Home Sistemas de Armas Rafale: acordo de venda para a Líbia pode estar próximo. Ou não?

Rafale: acordo de venda para a Líbia pode estar próximo. Ou não?

124
154

rafale-foto-armee-de-lair1

Negociações comerciais e técnicas para o acordo já estariam praticamente concluídas. Falta só o de sempre: a política

O site Defense News noticiou no último dia 19 que o acordo para venda de 14 aeronaves Rafale à Líbia estaria praticamente completo, nos aspectos comerciais e técnicos, segundo uma fonte da indústria. O anúncio do acordo dependeria agora apenas das definições na área política.  Quando da visita do governante líbio Muammar Khaddafi a Paris, em dezembro de 2007, foi assinado um acordo de exclusividade, por seis meses, nas negociações envolvendo o Rafale. Mas já se passaram quase 15 meses desde então.

Quanto ao aspecto técnico, foi informado que as aeronaves deverão ser similares à última versão desenvolvida do Rafale, a F3, de múltiplo emprego. Os armamentos estão sendo negociados separadamente, mas a MBDA também estaria esperando uma grande encomenda de mísseis para os caças, como consequência do acordo que se espera assinar ainda esse ano.

Ainda sobre os Rafale, há a questão dos Mirage 2000-9 dos EAU: um alto executivo da Dassault, Charles Edelstenne, teria declarado em 19 de março que a empresa estaria realmente procurando compradores para os Mirage 2000-9 dos Emirados Árabes Unidos. Haveria bastante tempo, porém, para encontrar interessados, na medida em que uma possível entrega do Rafale para a Força Aérea dos EAU só seria iniciada em 2012. O Armée de l´air não estaria entre os interessados em adquirir as aeronaves.

Fonte: Defense News Foto: Sirpa Air / Armée de l´air

Subscribe
Notify of
guest
154 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
marujo
marujo
11 anos atrás

Que tal trocarmos as nossas aeronaves F – 2000 RDI pelos -9 dos Emirados? Quem sabe a FAB compra mais seis dessas aeronaves para restituir a dotação tradicional do GDA? Não estou defendendo o cancelamento do FX-2. Apenas a substituição de um modelo que nós já temos por uma versão mais moderna do mesmo equipamento.

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

hummmmm cheirinho de Mirage 2000-9 na fab!

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
11 anos atrás

É Xará,

Também estou sentindo esse cheiro. Desse modo, o FX-2 acabaria melancolicamente, assim como o outro, abatido por um Mirage 2000.
Se Deus quiser, eu estou errado!

madvad
madvad
11 anos atrás

Bem….eu acho uma ótima idéia..até pq tá difícil de sair este FX2 hein….

E os 2000-9 são avançadíssimos…se equivalem a um F-16C Block 50, mas com mais desempenho.

Edilson
Edilson
11 anos atrás

´Santo deus, vamos votara ao tempo das caravelas, olhar pra frente é o que todos fazem, daqui a pouco tão escalando o pelé para seleção também….
se querem um francê que seja o rafale F3. não tem dinheiro? então precione o governo a cumprir o que prometeu.
nosso pib saltou de 0.9 para 1.7 tri de dolares e ainda não é o suficiente para se investir em defesa?
para o barco… vou para a líbia, super potencia econômica…

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

A FAB jamais aceitaria o mirage, não sei de onde vcs estão tirando essas idéias, até agora o cronograma está mantido, somente se cancelarem o fx-2 é que isso podeeria ocorrer, mas o fx-2 vai prevalecer porque LULA quer reativar a industria de defesa nacional, isso é vital para o país e a transferência de tecnologia dos caças fa parte deste processo.Deus me livre de vir um caça como o mirage se pudemos ter o Rafale. E crise internacional não tem nada a ver com isso, a compra é financiada e em dólares, o Brasil tem mais de 200 bilhões… Read more »

gaspar
gaspar
11 anos atrás

acho uma excelente ideia essa do marujo…
poderia vir umas 24 unidades para a FAB deixar baseada no Sudeste…

Zorann
11 anos atrás

Eu penso que o Brasil deveria sim escolher uma aeronave mais barata, talvez até usada como o F-16, por exemplo, e fazer um grande programa de modernização, visando a substituição de seus sensores e armas por outras bem mais modernas, que o deixem capaz de atuar quase de igual para igual com qualquer aeronave da América Latina. Com isso poderíamos ter um maior número de vetores capazes de promover nossa defesa aérea. Somos um país de dimensões continentais e pouco acredito que se o FX-2 realmente decolar, futuramente serão alcançados os planejados 120 aviões. Temos que ser realistas, criativos e… Read more »

