso “tamanho”, ficamos, mesmo assim, ainda obsoletos!… uma lástima

Sérgio Araújo

Com o A330 e os Embraers do GTE dá para pelo menos afundar um porta-aviões ? kkkkkkk brincadeira.

Como eu sinto pena da nossa Força Aérea.

Sérgio Araújo

É A320 ou A330 ?

Mauricio R.

“A vectorização de impulso, que torna a aeronave altamente manobrável,…” Em um Red Flag, os indianos voando Flanker c/ vetoração de empuxo o tiro saiu pela culatra, essa vetoração adicionava arrasto, a aeronave perdia energia e os F-15 americanos cravavam kills… “…são os mísseis ar-ar R-73 – que é altamente manobrável e muito superior aos Sidewinder americanos guiados por infra-vermelho…” Esse tempo já passou, há uma nova versão do Sidewinder em serviço, além de IRIS-T, ASRAAM e Python V, tdos de alguma forma influenciados pelo desempenho do Archer e tdos superiores a ele. Outro que ficou pelo caminho foi o… Read more »

Daniel Rosa

Vixi… se os caras estão obsoletos… nós estamos o que então????
Acorda governo….

Galileu

Guilherme Poggio

ahahhaahha putz esqueci do GTE, realmente agora que a India tá dando atenção pro GTE deles, estão anos luz do nosso.ahaha

Fábio Mayer

É,

Aqui no Brasil, o Gruto de Transporte Especial, ou seja, a parte da FAB que atende aos políticos, não está defasado em absolutamente nada, suas aeronaves são novinhas.

Já o resto da FAB, tá caindo aos pedaços: vetores operacionais com pneus carecas, vetores estocados, vetores que foram baiuxados e não serão modernizados para garantir peças, etc…

Nick

Alguns dados sobre a IAF: TIPO -ATIVOS/PEDIDOS/TOTAL JAGUAR M/S – 119 / 12/131 MIG-21 – 160 MIG-23 – 14 MIG-27 – 127 MIG-29 – 69 MIRAGE-2000H – 45 SU30/MKI – 104/125/229 TEJAS LCA – 0/20 TOTAL – 638/157/795 fonte:WorldAirForces2009 – Flght International Considerando esses números eles tem uma grande quantidade de caças ultrapassados (432) 54% da força de caças deles. Eles deveriam racionalizar, para ficar com no máximo 2 tipos de caças. 1 pesado: SU-30/MKI e outro mais leve o TEJAS MKII. E no futuro formar uma dupla Hi-Lo com FGFA e F-35(ou o MCA deles). Esse MMRCA não passa… Read more »

Almeida

Realmente como dito pelos colegas do blog, 92% da FAB está obsoleta e os 8% restantes são as aeronaves do GTE. Triste.

Mentira, tem os Amazonas, Guardiões, Super Tucanos e Blackhawks. Mas só.

roni

se a india ta com 52% de obsolencia ai de nos ai de nos ai de nos ai de nossa fab socorro socorro socorro

Baschera

Sérgio Araújo disse:
5 de outubro de 2010 às 17:51
É A320 ou A330 ?

Sérgio, nem um nem outro.
No GTE, o VC-1(“Santos Dumont”) é um Airbus A319 ACJ (Airbus Corporate Jet).

Sds.

Vader

Não boto fé nem a pau nesse monte de cacareco da guerra fria e lixo russo que a IAF tem. Acho que a melhor coisa que eles terão em décadas vai ser o MMRCA e o HAL Tejas. Não à tôa no primeiro, muito, mas muito, muito possivelmente mesmo, será material ocidental. Ou será que só eu percebi a importância que uns caras que tem “trocentos” Su-30 “dos mais modernos” dão pro MMRCA, e porque consta de eles terem desclassificado (ou melhor: sequer terem levado a sério) a proposta russa (MiG-35) pro MMRCA? Não se enganem srs: os russos com… Read more »

Vader

Aliás, o MMRCA consta ter mudado de nome de “Medium Multirole Combat Aircraft” para “Modern Multirole Combat Aircraft”, tamanha é a defasagem tecnológica do material bélico indiano (cacareco da guerra fria ou lixo russo).

Sds.

