quinta-feira, abril 22, 2021

Gripen para o Brasil

Acidente com helicóptero H-1H da FAB

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Comando da Aeronáutica lamenta informar que na tarde de 14 de novembro de 2008, um helicóptero da Força Aérea Brasileira, modelo H-1H, acidentou-se no deslocamento entre Natal (RN) e Fortaleza (CE). Em consequência, dos seis tripulantes da aeronave três vieram a falecer e três encontram-se feridos, tendo sido imediatamente encaminhados para o hospital do Município de Aracati (CE), onde receberam os primeiros socorros.
O Comando da Aeronáutica iniciou as investigações para identificar os fatores que contribuíram para o acidente.

Fonte: CECOMSAER

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Wolfpack

Isso’é muito triste. Pergunto, os UH-1H já poderiam estar aposentados não?
Não sabemos ainda as causas do acidente, mas dias atrás, não sei em que revista, vi uma foto de combate as Guerrilhas do Araguaia e lá estavam os Hueys, décadas atrás…

Walderson

caro Wolfpack, confio na área de manutenção da FAB. Se eles ainda não foram aposentados é porque ainda dão um caldo. Agora, o que aconteceu foi uma fatalidade. O mesmo acontece com os S-70 americanos, que tem uma manutenção muito boa tb. É só lembrarmos dos Mirages III. A FAB foi muito elogiada por tê-los levado em ótimo estado por muito tempo. Digo ótimo estado em termos estruturais, não em aviônica, pois neste caso, os pilotos do GDA voavam sentados num foguete. A FAB tb já está comprando novos helis para substituir os sapões. Só que é no ritmo baiano… Read more »

welington

Que trágico acidente!

João

Walderson,
Caldo realmente eles podem dar, mas caldo de seres humanos. Na realidade as autoridades estão negligenciando na demora da compra de novas aeronaves. Procuremos viver a realidade. Dinheiro o nosso país tem muito, o que falta é honestidade e patriotismo.

Hornet

Triste nota. Lamento pelas mortes e pelos feridos.

abs.

Raimundo

Algumas informações adicionais sobre o acidente, divulgadas em uma ampla reportagem do jornal “Diário do Nordeste”, da Capital Alencarina (Fortaleza): 1) Testemunhas contaram que ouviram um grande estrondo antes de verem a aeronave cair “em parafuso”. 2) O piloto saltou pouco antes do helicóptero se chocar com o solo. Depois ainda conseguiu resgatar mais 2 tripulantes de dentro da aeronave. Os outros 3 tripulantes morreram “carbonizados” presos aos cintos de segurança. 3) Antes de a aeronave se chocar com o solo, a tripulação lançou do helicóptero metralhadoras, munições e granadas para evitar que estas explodissem com a queda. Tal material… Read more »

Raimundo

Wolfpack,
pelo que sei, a versão H dos “Sapões” (UH-1H) da FAB foram as últimas unidades do modelo a serem adquiridas pela FAB. Salvo engano, tais aeronaves eram usadas antes da compra pelas Forças Armadas norte-americanas baseadas na Alemanha e já vieram para o Brasil equipadas e adaptadas para o uso de NVG (night vision goggles) óculos de visão noturna, equipamento até então inédito no inventário dos esquadrões de asas rotativas da FAB, que ainda não operavam tal equipamento em missões rotineiras!

Wolfpack

Não dúvido da manunteção da FAB. Realmente a FAB apresenta um alto padrão de mmanutenção, uma vez que opera aeronaves bem antigas. Acredito sim que o UH1H Huey cumprio já seu papel na FAB e deveria ser substituído pelo UH-60 BlackHawk. Os componentes de um aeronave de asas rotativas estão sujeitos sempre a um nível de estresse muito alto, e a fadiga de materiais sempre presente. Com a idade da aeronave os períodos de manutenção e análise de todos os componentes deve ser maior que uma aeronave nova, prevendo-se inclusive a substituição de rotores e turbinas, tornando a operação da… Read more »

Vassily Zaitsev

É uma pena que 3 militares tenham falecido. O heli pode ser substituído, mas quem faleceu, nem com toda a grana do mundo.

tomara que os sobreviventes melhorem e ajudem a esclarecer o motivo dessa fatalidade.

CorsarioDF

Gostaria de saber os nomes dos mortos, pois tenho um grande amigo que é piloto de UH-1H. Muito triste essa nota.

