quinta-feira, abril 15, 2021

Gripen para o Brasil

FAB dá primeiro passo rumo ao KC-390

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

c-390_na_amazonia

A Subdiretoria de Desenvolvimento e Programas (SDDP), do Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial (CTA) do Comando da Aeronáutica, sob a coordenação da Gerência Executiva do Projeto KC-X, realizou o 1º “Workshop” Operacional, de 12 a 15 de julho, nas instalações da EMBRAER, em São José dos Campos – São Paulo.

O evento contou com a presença de representantes do Exército, COMGAR, COMGEP, FAE2, FAE5, DIRSA, DIRINT, CTA, SDDP e EMBRAER, com a finalidade de refinar os requisitos operacionais para o desenvolvimento de nova Aeronave de Transporte e Reabastecimento em Vôo da Força Aérea Brasileira – KC-X.

Os próximos passos na Fase de Desenvolvimento são a realização de “workshops” dedicados ao detalhamento técnico-operacional das missões em áreas distintas: Transporte, Reabastecimento em Vôo, SAR e Evacuação Aeromédica; os ensaios em ambiente de Realidade Virtual e a utilização de modelo da cabine da Aeronave – “mock up” – em tamanho real, onde o embarque e desembarque de tropas, viaturas e cargas serão experimentados.

Ao final da Fase de Desenvolvimento, a EMBRAER entregará à FAB dois protótipos da Aeronave, já certificados, um em 2014 e outro em 2015.

FONTE: CECOMSAER

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Igo

Notícia excelente e que continue assim. Tomara que o projeto continue evoluindo com esta velocidade atual.

RodrigoBR

Quero escutar e ver o barulho das turbinas esquentando e ele taxiando para decolagem no Youtube!!!

Quero ver ele lançando para-quedistas, veículos e peças de artilharia e pallets!

Uhuuu!:D

Já imaginaram?

Baschera

Grande notícia, provando que quando se quer se consegue.

Sds.

Ramir

Aquilo embaxo da asa dele é o que ?

Um tanque extra ?!

Tiago Jeronimo

Eu sei que isso já deve ter sido perguntado mas, não dava pra aproveitar e usar ele como platarforma para patrulha maritima?

Tiago Jeronimo

Ramir, provavelmente deve ser o Pod de reabastecimento.

Paulo Silva

Ramir, creio que se trata do equipamento de rebastecimento.Baschera, você sabe qual será o comprimento deste avião. Na foto ele não parece ser muito comprido, comparando ao C-130.

Abraços

Paulo

Wilson Johann

Já externei minha opinião, em outros comentários, em materias sobre este projeto da Embraer/FAB publicadas anteriormente por este blog. Continuo achando que a Embraer vai produzir o melhor avião do mundo em sua categoria e, tenho certeza, que este será o substituto natural do hércules, cuja frota, em sua maioria, já está bem envelhecida. O C-17 está fora do páreo por se tratar de um avião transporte puramente estratégico, além de caríssimo. O C-27J Spartan e o C-295 são transportes táticos médios sem a capacidade de cumprir as missões destinadas para a categoria de um KC-390 no quesito “volume” e… Read more »

Mauricio R.

“O C-17 está fora do páreo por se tratar de um avião transporte puramente estratégico, além de caríssimo.” Opera nas mesmas condições que um C-130, ao contrário do C-5A/B, que requer uma bela base aérea. Caríssimo??? Mas tá vendendo, ao contrário do KC-390 que tem somente 2 protótipos e 23 encomendas firmes. “E o A400M, que seria, em tese, seu concorrente mais direto, está uma categoria acima, pois também é,…” Na Otan, p/ quem não comprou C-130J e/ou C-17A, é o substituto de C-130E/H e do C-160 Transall. E depois de Iraque, Afeganistão, o tsunamí e o terremoto do Paquistão,… Read more »

welington

Faço minhas palavras a do amigo Bachera.
Ramir são PODs de reabastecimento aéreo, todas as aeronaves virão com provisão para a instalação destes PODs, porem estes serão removíveis, dando várias opções de missão para uma mesma aeronave como transporte e/ou lançamento de “cargas” paletizadas, veículos leves, médios e tropas, alem de poder atuar em misoes de ajuda humanitária, SAR(Serviço aéreo de resgate), evacuação aeromedica, e reabastecedor aéreo, ETC…
Um grande abraço a todos.

Wilson Johann

Para os interessados em saber dados mais completos sobre esta aeronave, tem uma matéria muito boa no site DEFESA BR.
Aí vai o link:

http://www.defesabr.com/FAB/fab_embraer_kc-390.htm

Esta matéria faz, inclusive, menção a uma versão ampliada do KC-390, para 27 ton.

Acessem, vale a pena.

Abraços!

Mauricio R.

