segunda-feira, maio 17, 2021

Gripen para o Brasil

Phenom 100 recebe certificação da ANAC

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O jato executivo Phenom 100, pertencente à categoria entry level, recebeu a Certificação de Tipo do órgão brasileiro ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil – em cerimônia realizada na sede da Empresa, em São José dos Campos, São Paulo.

“Em 2005, prometemos projetar e construir um jato revolucionário, com conforto superior, excelente desempenho, fácil de pilotar e com baixo custo operacional”, disse Luís Carlos Affonso, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Executiva. “Buscamos persistentemente esses requisitos de projeto e, agora, sinto-me orgulhoso em anunciar que o Phenom 100 não só atingiu as especificações originais, mas superou várias delas.”

“Esta certificação deixa a todos nós, da Embraer, orgulhosos. O Phenom 100 foi concebido, desenvolvido e certificado em menos de quatro anos, o que é digno de registro”, disse Emílio Matsuo, Vice-Presidente de Engenharia da Embraer. “Além disso, os dados de desempenho obtidos demonstram a excelência de projeto do produto.”

O alcance máximo do Phenom 100, originalmente projetado em 2,148 quilômetros (1,160 milhas náuticas ou 1,335 milhas), foi estendido para 2,182 quilômetros (1,178 milhas náuticas ou 1,356 milhas) com quatro ocupantes e reservas NBAA IFR. Um pacote opcional de desempenho de decolagem aprimorado foi incluído na certificação da aeronave, o que resultou no comprimento requerido de pista de 3.125 pés, com o jato no peso máximo de decolagem. Na configuração básica, o comprimento mínimo de pista é de 3.400 pés, conforme a especificação original. Em operação a partir de aeroportos com restrições devido à altas temperaturas ou grandes altitudes – ou ainda devido à associação de ambos – o desempenho de subida também ultrapassou as expectativas, adicionando 300 milhas náuticas de alcance extra. Outra melhoria de desempenho foi a redução do tamanho de pista necessário para pousos, verificado ser de apenas 2,699 pés, no peso máximo para pouso, ou 301 pés menor que as projeções iniciais.

Com dois eficientes motores Pratt & Whitney Canada PW617F-E, o Phenom 100 provou consumir até 3,6% menos combustível em viagens mais longas. A campanha de ensaios em vôo também validou a velocidade máxima de 390 ktas para o Phenom 100, ou 10 nós mais veloz que o indicado na projeção inicial. O avião é capaz de ascender diretamente a sua altitude máxima de cruzeiro de 41 mil pés, mesmo com o avião no peso máximo de decolagem. Certificado sem restrições, o Phenom 100 está apto a voar sob as regras de vôo visual e por instrumentos, durante o dia ou à noite, em condições de gelo conhecidas ou previstas. A aeronave também cumpre os requisitos de ruído externo estabelecidos pela International Civil Aviation Organization (ICAO), Estágio IV, tendo sido certificada com a margem cumulativa de 33 EPNdB.

A certificação do Phenom 100 pela autoridade aeronáutica dos Estados Unidos U.S. Federal Aviation Administration (FAA) é esperada para os próximos dias. Esta homologação, bem como a brasileira, possibilitarão que as entregas dos jatos comecem nas próximas semanas.

A partir de 5 de janeiro de 2009, o preço do jato Phenom 100 será de US$ 3,18 milhões para a certificação FAA e de US$ 3,25 milhões para a certificação ANAC e EASA, ambos valores calculados de acordo com a condições econômicas de janeiro de 2005 para a configuração básica.

Ajustados às condições econômicas de janeiro de 2009, os valores serão de US$ 3,6 milhões, para a certificação FAA, e de US$ 3,68 milhões para as certificações ANAC e EASA – preços sujeitos ao escalonamento até a entrega.

Fonte: Aviação Brasil   Foto: Embraer

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

[…] aeronave também foi certificada, em dezembro do ano passado, pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e pela Federal […]

[…] aeronave também foi certificada, em dezembro do ano passado, pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e pela Federal […]

Reportagens especiais

PAMA-SP 2014: Poder Aéreo no Domingo Aéreo – parte 4

Continuam no PAMA-SP quatro células de F-5E das oito aeronaves do tipo adquiridas da Jordânia e ainda não enviadas à Embraer - Chegamos...
- Advertisement -
- Advertisement -