segunda-feira, abril 19, 2021

Gripen para o Brasil

Boeing destaca decisão da FAB

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A companhia Boeing, fabricante do F/A-18E/F Super Hornet, destacou no seu site a escolha do seu avião como um dos finalistas da concorrência F-X2. A nota foi publicada no último dia 1o de outubro e encontra-se reproduzida abaixo.

ST. LOUIS, Oct. 01, 2008 — The Boeing Company [NYSE: BA] today announced that the Brazilian Air Force has selected the F/A-18E/F Block II Super Hornet as one of three aircraft to be evaluated in the Request for Proposals phase of Brazil’s F-X2 fighter competition.

The F/A-18E/F Block II Super Hornet was among six fighter aircraft originally under consideration. Brazil is expected to make a final contract award in late 2009. The stated initial requirement is for 36 aircraft, with the potential for up to 120 aircraft.

“Boeing is honored that Brazil has selected the Super Hornet as a finalist for the next phase of the F-X2 competition,” said Bob Gower, F/A-18 and EA-18 Programs vice president, Boeing Integrated Defense Systems. “This selection reinforces the Super Hornet’s ability to meet the operational requirements of the Brazilian Air Force and the forward-leaning stance of the U.S. government regarding transparency and technology release. Boeing looks forward to establishing long-term partnerships with the Brazilian Air Force, Brazilian industry and the government of Brazil.”

The Block II Super Hornet, with its Active Electronically Scanned Array (AESA) radar, presents a comprehensive multi-role capability solution at an affordable price. Boeing has delivered 367 Super Hornets to the U.S. Navy to date, all on or ahead of schedule.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Hornet

Nessa parte do marketing, os comedores de hamburguer são imbatíveis!!! Os norte-americanos são excelentes comerciantes, sabem como “agradar” o cliente.

Galante, vc chegou a entrar no site da SAAB e da Dassault, pra ver se eles fizeram algo parecido?

um forte abraço

Moreau

No site da SAAB a classificação do Gripen NG como um dos três candidatos ao FX-2, também é colocada em destaque inclusive com uma vistosa bandeira do Brasil. Os suecos também são bons de Marketing…

joao

Adeus,Sukhoi-35. Se parece que ja decidimos pelo F/A-18E/F Super Hornet,porque temos que esperar tantissimo tempo para receber 36 unidades iniciais?

CorsarioDF

Galera, só uma pergunta. O Grippen NG chega a Supercruiser, e o Rafale e F/A-18 E/F? Sinceramente não sei, o Su-35 chega por causa do seu novo motor assim como o Typhoon, F-35 e F-22, agora quanto a esses dois não sei… Sds.

Hornet

Galante,

a SAAB também deu destaque na decisão da FAB, confira neste link:

http://www.saabgroup.com/en/MediaRelations/News/2008/gripen_one_candidate_in_brazil.htm

Já a Dassault…até agora, nem sinal de vida…eu entrei no site da empresa francesa pra ver se tinha algo…e até agora, necas de pitibiribas…

Arrogância francesa, será? Ou esqueceram de notificar oficialmente a Dessault que o Rafale está entre os finalistas do FX-2? Ou a França já está dando essa parada como ganha, que nem se dá ao trabalho de anunciar no site da empresa? Ou, quem sabe, eles acham que vão perder mesmo, e nem colocaram nada no site? Who knows?!!!

abraços

joao

Corsadio,eu so sei que o F/A-18E/F Super Hornet nao chega a super cruise,nao.

Storm

é Hornet ? quem sabe?