Baschera

Vader,

Se os indianos tem “cacareco”…. nós temos o que ?? Basura ??

KKKKKKKK….

Sds.

Leandro

Vader até concordo com a obsolência de algumas aeronaves da IAF, como os MIG-21/27, Jaguares e M-2000!
Mas os Su-30 MKI????? Que isso meu véio…rsss
Quem dera o Brasil ter mais de 200 Su-30 MKI!!!!

Groo

O GTE (transporte VIP) da FAB é ótimo e para comprar o Airbus foi rapidinho.

Mauricio R.

A visão hindú dessa multiplicidade de plataformas:

(http://livefist.blogspot.com/2010/10/multiplicity-of-fighter-inventory.html)

Qnto ao MMRCA, não se prendam a plataforma, mas ao que pretendem o governo e a própria força aérea da Índia.
Em linhas gerais algo similar do que se pretende por aqui, mas c/ o KC-390 como alavanca.

Vader

Baschera e Leandro: Várias vezes já foi falado pelas autoridades indianas que o que se busca no MMRCA é uma aeronave moderna. Outro dia li um artigo do livefist em que o autor especulava, com base em suas fontes, que o MiG-35 JAMAIS teve chance alguma no MMRCA, pois na visão dos indianos seria “mais do mesmo” que eles já tem. A ânsia dos indianos é por uma aeronave “top of the line” o “estado-da-arte” em termos aviônicos e, principalmente, ELETRÔNICOS. Tal modernidade eletrônica é consenso na IAF que eles apenas irão encontrar no equipamento ocidental. Ora, quem tem uma… Read more »

Leonardo

Obsolência quando se diz respeito ao MIG-21 Bison e outros como MIG-21/27, Jaguares e M-2000, os próprios pilotos americanos no tal exercício Red Flag sabiam que a dificuldade dos pilotos indianos estava na falta de treinamento no uso do TVC do que na qualidade do Su-30, no entanto os experts aqui do blog gostam de degradar, outro detalhe eles estavam utilizando o radar em “modo de treinamento” o que limitava e muito sua capacidade de engajamento, eles mesmo declararam que não iriam deixar os americanos captarem as frequências do modo operacional, se os americanos não gostam de utilizar seus F-22… Read more »

Fábio Mayer

Leonardo,

o PAK-FA é um projeto, o F-35 um protótipo.

Entre os dois, há 15 anos de vantagem para o F-35.

Leonardo

Fábio Mayer,

Acho que você não deve ter visto as imagens do voo do PAK-FA em Janeiro de 2010?

A partir do momento que saiu do chão, não se trata mais de um projeto ou Mock Up, é sim de um protótipo.

Que o F-35 está mais adiantado todos sabemos, mas o meu questionamento se deu em relação a afirmação do Vader ao dizer que os russos estão atrasados em relação aos europeus, então volto a perguntar:

O que os europeus têm para rivalizar com o PAK-FA?

luiz otavio

sobre a Red Flag, o americano que foi filmado comentando foi claro em dizer que com treinamento adequedo, futuramente os indianos serão superiores à 4º geração americana.
foi um post (duplo, inclusive) muito comentado aqui, mas não achei Red Flag entre os Tags e não pude colocar o link

Vader

Leonardo disse:
6 de outubro de 2010 às 8:22

“O que os europeus têm para rivalizar com o PAK-FA? O F-35 está aí atrasado a cerca de uma década com todos os tipos de problemas, principalmente de confiabilidade.”

Sem contar o fato de que vários países europeus são partícipes (co-proprietários) do projeto Joint Strike Fighter? 🙂

Prezado, duvideodó que QUALQUER aeronave russa, nisso incluído o “PAK-what?” chegue aos pés de um Gripen, Typhoon ou mesmo Rafale em termos de eletrônica.

