sexta-feira, agosto 12, 2022

Gripen para o Brasil

Embraer era preferida da Mexicana, mas…

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A falta de crédito no mercado externo está realmente afetando a Embraer. Recentemente a Click, uma subsidiária da companhia aérea Mexicana, optou por fazer o leasing de 25 Boeing 717 ao invés de adquirir aeronaves novas.

A Mexicana avaliou e testou os modelos Bombardier CRJ900 e Embraer E-190. Ricardo Baston, vice-presidente da companhia mexicana, afirmou em recente entrevista a ATI (Air Transport Inteligence) que “gostamos do E-190, mas no contexto atual será muito difícil obter um financiamento vantajoso”.

Além da falta de crédito no mercado em geral, a Embraer disputa uma luta desigual com aeronaves já produzidas por outras empresas e que estão “encalhadas”. A Mexicana é um exemplo disso. Os 717 arrendados eram aeronaves produzidas inicialmente para a Midwest Airlines, que acabou devolvendo para o fabricante e agora encontram-se no deserto aguardando novo dono.

Mas isto não é tudo. Quando o leasing dos 717 acabar por volta de 2014/2016, a perspectiva da Mexicana é adquirir aeronaves CSeries da Bombardier, futuro concorrente direto dos jatos da Embraer.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Fábio Max

Pois é.

Mas mês passado eu tenho certeza que li, que o BNDES abriu uma linha de crédito especial para clientes da EMBRAER. Será que os mexicanos esbarraram na tradicional burrocracia brasileira?

João 3 Volta

MD-95 rebatizados de 717. Tem empresa que nasceu fadado ao fracasso mesmo. Duvido muito que tenha sido por causa da burocracia. Os cucarachos sempre foram cordeirinhos dos anglo-saxãos.

Corsario-DF

Se o governo não dá suporte aos grandes exportadores, eles simplesmente são “pegos de calça curta” em uma crise mundial. Exemplo disso é o que está acontecendo com as mineradoras (Rio Tinto). É uma pena que nosso país fala mais do que faz.

Sds.

Zero Uno

A concorrência é a melhor coisa que existe. A EMBRAER com certeza lançara um produto que concorra com o CSéries da Bombardier. Quanto aos mexicanos, bem… nunca foram confiáveis mesmo.

Iuri Korolev

Esperaí pessoal.
Os mexicanos já compraram Ejets da Embraer (Aeromexico)

Zero Uno

A concorrência é a melhor coisa que existe. A EMBRAER com certeza lançara um produto que concorra com o CSéries da Bombardier. Quanto aos mexicanos, bem… nunca foram confiáveis mesmo.

Fábio Max

Pois é.

Mas mês passado eu tenho certeza que li, que o BNDES abriu uma linha de crédito especial para clientes da EMBRAER. Será que os mexicanos esbarraram na tradicional burrocracia brasileira?

João 3 Volta

MD-95 rebatizados de 717. Tem empresa que nasceu fadado ao fracasso mesmo. Duvido muito que tenha sido por causa da burocracia. Os cucarachos sempre foram cordeirinhos dos anglo-saxãos.

Corsario-DF

Se o governo não dá suporte aos grandes exportadores, eles simplesmente são “pegos de calça curta” em uma crise mundial. Exemplo disso é o que está acontecendo com as mineradoras (Rio Tinto). É uma pena que nosso país fala mais do que faz.

Sds.

Iuri Korolev

Esperaí pessoal.
Os mexicanos já compraram Ejets da Embraer (Aeromexico)

Últimas Notícias

FAB realiza resgate de tripulante em navio na costa cearense

Missão foi realizada pela tripulação do 1º/8º GAV – Esquadrão Falcão, nessa segunda-feira (08/08) O Primeiro Esquadrão do Oitavo Grupo...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -