segunda-feira, abril 19, 2021

Gripen para o Brasil

Novos F-16 para a Grécia: programa Peace Xenia IV

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-16D Fighting Falcon

O primeiro caça F-16 Block 52 do programa Peace Xenia IV, da Força Aérea Grega, foi recebido oficialmente pelo Tenente General Ioannis Giagkos, em cerimônia realizada na Lockheed Martin em Fort Worth, Texas – EUA. Trata-se do quarto programa de aquisição de aeronaves F-16 para a Força, que compreende um lote de 30 aeronaves, sendo 20 monopostos (F-16C) e 10 bipostos (F-16D), todos equipados com motores Pratt & Whitney F100-PW-229. Segundo a empresa, o programa está correndo dentro do prazo e do orçamento: a primeira aeronave foi aceita pelo governo dos EUA um mês antes do prazo, e os planos são de que os primeiros exemplares cheguem à Grécia no mês de maio, com as última entregas finalizando em 2010.

O recebimento das aeronaves inicialmente pelo governo norte-americano (via FMS – Foreign Military Sales) é devido ao programa ser um acordo de governo-a-governo, o que teria permitido à Lockheed Martin (segundo pronunciamentos realizados na própria cerimônia), oferecer pela primeira vez um sistema de armas plenamente integrado, incluindo sistemas de proteção, de armas e outros subsistemas, fazendo desta última versão adquirida um F-16 especialmente efetivo para as necessidades da Força Aérea Grega. Recentemente, foram completadas também instalações de infraestrutura na base de Araxos, de forma a garantir o emprego imediato dos caças pela Força.

A Lockheed Martin, na cerimônia, caracterizou a entrega da primeira aeronave do novo programa como um símbolo do relacionamento de 66 anos com a Força Aérea Grega, o que pavimentaria o caminho para o emprego no futuro do F-35. Esse relacionamento foi iniciado em 1943, com a aquisição de um esquadrão de Martin A-30 Baltimore Mk III, IV e Vs. Com essa quarta aquisição de F-16, o número total adquirido pela Força Aérea Grega chega a 170 aeronaves. Os primeiros F-16 Block 30 foram recebidos pela Força em 1988, seguidos pelos Block 50 em 1997 e os Block 52 a partir de 2003.

tenente-general-ioannis-giagkos-comandante-da-forca-aerea-grega-recebe-o-primeiro-f-16-block-52-do-peace-xenia-iv

Fonte e foto de baixo: Lockheed Martin Foto do alto (K. Tokunaga): Força Aérea Grega

- Advertisement -

46 Comments

Subscribe
Notify of
guest
46 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
gil

Só 170 F-16 !!! Ah bom mas a Grécia é um pais pequeno…então acho que seja um número bom…só 170, dá pra encarar e dissuadir os Turcos…já para o nosso Brasilsão 170 F-16 seria um verdadeiro exagero vcs não acham ???!!! KKKKKKKKKKKKK!!!!

Fora os Mirage-2000..R-99,etc., 170 F-16 tá bom pra Gregos e Troianos..nénão?!!

Felipe Cps

É isso aí, a Grécia, aquela potência econômica de tamanho continental… Um gigante da antiguidade e da modernidade, com um PIB equivalente a 15 vezes o nosso, quase chegando no do Tio Sam, e com território e águas internacionais comparáveis às da Rússia… E o governico enrolando 10 anos para comprar 36, repito TRINTA E SEIS MÍSEROS CAÇAS!!! MALDITOS BASTARDOS!!! Mas dinheiro pro fome zero, pro PAC do Dilmão (futuro presidente), pro bolsa-família, pro bolsa-gás, pro vale-leite, pra casa na faixa, pra trocar geladeira e fogão “no Vascão”, pra financiar ONG de índio que anda de caminhonete, pra financiar invasão… Read more »

Rodrigo Marques

Pois é,

Na Grécia aparentemente não há uma neurótica desconfiança dos EUA, afinal estão comprando aviões lá sob a constante tensão com a Turquia. Epa! Turquia? Aquele “aliado” que está construindo partes do F-35? Caramba! Esses Gregos são loucos…rs

Falando sério agora, além dos Emirados Árabes, mais um pequeno país nos dá uma lição em matéria de aquisisção de equipamentos de defesa. Notem que é concreta a possibilidade de aquisição dos F-35 no futuro.

Abraços

Patriota

enquanto isto um país de proporções continentais com um PIB de mais de 1 trilhão de dolares se defende com 12 mirage 2000 e talvez em 2014 estará recebendo as primeiras unidades dos 36 caças do FX2

me desculpem mais não tem como se orgulhar disto!

