Home Estratégia Jobim pede à FAB que não indique qual o melhor caça

Jobim pede à FAB que não indique qual o melhor caça

140
62

vinheta-clippingMinistro diz que, independentemente disso, decisão final será mesmo do presidente.
Em setembro, o presidente da comissão que avalia o negócio, brigadeiro Dirceu Noro, disse que iria apontar um vencedor do processo

IGOR GIELOW
SECRETÁRIO DE REDAÇÃO
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que pediu à FAB (Força Aérea Brasileira) que não indicasse um vencedor em sua avaliação técnica dos concorrentes ao fornecimento de 36 novos caças ao Brasil.

Mais: afirmou por meio de sua assessoria que “a expectativa é que o relatório venha conforme solicitado”, “mas, independentemente da forma [do texto]”, “o que vale é a avaliação final feita pelo presidente da República”.

Para Jobim, que diz ter pedido só os prós e contras de cada concorrente em itens como preço e transferência tecnológica, “tudo o mais são insumos para essa decisão” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em setembro, o presidente da comissão que avalia o negócio de estimados R$ 10 bilhões, brigadeiro Dirceu Noro, afirmara que iria haver um vencedor do processo seletivo. A declaração foi dada após a gafe de Lula, que havia anunciado a escolha do francês Dassault Rafale durante visita do seu colega Nicolas Sarkozy, esquecendo de esperar a conclusão da avaliação técnica da FAB.

Desconforto

Houve desconforto na Força, e o comandante Juniti Saito chegou a ameaçar entregar o cargo. Os finalistas do processo, suecos e americanos, além dos franceses, já haviam entregado suas propostas finais. O processo foi reaberto e eles foram instados a revê-las.

Desde então o Planalto e a Defesa tentam capitalizar a confusão como uma forma de pressionar pela queda nos custos. Em especial o preço do Rafale, naquela altura 40% superior ao do Boeing F/A-18 americano e o dobro do oferecido pelo Saab Gripen NG sueco.

Ao mesmo tempo, em reiteradas declarações, o governo manteve sua preferência pelo Rafale. O Brasil, afinal, acabara de assinar um acordo militar para fornecimento de submarinos e helicópteros de R$ 22,5 bilhões e uma parceria estratégica com Paris.

Antes do anúncio de setembro, Jobim já havia dito que esperava um relatório indicativo, mas não conclusivo, da FAB. A declaração de então à Folha por Dirceu Noro colocou lenha na fogueira: se os militares escolhessem um avião que não o francês, colocariam os políticos em uma saia justa.

O “timing” da nova “solicitação” de Jobim não é fortuito. Todos os concorrentes reapresentaram propostas prometendo corte de custo. Questionada, a Aeronáutica não divulgou oficialmente, mas certamente o tema foi debatido na reunião de Alto Comando que ocorreu entre anteontem e ontem.

Há incômodo na FAB com o que alguns oficiais consideram desprezo civil por seu trabalho. O processo transcorreu com prazos fixos e produziu mais de 25 mil páginas sobre cada um dos aviões e suas propostas. Um representante de um dos concorrentes, experiente de outras campanhas de venda, diz nunca ter visto análise tão detalhista.

Nos bastidores, os concorrentes consideram que a reunião seria decisiva para o relatório da disputa, conhecida pelo código F-X2 -o “2” para diferenciá-la do malogrado programa abandonado em 2005.

Apesar das movimentações oficiais finais, como a visita do ministro da Defesa sueco a Jobim anteontem, os olhos do governo estão voltados para o quartel-general da Dassault.

Conforme a Folha apurou, para o caso ser dado por encerrado com os franceses, é tudo uma questão de a promessa política de Sarkozy a Lula tornar-se realidade da proposta empresarial.

O presidente francês prometeu ao brasileiro que o Rafale seria barateado e que cargueiros em desenvolvimento pela Embraer seriam comprados pela França -ou seja, misturou decisões privadas e estatais na conversa, o que não é inusitado em negócios de defesa, mas que levanta dúvidas.

Havia a expectativa entre as empresas de que o encontro ontem de Lula e Sarkozy em Manaus, aliado à reunião da FAB, fechasse algum diagnóstico. Jobim, contudo, viajou para o encontro de ministros da Defesa no Equador, o que deverá adiar qualquer anúncio por mais alguns dias. Ou não.