Eles estão falando em parceria de longo prazo com a FAB industria e governo Brasileiro e dizendo da intenção do EUA de autorizar transferencia e liberção de tecnologia, Os gringos estão mesmo enfeitando a criança

Será que os Zangões vão dar ferroads por aqui ???

marcelo

alguem ainda tem duvida que o rafale ja ganho essa……jogo de carta marcada

Walderson

Galera,
sei não. Não gosto de cavalo azarão. É isso que o F-18 é. Chegou por último como oferta de “se quiser essa, bem, mas o F-35, nem pensar” e saiu como finalista. O azarão está correndo por fora. Só falta ganhar a corrida.
Sds.

hms tireless

“Galera,
sei não. Não gosto de cavalo azarão. É isso que o F-18 é. Chegou por último como oferta de “se quiser essa, bem, mas o F-35, nem pensar” e saiu como finalista. O azarão está correndo por fora. Só falta ganhar a corrida.
Sds”

E qual o problema do F/A-18 E/F ser selecionado? é um excelente avião, muito robusto e eficaz. Certamente será uma ótima escolha

Walderson

Caro hms tireless,

Eu sei que é um excelente avião. Se vc ler bem o que escrevi verá não malhei o avião em si. O que me preocupa é que o Tio Sam não dá ponto sem nó. Nunca deram. Veja a história. Eu desconfio é da bondade repentina dele. Apenas isso. Nunca repassaram tecnologia. De repente ficou bonzinho. VC ACREDITA NESSA BONDADE? É apenas isso. Em relação ao avião, nada a depreciá-lo, mas pense bem o FX-2 não é só o avião. É só isso que me incomoda.
Um abraço, amigo.

Walderson

Galante,

E o Rafale? Não haverá post dele? Tudo bem que o que mais se vê é matérias sobre ele, mas acho legal colocá-lo tb. Mantém a imparcialidade do Poder Aéreo, como sempre (não a nossa. Rs).
Um abraço.

Brazilian Eagle

Se for o F/A-18E/F, com certeza, daqui há 30 anos teremos outro F – X 3, 4, 5, 6,….às custas do infeliz povo brasileiro. Numa palavra, renúncia à soberania nacional, à independência do País: é prova do ENTREGUISMO, que não é de nenhum sapo barbudo, vermelho, esquerdopata, comunista ou tampouco socialista !!!
Sds.

konner

Em comunicado, a embaixada em Brasília declarou que:

Os “EUA consideram o Brasil como um ‘parceiro estratégico chave’ e apóiam o programa do Brasil para modernizar suas Forças Armadas”.

Agora, “PARCEIRO” !?!?

Walderson

amigo Konner,

como as coisas mudam, né? É só o chapolin fornecer bases para vôo dos papa-vodka que o Tio Sam fica amigo de novo. kkkkkkk
Ê falsidade. Fala sério.

Espero que o Governo saiba aproveitar e ouvir a FAB tb.

Um abraço, parceiro (sem a falsidade do Tio Sam). Sds.

konner

Amigo Walderson,

Isto se chama ” POLITICA ” Internacional.

O Brail é novo aínda, pode aprender.

Certamente não foi por ser ingenuo que os EUA chegaram onde estão.

Roberto

dos 3 acho o F18 o melhor. não por aviônica, desenho, etc, mas por já estar provado em combate. este tem sido o caminho das Forças Armadas, comprar equipamento já provado e em utilização pelo país de origem.

Brazilian Eagle

Parceria estratégica para êles, significa algo que êles possam usar, direta e/ou indiretamente, por tempo indeterminado e/ou até que se rompa e/ou se tente romper com tal submissão. O Brasil não quer só modernizar as suas FAs, o Brasil quer ser constituído por uma nação digna, livre, soberana, independente, para cuidar de seu destino, de sua própria casa, de seu quintal, e numa escala mundial, ocupar um lugar compatível com seus recursos humanos e naturais, que não são de pequena grandeza, cujo patrimônio e destino nos foi dado por Deus!!! Se não podem nos ajudar a conquistar esses nossos dignos… Read more »

Bosco

Tem um monte de países desenvolvidos no mundo, cercado por “inimigos”, mergulhados em um “cenário” altamente nervoso, e que não fabricam um simples parafuso. A transferência de tecnologia é a meu ver, secundária. É claro que devemos aproveitar nossa aparente tranquilidade em que estamos inseridos (geopolítica favorável) para desenvolvermos com calma tecnologia própria e independência no quesito “equipamento militar”, mas apesar desta tranquilidade, temos um ponto crítico que é a capacitação de auto-defesa “agora”, para estarmos capacitados em eventuais agressões e termos um mínimo de força dissuasória. Para tanto precisamos de caças modernos em quantidade suficiente, armados, com pessoal de… Read more »

[…] com a Boeing, a SAAB também destacou no seu site a escolha da FAB pelo Gripen entre os três finalistas. Veja a […]

Bosco

Em política (incluindo internacional) não existem amigos, apenas interesses.
No caso da aproximação com os USA se por um lado é ótimo, por outro pode sair caro demais. Não temos inimigos declarados no continente, mas tal aproximação pode mudar este cenário.

