segunda-feira, junho 21, 2021

Gripen para o Brasil

Ho-Ho-Ho! Feliz Natal deverá chegar atrasado para a FAB

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Jobim: definição sobre caças sairá depois do Natal

vinheta-clippingO ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que a compra de caças pela Força Aérea Brasileira (FAB) dificilmente será definida antes do final deste ano. O governo brasileiro espera que as análises de capacidade operacional dos aviões oferecidos pela francesa Dassault, pela norte-americana Boeing e pelo sueca Saab, da capacidade industrial do País absorver cada uma das tecnologias e do preço fiquem prontas em dezembro. Há ainda outras etapas, como a avaliação do Ministério da Defesa, da presidência da República e do Conselho de Defesa Nacional.

“Acho complicado que possamos ter uma decisão antes do Natal”, admitiu o ministro, durante entrevista nesta terça-feira, em Porto Alegre, antes de viajar para Canoas e Rio Grande para acompanhar manobras da Operação Laçador, um treinamento que está mobilizando 10 mil homens nos três Estados do Sul do País.

Apesar de reconhecer que “há uma opção política pela França”, já manifestada inclusive pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jobim considerou que ainda faltam “elementos” para transformar essa preferência em negócio. “Temos que analisar outros aspectos, se é o tipo de tecnologia que precisamos, se o (avião) Rafale responde às condições necessárias de operacionalidade e também o custo”, ressalvou o ministro.

A vantagem mais aparente do pacote francês é a “transferência irrestrita” de tecnologia, uma promessa superior à de “transferência necessária” feita pelos Estados Unidos, que, tradicionalmente, impõem embargos nesse quesito.

Operação

Ao falar sobre as críticas que a Operação Laçador recebeu no Paraguai, especialmente do jornal “ABC Color”, que chegou a tratá-la como um “simulacro de guerra” dirigida ao país, Jobim reiterou que o Brasil resolveu todas as pendências fronteiriças que tinha ainda no início do século passado e não tem qualquer pretensão expansionista.

O ministro desqualificou a preocupação por entender que ela só foi manifestada por “uma imprensa tradicional no sentido de tentar ver a atividade brasileira como se fosse ofensiva ao Paraguai”. Também lembrou que o Brasil já fez enormes concessões ao vizinho sul-americano, inclusive o financiamento de uma linha de transmissão entre Itaipu e Assunção.

Sobre os gastos de R$ 10 milhões na operação, Jobim observou que o País está adquirindo uma “posição internacional crescente e ativa” e precisa ter uma capacidade dissuasória para “dizer não quando precisar dizer não”.

Carona

Questionado sobre a carona que um avião da FAB deu a Fábio Luís Lula da Silva, filho do presidente, e mais 15 amigos no dia 9 de outubro, Jobim disse desconhecer o assunto. Depois, informado pela assessoria de que o Boeing foi a São Paulo para buscar o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e não o filho do presidente, afirmou que, nessas circunstâncias, a carona não fere a lei.

FONTE: G1

NOTA DO EDITOR: o título da matéria é uma licença poética do Blog. O título original do G1 é o subtítulo.

- Advertisement -

66 Comments

Subscribe
Notify of
guest
66 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Renato

Pra que demorar tanto se já tem aescolha !!!! Ou estão esperando alguma redução de preço da Dassault ???

Mas o alto custo do Rafale pode ser uma brecha pro SH.

Abs.

Felipe Cps

AHAHAHAHAHA, IMPAGÁVEL O TÍTULO!!! 🙂 HO HO HO, rsrsrsrs… No mais, é sempre mais do mesmo: o FX2 ficou pro ano que vem. E levando-se em consideração que ano que vem é ano de eleição (a partir de uma determinada data – não sei agora qual – não se pode mais fazer licitações ou compras governamentais de grande monta), bem como informes do amigo Baschera de que a FAB recusou-se a alterar a classificação dos caças para favorecer os franceses, só se pode concluir que… HÁ UM FORTE CHEIRO DE MELAÇO NO AR!!! 🙂 Será que o NJ, contrariado por… Read more »

Justin Case

Felipe,

Não entendo essa sua alegria com a possibilidade de cancelamento do F-X2.
Já estamos atrasados, o F-X1 melou, um F-X3 só começaria pelo menos um ano após assumir o próximo governo (e mais três para concluir).
Os vizinhos estão com capacidade maior que o Brasil.
Ter preferências e torcer por uma escolha, tudo bem, mas ficar feliz em ver o programa ser cancelado?