FONTE: Folha de São Paulo

LEIA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
62 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
RodrigoMF
RodrigoMF
10 anos atrás

Para quem acredita nesta teoria fantasiosa que a FAB aceita o AMX francês, ai vai uma bela resposta.

AMX ela já tem o seu, não precisa de outro. 😉

Thierry
Thierry
10 anos atrás

he he Igor Gielow ,Folha….” Emirados sinalizam abrir mão de Rafale por avião de 5ª geração”

Wilson "Giordani" de Souza
Wilson "Giordani" de Souza
10 anos atrás

Acho que não tem nenhuma informação nova aí, não é?

Já sabemos que o governo quer o Rafale e que a FAB não – só não tenho certeza do que a FAB quer exatamente.

Agora é esperar pela confirmação da compra do Rafale. Ou não. Acho que a Boeing anda muito quieta ultimamente… 🙂

[]s

RodrigoMF
RodrigoMF
10 anos atrás

Wilson, não precias ser gênio para entender o que se passa, mas tem gente que acredita em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa e que o Rafale serve para o Brasil.

masadi45
masadi45
10 anos atrás

Tudo que venha deste periódico, em se tratando deste assunto, é duvidoso, tanto a notícia em si, quanto à fonte.
Não merece nenhuma credibilidade

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Ah, já sabemos o que vamos ter de escutar neh? “A Folha é vendida prus americanus”. “A Folha é do PIG”. “A Folha é sem credibilidade”. Estratégia das esquerdas quando não tem argumento: “Ataque seu interlocutor sem piedade, destrua a possibilidade dele falar, não se concentre em seu argumento, mas ataque a pessoa, desacredite-o, sem tocar no argumento” (Lênin). É isso aí: esse FX2 todo foi uma chantagem organizada com a FAB para que esta FAB validasse a decisão governamental que já estava tomada, com finalidades muito outras que o bem do Brasil. E só está sendo enrolado porque a… Read more »

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Ó lá, num falei? 🙂 Já foram 2 ataques à Folha. Acho que desta vez vou contabilizar.

Sds.

Bosco
Bosco
10 anos atrás

A FAB é capacitada a dar o parecer operacional sobre os caças, mas pelo visto o que interessa nossos patrióticos dirigentes é coisa como um plano estratégico de longo prazo que envolve a transferência de tecnologia. Pergunto: qual o Órgão técnico responsável por ver essa faceta (TT) do programa F-X2? Também a esse será pedido uma avaliação sem que seja apontado um ‘vencedor’? Também qual Órgão ligado à política externa ficou responsável pela avaliação da exequibilidade de nossa parceria com o país A, B ou C à longo prazo? Um abraço a todos.

RodrigoMF
RodrigoMF
10 anos atrás

O COPAC que é a comissão criada pela FAB para analisar as propostas, também analisou a ToT e todos os demais aspectos tecnológicos e operacionais.

Wilson "Giordani" de Souza
Wilson "Giordani" de Souza
10 anos atrás

Elaborar um documento de 25 mil páginas que não será levado em consideração é de deixar qualquer um incomodado…

PS: Felipe, sem relação com a notícia em si, mas alguns fatos que atestam a falta de credibilidade RECENTE da Folha:

1) ditabranda – sem comentários;
2) ficha falsa da Dilma – sem fazer juízo de valor da atuação dela, a ficha era falsa;
3) 35 milhões de infectados pela gripe suína até novembro; se isso fosse verdade, com a taxa de mortalidade da doença, teríamos uns 100 mil mortos;

[]s

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Bosco: Segundo a Revista Força Aérea n. 60, a própria FAB ficou encarregada de avaliar a ToT dos projetos, inclusive sua exequibilidade. Interessante que, ao contrário do que alguns já disseram, segundo a RFA, a FAB também ficou encarreada de fazer considerações sobre os preços dos programas. O Nelson Jobim acho que esperava que a FAB lhe apresentasse um relatoriozinho mequetrefe de duas folhas A4, que ele pudesse simplesmente rasgar e jogar no lixo. Tomou uma “traulhetada”, porque o trabalho da FAB foi excepcional, não dá para desqualificá-lo. Assim agora a demora é porque está rolando uma queda de braço… Read more »