Roberto

Bosco, concordo plenamente com vc…

Roberto

Só discordo quanto a mudança de cenário no continente. Não vejo nenhum país com visão beligerante contra nós, mesmo incipiente.

Bosco

Roberto, alguns países com governos populistas (termo pejorativo, usado pelas elites, quando se referem a governos que possuem base nas camadas mais humildes da pirâmide social, portanto é um termo horrível de se usar, mas não tem outro melhor) podem querer acirrar os ânimos no continente com uma política de atrito, uma quase “guerra fria”, para poderem angariar simpatia popular e se “perpetuarem” no poder. Nada melhor para isto que um “inimigo comum”, um bode expiatório, que simbolize as frustrações coletivas, onde os ânimos nacionalistas e patrióticos podem vir à tona, onde o bom senso vai para as cucuias e… Read more »

Roberto

Bosco, mas isso temos hoje, na Bolivia, Equador, Paraguai e Venezuela. Destes apenas a Venezuela não nos usa como “inimigo comum”, imperialistas e dominadores.

Bosco

Então Roberto, mas você não acha que com a crescente “esquerdização” dos nossos vizinhos continentais e no caso de um realinhamento em demasia com os USA (ja imaginou 120 F18E/F no gigante e “imperialista” vizinho) os ânimos possam se exaltar? Viu o que fez a simples notícia de aquisição dos Su-30 por parte da Venezuela. Alguns aqui no blog mesmo já fecharam a questão a respeito de uma possível intenção hostil de Chaves contra o Brasil. Daí podemos “prever” o que aconteceria com a inserção de 120 F18E/F no caldeirão geopolítico do continente. É aquela velha estória de quem nasceu… Read more »

Roberto

Verdade Bosco, abraços.

RLobo

Amigo Bosco vc disse tudo “Em política (incluindo internacional) não existem amigos, apenas interesses”. Gostaria de ir um pouco mais longe… “entre países não existem amigos, apenas interesses”. Será que os Russos são assim tão bonzinhos? Será que esqueceram o que houve nos países do leste europeu? Será também que a França é tão boazinha e vais transferir tecnologias sensíveis ao Brasil? Acredito que o parceiro mais confiável (apesar de tudo) é os EUA. Somente ele tem o que nós queremos tanto para FAB, Marinha ou Exercito. Os EUA cumprem seus contratos rigorosamente. Pergunte a Índia o nível de confiabilidade… Read more »

konner

A grande questão há ser respondida é:

O Brasil quer, ou não quer, comer ” omelete ” ??

Porque, não tem como fazê-lo sem quebrar os ” óvos ” !!

Walderson

Konner,
o que mais me preocupa se o F-18 ganhar é a mania que os EUA têm de bloquear o fornecimento de peças, armas etc. Já pensou: não podemos comprar bomba inteligente de um determinado tipo porque ninguém na região tem. Aí seria causa de desequilíbrio regional.
Isso me mata.
Um abraço.

konner

Walderson,

— Não dá para adiar mais, é chegado a hora do Brasil ” comer omelete “.

( Que os amigos leitores do blog, use de discenimento )

Porém, que ô faça ao ” estilo mineiro “, se é que vc me entende.

Mas não se pode procrastinar mais, não sem pagar um alto preço no futuro próximo, esse é o momento politico internacional adequado.

Se essa janela na geopolitica sulamericana e mundial se fechar, talves teremos de fazê-lo em um momento menos apropriado, o que será muito pior aínda.