Justin

RodrigoMF

Justin, tem muita gente na FAB preferindo melar que ficar com o AMX francês que será impossível de operar a contento mesmo com o aumento orçamentário prometido.

Pessoalmente eu prefiro melar, pegar em compra direta uns SH ou F16BL52/60 se der o $$$$ e desenvolver o NG com calma ou esperar um dia quem sabe o F35.

Invincible

Bom… O que pode acontecer é o Jobin se aproveitar do período entra natal e ano novo. Brasília estará deserta, como sempre! O país interno estará em férias. É a oportunidade perfeita para anunciar que o Rafale venceu, mas não convenceu a FAB. Afinal, a falta do respaldo por parte da FAB pode e vai colocar o negócio no congelador. O Jobim tem que comprar o Avião que a FAB quer, não tenho dúvidas de que um relatório de 25 mil páginas leve em consideração aspectos políticos. Os 3 aviões são ótimos para o Brasil!! Mas o Felipe Cps fez… Read more »

douglasfalcao

É óbvio que essas sucessivas postergações estão ocorrendo em razão da guerra silenciosa em curso nos bastidores, entre a FAB e governo atual. As declarações de 07.09 feitas por Lulla, Jobim e Celso Amorim e a marcante ausencia dos oficiais generais naquelas coletivas deixou no ar a seguinte questão: O governo fala de parceria estratégica e no “interesse nacional”, mas ao que parece o que está por tras do “interesse nacional” da turma petista é bem diferente dos ideais da FAB. A MB parece que resolveu dançar a musica do governo atual com Odebrecht e tudo mais, a FAB não…… Read more »

RodrigoMF

Douglas, logo depois do 07/09 o Brig. Saito deu uma entrevista em que fala claramente:

“…O governo tem uma estratégia que nós não conhecemos….”.

http://dilma13.blogspot.com/2009/09/forca-aerea-atribui-confusao.html

RodrigoMF

A entrevista do Brig. Saito, logo após o 07/09 em que ele diz que a FAB desconhece a estratégia do Governo, mostra muito o que está acontecendo neste processo.

R_Cordeiro

“…O Brasil não é um país sério…” quem disse isso amaldiçoou o país desde então. ______ Um brasileiro encontra uma lâmpada mágica – Nossa!!! uma lampada!! Ele esfrega e sai um gênio. Gênio: Rapido, rápido com esses desejos que hoje eu estou sem tempo…e essa coisa de 3 desejos só tem em filme, aqui é 1 só e fique satisfeito! então o brasileiro pediu. – 1º eu quero que o brasil tenha tanto recurso pra defesa quanto os EUA. gÊNIO: _ ahhhhhh…. EU NÃO FAÇO MILAGRES! – Então…eu quero um subnuc bem silencioso gÊNIO: _ Vc tá louco!!! a china… Read more »

Felipe Cps

Justin Case: o RodrigoMF respondeu por mim. Aliás, até nos vetores a gente concordou.

Eu quero que a FAB tenha um avião em que seus pilotos possam voar e treinar de verdade, seja o governo PeTralha ou PSDBoso, militar ou civil, presidencialista ou parlamentarista, republicano ou monárquico. Com Rafale a FAB não voará a contento. Logo não quero Rafale.

