segunda-feira, junho 27, 2022

Gripen para o Brasil

Apresentações de projetos marcam o segundo dia da LAAD 2009

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

gripen-ng

Duas coletivas com executivos das empresas SAAB e IVECO e autoridades militares marcaram hoje o segundo dia da sétima edição da LAAD-Latin America Aerospace and Defence, que acontece até sexta, no Pavilhão 3 do Riocentro.
No primeiro encontro, no início da tarde, a SAAB apresentou o projeto do Gripen NG (Next Generation) que concorre ao fornecimento de 36 aeronaves de combate à Força Aérea Brasileira (FAB). Representantes da empresa explicaram a proposta e detalharam as especificações da aeronave, como autonomia de vôo, sensores etc

De acordo com a empresa, estão sendo oferecidos um amplo pacote de cooperação industrial, com efeitos positivos na indústria de defesa nacional, como investimento direto no desenvolvimento, produção e manutenção da aeronave, além de transferência de tecnologia, o que possibilitará o envolvimento total no desenvolvimento de capacidades.
O Gripen NG representa a nova geração de aeronaves Gripen, uma versão aprimorada do caça com capacidade para múltiplo emprego e comprovados custos baixos de aquisição, operação e suporte. O programa Gripen NG abrange o desenvolvimento de aviônicos e todos os principais sensores, inclusive do radar AESA. O caça virá equipado com maior empuxo, maior capacidade de carga e maior alcance.

A SAAB, que atende ao mercado global, oferecendo soluções, produtos e serviços de classe mundial, nas áreas de defesa e segurança, também está comercializando o Gripen na Suíça, Dinamarca, Índia, Holanda, Bulgária, Croácia e Romênia.

No final da tarde, a IVECO, empresa do grupo Fiat, apresentou o projeto do novo blindado do Exército Brasileiro. Apelidado de Urutu 3, mas ainda sem um nome oficial, o novo veículo – Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Média sobre Rodas, o VBTP-MR 6×6 – pesa 19 toneladas, tem capacidade para transportar 11 militares equipados e possui, entre outras especificações, capacidade anfíbia. O projeto está sendo desenvolvido pela IVECO e pela Força terrestre.
De acordo com o general do Exército Waldemir Cristino, as especificações sinalizam um carro de 6,9 metros de comprimento, 2,7 metros de largura e 2,34 metros de altura. O modelo terá uma torre móvel, de acionamento elétrico, para receber vários tipos de armas, e atingirá a velocidade de 90 quilômetros por hora em estrada (e 9 quilômetros por hora na água).
Também será equipado com navegador GPS, sistema ótico de visão noturna e armamento primário, formado por uma metralhadora 7.62 mm (ou .50) na torre e sensor de detecção laser. Ao todo, serão nove configurações, de central de comando a até um porta-morteiros de 81 milímetros.

As medidas básicas permitirão o embarque em cargueiros C-130 Hércules e do futuro KC-390, da Embraer, que será adotado pela Aeronáutica.
O primeiro protótipo já está sendo construído na fábrica de Sete Lagoas (MG) e deve ficar pronto em 2010.
A etapa de testes começa imediatamente após o recebimento. Até 2011, serão entregues outras 16 unidades. Essa pré-série será a última a manter algum tipo de similaridade de desenho com o velho Urutu.
“Esperamos iniciar a produção industrial em 2012”, afirmou o general Cristino, ao ressaltar que Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) está financiando 40%, mas até protótipo.

Participaram deste último evento Pietro Borgo, gerente geral da IVECO, Alberto Mayer, diretor de relações institucionais, o coronel Samuel da Silva Ricordi, e o major Eduardo Gomes Ferreira Pinto.

FONTE: LAADEXPO

- Advertisement -

40 Comments

Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Walderson

Caro amigo Galante,

por que 6X6 e não 8X8? Ainda não consegui entender e nem achar isso em lugar nenhum.
Um abraço.

Galante

Walderson, vamos procurar saber isso amanhã, ok?

Cantarelli

A versao 8×8 é ruim gera mais custo de manuntençao e nao é muito viavel

Adler Medrado

Qual a autonomia do Gripen NG que eles expuseram?

Mirage

Sera que voa supercruise com essa carga toda da foto?

Felipe Cps

Linda foto desse Gripen por baixo…

Wilson Johann

Baita foto mesmo, Felipe. Esses caras do Blog sempre nos presenteando com excelentes papéis de paredes… Essa é uma das fotos mais bonitas que já vi do Gripen, apesar do ângulo em que foi tirada, mostrando apenas o dorso do avião. Sou torcedor do Rafale, mas nessa foto o Gripen tá possando como gente grande, e mostrando capacidade e poder ofensivo. Esta visão nos dá uma pequena mostra do que esse pequeno grande caça pode transporar, e usar. Parabéns ao pessoal do Blog! É por isso (entre outras coisas) que esse blog é a melhor revista “on line” sobre defesa… Read more »

Wilson Johann

Ops, errei! Não é “possando”, e sim “posando”. Desculpem!

