segunda-feira, março 8, 2021

Gripen para o Brasil

Comissão do Senado aprova R$305 milhões para o MinDef

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Desenvolvimento do KC-390, helicópteros franceses e empresa Alcântara Cyclone Space estão no pacote

A Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) aprovou, nesta quarta-feira (3), o Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN 14/09) que concede crédito especial no valor de R$ 305 milhões em favor do Ministério da Defesa.

Do total dos recursos, R$ 105 milhões se destinam ao desenvolvimento pela Empresa Brasileira de Aeronáutica S. A. (Embraer) de um cargueiro militar, denominado KC-X 390, com capacidade de até 20 toneladas, para uso da Força Aérea Brasileira (FAB). A outra parte da verba será usada para pagamento de parcela de adiantamento relativa ao contrato firmado entre Brasil e França, com o objetivo de viabilizar a produção e aquisição de 50 helicópteros franceses de médio porte, para emprego geral das Forças Armadas. O valor total da compra dos helicópteros será de R$ 5,9 bilhões.

Aeroportos

A Comissão aprovou crédito especial de R$ 43,5 milhões (PLN 06/09) em favor da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), para a realização de obras nos seguintes aeroportos internacionais de Fortaleza, Boa Vista, de Salvador, do Galeão, Guarulhos e de Campinas.

Foi aprovado ainda o PLN 11/09, que destina crédito complementar de R$ 149,3 milhões para o Ministério da Ciência e Tecnologia. O montante destina-se à conclusão da implantação do Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec), à complementação dos recursos para integralização da parte brasileira no capital da empresa Alcântara Cyclone Space, com o objetivo de desenvolver o foguete de Cyclone 4, em parceria com a Ucrânia.

Ao final da reunião o presidente da comissão, senador Almeida Lima (PMDB-SE), estendeu o prazo para a apresentação de emendas ao Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2010, de hoje até o próximo dia 18.

FONTE: Agência Senado

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Valtinho

Enfim algo esta saindo do papel!!!

wi

Fiquei curioso com o CEITEC e dei uma pesquisada,que resumidamente,coloquei abaixo, gostei muito, bom saber que o Brasil está avançando nesta área tão importante, já que vai repercutir em muitos produtos que usam estes componentes eletrônicos, inclusive na área de defesa. ….. “O Ceitec é um centro de desenvolvimento tecnológico, de prototipagem de circuitos integrados e de formação de recursos humanos em microeletrônica.” O Ceitec é uma instituição de caráter público não-estatal, constituída por Centros de Pesquisa, Universidades, empresas privadas e as três esferas governamentais. “O empreendimento será âncora do Programa Nacional de Microeletrônica, lançado pelo Governo Federal. É uma… Read more »

FERNANDO

Uma coisa, os tecnicos brasileiros participariam do desenvolvido deste novo lançador de satelites, ou veria pronto e só seria lançado aqui no brasil. Se assim for, será que vale a pena

Zero Uno

CEITEC

“O empreendimento será âncora do Programa Nacional de Microeletrônica, lançado pelo Governo Federal. É uma iniciativa inédita no Hemisfério Sul.”

É isso que queremos. INICIATIVA. Notícias como essa me deixam com mais confiança em nosso futuro…

Ulisses

É isso ai!É assim que é e será!E agora,cade a turma do”nunca coseguiremos”?

Robson Br

Existem duas linhas. Uma dos que acham que devemos ter e outra que devemos desenvolver e ter. É claro que a segunda é mais demorada e cara e os primeiros resultados costumam a ser inferiores. Com o tempo, depois do domínio da tecnologia e da construção dos meios (laboratórios, fábricas, etc) o produto melhora e fica mais barato. Depois de tantos anos sem grandes ou quase nenhum investimento, as nossas FFAA estavam quase no fundo do poço. Para quem deseja resultado de imediato pode ate não gostar, mas no futuro os fatos vão fazer diferença. Para quem acha que os… Read more »

henrique

5,9 bilhões de reais para a compra dos helicópteros, esse valor está certo? isso da quase 3 bilhões de dólares ou aproximadamente 60 milhoes de dólares por unidade…..me parece um valor muito alto para um helicóptero de carga.
Me parece um valor alto mesmo se fossem 100 helicópteros.

henrique

A poucos anos, se não estou errado, o EB comprou oito unidades do mesmo tipo de helicóptero por 90 milhões d edólares, isto é, um pouco mais de 11 milhões por unidade.