Sds.

flaviodepaula

Eu quero um avião quer voe, que saia do chão, que não seja rainha de hangar…e que a FAB escolha. Se ela escolher qualquer um, me dou por satisfeito. Agora, se o governo que comprar Rafale, ou F18, ou Gripen NG, por questões de estratégia e aliança, QUE COMPRE. Porque a FAB vai estar muito bem servida com qualquer um dos 3. Vai subir a um nível muito maior do que o que ela é hoje. SE UM DOS 3 NÃO ESTIVESSE DENTRO DO QUE ELA PODE OPERAR, NÃO ESTARIAM NA FASE FINAL; A FAB não é soberana. SOBERANO É… Read more »

ZE

Para quem entende, nada a explicar. Para quem não entende: Trata-se da manobra mais velha do mundo. Criar tributos novos entre o Natal e o Ano-Novo é, sem dúvida, um golpe baixo. Das 3 posições na doutrina, esta é a mais odiosa. No que tange aos caças, ou melhor, no que tange ao Rafale, pois sabemos que é ele o vencedor, a lógica é a mesma dos tributos: A escolha vai se dar entre as duas datas mais importantes do ano. O país vai estar parado, grande parte das pessoas em férias (servidores públicos). Em suma, a opinião pública vai… Read more »

Justin Case

Amigos, para quem acredita que a postura dos EUA quanto à ToT mudou, vejam estas notícias:
UK anger as America refuses to share secrets of new radar-evading Lockheed F35 fighter jet… that Britain helped pay for
http://www.dailymail.co.uk/news/article-1230724/UK-anger-America-refuses-share-secrets-new-radar-evading-Lockheed-F35-fighter-jet–Britain-helped-pay-for.html

Canada won’t get key software for planes in U.S. fighter deal
http://www.ottawacitizen.com/technology/Canada+software+planes+fighter+deal/2262022/story.html

U.S. to withhold F-35 fighter software code
http://www.reuters.com/article/newsOne/idUSTRE5AO01F20091125

Felipe Cps

ZE:

Muito boa a consideração, e muito bem lembrada a questão do “pacote tributário de natal”. Pode ser que role isso mesmo.

Vamos bater uma aposta? Eu aposto uma cerva que fica pro “ano que vem” (ou seja: adiamento “sine die”).

Abs.

RodrigoMF

A intenção do GF é anunciar logo o vencedor, desde que ele seja o Rafale. Qualquer outra coisa vão ficar enrolando ad infinitum.

Thierry

Justin Case in November 25, 2009 at 13:02

very interesting your links…especially the Dailymail UK readers comments….some of them are spicy hot he he

Justin Case

Thierry, I’ll check the comments again.
Thanks.

Francisco AMX

EU QUERO FORÇA AÉREA! QUE NÃO TEMOS! Eu acho que o que vier vem bem! menos o NG, que certamente ficará para 2020 se vencer… a FAB dará um jeito de operar qualquer um deles! fiquem certo disso! Se a FAB não quiser o Rafale, é simples, mandem os pilotos se ejetarem! :)… bem acho que não, o Spectra pode trazer o Rafale para o solo são e salvo! 🙂 – escrevam aí, este será o próximo caminho de caças modernso, recuperar e pousar, caso o piloto tem um mau súbito ou desmaie por falta de oxigenação! Mas voltando a… Read more »

Thierry

FranciscoAMX my guess: official news end of this month with budget vote in Brasilia rather fast after (before march) because of elections end 2010..right now heavy discussions on terms of payment ,price,financing, sub contracts, etc etc many many details

Thierry

end of …next month

Felipe Cps

Thierry em 25 nov, 2009 às 16:03

“very interesting your links…especially the Dailymail UK readers comments….some of them are spicy hot he he”

ONE OF THE COMMENTS:

“Let’s not forget the Falkland’s, where America sat on the fence, before ‘helping’, by allowing us to pay for Sidewinder, again over the odd’s, a year early ! UNLIKE FRANCE, WHO MISLEAD ARGENTINE EXOCET BUYER’S, STOPPING THEM GAINING NEW MISSILE’S!”

So, Master Thierry, are French weapon manufacterer´s reliable? Oh yeah, maybe for the British…

Sds.