Justin Case
Justin Case
10 anos atrás

RodrigoMF em 27 nov, 2009 às 9:51 disse: “O COPAC que é a comissão criada pela FAB para analisar as propostas, também analisou a ToT e todos os demais aspectos tecnológicos e operacionais.” Deve-se considerar, no entanto, que a Comissão, por força do próprio processo de seleção e RFP, está restrita à avaliação do que foi pedido, logicamente com profundidade nos aspectos de vantagens operacionais, qualidade da tecnologia e na análise dos riscos inerentes a cada solução. Com certeza a Comissão tem capacidade para avaliar inclusive aspectos estratégicos. Isso no entanto, não lhe compete, e nem todas as informações associadas… Read more »

ZE
ZE
10 anos atrás

Já viram o cronograma de entrega dos Rafale? O 1º será entregue em 2014 e o último em 2017. Advinhem o que vai acontecer em 2020, segundo a própria Dassault? Acertaram. Vai haver um midlife upgrade. Os nossos ultra, super, hiper…Caças, perdão, Rainhas do Hangar, vão ficar defasados após 3 anos da última entrega. Eles, no mínimo, poderiam antecipar o upgrade. Por essas e outras coisas é que eu fico P.da vida. Eu nunca fui contra o acordo dos subs.Creio que o Brasil tinha que fazer o que fez. Já agora, deixo a minha indignação pela compra dos Super Cougar… Read more »

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Wilson “Giordani” de Souza em 27 nov, 2009 às 9:52: Wilson, jornais são escritos por pessoas e pessoas ERRAM. As matérias são assinadas! Ora, que se bata no jornalista que escreveu a bossa, chame-o de canalha, de crápula, de vendido, de incompetente, mas isso não significa que o órgão de imprensa inteiro seja “comprado”, “dus americanu” “du PIG” ou coisas imbecis do gênero. Esse tipo de generalização idiota é que me ferve o sangue, pois serve a um propósito maior, de cunho político: destruir a imprensa! Destruir o interlocutor! Quem faz isso não se pode chamar de democrata! E eu… Read more »

RodrigoMF
RodrigoMF
10 anos atrás

Justin, todas as informações técnicas e de ToT são responsabilidade da FAB, política com o Governo.

A FAB não tem obrigação de aliviar a barra do Governo e fazer um relatório ao sabor dos desejos dele.

Se o Governo acha viável contrariar a posição da FAB em prol da “estratégica” que fique a vontade.

A questão básica é que eles não estão a vontade, porque sabem que o argumento estratégico é frágil, então querem se apoiar no técnico.

flaviodepaula
flaviodepaula
10 anos atrás

ISSO É PALHAÇADA.

Simplesmente querem fazer a FAB de trouxa.

Se querem comprar o Rafale, que comprem, mas não precisavam armar este circo todo.

É inadmissivel que se peça silencio a FAB.

Ta certo, a decisão é do presidente, mas a FAB tem o dever de apontar um vencedor no relatório, para justificar o tempo todo que passou analisando.

Se o governo não acha melhor comprar o que a FAB escolheu, por questões estratégicas, ok. Mas dai a pedir que a FAB se cale, é um ABSURDO.

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Thierry em 27 nov, 2009 às 9:26 “he he Igor Gielow ,Folha….” Thierry, Sou um defensor da imprensa livre, mesmo quando tendenciosa. Por esta razão defendo o Le Figaro, fundado em 1826, influente e importante jornal francês, e o mais antigo ainda hoje publicado na França. Faz parte do grupo Socpresse, o primeiro da França no setor de imprensa, outro atributo admirável, sendo o grupo inteiramente controlado pelo seu presidente, Serge Dassault, grande industrial francês, senador-prefeito de Corbeil-Essones e muito amigo do Sarkozy. Entre outros atributos do LE FIGARO que é relevante para mim, é ser leitura não assídua da… Read more »

douglasfalcao
douglasfalcao
10 anos atrás

Há uma pressão violenta sobre a FAB. Já perdi o respeito por esse governo ha muito tempo. Vejam que agora lulla que tirar poder do Tribunal de Contas, para não atrapalhar os petralhas no manejo do dinheiro publico. Essa história da FAB está caindo mal… pelo menos um brigadeiro deveria enfrentar essa corja e vir a publico falar sobre o assunto. Quem acompnha o FX desde o inicio já percebeu que se trata de carta marcada. E não é o interesse nacional que move o processso, há mais por tras, com certeza, pois querem jogar o relatório da FAB no… Read more »

RodrigoMF
RodrigoMF
10 anos atrás

“Essa história da FAB está caindo mal… pelo menos um brigadeiro deveria enfrentar essa corja e vir a publico falar sobre o assunto.”

