quinta-feira, abril 22, 2021

Gripen para o Brasil

Hainan Airline reduz para metade encomenda à Embraer

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

harbin-embraer-foto-embraer

A Hainan Airline acordou com a Harbin Embraer Aircraft Industry a redução para metade do número de pedidos firmes de aviões a jacto ERJ 145, informou sexta-feira a Embraer em comunicado divulgado em São José dos Campos.

De acordo com o comunicado, a Hainan Airline tinha assinado em 31 de Agosto de 2006 um contrato para a aquisição de 50 aviões ERJ 145, 12 dos quais foram entregues até 30 de Abril passado.

Nos termos do novo acordo, as entregas foram reprogramadas para terminarem no final do primeiro semestre de 2011, ao invés da data original, que era até o final de 2010.

Ao apresentar as contas do primeiro trimestre do ano, a Embraer afirmou que o período foi marcado por pedidos de cancelamento de aeronaves no segmento de Aviação Executiva e adiamento de entregas no segmento de Aviação Comercial, devido à forte desaceleração económica mundial.

Com isso, a carteira de pedidos firmes da Embraer atingiu ao final do primeiro trimestre o valor de 19,7 mil milhões de dólares, com a família Embraer 170/190 a acumular um total de 875 pedidos firmes e 792 opções de compra.

No primeiro trimestre de 2009, a Embraer entregou 40 jactos para os segmentos de Aviação Comercial e Executiva, uma quebra de 11,1 por cento na comparação com o primeiro trimestre de 2008), quando o total de entregas foi de 45 aeronaves.

FONTE: macauhub FOTO: Embraer

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
gaspar

pronto, agora que esses amarelos conseguiram fazer a reengenharia do aviao eles cancelam a metade dos pedidos… a Embraer acertou de nao transferir a linha de montagem dos E-Jets pra la como os yellows queriam…

[…] « Hainan Airline reduz para metade encomenda à Embraer […]

Hebert

Porque em varios momentos a Embraer nao relaciona mais os ERJ’s em portfolio e em suas noticias corporativas???
Ele foi descontinuado e só é produzido na China?
E os EMB145 ISR? As celulas sao produzidas no Brasil ou na China?
Abraços,
Hebert

Excel

Gaspar, É isso mesmo o que você está falando, é só uma questão de tempo. O governo chinês está promovendo a roubalheira institucionalizada de tecnologia alheia. Primeiro deixaram os estrangeiros vender os seus produtos na China, depois exigiram que fossem fabricados dentro da China também, depois passaram a restringir a venda de produtos fabricados fora da China e agora estão exigindo que indústrias estrangeiras abram o código fonte dos softwares de todos os produtos vendidos na China, sob o pretexto de controlar a entrada de vírus em seu país, ou seja, de uma simples microonda aos equipamentos de ponta, querem… Read more »

Noel

Excel, o que é pior, muitas empresas e governos acatam os pedidos, ou melhor, as determinações do governo chines.

brazilwolfpack

Daqui a pouco veremos o EMB-145 Made In China, pela metade do preco. Igualzinho ao que fizeram com o Hummer americano e com o Sukhoi.

Excel

Pois é Noel,
Essa exigência a respeito da abertura dos código fonte dos produtos será o teste derradeiro da intenção do governo Chinês. Eles já notificaram os governos de outros países como os EUA e o Japão e caso estes países venham a ceder, aí ninguém mais vai segurar os caras.
A China é um país que nasceu com a ambição de se tornar o centro do mundo, e estão se armando para isso.
Não entendo os que se alegram com a sua ascensão.

Higgins

Aposto o cancelamento tendo como causa a crise, e não uma má-intenção…

Quanto ao fato dos chineses estarem exigindo tudo, e os demais entregando… Que surpresa, deveríamos fazer o mesmo!

Tailhooker

Exatamente pessoal,

Os chineses são espertinhos e caras de pau. Muitos, em função do “olho grande” no mecado chinês acabam caindo nesta armadilha. Esta Joint Venture trouxe mais aborrecimentos do que lucros para a Embraer. Eles (os chineses) já conseguiram o que queriam, a expertise em alguns sistemas. Estão fazendo isso com a Rússia. Ainda bem que a Embraer pulou fora da ideia de produzir a familia 170-190 por lá.

[…] semana passada, a Hainan Airline Company, quarta maior companhia aérea chinesa, anunciou a decisão de reduzir de 50 … devido à queda na procura e de adiar em alguns meses, para o primeiro semestre de 2011, a […]

gaspar

pronto, agora que esses amarelos conseguiram fazer a reengenharia do aviao eles cancelam a metade dos pedidos… a Embraer acertou de nao transferir a linha de montagem dos E-Jets pra la como os yellows queriam…

[…] « Hainan Airline reduz para metade encomenda à Embraer […]

Hebert

Porque em varios momentos a Embraer nao relaciona mais os ERJ’s em portfolio e em suas noticias corporativas???
Ele foi descontinuado e só é produzido na China?
E os EMB145 ISR? As celulas sao produzidas no Brasil ou na China?
Abraços,
Hebert

Excel

Gaspar, É isso mesmo o que você está falando, é só uma questão de tempo. O governo chinês está promovendo a roubalheira institucionalizada de tecnologia alheia. Primeiro deixaram os estrangeiros vender os seus produtos na China, depois exigiram que fossem fabricados dentro da China também, depois passaram a restringir a venda de produtos fabricados fora da China e agora estão exigindo que indústrias estrangeiras abram o código fonte dos softwares de todos os produtos vendidos na China, sob o pretexto de controlar a entrada de vírus em seu país, ou seja, de uma simples microonda aos equipamentos de ponta, querem… Read more »

Noel

Excel, o que é pior, muitas empresas e governos acatam os pedidos, ou melhor, as determinações do governo chines.

brazilwolfpack

Daqui a pouco veremos o EMB-145 Made In China, pela metade do preco. Igualzinho ao que fizeram com o Hummer americano e com o Sukhoi.

Excel

Pois é Noel,
Essa exigência a respeito da abertura dos código fonte dos produtos será o teste derradeiro da intenção do governo Chinês. Eles já notificaram os governos de outros países como os EUA e o Japão e caso estes países venham a ceder, aí ninguém mais vai segurar os caras.
A China é um país que nasceu com a ambição de se tornar o centro do mundo, e estão se armando para isso.
Não entendo os que se alegram com a sua ascensão.

Higgins

Aposto o cancelamento tendo como causa a crise, e não uma má-intenção…

Quanto ao fato dos chineses estarem exigindo tudo, e os demais entregando… Que surpresa, deveríamos fazer o mesmo!

Tailhooker

Exatamente pessoal,

Os chineses são espertinhos e caras de pau. Muitos, em função do “olho grande” no mecado chinês acabam caindo nesta armadilha. Esta Joint Venture trouxe mais aborrecimentos do que lucros para a Embraer. Eles (os chineses) já conseguiram o que queriam, a expertise em alguns sistemas. Estão fazendo isso com a Rússia. Ainda bem que a Embraer pulou fora da ideia de produzir a familia 170-190 por lá.

[…] semana passada, a Hainan Airline Company, quarta maior companhia aérea chinesa, anunciou a decisão de reduzir de 50 … devido à queda na procura e de adiar em alguns meses, para o primeiro semestre de 2011, a […]

Reportagens especiais

Inovação à brasileira: o trem de pouso do KC-390

Desenvolvido para suportar 84 toneladas, o trem de pouso do KC-390 desafiou os engenheiros brasileiros e colocou a indústria...
- Advertisement -
- Advertisement -