Até!

Angelo Nicolaci

O melhor stand pra mim foi o da SAAB, fui muito bem recebido, ganheir diversos brindes e tive a oportunidade de pilotar por 2 vezes ( terça e quarta ) o simulador, da segunda sem auxilio do excelente instrutor que fala até português, e respondendo a pergunta do amigo MIRAGE, sim i gripen ainge o super cruiser a plena carga. Um abraço a todos e eu gostaria de saber como envio as fotos que tirei para o blog.

kaleu

É um tremendo caça esse Gripen… Além do supercruise, data-link superior aos concorrentes do F-X2 (tradição suéca), compatível com o R-99, baixo custo operacional e sem restrições à tranf de tecno, acho uma opção excelente… se vier com proposta de desenvolvimento conjunto (SAAB / Embraer) do 5ªG será fatalmente levara a disputa… é minha opinião !

abraço a todos
Kaleu

kaleu

Galante… seria possível vc “voar” no simulador do Gripen e nos passar suas impressões comparativas com o SH ??

Seria muitíssimo interessante… !

Parabéns pela cobertura da LAAD !

abraço
Kaleu

Felipe Cps

Repito o que o Angelo Nicolaci, que esteve na LAAD, disse, porque muita gente no blog depois fica pondo em dúvida:

“sim o gripen atinge o super cruiser a plena carga”

Tem mais o q falar?

Abraços.

Marcelo Tadeu

Olha, vou confessar uma coisa, torço para o Rafale, mas o Gripen NG é a minha segunda opção.

Mineiro

Uma pegunta a todos do Blog. Se o Rafale e o Gripen NG são tão bons,ambos com características que se completam, porque o MD não adquire os dois, sendo que o Rafale poderia ser utilizado pela Marinha em maoir escala e o Gripen NG pela Fab em maior escala? Fica aí a pergunta e a sugestão.

Marcelo Tadeu

Mas aí mineiro vc criaria um problema logístico e custoso. O ideal é as duas força usarem o mesmo avião e como o Gripen não é navalizado, já viu…, por isso o F-18 é um fortíssimo candidato junto com o Rafale.

Zero Uno

Uma pergunta:

A Boeing trouxe seu simulador de vôo. O Gripen o faz em todas as LAAD’s que participar.

Porque a DASSAULT não trouxe o dela? Ou tem um simulador da Dassault e o pessoal do Blog ainda não “vôou” nele?

Mineiro

Marcelo Tadeu em 16 abr, 2009 às 13:08, Perfeito o que vc disse, mais devemos ponderar qual será mais custoso nesse contexto, uma logistica mais custosa x menor custo na hora de voo e eventuais reparos e trocas de peças. O que é noticiado, a todo momento, são os baixos custos do Gripen em sua aquisição e operação. Em contrapartida o Rafale tem um custo elevado de aquisição e manutenção. Sendo assim entendo – sou leigo – que havendo um mix de aeronaves o que perderiamos em razão da logistica, ganhariamos em hora de voo e manutenção, equilibrando o binomio… Read more »

Angelo Nicolaci

Amigos a dassault não troxe o simulador do Rafale, mas eu voei o gripen e o SH, e a diferença é muito grande pra quem entende de combate aereo, pois os principais comandos de seleção de armas e radar alem do D-link do gripen me surpreenderam, a carga de trabalho ao piloto é muito leve e dá espaço para este se concentrar no combate propriamente dito, o Gripen voa particamente sozinho, vc pode ate soltar o manche e ele matem o voo nivelado da maneira como vc deixou antes de soltar o manche, vejo o Gripen como a solução ideal… Read more »

Angelo Nicolaci

A esqueci de mencionar que o rafale ja operou no nosso NAel quando este pertencia a frança, e o nosso São Paulo não possui capacidade de operar os SH, no maximo os Rafale com algumas modificações na catapulta

Mauricio R.

“A versao 8×8 é ruim gera mais custo de manuntençao e nao é muito viavel”

Patria AMV; Piranha; Pandur; Stryker; BTR-90; Nexter; Boxer, são o tdos veículos 8 X 8.
O Piranha, mesmo sendo 8 X 8, vira 0,50m mais apertado que o Guará da Avibrás que é 4 X 4.

Walderson

Caro amigo Galante,

por que 6X6 e não 8X8? Ainda não consegui entender e nem achar isso em lugar nenhum.
Um abraço.

Galante

Walderson, vamos procurar saber isso amanhã, ok?

Cantarelli

A versao 8×8 é ruim gera mais custo de manuntençao e nao é muito viavel

Adler Medrado

Qual a autonomia do Gripen NG que eles expuseram?

Mirage

Sera que voa supercruise com essa carga toda da foto?