Walderson

Galera, concordo com o Flavio. Pessoal, qualquer um dos três será muito bom para a FAB. Nos colocará num patamar que há muito não estávamos. Concordo também que se a FAB não visse um horizonte com perspectiva de usar o RAFALE, ele não estaria lá no short list. Se está, se ela o escolheu, é porque ele serve para ela. Se formos ver só a questão do preço, o Gripen é imbatível. Não tem nem de longe para o Super Hornet também. Sinceramente, o processo está andando, está tendo a transparência possível. A lei exige que algumas informações sejam confidenciais… Read more »

casag

Um dos links que o Justin Case colocou informa que o Canadá está injuriado com os americanos porque, apesar de ter colocado 500 milhões de dólares no projeto do JSF, estes se recusam a abrir as fontes do caça para as FA canadenses.

Os ingleses que puseram muito mais dinheiro, sofrem a mesma restrição e estão muito mais injuriados.

E olhem que são todos anglo-saxões!

E tem quem “acredite” e aponte esta dúvida nos outros…

casag

Quanto a armas, não devemos acreditar em ninguém. Os israelenses, na década de 70, ouviam estupefatos os conselhos tipo: “vocês não devem fazer assim”, “devem fazer assado”, “olhem estes mísseis vocês podem usar mas só em tal situação”, ” nos informem de tudo”, que largaram mão. Investiram em sua própria indústria e, em 1982, em sua última batalha aérea de verdade, quando selaram sua supremacia regional, subiram para o combate usando seus mísseis e sistemas. Se deram muito bem. Melhor subir com “meia boca” que você tem certeza que terá amanhã, e pode usar quando necessário, do que ter que… Read more »

Thierry

Felipe….Malvinas 1982

I wish to give you my view and info I have.No cheat from me.Only the info I got here and there but maybe some people who lived this period on site can sa

ZE

Felipe Cps em 25 nov, 2009 às 13:52

“ZE:

Muito boa a consideração, e muito bem lembrada a questão do “pacote tributário de natal”. Pode ser que role isso mesmo.

Vamos bater uma aposta? Eu aposto uma cerva que fica pro “ano que vem” (ou seja: adiamento “sine die”).

Abs”.

Obrigado pelo elogio, Felipe.

Eu posso estar certo, você pode estar certo…Mas no fritar dos ovos, já sabemos que o Rafale vai levar.

Pelo menos, vamos poder tirar umas belas fotos dele paradinho no hangar!

ZE

Ou melhor, vamos tirar umas fotos bebendo umas cervas bem geladas!

Thierry

oups!…keyboard touch!….on site can say more: when Argentina invades the Malvinas Islands, they have received 5 Super Etendard and 5 Excocet from a 15 units order, Aerospatiale team there ,also a Dassault team there + Excocet manufacturer team. France ,linked with an alliance with UK, asks the suppliers to stop delivery and send back their teams home.Which they did but not immediately, helping the Argentinians to install Excocet on Super Etendard instead of Mirage( not enough range for the Malvinas),intial choice of Excocet vector by Argentina… then UK counter spying used every way to stop Argentina buying other Excocets on… Read more »

Robson Br

flaviodepaula em 25 nov, 2009 às 12:34 CONCORDO CONTIGO So completando: A decisão final é do presidente que é o comandante das FFAA. A pessoa escolhida pelo povo para comandar a FAB, EB, MB, etc… Outra coisa: A FAB não são algumas pessoas e sim um conjunto, que no geral acompanha o Jobim. Desta que a FAB prefere isso, ou aquilo, nem imagino de onde saiu. Queria as fontes, pois os que são contra a dependência americana são conhecidos dentro da força. A pressão dos EEUU em cima do Lula e Jobim é muito grande. Se a decisão fosse fácil,… Read more »

Thierry
Baschera

Felipe Cps em 25 nov, 2009 às 10:43

Pois é… Felipe…. andei avisando. Mas agora, existe um Plano B…. veremos se na próxima semana vão ou não apresentá-lo.
Não estou muito esperançoso……

Existe forte cheiro no ar do FX-3…..

Sds.

Robson Br

Baschera em 25 nov, 2009 às 21:11

Duvido que o FX-2 srá cancelado.
seria uma desmoralização do Lula e Jobim. Num ano eleitoral se aproximando..

O que pode estar acontecendo é um projeto de um caça mais simples, em que o gripem podem ate se encaixar.