SMarcos
SMarcos
11 anos atrás

Zorann.
Desta vez, acredito que o programa FX decole sim.
Lula e outros políticos da cúpula sabem que esses contratos do ministério da defesa não servem apenas para rearmamento, e sim, como um avanço tecnológico necessário agora.
Também precisamos (e agora eles reconhecem) defender nossas fronteiras. Não só com os paises da america latina como nosso pré-sal.
Imagine quantas empresas estarão envolvidas com a execução do programa FX-2 e a construção do submarino nuclear. Treinamento de profissionais e especialização de empresas.
O único problema que vejo hoje é como eles vão manter toda essa estrutura.

Tiao
Tiao
11 anos atrás

Concordo com Marlos…

Esse papo de Mirage 2000-9 para o Brasil é baléla, conversa para boi dormi… Não vem não.. O Mula é maluco mas não tanto… Esses Mirages tem mais cheirinho de Maradona do que de Pelé!!!

Lembrem-se que a FA dos hermanos de vcs ta despencando, ta uma penúria de dar dó!!! “Se é que alguem aki tem dó deles”….

marujo
marujo
11 anos atrás

Tá bom, mantemos os 36 FX-2, os Mirage 2000 que não servem para nada e embarcamos com os indianos e, possívelmente outros parceiros, no programa do caça médio furtivo. A FAB compraria, então 84 caças furtivos médios, no lugar de outros aparelhos do modelo selecionado no FX-2. Enquuanto isso, nossos Mikes vão dando conta do recado.

Edilson
Edilson
11 anos atrás

Só gostaria de refrescar-vos as idéias, a palavra hoje é qualidade e não quantidade. não adianta ter 1000 ou 2000 aviões de 2ª linha. os últimos conflitos demonstram que a tendência é de qua as guerras sejam resolvidas o mais breve o possível. 100 aviões de segunda podem ser aniquilados por 20 d eprimeira e isto é irrefutável. eficiencia acima de tudo, agora o Mirrage-200-9 é bom é, melhor que o nosso, sim, mas o nosso também não é parâmetro e chega de se nivelar por baixo. tirem da cabeça um suposto confronto com a bolílivia o brasil tem que… Read more »

Storm
Storm
11 anos atrás

Tiao bem lembrado, se estes M2000-9 vierem para a América do Sul , tomara que seja para aprender a dançar tango, por que por incrível que pareça a coisa ta mais feia lá do que aqui Agora, não podemos descartar que caso o Rafale seja o vencedor do FX-2 os Franceses venham a oferecer estes Mirage p/ Brasil até a chegada do Rafale F-3 pois a produção do Rafale é pequena e não sei se os franceses consegueriam entregar os primeiros em 2014. e por falar em Rafale bonita foto esta do post, Esse avião fica bem na foto… Ficaria… Read more »

RJ
RJ
11 anos atrás

Xi, acabou-se a idéia de, quando chegassem os FX-2 a gente desovar as porcarias dos Mirage 2000 pro Peru… A França vai desovar os Mirage 2000-9 para eles antes!

J Roberto
J Roberto
11 anos atrás

Boa aquisição dos Rafales por parte da Líbia,mas como tudo depende da política. Durante encontro para discutir assuntos de defesa na sede da FIESP em SP, Jean-Marc Merialdo,diretor da Rafale do Brasil, enfatizou que o maior objetivo da França é estabelecer acordos nos quais não haverá nenhum impedimento quanto à transferência de conhecimentos e tecnologias para os parceiros brasileiros. Comentou ainda que independente da escolha da FAB , o consórcio francês que integra as empresas Dassault, Thales e SNECMA prepara-se para ter no Brasil uma base de abastecimento, dizendo, também, que um pedido inicial de 36 aeronaves possibilita a instalação… Read more »

J Roberto
J Roberto
11 anos atrás

Em tempo:

O segundo dia do encontro, foi reservado para encontros exclusivos entre as cerca de 90 empresas e associações brasileiras e francesas participantes, para a discussão de detalhes dos diversos aspectos que poderão envolver cooperação e offsets.
Será que vai dar Rafale na cabeça?

sds.