Calma amigo, a verdade virá a tona em doses hoemopáticas.

Já veio a dos helicópteros…

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

Bobagem, conversa fiada, mais do mesmo!

Só faço uma pergunta, se o Lula sempre quis o Rafale pq ele simplesmente não chamou a FAB? la no ano passado, antes de tomar o FX-2, e perguntou a ela o seguinte: Vou comprar o Rafale serve para a FAB? avaliem o caça e me passem! pronto! mas não ele é um anta, resolveu trazer 5 concorrentes! ….

Wilson "Giordani" de Souza
Wilson "Giordani" de Souza
10 anos atrás

ZE em 27 nov, 2009 às 10:12

“Já viram o cronograma de entrega dos Rafale?

O 1º será entregue em 2014 e o último em 2017.”

Opa. Peraí. Os primeiros exemplares não deveriam ser entregues em 2011?

Não seria essa uma justificativa para tirar o Gripen do páreo, conforme eu li por aqui?

Agora eu sei porque a Boeing está quietinha no canto dela. Só ela pode entregar os caças no prazo estipulado pela FAB.

[]s

RodrigoMF
RodrigoMF
10 anos atrás

Você tem razão Francisco, o problema foi criar uma concorrência. Como o Rafale é um perdedor nato, não ia ser aqui que ele seria o vencedor dentro de conceitos técnicos .

:):):):):):):):):):):):):):):):)

RodrigoMF
RodrigoMF
10 anos atrás

Wilson é praticamente nula a possibilidade do GF permitir a compra do SH. Só vai acontecer, se for da mesma maneira do SIVAM.

Wilson "Giordani" de Souza
Wilson "Giordani" de Souza
10 anos atrás

RodrigoMF em 27 nov, 2009 às 11:36

Refresque minha memória, Rodrigo. Nessa época não me interessava por esses assuntos… estava mais preocupado em ler Homem-Aranha, X-Men, Capitão América…

[]s

RodrigoMF
RodrigoMF
10 anos atrás

Wilson, a grosso modo…

No projeto SIVAM o GF no Governo FHC tinha fechado em favor dos franceses, mas a NSA utilizou de escutas clandestinas e acabou pegando o franceses negociando aquela comissão gorda com os representantes do Brasil.

Ameaçou colocar a boca no mundo caso a Raytheon, que já tinha sido considerada a melhor tecnicamente não fosse selecionada.

Wilson "Giordani" de Souza
Wilson "Giordani" de Souza
10 anos atrás

RodrigoMF em 27 nov, 2009 às 11:49

Obrigado pelos esclarecimentos.

Não é de hoje que os franceses “molham” a mão dos nossos governantes então… 🙂 🙂 🙂

[]s

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Francisco AMX em 27 nov, 2009 às 11:27: ” se o Lula sempre quis o Rafale pq ele simplesmente não chamou a FAB?” Chicão, porque ele tem que ser “o cara” mais popular do mundo pra conseguir transferir algum voto pra Estela na eleição do ano que vem. Assim, ele não arcaria sozinho com o custo político da compra do que pro povo em geral não passa de “brinquedinho pros militares”: precisava que a FAB, através de sua avaliação com “pinta de licitação” (ao contrário do primeiro FX que era uma compra direta) desse legitimidade ao negócio. Só que a… Read more »

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Rodrigo,
então pela lógica o COPAC (comissão independente (?) criada pela FAB) acha o RAFALE a melhor opção em termos estratégicos e comerciais.
Caso contrário, porque a insistência do governo em relação ao dito cujo já que a FAB não parece achar a melhor opção operacional e o ‘senso comum’ com certeza não acha a melhor opção em termos de custo de aquisição?

Um abraço a todos.

andrepoa
andrepoa
10 anos atrás

Eu torço para que a FAB tenha uma opinião de fato e de direito.

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

Felipe, eu não sei de nada “companheiro” 🙂 Isto que tu fala eu entendo, mas sei tb que é uma hipótese, nesta desinformação toda! ninguém tem ainda como saber o que se passa “conserteza” (como escreve um colega aqui vez por outra rsrsrsrs), mas tem 2 viés que eu poderia escrever aqui, seguindo tua linha, na mesma “vibe” outro nem tanto! mas eu não “tô afins”… é muita divagação e como não tenho certeza….! Fato concreto mesmo, só que o Rafale é o melhor caça dos 3! bem melhor! só lhe falta uma arma: um BVR com mais alcance, pois… Read more »

Thierry
Thierry
10 anos atrás

Ivan em 27 nov, 2009 às 10:45

I went on your newspaper internet site…also been on Google Earth…
you mean Santo Amaro?
Also seen that Lula was born in the area, in Caetés
For your other comments,you are right.
Grande abraço
Thierry

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Thierry:

I´ve left a respectfully response to you in:

http://www.aereo.jor.br/2009/11/26/f-x2-jobim-recebe-ministro-sueco/#comments

Greetings.