Ulisses

Henrique

O valor está certo,pois não é compra de pratelheira(graças a Deus).Esse alto custo inclui investimentos(PD&I,recursos humanos,projeção e etc).

Saudações.

RodrigoBR

Só espero que ao final pelo menos os Super Cougar, KC-390 e P-3BR possuam capacidade REVO! Não se admite mais no século XXI ainda comprarmos aeronaves sem REVO.

RodrigoBR

Um exemplo da incapacidade de nossos helis está ocorrendo agora nas buscas ao Air France 447 em que nossos helis não tem autonomia maior que 500km, ou seja, a distância máxima da base é de 250KM, pois precisam voltar os outros 250Km para poder reabastecer! Não estamos nem mesmo em um conflito ou guerra, não conseguimos nem “salvar” nossos irmãos em uma catástrofe como essa.

Hornet

#
Ulisses em 04 jun, 2009 às 13:46

É isso ai!É assim que é e será!E agora,cade a turma do”nunca coseguiremos”?

——–

É isso aí, Ulisses!…cadê as Hienas Hardy (ó dia, ó azar!)?…hehehe

Resistance!!!

abração

ps. se o post fosse: governo corta 10 centavos das FAs, esse post já teria um milhão de comentários…mas como foi liberação de dinheiro…então ninguém escreve, porque ninguém aceita que as coisas andem bem no Brasil.

Marcos T.

O pessoal esqueceu de mencionar que parte da verba será destinada para compra de copos de cafézinho descartavéis, que faz dois anos que o pessoal tá sem.

Desculpa pessoal más melhor rir do que chorar não acham?
Por isso faço minhas piadinhas, nunca para ofender alguem.

marujo

Agora, falta a liberação de verbas para os Scorpenes e para os Napaocs, que cada vez se fazem mais necessários.

Hornet

Marujo, mas acho que isso é só uma questão burocrática agora…pois o financiamento externo (tanto dos Subs como dos helis) já foi liberado e as empresas envolvidas, no caso dos subs, já estão iniciando os primeiros trabalhos (avaliação do terreno para construção do estaleiro etc.). Se é que a burocracia já não liberou…tenho a impressão que já…pois me lembro de uma notícia falando do início da costrução dos helis…se não me falha a memória. E acho que os Napaocs, pelo o que eu sei (li nos jornais de economia e tal), iria (ou terá) o financiamento do BNDES, para construí-los… Read more »

Hornet

Marujo,

só complementando: como a notícia do post fala que parte do dinheiro liberado será para os Helis, acho que o caminho para a liberação da verba dos subs deva seguir o mesmo roteiro, não?

Ou seja, é só uma questão burocrática…não seria isso?

abração novamente

ps. Não havia me tocado que uma parte deste dinheiro era para os Helis…só agora que reparei direito…

Roberto CR

Ulisses e Hornet

Bem lembrado!

Resistence!!!

Hornet

Roberto CR,

e não se esqueça que vc faz parte dela, hein?…hehehe

abração

Caipira

Radares, data-links, subs, helis, navios…aos poucos os meios melhoram…torço de verdade para que nossos militares tenham investido os recursos nas melhores opções…

Cantarelli

As coisas estao andando, até que em fim agora vamos esperar o F-X2 se ele realmente sair teremos avançado um pouco.

Patriota

Bem interessante esta questão dos sub e navios patrulha, fazia um tempo que não falavamos sobre isto. Existem algumas duvidas sobre os navios patrulha serem fabricados na INACE ,pois este estaleiro esta trabalhando em seu limite devido ao grande número de encomendas e contratos a serem cumpridos, uma possivel alternativa discutida durante a visita da presidente da Argentina foi a possibilidade de parte destes navios serem construidos em estaleiros argentinos. henrique concordo com vc 60 milhões de dolares por unidade é um valor altissimo mesmo não sendo uma compra de prateleira. De qualquer forma a liberação desta verba é um… Read more »

Roberto CR

Enfants à la patrie

Definitivamente!!!
rsrsrs

Abraços a todos

Alecsander

Pois é, o Brasil assim como os outros países dos BRIC estão destinados a se torna super-potencias, já não me importo mais quem vai ocupar a presidencia da republica nas eleições de 2010, só me importa que não continuem com esse pensamento; o Brasil é um país desgarrado da Africa que só não tem um monte de neguinho se pendurando em cipós para chegar ao trabalho por questão de sorte, que não existe pobreza nem corrupção mundo a fora, que somos um bando de macaquitos como costumam nos chamar os nossos hermanos argentinos. Tem gente que gosta de meter o… Read more »

Alecsander

Só corrigindo, onde tem paranteses e países esses que “crirão assa crise”, que foi criada pelos píses ricos.