Felipe Cps

Linda foto desse Gripen por baixo…

Wilson Johann

Baita foto mesmo, Felipe. Esses caras do Blog sempre nos presenteando com excelentes papéis de paredes… Essa é uma das fotos mais bonitas que já vi do Gripen, apesar do ângulo em que foi tirada, mostrando apenas o dorso do avião. Sou torcedor do Rafale, mas nessa foto o Gripen tá possando como gente grande, e mostrando capacidade e poder ofensivo. Esta visão nos dá uma pequena mostra do que esse pequeno grande caça pode transporar, e usar. Parabéns ao pessoal do Blog! É por isso (entre outras coisas) que esse blog é a melhor revista “on line” sobre defesa… Read more »

Wilson Johann

Ops, errei! Não é “possando”, e sim “posando”. Desculpem!

Até!

Angelo Nicolaci

O melhor stand pra mim foi o da SAAB, fui muito bem recebido, ganheir diversos brindes e tive a oportunidade de pilotar por 2 vezes ( terça e quarta ) o simulador, da segunda sem auxilio do excelente instrutor que fala até português, e respondendo a pergunta do amigo MIRAGE, sim i gripen ainge o super cruiser a plena carga. Um abraço a todos e eu gostaria de saber como envio as fotos que tirei para o blog.

kaleu

É um tremendo caça esse Gripen… Além do supercruise, data-link superior aos concorrentes do F-X2 (tradição suéca), compatível com o R-99, baixo custo operacional e sem restrições à tranf de tecno, acho uma opção excelente… se vier com proposta de desenvolvimento conjunto (SAAB / Embraer) do 5ªG será fatalmente levara a disputa… é minha opinião !

abraço a todos
Kaleu

kaleu

Galante… seria possível vc “voar” no simulador do Gripen e nos passar suas impressões comparativas com o SH ??

Seria muitíssimo interessante… !

Parabéns pela cobertura da LAAD !

abraço
Kaleu

Felipe Cps

Repito o que o Angelo Nicolaci, que esteve na LAAD, disse, porque muita gente no blog depois fica pondo em dúvida:

“sim o gripen atinge o super cruiser a plena carga”

Tem mais o q falar?

Abraços.

Marcelo Tadeu

Olha, vou confessar uma coisa, torço para o Rafale, mas o Gripen NG é a minha segunda opção.

Mineiro

Uma pegunta a todos do Blog. Se o Rafale e o Gripen NG são tão bons,ambos com características que se completam, porque o MD não adquire os dois, sendo que o Rafale poderia ser utilizado pela Marinha em maoir escala e o Gripen NG pela Fab em maior escala? Fica aí a pergunta e a sugestão.

Marcelo Tadeu

Mas aí mineiro vc criaria um problema logístico e custoso. O ideal é as duas força usarem o mesmo avião e como o Gripen não é navalizado, já viu…, por isso o F-18 é um fortíssimo candidato junto com o Rafale.

Zero Uno

Uma pergunta:

A Boeing trouxe seu simulador de vôo. O Gripen o faz em todas as LAAD’s que participar.

Porque a DASSAULT não trouxe o dela? Ou tem um simulador da Dassault e o pessoal do Blog ainda não “vôou” nele?

Mineiro

Marcelo Tadeu em 16 abr, 2009 às 13:08, Perfeito o que vc disse, mais devemos ponderar qual será mais custoso nesse contexto, uma logistica mais custosa x menor custo na hora de voo e eventuais reparos e trocas de peças. O que é noticiado, a todo momento, são os baixos custos do Gripen em sua aquisição e operação. Em contrapartida o Rafale tem um custo elevado de aquisição e manutenção. Sendo assim entendo – sou leigo – que havendo um mix de aeronaves o que perderiamos em razão da logistica, ganhariamos em hora de voo e manutenção, equilibrando o binomio… Read more »

Angelo Nicolaci

Amigos a dassault não troxe o simulador do Rafale, mas eu voei o gripen e o SH, e a diferença é muito grande pra quem entende de combate aereo, pois os principais comandos de seleção de armas e radar alem do D-link do gripen me surpreenderam, a carga de trabalho ao piloto é muito leve e dá espaço para este se concentrar no combate propriamente dito, o Gripen voa particamente sozinho, vc pode ate soltar o manche e ele matem o voo nivelado da maneira como vc deixou antes de soltar o manche, vejo o Gripen como a solução ideal… Read more »

Angelo Nicolaci

A esqueci de mencionar que o rafale ja operou no nosso NAel quando este pertencia a frança, e o nosso São Paulo não possui capacidade de operar os SH, no maximo os Rafale com algumas modificações na catapulta

Mauricio R.

“A versao 8×8 é ruim gera mais custo de manuntençao e nao é muito viavel”

Patria AMV; Piranha; Pandur; Stryker; BTR-90; Nexter; Boxer, são o tdos veículos 8 X 8.
O Piranha, mesmo sendo 8 X 8, vira 0,50m mais apertado que o Guará da Avibrás que é 4 X 4.

Últimas Notícias

Rússia lança barragem de mísseis na Ucrânia

As forças russas lançaram um ataque de mísseis de cruzeiro em larga escala em locais em toda a Ucrânia...
- Advertisement -
- Advertisement -