é realmente uma tristeza!

saudações

john connor

É muito engraçado ver o pessoal desabafando. Eu ja perdi as esperanças a muitos anos.

Francisco AMX

F-16B52/60 o pequeno mortal! a Grécia sabe o que faz! e o MD e a FAB??? vão escolher o SH? para defesa aérea? um pesadão? que voa pouco melhor que um F-5E? uma pena se acontecer…. Já falei aqui sobre um piloto do USNAVY, de SH, que voou um F-16B52 e ficou com a pulga atrás da orelha, ele ficou maravilhado e surpreso, pois se o F-16 se equivale ao Mig-29, ele estaria com uma certa desvantagem… ele observou que o F-16 decola com menos pista, ascende muito mais rápido, rola mais rápido, puxa mais Gs, é mais furtivo, fácil… Read more »

Tiago Jeronimo

Eu só acho graça toda vez que querem comparar o Brasil com os outros porque eles tem mais aviões…

Felipe Cps

Tá certo Tiago, a gente aqui no Poder Aéreo não vai comparar com quantidade (e qualidade) de aeronaves não, vamos comparar então as periquitas, ou então as seleções de bobsledge ou bocha…

Cada uma…

Wilson Johann

É isso aí, Tiago, não tá prá brincadeira. “Matou a pau”. Temos que nos indigar sim, temos que comparar números sim. Ama das maiores economias do mundo com uma defesa de Eritréia. Só que lá eles tem SU-27. Mas sempre tem gente achando uma desculpa: “não podemos compara isso com aquilo”, “são situações diferentes”, “temos que levar em conta que…” Peloamordedeus!

Abraços!

Wilson Johann

Descupas, errei o texto: onde lê-se “É isso aí, Tiago”, leia-se: “É isso aí, Felipe”. E é isso aí mesmo, Felipe, concordo pelnamente contigo.

Um abraço!

kaleu

iiiiccchhhhh !!!

Toda vez que tem uma notícia sobre um país menor com melhor FFAA, o bicho pega aqui no blog…. Eritréia com SU-27… Grécia com 170 F-16…, bom a Grecia compra F-16 desde que existe F-16, nem todos estão ativos e muitos já obsoletos…. porém os F-16B52 são tremendas máquinas…

Agora me surgiu uma hipótese… depois de lançado o F-15 Silent Eagle, os amigos não acham que brevemente teremos Silent Hornet e Silent Falcon ?… com características furtivas ?

O que acham, será possível ?

abraço a todos
Kaleu

brazilwolfpack

E isso ai,Felipe. Tem toda razao. Te aplaudo de pe. Muitos dirao as mesmas abobrinhas:”Brasil nao tem inimigos,e pacifico,o F-5 derruba ate F-16,blah,blah,blah.” ABOBRINHAE. Os palhacos no Planalto,DA DIREITA E ESQUERDA,enrolando 10 ANOS!!!, para nem sequer decidir comprar a miseria de 36 avioes!!! Que vergonha!!! Ate o Chile ja deu show de bola no Brasil,que ainda anda de Xavante. Ate o Peru anda com Mig-29. Sou otimista e positivo na vida,mas em relacao as FAAS,ja joguei a toalha no ringue ha muito tempo. Infelizmente,desde crianca,des do tempo de Figueiredo, escuto a mesma abobrinha, que o Brasil e o pais do… Read more »

Marco

Ola a todos aqui no blog, gostava de saber quanto é que custou este negócio e se houve alguma transferencia de tecnologia, afinal 170 aeronaves é muita fruta!
Para além disso gostava de postar aqui uma noticia interessante da area militar que mostra bem a crescente competitividade da industria bélica chinesa… também fiquei (ao analisar esta noticia), com sérias duvidas se o Brasil não estará agora a fazer um mau negocio com o FX 2, gostava que para isso os especialistas aqui no blog manifestassem o seu parecer.
Um grande abraço para todos.

Marco

http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=737
é esta a noticia que eu estava a falar.