Mineiro
Mineiro
11 anos atrás

Gostaria de fazer uma pergunta e dar uma opinião de leigo no assunto aos expertos do bolg. Será que o Mirrage 2000-9 não tem alguns aviônicos iguais e/ou equiparados ao do Rafale? Sendo assim, nesta suposição, não seria interessante comprar-mos essas máquinas de segunda mão para criar-mos uma doutrina – tática – de emprego, qualificando assim nossos caçadores (pilotos) para utilização desses equipamentos. Lembremo-nos que esses Mirrages são muito superiores do que nossos F5-EM, e com eles, em um curtíssimo espaço de tempo, nos alcançaremos as maiores forças aereas da América Latina. E em 2014, ou seja a médio prazo… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Caro Mineiro, sua idéia não é de toda ruim. No entanto, o problema são os custos. De onde sairia o dinheiro extra para comprar os Mirages 2000-9? O nosso caça tampão já foi comprado: é o Mirage 2000. Comprar um segundo caça tampão não sei se seria uma boa idéia. Não sei se a FAB iria gostar desta idéia. Além do mais, a FAB não se decidiu ainda no FX2…pode ser o Rafale, mas pode não ser. Supondo que seja o Rafale o caça do FX2, mesmo assim ainda acho inviável, pois a idéia da FAB é padronizar os meios… Read more »

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

porque que tem gente que gosta de pensar pequeno? porque não podemos ter caças de ultima geração? temos sempre que nos conformar com caças de segunda linha? duvido se alguém aqui tivesse dinheiro para comprar um honda civic, pra economizar compra um gol, e porque então o Brasil não pode ter o melhor? chega de pensar pequeno, pensemos grande, nós somos a 10ª economia do mundo e não podemos ter 36 rafaeles, a venezuela é uma republiqeta perto do Brasil e tem SU-27.

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

Até a Libia compra Rafales na crise, porque o Brasil não pode?

Patriota
Patriota
11 anos atrás

Edilson

Este seu comentario estaria certissimo se estivessemos falando de um país do tamanho de Portugal alem do mais os concorrentes do FX2 não
são aviões de primeira linha a nivel mundial temos que pensar que ja existem caças de 5 geração como o F-35, para nós o ideal seria
no minimo umas 170 aeronaves pois temos um território continental
e supremacia aerea é vital em uma guerra, 36 caças se vão em apenas
uma batalha dependendo das proporções da guerra

Clêuber
Clêuber
11 anos atrás

Concordo com vc Marlos Barcelos , não podemos nos contentar com nada alem do melhor, se quisermos ser fortes verdadeiramente!Acho que um misto de Rafales e pak fa t-50 seria o ideal como já postei aqui diversas vezes. Eliminaríamos a dependência de um único fornecedor e estaríamos preparados para qualquer cenário de combates aéreos. Vejam o exemplo da MB que vai de submarino nuclear e de scorpené, a FAB deve seguir o exemplo e conciliar o uso de duas aeronaves muito capazes em cenários diferentes e trabalhar doutrinas de uso de equipamentos diferentes, extraindo assim o melhor dos aparelhos e… Read more »

AJS
AJS
11 anos atrás

Não existem caças de 5ª geração disponíveis, muito menos para o Brasil, há uma gama bem grande de países aguardando por ele, entraríamos na fila para depois de 2025.
Poderá até acontecer de após os 36 do FX 2, se a situação permitir e for de nosso interesse, partirmos para avião de 5ª geração.
Por ora, prefiro a conclusão do FX 2.
Não há que se preocupar com a crise, até lá ela passará, ou então, diversos países suspenderão seus projetos de renovação de material bélico.

Edilson
Edilson
11 anos atrás

Patriota, vamos por parte. se você considera o termo 5ª geração superior a qualquer um, não tenho o que argumentar. Eu simplesmente penso que além dos EUA ninguém terá um Raptor portanto, a menos que quisermos ir para a guerra contra os EUA teremos que ter um Raptor e na quantidade, treinamento e recursos que eles tem… O F-35 é idealizado para ser um avião de ataque e não um caça de superioridade aéra como o F-18 e o Rafale entre outros. para quem tem Harrier e F-16 o f-35 é um salto quantico. mas quem decide de verdade o… Read more »

Nunão
Nunão
11 anos atrás

Edilson, pode continuar debatendo seus pontos de vista aqui, que o Blog existe exatamente para isso!

