quarta-feira, agosto 4, 2021

Gripen para o Brasil

AF 447: BEA diz que controladores do Brasil não avisaram o Senegal…

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

vinheta-clippingO controle aéreo do Senegal não foi informado sobre o plano de voo do Airbus A330 que fazia o voo 447 da Air France e caiu no Oceano Atlântico no dia 31 de maio. A informação foi dada durante entrevista coletiva por Alain Bouillard, do Escritório de Investigações e Análises sobre a Aviação Civil (BEA), e responsável pelas investigações sobre o acidente que deixou 228 mortos.

Os controladores brasileiros deveriam ter passado o plano de voo para o centro de controle do Senegal, em Dakar. No entanto, os senegaleses não receberam o plano de voo do Airbus. Os pilotos do avião tentaram entrar em contato três vezes com os controladores do país, mas não receberam respostas.

“Isto não é normal”, declarou Bouillard. O chefe das investigações também informou durante coletiva de imprensa que há investigações para apurar porquê apenas seis horas após o avião desaparecer foi declarada emergência. A demora pode ter dificultado as buscas às vítimas e aos destroços do Airbus.

FONTE: Estadão / Reuters

…e FAB divulga nota explicando como funcionam os procedimentos contestados pelo BEA

rota_aeronave

NOTA SOBRE RELATÓRIO PRELIMINAR DO ACIDENTE DO VOO 447 DA AIR FRANCE (AFR 447)

No dia 2 de julho de 2009, às 10h (horário de Brasília), o Bureau D´Enquêtes et D´Analises Pour la Securité de I´Aviation Civile (BEA) divulgou o Relatório Preliminar sobre as investigações do acidente com o voo AFR 447, ocorrido no dia 31 de maio.

Com o objetivo de eliminar dúvidas sobre os procedimentos adotados pela autoridade aeronáutica brasileira em relação a essa ocorrência, este Centro esclarece o seguinte:

– o Voo AFR 447, como a maioria dos voos regulares de aviões comerciais internacionais, utiliza um plano de voo denominado Plano de Voo Periódico, haja vista que o desempenho, a rota e os horários das aeronaves são normalmente os mesmos. Esses planos são disponibilizados pelas respectivas companhias aéreas a todos os órgãos de controle de tráfego aéreo encarregados do controle da aeronave na rota prevista para o voo, independentemente do país a que pertencem. Esse procedimento foi seguido no caso do AFR 447.

– às 22h33 do dia 30 de maio, a tripulação do AFR 447 fez o último contato rádio com o órgão de controle de tráfego aéreo brasileiro, informando a hora estimada em que sobrevoaria as próximas posições virtuais previstas na rota. Imediatamente depois, o órgão de controle de tráfego aéreo brasileiro (ACC ATLÂNTICO) informou ao Centro de Controle de Dacar (ACC DAKAR) que o AFR 447 estaria na posição virtual TASIL às 23h20, haja vista que, a partir dessa posição, caberia a DAKAR o controle sobre a movimentação dessa aeronave rumo à França. O ACC DAKAR confirmou o recebimento dessa informação.

– cabe salientar que, por meio de um acordo operacional entre os dois países (Brasil e Senegal), se uma aeronave entrar no espaço aéreo de Dacar no horário previsto, ou até três minutos depois desse horário, não se faz necessária qualquer comunicação entre os órgãos de controle de tráfego aéreo em questão para formalizar a transferência desse vôo. Consequentemente, às 23h20 o controle sobre o AFR 447 passou, teoricamente, para o controle do ACC DAKAR, visto que não houve qualquer questionamento daquele ACC sobre a aeronave.

– por se tratar de uma região onde o controle de tráfego aéreo é realizado essencialmente por comunicação, caberia ao ACC DAKAR conferir o ingresso da aeronave no seu espaço aéreo, às 23h20, e alertar sobre eventuais problemas, como por exemplo a impossibilidade de contato rádio com o AFR 447.

– no caso do AFR 447 não houve, em momento algum, captação por satélites da transmissão do sinal do equipamento de emergência (ELT) e, também, nenhuma aeronave sobrevoando a rota recebeu pedido de socorro por meio da frequência internacional de emergência (121,5MHz).

– somente à 1h20 do dia 1º de junho, o ACC DAKAR questionou o órgão de controle de tráfego aéreo brasileiro sobre a posição do AFR 447. Assim, às 2h20 o SALVAERO Recife iniciou as ações necessárias para o início da operação aérea para localizar a aeronave desaparecida, por meio dos procedimentos iniciais de busca de informações.

