quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

1º voo de F-35 com piloto da ativa da RAF

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F35 BF-2 primeiro voo com piloto RAF - foto Lockheed Martin

Na última terça-feira, dia 26 de janeiro, pela primeira vez um piloto da ativa da RAF (Royal Air Force – Força Aérea Real) pilotou um F-35 Lightning II. Segundo informe da Lockheed Martin divulgado no dia seguinte, trata-se do Líder de Esquadrão (Squadron Leader) Steve Long, que pilotou o protótipo BF-2, o segundo da versão STOVL (short takeoff/vertical landing – decolagem curta e pouso vertical)  F-35B, sobre a Base Aeronaval de Patuxent River. Foi a décima oitava missão cumprida pela aeronave, com duração de aproximadamente uma hora e quarenta minutos.

O piloto britânico é o terceiro da ativa a voar o F-35 (foi precedido por um piloto da USAF – Força Aérea dos EUA e outro do USMC – Corpo Aéreo dos Fuzileiros Navais dos EUA). O Squadron Leader Steve Long entrou para a RAF em 1995, tendo acumulado mais de 2.200 horas de voo, e entre suas missões operacionais estão mais de 100 surtidas sobre Kosovo, Bósnia e Iraque, incluindo embarques no HMS Illustrious e no USS Bonhomme Richard. Atualmente, o piloto britânico voa caças F-18 A-D com os Fuzileiros Navais dos EUA.

Segundo Long, o voo foi exatamente igual ao que pôde experimentar em 18 meses de treimanento em simuladores. Quanto ao que o F-35 deverá representar para a RAF e a Marinha Real (Royal Navy), ele destacou a capacidade da suíte de sensores, que deverá oferecer um nível de consciência situacional sem precedentes, o que inclui não só o espaço aéreo em volta do piloto, mas também o campo de batalha e o oceano abaixo. Ressaltou também a capacidade de operar em rede, numa coalizão, transmitindo informações a os outros elementos da rede.

Os britânicos esperam que o programa de testes de voo da aeronave atinja suas metas em 2010, sendo que pilotos e pessoal de terra estão sendo preparados para treinamento inicial em Eglin (principal base norte-americana para treinamento no F-35), para que a operação do tipo seja iniciada em 2011.

FONTE / FOTO: Lockheed Martin

VEJA MAIS:


- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Danilo

É a coisa esta indo bem lá nos EUA com o F-35, enquanto isso na terra brasilis segue o enterro …

Sds.

Reportagens especiais

Além do Gripen: Saab apresenta fábrica de aeroestruturas do caça, no Brasil, de olho no mercado mundial

Grupo sueco, que venceu o programa F-X2 de 36 caças para a FAB, apresentou em São Bernardo do Campo...
- Advertisement -
- Advertisement -