Storm

É importante observar que 170 aeronaves é o nº total desde os primeiros F-16 recebidos em 1988. Mas o que demonstra preocupação e um planejamento dos Gregos para manter sua força área sempre atualizada. Eles também foram os últimos a receber a última versão do Mirage o M2000-5. Como vemos embora tenham bom relacionamento com os Americanos eles não apostam suas fichas em um único fornecedor. Visto que já foram também operadores por muito tempo do nosso conhecido Mirage III. Quanto ao F-16, este seria o caminho natural para qualquer pais que operou ou opera o F-5, mas infelizmente o… Read more »

Storm

Marco interessante essa notícia que vc postou. Eu nunca tinha ouvido falar neste avião e embora baseado no MIG-21 parece mesmo um F-5. Isso me lembra também que o Paquistão comprou os mísseis brasileiros da Mectra MAR-1 (na verdade é o 1º a adquirir estes mísseis) seria para utilizar nesses aviões ? Agora como vemos existem sim alternativas para o FX-2, sabemos que na falta de um avião de perfil furtivo (invível ao radar) um avião pequeno como o MIG-21 e F-5 Saab Gripen tem o RCC reduzido e com aviônica no estdo da arte são adversários difíceis tanto na… Read more »

Marco

O que eu queria frisar com a noticia que postei é que a China está a conseguir elevar a qualidade dos caças que produz, mas a um preço muito mais reduzido: 3 bilhoes para 250 caças, e 2 bilhoes( é aquilo que o Brasil vai oferecer) por 36 é uma diferença gigantesca apesar do Brasil pedir transferencia tecnologica ( se bem que a transferencia será sempre parcial e não total). Ainda por cima se lermos com mais atenção o Paquistao irá produzir parcialmente estes caças, ora se isto não é um bom negócio não sei o que será… Alias gostava… Read more »

Gustavo

é foda ler isto e saber que poderiamos estar muito melhor, não só com f16 pois ele tem baixa autonomia, mas com certeza com f15 para a superioridade aérea.

agora mudando de assunto, alguem poderia me explicar porque o Eurofighter ficou de fora da lista final???

Tiao

Marco..

A prioridade da FAb é a abertura dos códigos fontes…
Agora 3 Bi por 250 caças e com qualidade???? De onde vc tirou isso???

Gustavo

Estariamos melhor até com Super Etendard M..

Felipe Cps

Gustavo: o Eurofighter caiu fora porque é caríssimo, talvez o segundo avião (em produção) mais caro do mundo (atrás somente do F-22) e porque foi impossível garantir a transferência tecnológica que a FAB queria com empresas oriundas de vários países diferentes.

Marco

Ola Tiago creio que o senhor não chegou a ver a noticia que eu pus mas em coloco novamente…
http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=737

É obvio que as coisas podem não ser tal e qual sao noticiadas pelos órgãos de comunicação mas a aquilo que esta escrito são 250 caças por 3 bilhoes de dolares, onde parte da produção é feita pelo comprador. Excelente negocio é o que eu tenho a dizer se a noticia se confirmar…

Pinchas Landisbergis

Conheci um pit bull que acompanhava e obedecia a uma cachorra poodle acho que ele não sabia seu verdadeiro tamanho e força, assim como alguns paises de dimensões continentais que continuam “andando” com poodles e se portando como tal!

Ivan

OS EUA tem furacoes que arrasam suas cidades, no Japão tem terremotos que ameaçam a vida de milhares de pessoas! Na África tem as guerrilhas tribais que matam indiscriminadamente seres humanos e no oriente médio, tem o radicalimo religioso. No Brasil temos o político! são elementos que usurpam os recursos públicos com obras ou programas para se auto-promoverem, ou seu partido! Não são governantes nem administradores dos recursos públicos, mas sangue-sugas! Não possuem planejamento a curto, médio e quanto mais a longo prazo e alguns, mal sabe ler ou escrever! não entende de política externa, segurança nacional e geopolítica! aliás….… Read more »

Marco

http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=737
é esta a noticia que eu estava a falar.

gil

Só 170 F-16 !!! Ah bom mas a Grécia é um pais pequeno…então acho que seja um número bom…só 170, dá pra encarar e dissuadir os Turcos…já para o nosso Brasilsão 170 F-16 seria um verdadeiro exagero vcs não acham ???!!! KKKKKKKKKKKKK!!!!

Fora os Mirage-2000..R-99,etc., 170 F-16 tá bom pra Gregos e Troianos..nénão?!!