Seria um projeto paralelo.

Ivan

“””Abraçao from a stinky french cheese he he”””
em 25 nov, 2009 às 19:52

Thierry,

Are you a really French?
With this good humor… He he he.
Thank you.

Ivan.

Ivan

Robson Br, O projeto de um caça mais simples seria o LIFT / Caça Leve que eu defendo para o futuro, pós FX-2. Mas não vai sair agora. O Comando da FAB não é doido de colocar dois projetos de caça ao mesmo tempo para concorrer com a pouca verba de defesa que tem. Simples questão de prioridade, o dinheiro é pouco, os políticos adoram aparecer nas fotos, a área econômica vai querer gastar menos, então não irão falar AGORA em projeto de caça leve barato. Primeiro devem comprar o caro, o que der para colocar no hangar, depois a… Read more »

RodrigoMF

Robson, as fontes contra os EUA podem falar a vontade, porque eles representam a parte da Força que concorda com o Governo. Notadamente são a parte da Força sem qualquer tipo de convívio com a parte operacional da FAB, são pessoas ligadas a programas espaciais e pesquisas em geral. Quem não pode falar abertamente, e o Baschera é testemunha conhece grande parte das mesmas fontes que eu. São oficiais e ex-oficiais que tem opinião diversa a do GF e muitas pessoas conhecidas de nós dois já foram literalmente intimadas a ficarem quietas ou receberam telefonemas misteriosos de intimidação. Quanto a… Read more »

Robson Br

Ivan em 25 nov, 2009 às 22:51 RodrigoMF em 25 nov, 2009 às 23:45 OBRIGADO PELAS RESPOSTAS. Mas Robrigo, você não acha que pessoas ligadas a área tecnológica são as indicadas para opiniar sobre TT. Todos sabem que os boicotes e as pressões dos EEUU sobre o fraco Gov. Sarney e seus subsequentes governos quase mataram as nossas pesquisas e nosso parque industrial militar. Infelizmente, nossos militares operacionais ainda não sairam da época do canhão e só vêem o aparelho em si. Para muitos o F5 é o máximo. Não estão ainda acustumados com sistemas e armamentos modernos. P ex.… Read more »

RodrigoMF

Robson, Eu também sou Eng de Software, mas também sou piloto de helicóptero aprendiz, me dá uma visão prática dos dois lados. Concordo plenamente que os Engenheiros deveriam de certa forma ditar os requerimentos de ToT, mas quem tem feito isto não é nem o pessoal operacional e sim o Governo civil. Convenhamos que um advogado e um torneiro mecânico não tem a menor condições de ditar regras neste tipo de assunto. A primeira caca assinada pelos dois, já veio a tona e se chama EC725 que será apenas montado no Brasil sem qualquer tipo de ToT significativa. Aconselho você… Read more »

RodrigoMF

Vale complementar que certamente a FAB agradeceria ao bom velhinho, caso o Orçamento do próximo ano fosse pelo menos igual ao atual e não 20% menor.

Felipe Cps

Robson Br em 26 nov, 2009 às 6:09: Caro Robson, não quero me meter na conversa dos dois, mas peço que V. Sa. modere suas críticas aos militares componentes das FFAA e em especial à FAB. Se é verdade que há algumas mentes retrógradas nas três forças (e sempre há em qq lugar), especialmente no alto-comando, é igualmente verdade que não há ninguém que idolatre mais a tecnologia do que o militar brasileiro. O grande problema é que esse mesmo militar brasileiro só consegue acesso à tecnologia de ponta olhando forças estrangeiras, ou comprando do próprio bolso, porque nossos POLÍTICOS… Read more »

RodrigoMF

Já que o Felipe falou…

Vou complementar:

Eu nunca fui militar e quem vive o mundo da aviação real sabe que o relacionamento entre os civis e militares ligados a área é otimisticamente falando, razoável.

Então não é por isto que eu vou chegar aqui e não vou dar o devido valor e crédito a quem merece, mesmo tendo vários pontos em discordância com os militares em relação a administração da aviação civil.