– em consequência, às 03h40 do dia 1º de junho, o SALVAERO Recife acionou os meios da Força Aérea Brasileira (FAB), sendo que o primeiro avião, já ao nascer do sol, encontrava-se em deslocamento para realizar as buscas visuais na rota sobrevoada pelo AFR 447.
Por fim, cabe destacar que toda a gravação da fraseologia relacionada ao Vôo AFR 447 foi encaminhada ao BEA, sendo este um procedimento previsto e que faz parte da coleta de dados necessária à análise da dinâmica do voo.

Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez
Chefe do CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA AERONÁUTICA

Ouça o áudio do momento em que o órgão de controle de tráfego aéreo brasileiro (ACC ATLÂNTICO) informou ao Centro de Controle de Dacar (ACC DAKAR) que o AFR 447 estaria na posição virtual TASIL às 23h20.

FONTE e MAPA: FAB

NOTA do BLOG: analisando-se os dois lados da questão, e levando-se em consideração o detalhamento dos procedimentos, conforme divulgado pela FAB, fica a pergunta: o Escritório de Investigações e Análises sobre a Aviação Civil (BEA) não deveria conhecer esses procedimentos a fundo, como obrigação profissional?

- Advertisement -

38 Comments

Subscribe
Notify of
guest
38 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Robson Br

Todos os procedimentos desde o embarque de passagieros até a saída da aeronave dos radares brasileiros foi realizada de acordo com as normas internacionais. Todo os esforços nas buscas foi de modo proficional, apesar das limitações dos meios.
Os Franceses deveriam é se preocupar com seus aviões, pois depois de vários incidentes com o mesmo tipo de aparelho so poderia acontecer um acidente.

abrivio

A explicação é simples: JOGO DE EMPURRA.

Os franceses estão pressionados e procuram de alguma forma encontrar um culpado que não seja a Air France ou a Airbus.

Wolfpack

O BEA não é confiável e falharam na análise do acidente do Concorde em 2000 em Orly, eles trabalham para a Airbus e AirFrance. Não são confiáveis.

Robson Br

desculpe:
“modo profissional” e não modo proficional

Baschera

Os “scargot” pisaram na bola.
Santa gravação Batman !!

Sds.

jptmartini

eu não confio nos frnaceses… são espertos demais pro meu gosto!

Giovani

Depois das gentilezas começam as trocas de acusações, a prova de que milagres acontecem e o fato de haver um sobrevivente no acidente com Airbus do Yemem esta semana, e o quanto é fundamental a rapidez no socorro, mas neste caso do AF-447 a FAB está isenta de responsabilidades.

Tarkus

Depois dessa pixotada dos franceses, au revoir Rafale…

Sergio

Calma pessoal! em se tratando de manchete da imprensa brasileira, e o q é pior do “Estadão”, desconfio é da veracidade desta informação atribuida aos Franceses pelo PIG. Cada um interpreta as declarações a seu modo, e numa imprensa “engajada” deve-se sempre desconfiar!

André Castro

A FAB divulgou a conversa entre a torre do Brasil e a de Senegal ,na hora que o AFR 447 passou a ser responsabilidade de Dakar ,concordo com Abrivio “JOGO DE EMPURRA” eles tem que colocar a culpa em alguem
mas a FAB tem provas que não errou ,agora só falta colocar a culpa no piloto como sempre ocorre ….

Harry

E não é a primeira pisada na bola.

Criticaram o Brasil por não ter deixado, dois especialistas (que não respeitaram os procedimentos acordado entre Brasil/França para participar dos trabalhos) participar da investigação.

Um reporter frances criticou o Brasil na TV com cara deslavada pela MB ter anunciado ter encontrado os destroços do avião e logo depois desmentido.

Aqui é a casa da mãe joana, é o que eles acreditam.
Abs.

2demaio

Vejo com tristeza que após esse acidente fatal, alguns tentem desviar a opinião pública para fatos e coisas que não ocorreram, com o intuito de amenizar o problema do congelamento dos sensores do 747-A300 que já deveriam ter sido trocados. Apresenta-se uma falsa falta de informação, que implicaria em ação de corretiva (salvamente e/ou recuperação) pós acidente, quando na realidade pelas prévias declarações anteriores a causa provável foram os sensores.