Wilson Johann,

Interessante que no seu post, russos e indianos c/ o MTA que carrega um BMP-4 dentro, a nova versão do IL-76, os chineses c/ o Y-9 e a possível versão normal do AN-70 e os japoneses sequer foram citados.

Igo

Mauricio R., O C17 é muito caro, mas precisaremos de uns 6-8 deles. O fato de ele estar sendo vendido não prova nada, visto que seu comprador, quase, se restringe aos US. Uma unidade está custando na casa dos 250 milhoes de dólares, isso é muito caro. Para efeito de comparação, um kc390 deverá custar 50 milhões. Sei que são de categorias diferentes, mas mesmo assim é muito caro. Quando a não ter encomendas grandes para o KC-390, estamos realizandoo um grande feito ao lançar uma aeronave neste seguimento e acredito que assim que o projeto for ganhando formas, os… Read more »

Noel

“Serviço aéreo de resgate”.
Não, a sigla SAR ou Search and Rescue, é adotada por convenção internacional.

welington

Positivo!!!
SAR Search and Rescue = Busca e Salvamento
Serviço aéreo de resgate é simplesmente uma tradução simplificada geralmente utilizada como jargão, não é por conseqüência o significado da sigla SAR que como bem dito esta em inglês, como LCD liquid crystal display = display de cristal liquido.
Deveria ter colocado o jargão entre aspas ou ter colocado o significado real da sigla, obrigado Noel.
Um grande abraço Noel.

Hornet

FAB realiza seminário sobre Projeto KC-X

http://www.fab.mil.br/portal/capa/index.php?mostra=3418

abraços a todos

Christian Villada

Eu fique con duvida. Cuales son estos organismos: DIRSA, DIRINT, SDDP
Obrigado!

BUENO

Que noticia maravilhosa, significa que o cronograma do projeto esta sendo cumprido e tem uma equipe empenhada nisto.
Todos torcendo para que seja cumprido, quem sabe ate antes do prazo.

Noel

Christian Villada, respostas prá você:

COMGAR – Comando-Geral de Operações Aéreas;
COMGEP – Comando-Geral de Pessoal
CTA – Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial;
FAE2 – Segunda Força Aérea;
FAE5 – Quinta Força Aérea;
DIRSA – Diretoria de Saúde da Aeronáutica;
DIRINT – Diretoria de Intendência da Aeronáutica; e
SDDP – Subdiretoria de Desenvolvimento e Programas.
Sds

Goiano

Bela notícia. Tenho certeza q será + um sucesso de vendas da Embraer.

abs

Esdras

Uma coisa vocês podem ter certeza, neste projeto é bom ter parceiros fortes, porque certamente ele será alvo de sabotagéns assim como todo projeto militar que ameaça algum interesse dos EUA.

Harry

Caro, Esdra a Embraer vai incomodar Desta vez vai bater de frente
as gigantes e na area militar. A briga com a Bombadier vai parecer
coisa de criança. A Saída é governo comprar um bom numero destas, e levar adiante a possibilidade de aquisição da aeronave pelos Correios como foi cogitado pelo Ministro Hélio Costa.
Já passou da hora do governo investir pesado na nossa indústria de material bélico.
Abs.

Harry

LEIA-SE: com as gigantes

AJS

Muita coisa para essebicho virá de fora, certamente também dos EUA, como acontece com várias aeronaves da Embraer.

Luiz Antônio Cavalcanti

Aquela lança que se projeta da cabine é para reabastecimento? Ou seja, além de reabastecer, ele poderá ser reabastecido?

Sopa

Quando se fala em avião de transporte ou tático vejo em outras forças, mas no US, projetos desse tipo sendo desenvolvido pra forças terrestres, não entendo pq. a FAB tem que desenvolver um avião tático/tramsporte, para tropas, cargas, veículos, que serão usados por tropas terrestres !!

A situação; alô é da FAB ? aqui é o exercito tamu precisando do KC-390 pra trazer umas tropas e ums VBTP-MR aqui pra fronteira tem como ?

Sds.

Douglas

O PROJETO DO KC 390, É, ENTRE TODAS AS NOTICIAS, A DE MAIOR IMPORTANCIA, POIS ENVOLVE A CONTRATAÇÃO DE UM PROJETO NOVO DE CARGUEIRO MEDIO/PESADO, COM A FABRICANTE NACIONAL EMBRAER.

DE SE NOTAR QUE NO MEIO DA POLEMICA DE SCORPENES EC 725 ETC, ESSE AI EM CIMA É O MAIS BARATO, CONTUDO É O QUE AGREGARÁ VALOR E CONHECIMENTO Á ENGENHARIA NACIONAL COM TOTAL INDEPENDENCIA DE GERENCIA E PROJETO.