Ivan

Rodrigo,

Bem colocado, “discordância com os militares em relação a administração da aviação civil”.
Eu também discordo em muitas coisas, mas respeito sempre que cuidou do problema quando não havia outro para por a mão na massa.
Mas na administração da aviação militar, vc vai concordar, é melhor ouvir quem vai efetivamente lutar.

Abç,
Ivan.

flaviodepaula

Senhores, o que acho que deveria existir entre essa relação de militares x militares pesquisadores era alguém que batesse o martelo pensando estrategicamente. Concordo com a visão de que o militar quer um bom equipamento. Acho até que não importa a origem para o militar operacional. Tendo o equipamento funcionando, ta ótimo. Já o cara da pesquisa quer trabalhar, desenvolver, pesquisar. O elo entre as partes é importante para que possa ser feito um equipamento que o operacional use, e aprove, e que seja bom. Por isso não da para irar o mérito de nenhuma parte. Se queremos ter um… Read more »

flaviodepaula

puts, foi mal…CONCERTEZA

RodrigoMF

E se eu te falar que a short-list não foi feita pela FAB ?

Felipe Cps

flaviodepaula em 26 nov, 2009 às 11:06:

“Quanta pressão o NJ, o Lula devem estar recebendo dos tres lados? Principalmente dos EUA?”

Flávio, porquê dos americanos? Porque SEMPRE dos americanos? Porquê OS AMERICANOS são culpados dos problemas do mundo e do Brasil?

Perceba: quem esteve ontem com o NJ? O MD da Suécia! Quem a Mulla vai encontrar no fds em Manaus? O Sarkozy!

ENTÃO PORQUE SEMPRE OS AMERICANOS???

É vício isso, ou não se consegue pensar em nada sem botar o americano no meio?

Sds.

Rodrigo Marques

Hã??

A short-list não foi feita pela FAB ?

Pode nos dizer por quem foi feita?

Abraços

Felipe Cps

flaviodepaula em 26 nov, 2009 às 11:06: Flávio, você confunde a FAB com o governo: a FAB pertence ao Estado Brasileiro, não ao governo PeTralha! Já que o comando do FX2 foi dado à FAB, há que se respeitar a decisão DA FAB! Senão o governo não precisava ter consultado a FAB, bastava comprar e mandar entregar em Anápolis! Omessa! Aí reside a calhordice: o governo usou a FAB para seus fins políticos! Espera que a FAB o ajude a legitimar uma decisão política (dinheiro pra campanha do ano que vem), vale dizer: que “aparelhar” a FAB! Espera que a… Read more »

Ivan

Flávio,

A reação, pelo que percebi, foi quando foi falado em decidir sem dar valor ao combatente.

Sou admirador das soluções bélicas dos israelenses. Todo e qualquer equipamento bélico que compram ou recebem eles adaptam a sua realidade e doutrina.
Para tanto o técnico (ou o cientista) trabalha ombro a ombro com o combatente israelense.
O primeiro atento às necessidades do segundo.
O segundo consciente que precisa do conhecimento do primeiro.
Mas ambos conscientes que precisam vencer, para sobreviver.

Acredito que assim funciona melhor. Mas aí é chover no molhado…

Abç,
Ivan.

RodrigoMF

Rodrigo Marques, já escutei de duas fontes que ela veio da Casa Civil.

Se formos pensar direitinho faz sentido dizer que ela foi feita para dar o Rafale. O que a turma de boina vermelha não contava era com o esforço dos suecos e as permissões do Congresso Americano em transferir a ToT solicitada pela FAB.

Rodrigo Marques

Bem,

Dos barbudinhos fedorentos e de boina vermelha eu espero tudo, mas ainda acredito que na FAB haja gente séria. Isso pra mim ficou claro, quando a preferência política foi exposta no 7 de setembro e em seguida o Comnando da Aeronáutica desmentiu esta escolha.

Reportagens especiais

Medindo o desempenho da tecnologia Stealth

Para os países além dos EUA que estão comprando o F-35 Joint Strike Fighter da Lockheed Martin, será sua...
- Advertisement -
- Advertisement -