quarta-feira, abril 14, 2021

Gripen para o Brasil

Aero Índia: O Rafale não foi

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O Ministro francês Jean-Marie Bockel defendeu-se uma vez mais da incapacidade do seus país em trazer o caça Dassault Rafale para participar do Aero Índia 09. Segundo ele, as necessidades operacionais no Afeganistão não permitiram que um exemplar pudesse vir à Índia este ano.

O Rafale concorre, juntamente com outros cinco caças, no projeto MMRCA (Medium Multirole Combat Aircraft) da Força Aérea da Índa, uma lucrativa concorrência onde o vencedor fornecerá 126 aeronaves.

“Antes de mais nada, o Rafale estará em exibição em Le Bourget (Paris Air Show 2009), e ficará a disposição para quem quiser testá-lo”, diz Bockel, falando durante a Aero India 2009, em Bangalore.

“Em segundo lugar, todos os Rafales que poderiam ter sido enviados à Índia estão atualmente em operação no Afeganistão”, acrescentou. “Eu fui pessoalmente até lá [no Afeganistão] na semana passada, e eles estão apoiando fortemente as ações de combate e sua contribuição tem sido muito apreciada pelos demais membros da coalizão e do governo afegão, pois o Rafale é um avião muito flexível capaz de realizar várias missões “.

Outro ausente é o Saab Gripen. Representantes da empresa informaram que o Gripen foi o único concorrente europeu do MMRCA que participou no último Aero India, em 2007, e acrescentaram que a aeronave estará na Índia dentro de alguns meses para avaliações.

Marcaram presença na Índia este ano vários Lockheed Martin F-16 (incluindo dois EAU Block 60), dois Boeing F/A-18E/F Super Hornets, três Eurofighter Typhoon da Força Aérea alemã e um MiG-35 russo.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
RL

Putz, más a França ta mal de negócios hein….

RL

Sinceramente???

Se a França fosse uma pessoa fisica e essa pessoa fosse meu funcionário da área comercial.

Eu mandaria embora.

Oh bixo ruim pra negociar…

Quando o assunto é maritimo parece que os caras gostam de falar em negócios, quando é aéreo os caras mesmo se explodem no ar.

zocca

sabe porque não mandaram o Rafale, porque a melhor propaganda de um produto e mostra-lo funcionando ou trabalhando e não fazemdo malabarismo em festas, e ele estando no afganistão emvolvido numa guerra esta mostrando se e eficiente ou não, se eu fosse conprar um caça com certeza compraria um testado em combate e não um que so vio gerra em DVD.

Raphael

Eles nao mandaram por que o aviao que esta participando da FX da India nao esta pronto. Ai o Rafale que esta voando hoje em dia toma um show do F-18, F-16, MIG-35.

MarceloRJ

A manchete seria correta: Rafale e Gripen não foram para…

MarceloRJ

A manchete seria correta: Rafale e Gripen não foram para…não?

Billy

sintomático.

Baschera

Mentira do senhor Jean-Marie Bockel, não foram por que não tinham grana. Aliás, o custo é considerável: pessoal técnico, materiais de reposição, abastecimentos aéreos de ida e volta, etc.
“el Rafale no participa del Aero India 2009. Motivos: plata !! ”

O Gripen também não foi. Mesmo motivo, grana.
“Saab estará ausente con el Gripen ya que las finanzas de la empresa le impidieron gastar la fortuna que implica ir desde Suecia a India por 5 días para mostrar el avión.”

Sds.

Roberto

Essa é boa.Vírus de computador impede que caças franceses decolam.
É, a guerra cybernetica já começou.Tá explicado porque não foram para a Aero India/09 rs.rs.

http://www.defesanet.com.br/wars1/ciberwar_7.htm

Francisco AMX

Raphael, o Rafale, mais chinelo, dá show num F-18, com os “pés nas costas”!

Flamenguista

Um potencial contrato de bilhões e eles sequer mandam 1 (um) caça e material de apoio mínimo…E a notinha da Dassaut quando da entrega do RFP ao Brasi? Boeing e Saab ao menos mandaram umas notinhas falando que se sentiam honrados e tal…

VirtualXI

A França vendia caças quando os embargos eram muito violentos. Hoje, tendo opções cada vez melhores, só os otários compram caças franceses.

marko

Boa virtualXI. concordo!!!

