quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Oficiais aviadores R1 poderão dar instrução de voo novamente

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

AFA

A Força Aérea Brasileira (FAB) aproveitará a experiência de pilotos militares que hoje estão na reserva para auxiliar no processo de formação dos seus futuros aviadores.

Segundo o Departamento de Ensino da Aeronáutica (DEPENS), trata-se de uma iniciativa que irá contribuir com as atividades de instrução aérea dos cadetes-aviadores.

Os convocados irão trabalhar com militares da ativa na atual estrutura do Curso de Formação de Oficiais Aviadores da Academia da Força Aérea (AFA).

Os oficiais aviadores da reserva remunerada (R1) interessados serão selecionados pelo Conselho Superior de Ensino da AFA mediante avaliação curricular e realização de teste de aptidão física e inspeção de saúde. Os militares que cumprirem todos os requisitos serão contratados e realizarão o Curso de Padronização de Instrutor de Voo em janeiro de 2010.

Para se inscrever, o interessado deve enviar para o e-mail ttcvoo@afa.aer.mil.br as seguintes informações: currículo com foto, data e número do Boletim do Comando da Aeronáutica que publicou a reserva, a opção pela aeronave de instrução (T-25 ou T-27) e o endereço atualizado e telefones para contato. A divulgação do resultado será feita individualmente, também por e-mail, de acordo com decisão do Conselho Superior de Ensino da AFA.

Terão prioridade os militares que, nesta ordem, foram instrutores da AFA, de unidades da Primeira Força Aérea (FAE I), ou correspondentes, e que ministraram instrução em unidades operacionais da FAB. Mais informações: Subdivisão de Instrução de Voo – (19) 3565-7271.

FONTE: DEPENS/CECOMSAER / FOTO: AFA

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
CosmeBR

Excelente!!!

CosmeBR

Já está na hora de trocar o T-25 e o T-27. O T-27 podia ser trocado pelo Super Tucano. Os pilotos de helicóptero deveriam treinar apenas em helicópteros. Não sei pra que aprender a pilotar aviões, e táticas de combate nessas aeronaves pra depois aprender a voar helicópteros. Desperdício de tempo e dinheiro.

Abraços!

Marcelo Tadeu

Cosme,

Uma empresa brasileira, cujo um dos fundadores é justamente Joseph Kovacs, o homem que projetou o T-25 e o T-27, está oferecendo um avião substituto do T-25 à FAB (veja a Aeromagazine, edição que mostra a feira EAB em SJ do Campos, a última edição, eu acho)

Quanto ao Super-tucano substituir o Tucano, não acho uma boa. O A-29 é uma aeronave mais potente, mais pesada e complexa. O T-27 vai passar por uma modernização para operar por muitos anos ainda.

Abraços

Primo

Para mim esta notícia é um indício da tentativa de aumento do número de formandos pela AFA.

Grende Abraço
Primo

RenanZ

Acho que o número de piloto formados
continuará baixo,
Acredito que essa decisão seja pela falta
de instrutores mesmo.

MAS, espero estar errado !!!

Flavio

Porque será essa decisão?

querem mais pilotos em menos tempo ou esta havendo falta de formadores?

Pedro Rocha

Olá senhores! Para mim é uma excelente noticia! Esses militares são da reserva (já estão sendo remunerados) e possuem conhecimento e principalmente experiência, algo vital para os jovens aviadores! Estamos com falta de instrutores? Lógico que sim! A carreira militar fora muito desmotivada por questões políticas e econômicas, porém eu sou otimista e acredito que novos tempos viram justamente com o END onde a sociedade como um todo entenderá a importância das forças armadas como um seguro para nossa soberania e livre determinação! Quanto ao T-27 com a modernização de meia vida que sofreram os deixaram com a aviônica bem… Read more »

J Curitiba

Isso está cheirando o maldito jeitinho brasileiro.

Bruno Rocha

“Isso está cheirando o maldito jeitinho brasileiro.”

caramba, e eu achando que era o unico a achar isso. kkkkk
quem diria

COMANDANTE MELK

Senhor Primo em 31 ago, 2009 às 9:16,

torço para que realmente seja este o motivo desta atitude por parte da FAB…

Senhor J Curitiba em 31 ago, 2009 às 12:10,

não resta nenhuma duvida de que este é o famoso jeitinho brasileiro, só espero que como eu disse acima, seja um jeitinho para o bem…

Grato.

Bruno Rocha

Todo jeitinho rasileiro é para o bem, o bem do bonsinho ou do vilão. Mas também acho isso uma otima oportunidade para mostrar que a FAB “se importa com seus pilotos”, ou melhor, que eles aida possam ser úteis para a FFAA.