Felipe Cps

É isso aí, a Grécia, aquela potência econômica de tamanho continental… Um gigante da antiguidade e da modernidade, com um PIB equivalente a 15 vezes o nosso, quase chegando no do Tio Sam, e com território e águas internacionais comparáveis às da Rússia… E o governico enrolando 10 anos para comprar 36, repito TRINTA E SEIS MÍSEROS CAÇAS!!! MALDITOS BASTARDOS!!! Mas dinheiro pro fome zero, pro PAC do Dilmão (futuro presidente), pro bolsa-família, pro bolsa-gás, pro vale-leite, pra casa na faixa, pra trocar geladeira e fogão “no Vascão”, pra financiar ONG de índio que anda de caminhonete, pra financiar invasão… Read more »

Rodrigo Marques

Pois é,

Na Grécia aparentemente não há uma neurótica desconfiança dos EUA, afinal estão comprando aviões lá sob a constante tensão com a Turquia. Epa! Turquia? Aquele “aliado” que está construindo partes do F-35? Caramba! Esses Gregos são loucos…rs

Falando sério agora, além dos Emirados Árabes, mais um pequeno país nos dá uma lição em matéria de aquisisção de equipamentos de defesa. Notem que é concreta a possibilidade de aquisição dos F-35 no futuro.

Abraços

Patriota

enquanto isto um país de proporções continentais com um PIB de mais de 1 trilhão de dolares se defende com 12 mirage 2000 e talvez em 2014 estará recebendo as primeiras unidades dos 36 caças do FX2

me desculpem mais não tem como se orgulhar disto!

é realmente uma tristeza!

saudações

john connor

É muito engraçado ver o pessoal desabafando. Eu ja perdi as esperanças a muitos anos.

Francisco AMX

F-16B52/60 o pequeno mortal! a Grécia sabe o que faz! e o MD e a FAB??? vão escolher o SH? para defesa aérea? um pesadão? que voa pouco melhor que um F-5E? uma pena se acontecer…. Já falei aqui sobre um piloto do USNAVY, de SH, que voou um F-16B52 e ficou com a pulga atrás da orelha, ele ficou maravilhado e surpreso, pois se o F-16 se equivale ao Mig-29, ele estaria com uma certa desvantagem… ele observou que o F-16 decola com menos pista, ascende muito mais rápido, rola mais rápido, puxa mais Gs, é mais furtivo, fácil… Read more »

Tiago Jeronimo

Eu só acho graça toda vez que querem comparar o Brasil com os outros porque eles tem mais aviões…

Felipe Cps

Tá certo Tiago, a gente aqui no Poder Aéreo não vai comparar com quantidade (e qualidade) de aeronaves não, vamos comparar então as periquitas, ou então as seleções de bobsledge ou bocha…

Cada uma…

Wilson Johann

É isso aí, Tiago, não tá prá brincadeira. “Matou a pau”. Temos que nos indigar sim, temos que comparar números sim. Ama das maiores economias do mundo com uma defesa de Eritréia. Só que lá eles tem SU-27. Mas sempre tem gente achando uma desculpa: “não podemos compara isso com aquilo”, “são situações diferentes”, “temos que levar em conta que…” Peloamordedeus!

Abraços!

Wilson Johann

Descupas, errei o texto: onde lê-se “É isso aí, Tiago”, leia-se: “É isso aí, Felipe”. E é isso aí mesmo, Felipe, concordo pelnamente contigo.

Um abraço!

kaleu

iiiiccchhhhh !!!

Toda vez que tem uma notícia sobre um país menor com melhor FFAA, o bicho pega aqui no blog…. Eritréia com SU-27… Grécia com 170 F-16…, bom a Grecia compra F-16 desde que existe F-16, nem todos estão ativos e muitos já obsoletos…. porém os F-16B52 são tremendas máquinas…

Agora me surgiu uma hipótese… depois de lançado o F-15 Silent Eagle, os amigos não acham que brevemente teremos Silent Hornet e Silent Falcon ?… com características furtivas ?

O que acham, será possível ?

abraço a todos
Kaleu

brazilwolfpack

E isso ai,Felipe. Tem toda razao. Te aplaudo de pe. Muitos dirao as mesmas abobrinhas:”Brasil nao tem inimigos,e pacifico,o F-5 derruba ate F-16,blah,blah,blah.” ABOBRINHAE. Os palhacos no Planalto,DA DIREITA E ESQUERDA,enrolando 10 ANOS!!!, para nem sequer decidir comprar a miseria de 36 avioes!!! Que vergonha!!! Ate o Chile ja deu show de bola no Brasil,que ainda anda de Xavante. Ate o Peru anda com Mig-29. Sou otimista e positivo na vida,mas em relacao as FAAS,ja joguei a toalha no ringue ha muito tempo. Infelizmente,desde crianca,des do tempo de Figueiredo, escuto a mesma abobrinha, que o Brasil e o pais do… Read more »

Marco

Ola a todos aqui no blog, gostava de saber quanto é que custou este negócio e se houve alguma transferencia de tecnologia, afinal 170 aeronaves é muita fruta!
Para além disso gostava de postar aqui uma noticia interessante da area militar que mostra bem a crescente competitividade da industria bélica chinesa… também fiquei (ao analisar esta noticia), com sérias duvidas se o Brasil não estará agora a fazer um mau negocio com o FX 2, gostava que para isso os especialistas aqui no blog manifestassem o seu parecer.
Um grande abraço para todos.