Quanto à comparação com o F-35, não vou nem comentar. Essa eu deixo passar… 🙂

luiz otavio

achei o link e a frase:

“…E eu digo isso porque quando os pilotos deles aprenderem a voar o avião (Su-30), eles serão capazes de bater no F-15 e F-16 constantemente.”

http://www.aereo.jor.br/2008/11/22/traducao-da-palestra-do-coronel-terrence-fornof-da-usaf-2a-parte/

Mario Blaya

luiz otavio disse:
6 de outubro de 2010 às 11:13

então, a solução para a USAF seria substituir os F-16 e F-15 por aparelhos mais sofisticados para que ela não venha a ser derrota por outros paises que possuam Su-30…..

caro Luis,

seis meses depois o congresso americano atendeu ao pedido do Obama e cortou mais compras do F-22, como militares americanos, como os de outros paises tbem, tem muita proximidade com a industria belica, certamente podemos conjecturar que tanto a competição, como a preocupante palestra tinham alvos bem claros.

Leonardo

Vader, Prezado, duvideodó que QUALQUER aeronave russa, nisso incluído o “PAK-what?” chegue aos pés de um Gripen, Typhoon ou mesmo Rafale em termos de eletrônica. Quanto à comparação com o F-35, não vou nem comentar. Essa eu deixo passar… Caro Vader, sinceramente é um prazer debater e trocar idéias com vc, mas há momentos que chega ser cômico, pois faz de suas crenças “verdades absolutas” tal como “dogmas”, os de sempre que o F-35 é a “mais fantástica máquina de guerra que existe” e nada absolutamente nada é capaz de chegar perto, ou seja, “invencível” um verdadeiro cruzador intergaláctico, só… Read more »

Vader

Leonardo disse:
6 de outubro de 2010 às 11:34

Beleza Leonardo. Cada um cada um. Sorry.

PS: nenhum caça russo chega ou chegará na próxima década aos pés do F-22. Muito menos ao F-35.

Humberto

Existia (coloco como no passado pois não sei como é agora) uma filosofia (ou lenda) na construção dos caças da antiga URSS, construir muitos e barato..Depois de um certo número horas, ao invez de revitalizar/modernizar os caças, os mesmos eram simplesmente aposentados/reciclados. De repente isto ajude a explicar o comentário sobre a obsolecência. Para mim, este tipo de comentário público é mais para “atiçar” a população para que uma nova leva de caças sejam compradas, não vamos esquecer que a India é um pais miserável e investimentos em defesa vai tirar recursos que poderiam estar sendo usadas para diminuir a… Read more »

luiz otavio

Caro Mario, não quero comparar USAF com IAF e dois comentários acima eu disse que o flanker superaria os de 4º geração, só depois coloquei o link, quis apenas mostrar o comentário de um comandante da USAF (depois a IAF disse que a opinião dele é descredenciada por não ter parcipado daquele exercício), mas enfim, apenas quis mostrar que o flanker gera preocupação aos adversários, não é obsoleto, não mãos dos russos faria estrago maior. Agora, sobre os reais objetivos da palestra, lobby ao raptor ou não, realmente não sei e adoraria se me explicasse. Li que quando a USAF… Read more »

Yasser

O problema aqui é o contrário. Sobram pilotos e faltam aviões. Além disso, vejo que a India tem caças de ponta como o Su-30… e eles consideram obsoletos…. se eles consideram um vetor desse naipe obsoleto, vejo que a aquisição de Gripens não seria muito adequada para a necessidade deles. Ainda mais quando os Gripens assemelham-se com os Tejas indianos.

Leonardo

Vader disse:

PS: nenhum caça russo chega ou chegará na próxima década aos pés do F-22. Muito menos ao F-35.

Está certo meu caro Vader:

Como suas crenças são dogmáticas e trazes contigo vários seguidores no blog, poderiam estes criar a igreja Vaderiana, tipo os hermanos fizeram com o Maradona quando criaram a igreja Marodoniana.

E mais, se algum diretor LM por curiosidade acessar o blog Poder Aéreo, com todo certeza vc será agraciado com a comenda de membro honorário Lockheed Martin Corporation.

Não leve a mal pelas brincadeiras, um abraço pra ti meu caro.

roni

po vader falar que o pakfa e inferior aos caças europeus meu deus sem comentarios a que ponto chegamos

Reportagens especiais

Embraer KC-390: um avião que carrega o desafio de conquistar muitas bandeiras

Fernando “Nunão” De Martini e Alexandre Galante (matéria publicada originalmente na revista Forças de Defesa nº 14) Na manhã de...
- Advertisement -
- Advertisement -