Noel

Srs, o Oficial Aviador da Força Aérea, tem sua formação moldada em uma determinada aviação, onde vai voar como Ten e Cap, mas não pode restringir seu conhecimento operacional a um único tipo de aviação, por um motivo simples, a vida operacional desse Oficial, que dura em média 12 a 13 em um Esqd. Quando da promoção a Maj, a grande maioria dos aviadores, começa a ter seu horizonte operacional cada vez mais restrito, e irá desempenhar outras funções em benefício da Força; portanto durante o período em que o aviador esta servindo em um Esqd, ele desempenha funções de… Read more »

alves pereira

Boa Noite, Gostei da matéria, é muito bom aproveitar os bons pilotos na FAB que mesmo na reserva , estão prontos para emprego. Caro CosmeBR, quando um médico se forma, ele é de regra clínico geral, passando em seguida para os estágios e especializações, do mesmo modo, o piloto ao se formar ele está pronto para pilotar, nos estágios operacionais ele irá para o esquadrão em que melhor se enquadre, para funções C-SAR, TRANSPORTE OU CAÇA, conforme sua aptidão pessoal, mas ele tem que estar pronto para em casa de necessidade operar qualquer outra aeronave. Os comentários de NOEL são… Read more »

Marcelo Tadeu

Cosme,

Uma empresa brasileira, cujo um dos fundadores é justamente Joseph Kovacs, o homem que projetou o T-25 e o T-27, está oferecendo um avião substituto do T-25 à FAB (veja a Aeromagazine, edição que mostra a feira EAB em SJ do Campos, a última edição, eu acho)

Quanto ao Super-tucano substituir o Tucano, não acho uma boa. O A-29 é uma aeronave mais potente, mais pesada e complexa. O T-27 vai passar por uma modernização para operar por muitos anos ainda.

Abraços

CosmeBR

Excelente!!!

CosmeBR

Já está na hora de trocar o T-25 e o T-27. O T-27 podia ser trocado pelo Super Tucano. Os pilotos de helicóptero deveriam treinar apenas em helicópteros. Não sei pra que aprender a pilotar aviões, e táticas de combate nessas aeronaves pra depois aprender a voar helicópteros. Desperdício de tempo e dinheiro.

Abraços!

Primo

Para mim esta notícia é um indício da tentativa de aumento do número de formandos pela AFA.

Grende Abraço
Primo

RenanZ

Acho que o número de piloto formados
continuará baixo,
Acredito que essa decisão seja pela falta
de instrutores mesmo.

MAS, espero estar errado !!!

Flavio

Porque será essa decisão?

querem mais pilotos em menos tempo ou esta havendo falta de formadores?

Pedro Rocha

Olá senhores! Para mim é uma excelente noticia! Esses militares são da reserva (já estão sendo remunerados) e possuem conhecimento e principalmente experiência, algo vital para os jovens aviadores! Estamos com falta de instrutores? Lógico que sim! A carreira militar fora muito desmotivada por questões políticas e econômicas, porém eu sou otimista e acredito que novos tempos viram justamente com o END onde a sociedade como um todo entenderá a importância das forças armadas como um seguro para nossa soberania e livre determinação! Quanto ao T-27 com a modernização de meia vida que sofreram os deixaram com a aviônica bem… Read more »

J Curitiba

Isso está cheirando o maldito jeitinho brasileiro.

Bruno Rocha

“Isso está cheirando o maldito jeitinho brasileiro.”

caramba, e eu achando que era o unico a achar isso. kkkkk
quem diria

COMANDANTE MELK

Senhor Primo em 31 ago, 2009 às 9:16,

torço para que realmente seja este o motivo desta atitude por parte da FAB…

Senhor J Curitiba em 31 ago, 2009 às 12:10,

não resta nenhuma duvida de que este é o famoso jeitinho brasileiro, só espero que como eu disse acima, seja um jeitinho para o bem…

Grato.

Bruno Rocha

Todo jeitinho rasileiro é para o bem, o bem do bonsinho ou do vilão. Mas também acho isso uma otima oportunidade para mostrar que a FAB “se importa com seus pilotos”, ou melhor, que eles aida possam ser úteis para a FFAA.

Noel

Srs, o Oficial Aviador da Força Aérea, tem sua formação moldada em uma determinada aviação, onde vai voar como Ten e Cap, mas não pode restringir seu conhecimento operacional a um único tipo de aviação, por um motivo simples, a vida operacional desse Oficial, que dura em média 12 a 13 em um Esqd. Quando da promoção a Maj, a grande maioria dos aviadores, começa a ter seu horizonte operacional cada vez mais restrito, e irá desempenhar outras funções em benefício da Força; portanto durante o período em que o aviador esta servindo em um Esqd, ele desempenha funções de… Read more »

alves pereira

Boa Noite, Gostei da matéria, é muito bom aproveitar os bons pilotos na FAB que mesmo na reserva , estão prontos para emprego. Caro CosmeBR, quando um médico se forma, ele é de regra clínico geral, passando em seguida para os estágios e especializações, do mesmo modo, o piloto ao se formar ele está pronto para pilotar, nos estágios operacionais ele irá para o esquadrão em que melhor se enquadre, para funções C-SAR, TRANSPORTE OU CAÇA, conforme sua aptidão pessoal, mas ele tem que estar pronto para em casa de necessidade operar qualquer outra aeronave. Os comentários de NOEL são… Read more »

Noel

Só uma informação: a FAB, bem como as demais Forças, utiliza-se de Oficiais, Suboficiais e Sargentos da reserva, preenchendo as lacunas de pessoal experiente, principalmente nas esferas técnica e administrativa, já a muitos anos. A novidade da matéria, é que esses aviadores, irão trabalhar diretamente na área operacional de formação.
Não se pode esquecer que a evasão de profissionais continua acontecendo nas três Forças, principalmente de Oficiais intermediários, subalternos e Sargentos, e nada indica que esse fato vá mudar.
Sds

Reportagens especiais

22 de abril – Dia da Aviação de Caça

'Sentar a Púa: lançar-se contra o inimigo com decisão, golpe de vista e vontade de aniquilá-lo. Quem vai sentar...
- Advertisement -
- Advertisement -