Raimundo

Wolfpack, só para complementar, há algumas semanas, foi noticiado que durante operações militares na fronteira sul do país, helicópteros da FAB sobrevoaram durante a noite vários bairros de uma cidade fronteiriça do Paraguai, em vôos rasantes, causando “pânico” entre os paraguaios (oh povo assustado!) que residiam na área. Se você for pesquisar, vai descobrir que os helicópteros usados pela FAB nessa operação foram justamente os UH-1H (com suas tripulações usando NVG). Os UH-1H, além de constituírem a “espinha dorsal” das aeronaves de asas rotativas da FAB, são o que existe de mais moderno na Força, excetuando, é claro, os Blackhawks… Read more »

Raimundo

CorsarioDF,
segue abaixo o link para a notícia do jornal Diário do Nordeste com a divulgação dos nomes dos militares que faleceram no acidente do UH-1H da FAB:
==================================================
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=590439
==================================================

Walderson

amigo Wolfpack,

os sapões ainda são usados em grande número nos EUA. Concordo com o que vc falou no segundo post. O problema é que ainda não temos a cultura da defesa. Nosso país não vê conflito desde a segunda guerra. Fica difícil justificar o gasto em detrimento do social, pois o país ainda necessita muito de infraestrutura básica, além de muitas outras coisas.
Em tempo, nossas condolências à FAB e, principalmente, às famílias dos militares vitimados.

Um abraço.

Claudio Grulla

Que preconceito é esse Wolfpack,saiba vc que o povo baiano trabalha e muito,viu.
Se fosse no ritmo dessa paulistada,cariocada,mineirada e outros muitos ficariam contrariados.
Saiba vc que o Brasil deve muito ao povo nordestino.
Tá na hora de parar com essa síndrome de Milosevic.

König

Os UH-1 ainda voam nos EUA mas em versões muito mais modernas acho que em eletronica não deixam nada há dever para os Black hawk, Alias bem que poderiamos modernizar os nossos sapões seria viavel isso?Ja que eles seriam muito mais eficientes que os Esquilos.
Mas que o pais merecia os Merlin mas “Questões de custo” vamos nos contentar com os Cougar mesmo…
Abraço

Wolfpack

Realmente, a Bell Aircraft ainda mantém as plataformas UH1 em produção e oferece um upgrade para a versão Huey II com nova turbina Honeywell T53-L-703 engine aumentando sua capacidade de carga para quase 11 toneladas. Apresenta tbm a versão UH1Y com dois motores General Electric T700 engines, a versão mais atual dos Huey. Uma pena o acontecido. Caro Claudio Grulla, desculpe, mas eu não escrevi nada sobre povo de estado nenhum nos posts acima. Por favor, revise seus comentários. Obrigado!

Claudio Grulla

Realmente,cometi uma falha ao atribuir o comentário a você.
Peço desculpas.

Wolfpack

Isso’é muito triste. Pergunto, os UH-1H já poderiam estar aposentados não?
Não sabemos ainda as causas do acidente, mas dias atrás, não sei em que revista, vi uma foto de combate as Guerrilhas do Araguaia e lá estavam os Hueys, décadas atrás…

Walderson

caro Wolfpack, confio na área de manutenção da FAB. Se eles ainda não foram aposentados é porque ainda dão um caldo. Agora, o que aconteceu foi uma fatalidade. O mesmo acontece com os S-70 americanos, que tem uma manutenção muito boa tb. É só lembrarmos dos Mirages III. A FAB foi muito elogiada por tê-los levado em ótimo estado por muito tempo. Digo ótimo estado em termos estruturais, não em aviônica, pois neste caso, os pilotos do GDA voavam sentados num foguete. A FAB tb já está comprando novos helis para substituir os sapões. Só que é no ritmo baiano… Read more »

welington

Que trágico acidente!

João

Walderson,
Caldo realmente eles podem dar, mas caldo de seres humanos. Na realidade as autoridades estão negligenciando na demora da compra de novas aeronaves. Procuremos viver a realidade. Dinheiro o nosso país tem muito, o que falta é honestidade e patriotismo.

Hornet

Triste nota. Lamento pelas mortes e pelos feridos.

abs.

Raimundo

Algumas informações adicionais sobre o acidente, divulgadas em uma ampla reportagem do jornal “Diário do Nordeste”, da Capital Alencarina (Fortaleza): 1) Testemunhas contaram que ouviram um grande estrondo antes de verem a aeronave cair “em parafuso”. 2) O piloto saltou pouco antes do helicóptero se chocar com o solo. Depois ainda conseguiu resgatar mais 2 tripulantes de dentro da aeronave. Os outros 3 tripulantes morreram “carbonizados” presos aos cintos de segurança. 3) Antes de a aeronave se chocar com o solo, a tripulação lançou do helicóptero metralhadoras, munições e granadas para evitar que estas explodissem com a queda. Tal material… Read more »

Raimundo

Wolfpack,
pelo que sei, a versão H dos “Sapões” (UH-1H) da FAB foram as últimas unidades do modelo a serem adquiridas pela FAB. Salvo engano, tais aeronaves eram usadas antes da compra pelas Forças Armadas norte-americanas baseadas na Alemanha e já vieram para o Brasil equipadas e adaptadas para o uso de NVG (night vision goggles) óculos de visão noturna, equipamento até então inédito no inventário dos esquadrões de asas rotativas da FAB, que ainda não operavam tal equipamento em missões rotineiras!