Luan
Luan
10 anos atrás

Estão espantados?

“Mod Cps on”

Isso é o que esquerdistas fazem de melhor:impor vontade propria,independente do que é o melhor.

“Mod Cps off”

abraços.

carl94fn
carl94fn
10 anos atrás

Engraçado outro dia o Blog mostrou a opinião de um piloto experiente e desceram a lenha no pobre diabo… então por que não podemos descer a lenha no jornal como a folha??? E mais uma pergunta se o Lula é esse canalha e vai desvia a verba para seu bolso então por que não faz logo isso? Alguém pode responde sei que tem… e lá vem a teoria da conspiração… Agora tem duas coisinha se o Brasil não tem capacidade de comprar ou manter o Rafale é uma coisa, agora dizer que ele é um AMX ou PEPINO ou algo… Read more »

Hornet
Hornet
10 anos atrás

Em qual notícia da Folha devemos acreditar: nesta de hoje ou na publicada a 3 dias atrás? 3 dias atrás a Folha publicou uma matéria que desmente esta matéria do Igor Gielow…e aí? Como fica? A Folha sabe mesmo o que publica? Vejam o que ela publicou no dia 24 (terça feira passada): “O relatório técnico da FAB deverá ser entregue ao Ministério da Defesa até o final do mês e não será conclusivo. O anúncio do escolhido deverá ocorrer em dezembro deste ano ou no início de 2010. A análise dos militares não indicará qual proposta é superior, apenas… Read more »

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Hornet, You’re all right! Entre a Folha e Folha vc deve ficar com a sua visão… O Baschera deve ficar com a visão do Baschera… O Francisco deve ficar com a visão do Francisco… Os Rodrigos coma a dos Rodrigos, mas cuidado para não misturar pois são antagônicas… he he he… O Felipe (vixe Maria) fica com a do Felipe… (brincadeira amigo) E eu, se ninguém reclamar, vou ficar com a minha. Deixa a Folha escrever o que quiser, ela vai se contradizer ou não, nós é que devemos comparar as notícias, preferêncialmente com várias fontes e testar sua lógica… Read more »

Hornet
Hornet
10 anos atrás

Ivan,

sem dúvida. Só não entrendo como ninguém se apercebe disso e continuam dando asas a imaginação com as “teorias conspiratórias” baseados em notícias como essas.

Não tem credibilidade nenhuma…mas enfim.

É como eu disse ao Nunão certa vez: ninguém precisa bater na Folha, ela se auto-destrói sozinha.

abração

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Resposta para Thierry em 27 nov, 2009 às 14:45 Thierry, O Brasil, é uma república federativa presidencialista, como você deve saber, formada pela união de 26 estados federados e pelo Distrito Federal. O meu estado é PERNAMBUCO, o mesmo do Presidente Lula, que muito cedo, como outros conterrâneos, foi para São Paulo, mais rico estado brasileiro, ganhar a vida. Minha cidade é RECIFE, capital do estado de PE, onde os judeus fundaram a mais antiga sinagoga das américas e depois, expulsos pela inquisição, foram fundar New York… Wall Street poderia ser aqui… He he he he he… O Exército Brasileiro… Read more »

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Hornet,
Nunão está certo, mas deixa a Folha publicar, fica divertido comentar depois… He he he.

Em tempo,
Gostei muito da assinatura do Just:
(Justin Case supports Rafale)

Muito positivo e direto.
Tô pensando em imitar, algo como:
(Ivan supports Hi/Low Mix)

Mas não tem o mesmo charme, com o Just ficou melhor, sabe como é, original é original.
Parabéns, Justin

Abç,
Ivan.