POOR QUANTO MESMO???? SE VCS COMPARAREM OS PREÇOS COM MONTAGEM DO EC 725……….

Sopa

Onde esta “,mas no US,” é MAIS NO US !

Sds.

Fábio Max

Na verdade, trata-se de uma aeronave que substituirá na FAB os C-130, os C-95 Bandeirante e os C-97 Brasília. Um projeto que substituirá pelo menos 100 aeronaves de transporte na nossa força aérea, começou com 23 encomendas, mas duvido que se encerrará com menos de 50.

Roberto CR

Boa notícia, mas acho que o pessoal do exército deveria estar nesta relação de instituições que ajudarão na concepção do projeto. Afinal, segundo o plano de modernização do exército, a mobilidade aérea irá ser de extrema importância.

Abraços

Sonic Wings

Aliás senhores, como será a aquisição de aeronaves de transporte KC390 pelo exercito? Ou continuará de responsabilidade da FAB? Abs

FD

Eu quero ver também ele reabastecendo o FX!!!

Baschera

Fabio Max, O custo de operação de uma aeronave deste porte inviabiliza seu uso no lugar de um Bandeco ou mesmo de um Brasília. Não há, até o momento aeronave que poça substituir os Bandeco modernizados, devido ao seu baixo custo de manutenção e operação. Uma comparação para entender : Usar um C-390 no lugar de um Bandeirante ou Brasília, seria o mesmo que usar uma carreta 3 eixos quando se pode perfeitamente usar uma Kombi. As missões do C-390 (KC é a versão REVO) tenderão mesmo a ser aquelas que hoje se faz com os C-130, aeronave da mesma… Read more »

Fábio Max

Baschera, Eu sei disso, mas a informação que li, é que existiria um movimento para racionalizar o uso das aeronaves, a ponto de uma mesma, fazer o trabalho de 3 C-95. Claro que posso estar errado, entendo tanto de aviões quanto de física quântica, mas não me parece implausível uma mesma aeronave servir para substituir 3, organizando-se suas rotas. Os Bandeirante que eram para ser substituídos pelos CASA 212 (se não me engano) ou pelos poloneses LET, acabaram recebendo modernização (no máximo de metade das células) justamente porque, segundo a idéia, seriam substituídos pelo C-390 dentro de um amplo programa… Read more »

Alecsander

FD

Não tenho certesa, mas acho que o KC-390 não é uma aeronve de reabastecimento(alguem me corricha se eu estiver errado). A FAB esta planeja adiqurir segundo a edição de fevereiro da Revista Força Aérea, os Airbus KC30 e o Boeing KC-767, como plataformas de reabastecimento em vôo. A materia fala de reabastecimento em vôo, mais acho que o KC-390 só é abastecido, não abastece.

Um grande abraço.

Paulo Renato

Muito boa essa noticia sobre o nosso KC390, estamos dando um passo enorme para um projeto de futuro. Vamos chegar lá apenas temos que aguardar.

Caro Fàbio Max,
Acho que o Bashera tem razão não tem muita lógica colocar um KC390 para fazer tarefas de um Bandeirante.

Agora alguém sabe dizer como anda a modernização dos Bandeirantes ???
Deve estar em processo lento, não se falou mas nisso até o momento.

Abs.

X-nobe

O KC-390 é pequeno de mais para ser usado como uma plataforma de reabastecimento.

Jorge

O KC-390 será projetado pensando em futura extensão de sua fuselagem, e consequente maior capacidade de carga?

Baseio esta pergunta nos exemplos da família Embraer 170-175-190-195.

Lucas Calabrio

Evoluindo devagar mas sem retroceder
depois a EMBRAER passará para avioes miores quando nova janela de oportunidade se abrirem mas tem que começar ja as pesquisas

Alfredo_Araujo

“Caro, Esdra a Embraer vai incomodar Desta vez vai bater de frente
as gigantes e na area militar.”

Isso nunca ocorreria… pelo menos a curto e medio prazo…

Pode ver q a Embraer só mete o bico onde Airbus e Boeing nao possuem seus tentáculos…
O unico projeto “das grandes” que seria ameaçado pelo KC-390 é o C130J… q acredito eu só existir por falta de opções no mercado…
passageiros…

Alem disso, os avioes brazucas possuem tecnologia estrangeira… q poderiam ser dificeis de se adquirir, caso metessemos o nariz na carniça das 2 grandes…

gaspar

o EB esta esperando a FAB decidir logo as dimesoes do aviao para adquirir sistemas anti-aereos…
o EB quer sistemas que possam ser transportados pelo C390…
todos C390 terao capacidades REVO, por isso da “lanca” na frente…