Saudações

Mineiro
Mineiro
11 anos atrás

Prezado Honet, Entendi suas ponderações, mais agora mudo minha pergunta. Seria viável a França oferecer esses Mirrages 2000-9 ao Brasil através de um leasing, até a chegada dos Rafale em 2014, funcionando com um “tampão mais bem equipado” e já preparando os nossos pilotos para o Rafale, caso, é claro seja esse o entendimento do MD para compra do futuro equipamento? Isso não diminuiria os custos de treinamento e qualificação de pessoal? Estas são suposições para tentar conciliar o útil ao agradável. Ter caças melhores e condicionar os pilotos no menor tempo possível, antes da chagada do novo vetor. O… Read more »

Fábio Max
11 anos atrás

Esses Mirages dos EAU são quase os mais modernos da linha, são ótimas plataformas militares. Duvido que sejam oferecidas ao Brasil, é negócio que serve bem para a Argentina mas, fazendo uma reflexão sobre o tema, digo que: a) A aquisição de 36 deles poderia aposentar definitivamente os Xavantes e os Mirage 2000 C, relocando os F-5; b) Posto isso, seriam a linha de frente da FAB, e aviões imediatamente muito mais capazes que os SU24 venezuelanos e os Migs29 do Peru.; c) E preparariam o terreno para receber os 36 FX-2, com a vantagem de que, uma vez em… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Mineiro,

como leasing, acho que seria viável. E, de repente, algo assim pode até já fazer parte da oferta feita pela Dassault para a FAB e MD. Quem sabe?

Caso isso ocorresse, teríamos um “treinador de luxo” temporário…além, é claro, de dar uma turbinada no GDA até a chegada definitiva do Rafale.

um abraço meu caro

Roberto CR
Roberto CR
11 anos atrás

Rapaz… a Líbia faz uma negociação e é o Brasil que desiste do FX 2, de acordo com a maior parte dos comentários aqui. Com base em que FATO é possível tirar esta conclusão? E, falando sério, o F 5 pode ter sido modernizado mas já no seu nascimento era um quebra galho que os EUA projetaram para os amigos mais pobres que queriam um caça a jato. Pode estar mais capaz hoje, mas além de ser velho, sempre foi limitado. Se é para especular, tragam argumentos porque o achismo (sic) está imperando por estas paradas. Dá para notar que… Read more »

Mineiro
Mineiro
11 anos atrás

Prezado Honet,

Negócio fechado! Vou agora mesmo ligar para o Ministro Jobim para que ele entre em contato com a Carla Bruni (sua musa) informando que vc deu parecer favorável a esta negociação por mim proposta. E que ela mande o seu maridinho fechar esse negócio conosco. Hihihihi, só uma brincadeirinha de fim de expediente.

Abraços meu caro.

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Mineiro,

tudo bem. Fechado.

Só que, quando ligar pro Jobim, fala pra ele conversar diretamente com o Sarkozy e negociar apenas e tão somente com o Sarkozy…

Com a Carla Bruni converso eu…kkkkkk

abração

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
11 anos atrás

Caro Roberto, O que o pessoal está discutindo e especulando pode ser em cima de achismos mesmo, mas é também em cima do nosso histórico de diversas oportunidades perdidas e desistências com as mais diversas desculpas, algumas extremamente revoltantes, caso do finado FX1. Vide o estado de penúria das tres forças, que se desdobram para manter equipamentos nas condições mínimas de uso, alguns nem isso, caso claro do NAE São Paulo e dos A-4. o que começou com reparos nas suas catapultas que após um acidente mataram 3 militares, se transformou numa modernização parcial, com verbas constantemente cortadas a docagem… Read more »

Baschera
Baschera
11 anos atrás

Senhores, Estes M-2000-9dos EAU só estariam disponíveis apartir de 2012. São extremamente pouco usados. Algumas células tem apenas 270 horas/vôo. Foram comprados para os príncipes voarem e brincarem, já que os EAU estão sob proteção dos USA. No entanto, o custo de manutenção destes M-9 são altíssimos. Já o Qatar ofereceram seus M-2000-5 como DOAÇÃO a Indonésia, mas alegando que os mesmo viriam sem garantia da Dassault e que o país não teria disponível os fundos necessários para a manutenção o ministro da defesa da Indonésia, Juwono Sudarsono RECUSOU a oferta. Isto teria acontecido à seis meses atráz, porém, só… Read more »