Storm

É importante observar que 170 aeronaves é o nº total desde os primeiros F-16 recebidos em 1988. Mas o que demonstra preocupação e um planejamento dos Gregos para manter sua força área sempre atualizada. Eles também foram os últimos a receber a última versão do Mirage o M2000-5. Como vemos embora tenham bom relacionamento com os Americanos eles não apostam suas fichas em um único fornecedor. Visto que já foram também operadores por muito tempo do nosso conhecido Mirage III. Quanto ao F-16, este seria o caminho natural para qualquer pais que operou ou opera o F-5, mas infelizmente o… Read more »

Storm

Marco interessante essa notícia que vc postou. Eu nunca tinha ouvido falar neste avião e embora baseado no MIG-21 parece mesmo um F-5. Isso me lembra também que o Paquistão comprou os mísseis brasileiros da Mectra MAR-1 (na verdade é o 1º a adquirir estes mísseis) seria para utilizar nesses aviões ? Agora como vemos existem sim alternativas para o FX-2, sabemos que na falta de um avião de perfil furtivo (invível ao radar) um avião pequeno como o MIG-21 e F-5 Saab Gripen tem o RCC reduzido e com aviônica no estdo da arte são adversários difíceis tanto na… Read more »

Marco

O que eu queria frisar com a noticia que postei é que a China está a conseguir elevar a qualidade dos caças que produz, mas a um preço muito mais reduzido: 3 bilhoes para 250 caças, e 2 bilhoes( é aquilo que o Brasil vai oferecer) por 36 é uma diferença gigantesca apesar do Brasil pedir transferencia tecnologica ( se bem que a transferencia será sempre parcial e não total). Ainda por cima se lermos com mais atenção o Paquistao irá produzir parcialmente estes caças, ora se isto não é um bom negócio não sei o que será… Alias gostava… Read more »

Gustavo

é foda ler isto e saber que poderiamos estar muito melhor, não só com f16 pois ele tem baixa autonomia, mas com certeza com f15 para a superioridade aérea.

agora mudando de assunto, alguem poderia me explicar porque o Eurofighter ficou de fora da lista final???

Tiao

Marco..

A prioridade da FAb é a abertura dos códigos fontes…
Agora 3 Bi por 250 caças e com qualidade???? De onde vc tirou isso???

Gustavo

Estariamos melhor até com Super Etendard M..

Felipe Cps

Gustavo: o Eurofighter caiu fora porque é caríssimo, talvez o segundo avião (em produção) mais caro do mundo (atrás somente do F-22) e porque foi impossível garantir a transferência tecnológica que a FAB queria com empresas oriundas de vários países diferentes.

Marco

Ola Tiago creio que o senhor não chegou a ver a noticia que eu pus mas em coloco novamente…
http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=737

É obvio que as coisas podem não ser tal e qual sao noticiadas pelos órgãos de comunicação mas a aquilo que esta escrito são 250 caças por 3 bilhoes de dolares, onde parte da produção é feita pelo comprador. Excelente negocio é o que eu tenho a dizer se a noticia se confirmar…

Pinchas Landisbergis

Conheci um pit bull que acompanhava e obedecia a uma cachorra poodle acho que ele não sabia seu verdadeiro tamanho e força, assim como alguns paises de dimensões continentais que continuam “andando” com poodles e se portando como tal!

Ivan

OS EUA tem furacoes que arrasam suas cidades, no Japão tem terremotos que ameaçam a vida de milhares de pessoas! Na África tem as guerrilhas tribais que matam indiscriminadamente seres humanos e no oriente médio, tem o radicalimo religioso. No Brasil temos o político! são elementos que usurpam os recursos públicos com obras ou programas para se auto-promoverem, ou seu partido! Não são governantes nem administradores dos recursos públicos, mas sangue-sugas! Não possuem planejamento a curto, médio e quanto mais a longo prazo e alguns, mal sabe ler ou escrever! não entende de política externa, segurança nacional e geopolítica! aliás….… Read more »

Reportagens especiais

Avançam os trabalhos nos quatro últimos F-5E ‘ex-Jordânia’ que estão no PAMA-SP

Preparação das últimas células pelo PAMA-SP, que precede o envio para modernização na Embraer, mostrou um avanço significativo nos...
- Advertisement -
- Advertisement -