[…] O centro de Alcântara, segundo o brigadeiro Chaves, está passando por uma modernização, prevista para ser concluída no fim de 2010. A estrutura atenderá não só ao VLS, mas também o projeto Ciclone 4, feito em parceria com a Ucrânia. […]

[…] O centro de Alcântara, segundo o brigadeiro Chaves, está passando por uma modernização, prevista para ser concluída no fim de 2010. A estrutura atenderá não só ao VLS, mas também o projeto Ciclone 4, feito em parceria com a Ucrânia. […]

Valtinho

Enfim algo esta saindo do papel!!!

wi

Fiquei curioso com o CEITEC e dei uma pesquisada,que resumidamente,coloquei abaixo, gostei muito, bom saber que o Brasil está avançando nesta área tão importante, já que vai repercutir em muitos produtos que usam estes componentes eletrônicos, inclusive na área de defesa. ….. “O Ceitec é um centro de desenvolvimento tecnológico, de prototipagem de circuitos integrados e de formação de recursos humanos em microeletrônica.” O Ceitec é uma instituição de caráter público não-estatal, constituída por Centros de Pesquisa, Universidades, empresas privadas e as três esferas governamentais. “O empreendimento será âncora do Programa Nacional de Microeletrônica, lançado pelo Governo Federal. É uma… Read more »

FERNANDO

Uma coisa, os tecnicos brasileiros participariam do desenvolvido deste novo lançador de satelites, ou veria pronto e só seria lançado aqui no brasil. Se assim for, será que vale a pena

Zero Uno

CEITEC

“O empreendimento será âncora do Programa Nacional de Microeletrônica, lançado pelo Governo Federal. É uma iniciativa inédita no Hemisfério Sul.”

É isso que queremos. INICIATIVA. Notícias como essa me deixam com mais confiança em nosso futuro…

Ulisses

É isso ai!É assim que é e será!E agora,cade a turma do”nunca coseguiremos”?

Robson Br

Existem duas linhas. Uma dos que acham que devemos ter e outra que devemos desenvolver e ter. É claro que a segunda é mais demorada e cara e os primeiros resultados costumam a ser inferiores. Com o tempo, depois do domínio da tecnologia e da construção dos meios (laboratórios, fábricas, etc) o produto melhora e fica mais barato. Depois de tantos anos sem grandes ou quase nenhum investimento, as nossas FFAA estavam quase no fundo do poço. Para quem deseja resultado de imediato pode ate não gostar, mas no futuro os fatos vão fazer diferença. Para quem acha que os… Read more »

henrique

5,9 bilhões de reais para a compra dos helicópteros, esse valor está certo? isso da quase 3 bilhões de dólares ou aproximadamente 60 milhoes de dólares por unidade…..me parece um valor muito alto para um helicóptero de carga.
Me parece um valor alto mesmo se fossem 100 helicópteros.

henrique

A poucos anos, se não estou errado, o EB comprou oito unidades do mesmo tipo de helicóptero por 90 milhões d edólares, isto é, um pouco mais de 11 milhões por unidade.

Ulisses

Henrique

O valor está certo,pois não é compra de pratelheira(graças a Deus).Esse alto custo inclui investimentos(PD&I,recursos humanos,projeção e etc).

Saudações.

RodrigoBR

Só espero que ao final pelo menos os Super Cougar, KC-390 e P-3BR possuam capacidade REVO! Não se admite mais no século XXI ainda comprarmos aeronaves sem REVO.

RodrigoBR

Um exemplo da incapacidade de nossos helis está ocorrendo agora nas buscas ao Air France 447 em que nossos helis não tem autonomia maior que 500km, ou seja, a distância máxima da base é de 250KM, pois precisam voltar os outros 250Km para poder reabastecer! Não estamos nem mesmo em um conflito ou guerra, não conseguimos nem “salvar” nossos irmãos em uma catástrofe como essa.