Roberto CR
Roberto CR
11 anos atrás

Rodrigo Marques As oportunidades foram realmente perdidas, mas por incompetência ou falta de dinheiro. Mas a minha afirmação quanto ao achismo refere-se a isto: o tema do post relata, e especula, sobre algumas condições sobre a venda de Rafales a Líbia, mas quantos comentários sobre o tema você leu? O que eu li (e sempre leio todos), foram uma miríade que foi do Mirage 2000, F 5 e passando até pelo presidente, e nada de, por exemplo, aumento do poder local da Líbia (se ainda existe) no norte da África, ou, Se o Brasil comprar Rafales vai comprar armas da… Read more »

Tailhooker
Tailhooker
11 anos atrás

Baseado na situação financeira do Brasil e na história, a solução Mirage 2000-9 é provável,por mais que essa “realidade” incomode os entusiastas.E vou mais além, mesmo esses 2000-9 usados já elevariam a FAB a um patamar operacional sem precedentes na história. Tenho minhas dúvidas até se os 2000-9 estariam além de nossas possibilidades, pois são aeronaves modernas, e vem sendo subestimadas pelos sonhadores aqui do blog. às vezes debatemos aqui como se nossas vozes, vontades e preferências individuais estivessem na mesa de negociação. E não estão. nem mesmo as vontades da FAB são respeitadas, quanto mais as nossas. falar aqui… Read more »

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
11 anos atrás

Roberto,

Então, o que estou dizendo é a nossa contradição entre o que se discute aqui, ou seja, entusiastas que debatem o que necessitamos para uma defesa eficiente e que deve ser estruturada a longo prazo com a nossa realidade “caótica” de sucateamento, modernizações em grande parte meia-boca e aquisições de vetores de 2ª mão como Mirage 2000 ( FX1) , F5 Jordanianos, A-4 Kwaitianos e por aí a fora. Então com esse histórico, acho que é cabível especular Mirage 2000-9 dos EAU até 2025 como você não quer imaginar e eu não duvido que aconteça, infelizmente.

Abraços

Clêuber
Clêuber
11 anos atrás

Pessoal, estamos aqui debatendo um dos pontos da Estratégia Nacional de Defesa que anteriormente não existia!Não devemos olhar para o passado pois se assim o fizermos continuaremos sem estratégia de defesa.Essa historinha de que o Brasil não tem recursos compatíveis para a defesa hoje não significa que não os teremos amanhã!Temos sim que cobrar um compromisso assumido, ou alguém pensa que a Estratégia Nacional de Defesa vai se fazer sem dinheiro?Já que não podemos ir de Sukhoi-35 bm que possamos ir de Rafales.E digo que não é besteira pensar em pak fa t-50.Embora não esteja sendo produzido a Rússia esta… Read more »

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Sugiro aos amigos que estão falando do Mirage 2000-9, lerem mais sobre este vetor antes de postarem bobagens! este vetor está em pé de igualdade com o SH e o Gripen, tem menos radar que os 2, mas é mais ágil, menor que o SH, rola e ascende muito mais rápido, tem RCS menor que o SH, é mais veloz, tem equipamentos electronicos e uma suíte bem moderna, nada devendo ao SH neste quesito, e, dentro da doutrina da FAB com o R-99 se igualaria de vez ao SH e Gripen, e venceria qualquer um num eventual dog-fight, além disso… Read more »

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

e certamente o Meteor será integrado aos 2000!

Clêuber
Clêuber
11 anos atrás

Se o mirage 2000-9 é tão bom por que os EAU querem devolvelos e em troca receber os Rafales? Eles ja foram varias vezes derrotados por f-16s e f-15s.Claro que são muito superiores ao mirage 2000 c e b do Brasil mas são caças inferiores por exemplo aos F-16 bock-50 52!É tanto que a França levou para a red flag o Rafale e não mais os mirages em suas versões.Esses caças vão deixar de ser a espinha dorsal da França e não mais serão produzidos pela França pelo fato de não serem mais capazes de enfrentar ameaças de altissima performace.O… Read more »

Tailhooker
Tailhooker
11 anos atrás

Uma coisa é o que gostaríamos de ver, e outra bem distante é a nossa realidade, é o que vemos e o que vimos até hoje. Até agora, não vi ações que substanciem uma abordagem rumo à excelência na aquisição de meios militares. Pelo contrário, continuo vendo o pessoal do Min do planejamento fazendo duros cortes no orçamento da Defesa. Também sou entusiasta, gostaria de ver um mix de 40 SU-35, 30 SH e 30 Rafale e ainda ver o governo brasileiro injetando recursos em programas como o JSF ou esse tal de PAK_FA, que até hoje só existe no… Read more »