Harry

Já é o segundo avião Airbus que cai. Não encontram corpos porque não tem a MB, talvez estejam (franceses)esperando na praia, quanto a menina, quando morrer vou perguntar a Deus sobre o milagre.
Já acharam o bode espiatório, os passageiros, a empresa aérea, etc…
He,he,…

Sopa

É isso que dá não ser um poderio militar… ninguém respeita !!!

Caças, Tanques, Obuses, Belonaves e Marketing. Isso respeitam !!!

Sds.

Primo

Gostei da velocidade de resposta do pessoal da FAB, parecia até que já estavam esperando por isso. Tá muito estranha essa idéia de que o avião caiu inteiro, então o pessoal que foi encontrado sem roupas, tirou a roupa para dar um mergulho? E o nível de fraturas encontradas nos corpos? E o nível de dispersão dos destroços? Como podem existir assentos com os sintos afivelados e não existirem corpos presos a eles? Na minha opinião de leigo, isso tá mais para a ocorrência de uma falha estrutural onde o jato despressurizou, perdeu logo a integridade estrutural, matou logo todos… Read more »

Harry

He, He, eles (os franceses) estão afirmando que estão fazendo uma campanha na imprensa internacional contra a Airbus, He, he, é o PIG internacional.

Anônimo

Sem querer colocar mais lenha na fogueira, e já colocando.
O 737 da Gol só caiu porque deu uma raspada no Legacy e há uma explicação bem razoavel para a causa da queda, ou seja, o choque.
O que causou o choque são outros quinhentos.
Os acidentes recentes com AirBus estão sempre envoltos em mistérios.

Colt

Esse é o nosso parceiro estratégico?
A resposta da FAB foi bem-vinda pois seão eles acostumam a não ter resposta quando estiverem nos programas militares brasileiros.
Por isso eu digo, CONTINUAR A PARCERIA COM OS ALEMÃES NO U-214 e investir em Pesquisa e Desenvolvimento naval, como o Brasil fez com o CTA e o ITA. Corremos o risco de ficar na mão desses “parceiros” estratégicos.
Respeito é bom e devemos gostar. Se não pela questão pura de relacionamento entre países amigos mas então pelos Bilhôes de reais que precisamos gastar em Defesa!

adlermedrado

Pra ser respeitado tem que ter míssel intercontinental e ogiva nuclear, passando pelo material bélico convencional. Na época do acidente com o avião da TAM e o Legacy aquele jornalista dos EUA ficou metendo o pau na FAB e até escreveu críticas a ela agora no advento do acidente com o vôo da air france e agora os pierrot tão empurrando a culpa (ou pelo menos tentando desviar a atenção) na FAB de novo?

Que enfiem um monte de escargot …. e fiquem calados porque se não fossem nossas FA’s eles estariam procurando os destroços até agora.

Robson Br

Todos os procedimentos desde o embarque de passagieros até a saída da aeronave dos radares brasileiros foi realizada de acordo com as normas internacionais. Todo os esforços nas buscas foi de modo proficional, apesar das limitações dos meios.
Os Franceses deveriam é se preocupar com seus aviões, pois depois de vários incidentes com o mesmo tipo de aparelho so poderia acontecer um acidente.

abrivio

A explicação é simples: JOGO DE EMPURRA.

Os franceses estão pressionados e procuram de alguma forma encontrar um culpado que não seja a Air France ou a Airbus.

Wolfpack

O BEA não é confiável e falharam na análise do acidente do Concorde em 2000 em Orly, eles trabalham para a Airbus e AirFrance. Não são confiáveis.

Robson Br

desculpe:
“modo profissional” e não modo proficional

Baschera

Os “scargot” pisaram na bola.
Santa gravação Batman !!

Sds.

jptmartini

eu não confio nos frnaceses… são espertos demais pro meu gosto!

Giovani

Depois das gentilezas começam as trocas de acusações, a prova de que milagres acontecem e o fato de haver um sobrevivente no acidente com Airbus do Yemem esta semana, e o quanto é fundamental a rapidez no socorro, mas neste caso do AF-447 a FAB está isenta de responsabilidades.

Tarkus

Depois dessa pixotada dos franceses, au revoir Rafale…

Sergio

Calma pessoal! em se tratando de manchete da imprensa brasileira, e o q é pior do “Estadão”, desconfio é da veracidade desta informação atribuida aos Franceses pelo PIG. Cada um interpreta as declarações a seu modo, e numa imprensa “engajada” deve-se sempre desconfiar!