Hornet

#
Ulisses em 04 jun, 2009 às 13:46

É isso ai!É assim que é e será!E agora,cade a turma do”nunca coseguiremos”?

——–

É isso aí, Ulisses!…cadê as Hienas Hardy (ó dia, ó azar!)?…hehehe

Resistance!!!

abração

ps. se o post fosse: governo corta 10 centavos das FAs, esse post já teria um milhão de comentários…mas como foi liberação de dinheiro…então ninguém escreve, porque ninguém aceita que as coisas andem bem no Brasil.

Marcos T.

O pessoal esqueceu de mencionar que parte da verba será destinada para compra de copos de cafézinho descartavéis, que faz dois anos que o pessoal tá sem.

Desculpa pessoal más melhor rir do que chorar não acham?
Por isso faço minhas piadinhas, nunca para ofender alguem.

marujo

Agora, falta a liberação de verbas para os Scorpenes e para os Napaocs, que cada vez se fazem mais necessários.

Hornet

Marujo, mas acho que isso é só uma questão burocrática agora…pois o financiamento externo (tanto dos Subs como dos helis) já foi liberado e as empresas envolvidas, no caso dos subs, já estão iniciando os primeiros trabalhos (avaliação do terreno para construção do estaleiro etc.). Se é que a burocracia já não liberou…tenho a impressão que já…pois me lembro de uma notícia falando do início da costrução dos helis…se não me falha a memória. E acho que os Napaocs, pelo o que eu sei (li nos jornais de economia e tal), iria (ou terá) o financiamento do BNDES, para construí-los… Read more »

Hornet

Marujo,

só complementando: como a notícia do post fala que parte do dinheiro liberado será para os Helis, acho que o caminho para a liberação da verba dos subs deva seguir o mesmo roteiro, não?

Ou seja, é só uma questão burocrática…não seria isso?

abração novamente

ps. Não havia me tocado que uma parte deste dinheiro era para os Helis…só agora que reparei direito…

Roberto CR

Ulisses e Hornet

Bem lembrado!

Resistence!!!

Hornet

Roberto CR,

e não se esqueça que vc faz parte dela, hein?…hehehe

abração

Caipira

Radares, data-links, subs, helis, navios…aos poucos os meios melhoram…torço de verdade para que nossos militares tenham investido os recursos nas melhores opções…

Cantarelli

As coisas estao andando, até que em fim agora vamos esperar o F-X2 se ele realmente sair teremos avançado um pouco.

Patriota

Bem interessante esta questão dos sub e navios patrulha, fazia um tempo que não falavamos sobre isto. Existem algumas duvidas sobre os navios patrulha serem fabricados na INACE ,pois este estaleiro esta trabalhando em seu limite devido ao grande número de encomendas e contratos a serem cumpridos, uma possivel alternativa discutida durante a visita da presidente da Argentina foi a possibilidade de parte destes navios serem construidos em estaleiros argentinos. henrique concordo com vc 60 milhões de dolares por unidade é um valor altissimo mesmo não sendo uma compra de prateleira. De qualquer forma a liberação desta verba é um… Read more »

Roberto CR

Enfants à la patrie

Definitivamente!!!
rsrsrs

Abraços a todos

Alecsander

Pois é, o Brasil assim como os outros países dos BRIC estão destinados a se torna super-potencias, já não me importo mais quem vai ocupar a presidencia da republica nas eleições de 2010, só me importa que não continuem com esse pensamento; o Brasil é um país desgarrado da Africa que só não tem um monte de neguinho se pendurando em cipós para chegar ao trabalho por questão de sorte, que não existe pobreza nem corrupção mundo a fora, que somos um bando de macaquitos como costumam nos chamar os nossos hermanos argentinos. Tem gente que gosta de meter o… Read more »

Alecsander

Só corrigindo, onde tem paranteses e países esses que “crirão assa crise”, que foi criada pelos píses ricos.

Combates Aéreos

VÍDEO: Caças J-10 chineses em combate aéreo simulado

Novas imagens de treinamento de combate aéreo da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (PLAAF) fornecem...
- Advertisement -
- Advertisement -