Wolfpack

Não dúvido da manunteção da FAB. Realmente a FAB apresenta um alto padrão de mmanutenção, uma vez que opera aeronaves bem antigas. Acredito sim que o UH1H Huey cumprio já seu papel na FAB e deveria ser substituído pelo UH-60 BlackHawk. Os componentes de um aeronave de asas rotativas estão sujeitos sempre a um nível de estresse muito alto, e a fadiga de materiais sempre presente. Com a idade da aeronave os períodos de manutenção e análise de todos os componentes deve ser maior que uma aeronave nova, prevendo-se inclusive a substituição de rotores e turbinas, tornando a operação da… Read more »

Vassily Zaitsev

É uma pena que 3 militares tenham falecido. O heli pode ser substituído, mas quem faleceu, nem com toda a grana do mundo.

tomara que os sobreviventes melhorem e ajudem a esclarecer o motivo dessa fatalidade.

CorsarioDF

Gostaria de saber os nomes dos mortos, pois tenho um grande amigo que é piloto de UH-1H. Muito triste essa nota.

Raimundo

Wolfpack, só para complementar, há algumas semanas, foi noticiado que durante operações militares na fronteira sul do país, helicópteros da FAB sobrevoaram durante a noite vários bairros de uma cidade fronteiriça do Paraguai, em vôos rasantes, causando “pânico” entre os paraguaios (oh povo assustado!) que residiam na área. Se você for pesquisar, vai descobrir que os helicópteros usados pela FAB nessa operação foram justamente os UH-1H (com suas tripulações usando NVG). Os UH-1H, além de constituírem a “espinha dorsal” das aeronaves de asas rotativas da FAB, são o que existe de mais moderno na Força, excetuando, é claro, os Blackhawks… Read more »

Raimundo

CorsarioDF,
segue abaixo o link para a notícia do jornal Diário do Nordeste com a divulgação dos nomes dos militares que faleceram no acidente do UH-1H da FAB:
==================================================
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=590439
==================================================

Walderson

amigo Wolfpack,

os sapões ainda são usados em grande número nos EUA. Concordo com o que vc falou no segundo post. O problema é que ainda não temos a cultura da defesa. Nosso país não vê conflito desde a segunda guerra. Fica difícil justificar o gasto em detrimento do social, pois o país ainda necessita muito de infraestrutura básica, além de muitas outras coisas.
Em tempo, nossas condolências à FAB e, principalmente, às famílias dos militares vitimados.

Um abraço.

Claudio Grulla

Que preconceito é esse Wolfpack,saiba vc que o povo baiano trabalha e muito,viu.
Se fosse no ritmo dessa paulistada,cariocada,mineirada e outros muitos ficariam contrariados.
Saiba vc que o Brasil deve muito ao povo nordestino.
Tá na hora de parar com essa síndrome de Milosevic.

König

Os UH-1 ainda voam nos EUA mas em versões muito mais modernas acho que em eletronica não deixam nada há dever para os Black hawk, Alias bem que poderiamos modernizar os nossos sapões seria viavel isso?Ja que eles seriam muito mais eficientes que os Esquilos.
Mas que o pais merecia os Merlin mas “Questões de custo” vamos nos contentar com os Cougar mesmo…
Abraço

Wolfpack

Realmente, a Bell Aircraft ainda mantém as plataformas UH1 em produção e oferece um upgrade para a versão Huey II com nova turbina Honeywell T53-L-703 engine aumentando sua capacidade de carga para quase 11 toneladas. Apresenta tbm a versão UH1Y com dois motores General Electric T700 engines, a versão mais atual dos Huey. Uma pena o acontecido. Caro Claudio Grulla, desculpe, mas eu não escrevi nada sobre povo de estado nenhum nos posts acima. Por favor, revise seus comentários. Obrigado!

Claudio Grulla

Realmente,cometi uma falha ao atribuir o comentário a você.
Peço desculpas.

Reportagens especiais

Além do Gripen – parte 2: conversa com piloto de provas da Saab e atualizações sobre o programa

Em 9 de maio, o Poder Aéreo cobriu a apresentação das instalações da Saab Aeronáutica Montagens – SAM –  ...
- Advertisement -
- Advertisement -