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Voltando ao tema da matéria, gostaria muito que no final do processo FX-2 o relatório fôsse público. Transparência sempre é importante, sendo que no caso há muitos pontos obscuros: – Qual o preço ofertado? – Qual o custo operacional calculado? – Qual o real alcance das aeronaves? Sei que é difícil, mas esta é minha esperança. Há pontos que ficam no disse me disse, e gostaria de saber a verdade. Falam que o Gripen NG tem um alcance pequeno, mas a SAAB afirma que toda a estrutura do NG foi revista, aumentando surpreedentemente sua capacidade de combustível. Falam que o… Read more »

Hornet
Hornet
10 anos atrás

ops! “entrendo” = entendo

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

Ivan, na real não fui eu que disse a frase, foi o Hornet que disse pra mim.

Mas, em todo caso, em relação a essa frase específica eu concordo com ele.

(apesar de eu achar engraçado que, mesmo dizendo não precisar, as pessoas gostarem de bater, hehehe. Dizem que a repetição leva à perfeição, em todo caso)

Saudações!

Hornet
Hornet
10 anos atrás

Ivan, hehehe…como diversão e passa tempo até vale. O que não se deve (sob pena de se criar uma opinião falsa sobre as coisas e depois arrumar uma gastrite…hehe) é levar essas matérias muito a sério. O que vc deseja, acho que todo mundo deseja. Entretanto, acho que não tem como se fazer isso pois poderia ser indelicado com as empresas. Existem concorrências em outros países. Imagina se (nem vou falar do Rafale, vou citar um outro) descobrem, por exemplo, que a oferta do Super Hornet ao Brasil é melhor que a oferta da Boeing ao “FX” da Índia. Pode-se… Read more »

Thierry
Thierry
10 anos atrás

Ivan

just read a very intesting article on haaretz.com on this Kahal Zur Israel Synagogue
I didn’t know all that!
Abç,
Thierry

Hornet
Hornet
10 anos atrás

Nunão, não podemos deixar de mostrar as contradições da Folha… o “bater”, no modo como eu estava comentando com vc outro dia, tem dois sentidos: a) mostrar por outros veículos de imprensa que a notícia da Folha está errada ou equivocada; e b) como a Folha se auto-destrói (ou se auto-flagela, se preferir), então basta citar a Folha contra a Folha que já resolve. Então, não precisamos nos esforçar muito em “bater” na Folha, pois ela fornece o chicote pra ela mesma. Essa era a idéia que te falei. Apenas pra deixar mais claro o sentido da nossa conversa aquele… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
10 anos atrás

Hornet,

Concordo com você (coisa rara)

Justamente como escrevi acima: a repetição leva à perfeição.

Apenas, como no outro dia, recomendo a leitura / citação não só dos meios que se contrapõe ao que a Folha (ou qualquer outro jornal) publica, para que se possa entender contradições mas também os que transmitem informações / opiniões próximas – para que se possa entender aproximações, e elas surpreendem também. O mundo das notícias é bastante complexo.

Saudações

Wilson "Giordani" de Souza
Wilson "Giordani" de Souza
10 anos atrás

Ivan em 27 nov, 2009 às 17:01

Como é que tu esquece de citar o Gonzagão?! http://www.youtube.com/watch?v=cdOZnAd9BIY

Nãnãnãnã… não se fazem mais pernambucanos como antigamente… 🙂

[]s

kaleu
kaleu
10 anos atrás

Como pode esse FRANCESINHO ficar questionando a imprensa brasileira e inclusive o blog poder aereo, fazendo lobby pra essa merde de avião caro e que não tem abusolutamente NENHUMA

kaleu
kaleu
10 anos atrás

Como pode esse FRANCESINHO ficar questionando a imprensa brasileira e inclusive o blog poder aereo, fazendo lobby pra essa merde de avião caro e que não tem abusolutamente NENHUMA comunalidade com a FAB … se essas merdes fosse bons já teriam vendido, aposto que tão pagando pra impressa do oriente médio dizer que vai compra essa …. quero v~e um

kaleu
kaleu
10 anos atrás

Como pode esse FRANCESINHO ficar questionando a imprensa brasileira e inclusive o blog poder aereo, fazendo lobby pra essa merde de avião caro e que não tem abusolutamente NENHUMA comunalidade com a FAB … se essas merdes fosse bons já teriam vendido, aposto que tão pagando pra impressa do oriente médio dizer que vai compra essa …. quero vê um quebrado comprar essa trolha de rafaleco … se vcs franceses não comprarem nossos politiocs essa trolha não leva o FX-2 … vá falar da impressa do seu paiseco 60% na mão dos dassault … tem coragem de vir questionar ?… Read more »