Tailhooker
Tailhooker
11 anos atrás

Cleuber, Vc realmente acha que o Brasil vai estar “na crista da onda” no que se refere à aviação de combate? Vc realmente acredita nisso ? Eu sei que vc gostaria, assim como eu…… Os Emirados querem trocar os -9 por Rafale porque eles têm grana para ter o que há de melhor e seu Governo entende que sua Força Aérea merece o melhor, e não porque o -9 é ruim. Sabemos que eles querem “top de linha” de tudo, não só de aviões. Eles têm recursos de sobra para isso. Poderiam exigir toda a transferência de tecnlogia do mundo,… Read more »

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

Tailhooker De onde vc tirou a idéia de que o Brasil não consegue manter 36 Rafales? o Ministro da Defesa disse isso? o Presidente disse isso? O Brasil tem condições de manter 300 Rafales se for preciso, somos uma economia de 3 trilhões de reais, não nos subestime, a Venezuela pode manter f-16 e Su-27 e o Brasil não consegue manter Rafales? Basta querer o Brasil se quiser ter e manter Rafales, vai tê-los e mantê-los sem problema algum, não tenho a menor dúvida disso, se fosse tão caro manter o Rafale, como a Líbia irá mantê-los se nem o… Read more »

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

Tailhooker

Kwait tem dinheiro e o Brasil não? de onde vc tirou isso? temos 200 bilhões de dólares guardados, somos a 10ª economia do mundo, produzimos tanto petróleo quanto o Kwait, quantos caças o Brasil tem? o kwait tem submarinos? porta-aviões? só de f-5 temos quase 50 fora os amx e os mirage 2.000, temos 12 navios de guerra, 4 submarinos, mais de 900 blindados 300.000 soldados, e o kwait é quem tem dinheiro, dúvido que eles conseguissem manter um exército do tamanho do brasileiro, e olha que investimos pouco 1% do PIB.

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

sou contra qualquer caça de segunda linha inclusive os f-18, temos que pensar grande porque somos grande.

Os f-18 são o 4º melhor caça americano, perde pro f-22, f-35, f-15 silent, e é parelho com os f-16, pouco melhor por ter 2 turbinas, temos que comprar o melhor que podem nos oferecer, seja o gripen ou Rafale.

Tailhooker
Tailhooker
11 anos atrás

Marlos, Você acertou na mosca. Basta querer que o recurso aparece. Querer é o problema. Nosso País não tem cultura de defesa. Nunca brigou com ninguem, nunca sofreu (guerra do paraguai não conta, nunca precisou defender seus recursos contra ninguem, não somos ameaçados. Nós brasileiros nos vangloriamos de sermos um País pacífico. Por isso estamos na M#$%%¨que estamos. Quem tem é quem briga. Mudar essa cultura é difícil, por isso acredito que somente um conflito armado motivaria uma reação em direção àquilo que gostaríamos de ver nas nossas FFAA. Agora, fazer milagres, é coisa de santo. Se vc acha que… Read more »

Clêuber
Clêuber
11 anos atrás

Marlos Barcelos , concordo com vc!Operar aviões de caça de alta performace não é tãooooo caro assim não!Temos uma posição econômica privilegiada em relação a muitos e muitos países.O Brasil tem orçamento militar maior do que a Venezuela.Como disse a pouco: Esse é o veneno que tomamos de vontade própria e está fazendo agonizar nossas forças armadas e por isso ficamos operando varias sucatas nas três forças pois, nessa condição nos colocamos.36 Rafales não significa muita coisa em termos de custo.Temos é que ter coragem de enfrentar o Tio San e concluir esse Fx2!

Tailhooker
Tailhooker
11 anos atrás

Marlos,

beleza, não vou conseguir te convencer. Manda esse post para a equipe econômica do governo e avisa a eles disso, pois de repente, eles não ainda não sabem que temos todo esse dinheiro.
Chega, não dá pra evoluir na discussão.

Marlos Barcelos
Marlos Barcelos
11 anos atrás

Tailhooker

no site do banco central no inicio tem reservas internacionais, é só clicar.

Clêuber
Clêuber
11 anos atrás

Completando:o Brasil tem orçamento maior do que o da Venezuela e no entanto está equipado com caças inferiores!Por que tantos brasileiros tem vocação para vassalo?Vamos de Rafale e quem sabe de pak t-50.O pak t-50 vai surpreender muita gente como foi com o suk-27 e se formos espertos ainda podemos participar ativamente!O dinheiro depende da vontade do povo e observem aqui nesse blog é difícil ver vontade verdadeira.