André Castro

A FAB divulgou a conversa entre a torre do Brasil e a de Senegal ,na hora que o AFR 447 passou a ser responsabilidade de Dakar ,concordo com Abrivio “JOGO DE EMPURRA” eles tem que colocar a culpa em alguem
mas a FAB tem provas que não errou ,agora só falta colocar a culpa no piloto como sempre ocorre ….

Harry

E não é a primeira pisada na bola.

Criticaram o Brasil por não ter deixado, dois especialistas (que não respeitaram os procedimentos acordado entre Brasil/França para participar dos trabalhos) participar da investigação.

Um reporter frances criticou o Brasil na TV com cara deslavada pela MB ter anunciado ter encontrado os destroços do avião e logo depois desmentido.

Aqui é a casa da mãe joana, é o que eles acreditam.
Abs.

2demaio

Vejo com tristeza que após esse acidente fatal, alguns tentem desviar a opinião pública para fatos e coisas que não ocorreram, com o intuito de amenizar o problema do congelamento dos sensores do 747-A300 que já deveriam ter sido trocados. Apresenta-se uma falsa falta de informação, que implicaria em ação de corretiva (salvamente e/ou recuperação) pós acidente, quando na realidade pelas prévias declarações anteriores a causa provável foram os sensores.

Sopa

É isso que dá não ser um poderio militar… ninguém respeita !!!

Caças, Tanques, Obuses, Belonaves e Marketing. Isso respeitam !!!

Sds.

Primo

Gostei da velocidade de resposta do pessoal da FAB, parecia até que já estavam esperando por isso. Tá muito estranha essa idéia de que o avião caiu inteiro, então o pessoal que foi encontrado sem roupas, tirou a roupa para dar um mergulho? E o nível de fraturas encontradas nos corpos? E o nível de dispersão dos destroços? Como podem existir assentos com os sintos afivelados e não existirem corpos presos a eles? Na minha opinião de leigo, isso tá mais para a ocorrência de uma falha estrutural onde o jato despressurizou, perdeu logo a integridade estrutural, matou logo todos… Read more »

Harry

Já é o segundo avião Airbus que cai. Não encontram corpos porque não tem a MB, talvez estejam (franceses)esperando na praia, quanto a menina, quando morrer vou perguntar a Deus sobre o milagre.
Já acharam o bode espiatório, os passageiros, a empresa aérea, etc…
He,he,…

Harry

He, He, eles (os franceses) estão afirmando que estão fazendo uma campanha na imprensa internacional contra a Airbus, He, he, é o PIG internacional.

Anônimo

Sem querer colocar mais lenha na fogueira, e já colocando.
O 737 da Gol só caiu porque deu uma raspada no Legacy e há uma explicação bem razoavel para a causa da queda, ou seja, o choque.
O que causou o choque são outros quinhentos.
Os acidentes recentes com AirBus estão sempre envoltos em mistérios.

Colt

Esse é o nosso parceiro estratégico?
A resposta da FAB foi bem-vinda pois seão eles acostumam a não ter resposta quando estiverem nos programas militares brasileiros.
Por isso eu digo, CONTINUAR A PARCERIA COM OS ALEMÃES NO U-214 e investir em Pesquisa e Desenvolvimento naval, como o Brasil fez com o CTA e o ITA. Corremos o risco de ficar na mão desses “parceiros” estratégicos.
Respeito é bom e devemos gostar. Se não pela questão pura de relacionamento entre países amigos mas então pelos Bilhôes de reais que precisamos gastar em Defesa!

adlermedrado

Pra ser respeitado tem que ter míssel intercontinental e ogiva nuclear, passando pelo material bélico convencional. Na época do acidente com o avião da TAM e o Legacy aquele jornalista dos EUA ficou metendo o pau na FAB e até escreveu críticas a ela agora no advento do acidente com o vôo da air france e agora os pierrot tão empurrando a culpa (ou pelo menos tentando desviar a atenção) na FAB de novo?

Que enfiem um monte de escargot …. e fiquem calados porque se não fossem nossas FA’s eles estariam procurando os destroços até agora.

Últimas Notícias

DHL Express encomenda 12 aviões Alice eCargo totalmente elétricos da Eviation

A DHL Express e a Eviation, fabricante global de aeronaves totalmente elétricas com sede na área de Seattle, anunciaram...
- Advertisement -
- Advertisement -