Zero Uno

VirtualXI .

Embargos de quem? A França é o ÚNICO PAÍS OCIDENTAL que não usa em seus caças equipamentos americanos. É por isso que a DASSAULT PODE VENDER SEUS CAÇAS PARA QUEM QUISER. Além disso, o DoD dos EUA têm atuado fortemente para acabar com a independência francesa e com a indústria aeroespacial européia.

Douglas

O DoD não precisa fazer nada, a propria França acaba se enterrando sozinha.
E o Rafale não foi por uma razão óbvia, eles não tem unidades suficientes pra mandar pra essas feiras.
A questão industrial francesa é crítica.
Se o Brasil escolher o Rafale, fico pensando na dificuldade e/ou preço das peças de reposição pois não há escala industrial.

Raphael

Eles nao mandaram por que o aviao que esta participando da FX da India nao esta pronto. Ai o Rafale que esta voando hoje em dia toma um show do F-18, F-16, MIG-35.

VirtualXI

A França vendia caças quando os embargos eram muito violentos. Hoje, tendo opções cada vez melhores, só os otários compram caças franceses.

RL

Putz, más a França ta mal de negócios hein….

RL

Sinceramente???

Se a França fosse uma pessoa fisica e essa pessoa fosse meu funcionário da área comercial.

Eu mandaria embora.

Oh bixo ruim pra negociar…

Quando o assunto é maritimo parece que os caras gostam de falar em negócios, quando é aéreo os caras mesmo se explodem no ar.

zocca

sabe porque não mandaram o Rafale, porque a melhor propaganda de um produto e mostra-lo funcionando ou trabalhando e não fazemdo malabarismo em festas, e ele estando no afganistão emvolvido numa guerra esta mostrando se e eficiente ou não, se eu fosse conprar um caça com certeza compraria um testado em combate e não um que so vio gerra em DVD.

MarceloRJ

A manchete seria correta: Rafale e Gripen não foram para…

MarceloRJ

A manchete seria correta: Rafale e Gripen não foram para…não?

Billy

sintomático.

Baschera

Mentira do senhor Jean-Marie Bockel, não foram por que não tinham grana. Aliás, o custo é considerável: pessoal técnico, materiais de reposição, abastecimentos aéreos de ida e volta, etc.
“el Rafale no participa del Aero India 2009. Motivos: plata !! ”

O Gripen também não foi. Mesmo motivo, grana.
“Saab estará ausente con el Gripen ya que las finanzas de la empresa le impidieron gastar la fortuna que implica ir desde Suecia a India por 5 días para mostrar el avión.”

Sds.

Roberto

Essa é boa.Vírus de computador impede que caças franceses decolam.
É, a guerra cybernetica já começou.Tá explicado porque não foram para a Aero India/09 rs.rs.

http://www.defesanet.com.br/wars1/ciberwar_7.htm

Francisco AMX

Raphael, o Rafale, mais chinelo, dá show num F-18, com os “pés nas costas”!

Flamenguista

Um potencial contrato de bilhões e eles sequer mandam 1 (um) caça e material de apoio mínimo…E a notinha da Dassaut quando da entrega do RFP ao Brasi? Boeing e Saab ao menos mandaram umas notinhas falando que se sentiam honrados e tal…

marko

Boa virtualXI. concordo!!!

Zero Uno

VirtualXI .

Embargos de quem? A França é o ÚNICO PAÍS OCIDENTAL que não usa em seus caças equipamentos americanos. É por isso que a DASSAULT PODE VENDER SEUS CAÇAS PARA QUEM QUISER. Além disso, o DoD dos EUA têm atuado fortemente para acabar com a independência francesa e com a indústria aeroespacial européia.

Douglas

O DoD não precisa fazer nada, a propria França acaba se enterrando sozinha.
E o Rafale não foi por uma razão óbvia, eles não tem unidades suficientes pra mandar pra essas feiras.
A questão industrial francesa é crítica.
Se o Brasil escolher o Rafale, fico pensando na dificuldade e/ou preço das peças de reposição pois não há escala industrial.

Combates Aéreos

DARPA vai introduzir inteligência artificial em jato L-39 para realizar combate aéreo autônomo

Os combates aéreos virtuais avançam para um time 2-v-1, voos reais de subescala em andamento para o final de...
- Advertisement -
- Advertisement -