Noel

Sopa “não entendo pq. a FAB tem que desenvolver um avião tático/tramsporte, para tropas, cargas, veículos, que serão usados por tropas terrestres !!” Procure dar uma pesquisada nas missões de atribuição da V FAe, e compare com as do Air Mobility Command da USAF (já q vc citou os yankees, e q não são uma boa referência*), e vais ver similaridade e entenderás o porquê. * Não considero os USA boa referência, pelo fato de que o orçamento deles ser tão absurdamente grande, que fazem o que querem, é só contabilizar os meios de suas Forças Armadas e as reservas… Read more »

Baschera

Senhores, Devido as dúvidas sobre o que é um “KC”, verifiquem o texto abaixo: KC-390 A FAB usa atualmente dois KC-130 e quatro KC-137 para reabastecimento em vôo (REVO). As aeronaves devem ser substituídas futuramente e o C-390 poderá ser o substituto óbvio visto que a EMBRAER já anunciou que a aeronave irá cumprir esta missão. Com a frota de 22 aeronaves C-130E/H da FAB com uma média de uso de 25 anos, os primeiros C-390 da FAB devem ser comprados exatamente para substituir os KC-137 que serão substituídos primeiro. Os KC-137 da FAB foram comprados usados da Varig em… Read more »

Baschera

e terminando a explicação…. “Em 2009, a Embraer e a FAB passaram a tratar o projeto C-390 pela nova designação de KC-390. Isso ocorre porque todos os EMB-390 adiquiridos pela FAB sairão de fábrica preparados para efetuar o reabastecimento em vôo, inclusive os cargueiros. Para tal, todos os aviões virão equipados com tanques subalares capazes de prover o reabastecimento aéreo. No entanto, para certas missões que exijam grande volume de combustível, estes receberão o tanque interno de maior capacidade, o qual será modular e poderá ser instalado em quaisquer aeronaves da família. Trata-se de uma solução de ajuste, sendo uma… Read more »

Harry

Caro, Alfredo_Araujo espere pra ver, Os projetos da Embraer já não passa despercebido no mundo aeronautico, veja agora a enchurrada de projetos de aviões regionais para disputar mercado com 145 ao 190 EMB. Nossa vantagem é ter largado primeiro.
Abs.

Alfredo.Araujo

Sim Harry… nao duvido da capacidade da Embraer…

Mais se ela lançar algo maior q o E-190, estará entrando no nicho de aeronaves como o B-737 e o A320…
E vc axa q essas duas gigantes irão ficar paradas ao ver uma empresa ,com competencia feito a Embraer, invadir o seu seleto mercado consumidor ??

As concorrentes atuais da Embraer, são todas empresas de menor porte q a nossa conterranea… é uma briga de iguais…
Seria desigual se uma Airbus ou Boeing entrassem no nicho de aviação regional… ai sim ficaria feio pra Embraer…

Noel

Baschera, os substitutos dos KC-137 sairão do projeto KC-X, que não é o mesmo do KC-390; quanto a outra colocação sua: apoiar as missões de SAR/CSAR, ainda é muito cedo prá ser analisada, o 390 precisa realmente mostrar, em operação, todas suas capacidades, pois SAR e C-SAR são operações muito distintas, embora com siglas parecida, aliás, a participação da IIFAe no “Workshop” já é visando missões SAR, uma atribuições dos seus Esqd’s.
Sds

Baschera

Noel,

As colocações não são minhas, mas das fontes que citei.

Quanto ao KC-X, que sequer é oficial ainda, portanto pode até não sair, existem dois estudos ou posições.
Uma avalia se é possível esperar até o KC-390 ficar operacional e ir tocando o barco com os meios que se tem, atravéz de alguma reposição de motores, manutenção e cheks mais profundos, etc.
A outra é adquirir meios ou aeronaves usadas que serviriam de tampão até a entrega dos KC-390, somente depois continuando na FAB os aviões melhores e de alcance maior, em reduzido número.

Sds.

Mauricio R.

Igo, “O fato de ele estar sendo vendido não prova nada, visto que seu comprador, quase, se restringe aos US…” -Se fosse somente a USAF, 185 aeronaves entregues de uma encomenda de 205, seria uma encomenda quase 9 vezes maior que a da FAB p/ o KC-390. -Austrália(4), Canadá(4), Nato(2), Quatar(2), UAE(4) e UK(6) não são US/USAF, mas são mais 20 aeronaves vendidas. “Uma unidade está custando na casa dos 250 milhoes de dólares, isso é muito caro…” Preço p/ aeronave padrão USAF p/ o ano-fiscal 2009: 218 milhões USD -A Austrália está pagasndo 780 milhões USD ou 195 milhões… Read more »

Combates Aéreos

Táticas de combate aéreo: ‘Head on Attack’

Este é o primeiro de uma série de vídeos da Força Aérea da República da Coreia (ROKAF) com manobras...
- Advertisement -
- Advertisement -