Walderson

Konner,

concordo inteiramente. O problema é que o Brasil costuma ser lento. É só ver o caso da Malásia que queria muito comprar o Astros, senão tinha desistido, pois levou mais de um ano para ter o aval do Governo.
Um abraço.

Carlos

ISRAEL COM PARCEIRO ESSE SIM E BOM EM TECNOLOIA DE PONTA, TANTO QUE O PROPRIO USA TEM UM PÉ ATRAS COM ISRAEL.

João-Curitiba

O Chávez está se armando contra os EUA e não contra o Brasil. Ele só foi buscar as armas na Rússia porque não pôde adquiri-las em outros lugares, inclusive Brasil, pelo veto dos EUA. Ele não passa de um ditador disfarçado de democrata e que usa os EUA como bode expiatório, assim como Hitler usava os judeus.

tailhooker

Muito se tem falado sobre transferência de tecnologia. Talvez esse seja o ponto central dos debates sobre uma possível aquisição de novos aviões de combate. Acho que falta a muitos o entendimento preciso sobre o que significa “tecnologia” e seu processo de “transferência”. Como já falei em outro post, repito aqui: Tecnologia sensível NÃO SE PASSAS. Isso é patrimônio estratégico. De nada adiantaria a Boeing ou a Dassult nos passar ou um arquivo ou uma pilha de papel com todos os códigos-fonte dos sistemas do F-18 ou Rafale. Caso não se tenha participado do desenvolvimento do código, pouco ou nenhum… Read more »

Brazilian Eagle

Se o Brasil fosse militarmente forte, soberano e independente, poderiamos substituir os EUA, como parceiro da Venezuela e com certeza seria uma aliança multuamente vantajosa, uma vez que temos mais afinidades culturais e nível de desenvolvimento industrial compatível com as necessidades da Venezuela, teríamos muito mais a oferecer àquele país do que os ianques. Mas quando a própria FAB não pode se quer escolher o avião que quer comprar, tem que comprar o que os estadunidenses querem que compre: quando o Brasil nem se quer pode vender um avião primitivo como o AMX para aquêle país; o Chavez tem que… Read more »

Hornet

Nessa parte do marketing, os comedores de hamburguer são imbatíveis!!! Os norte-americanos são excelentes comerciantes, sabem como “agradar” o cliente.

Galante, vc chegou a entrar no site da SAAB e da Dassault, pra ver se eles fizeram algo parecido?

um forte abraço

Moreau

No site da SAAB a classificação do Gripen NG como um dos três candidatos ao FX-2, também é colocada em destaque inclusive com uma vistosa bandeira do Brasil. Os suecos também são bons de Marketing…

joao

Adeus,Sukhoi-35. Se parece que ja decidimos pelo F/A-18E/F Super Hornet,porque temos que esperar tantissimo tempo para receber 36 unidades iniciais?

CorsarioDF

Galera, só uma pergunta. O Grippen NG chega a Supercruiser, e o Rafale e F/A-18 E/F? Sinceramente não sei, o Su-35 chega por causa do seu novo motor assim como o Typhoon, F-35 e F-22, agora quanto a esses dois não sei… Sds.

Hornet

Galante,

a SAAB também deu destaque na decisão da FAB, confira neste link:

http://www.saabgroup.com/en/MediaRelations/News/2008/gripen_one_candidate_in_brazil.htm

Já a Dassault…até agora, nem sinal de vida…eu entrei no site da empresa francesa pra ver se tinha algo…e até agora, necas de pitibiribas…

Arrogância francesa, será? Ou esqueceram de notificar oficialmente a Dessault que o Rafale está entre os finalistas do FX-2? Ou a França já está dando essa parada como ganha, que nem se dá ao trabalho de anunciar no site da empresa? Ou, quem sabe, eles acham que vão perder mesmo, e nem colocaram nada no site? Who knows?!!!

abraços

joao

Corsadio,eu so sei que o F/A-18E/F Super Hornet nao chega a super cruise,nao.

Storm

é Hornet ? quem sabe?

Eles estão falando em parceria de longo prazo com a FAB industria e governo Brasileiro e dizendo da intenção do EUA de autorizar transferencia e liberção de tecnologia, Os gringos estão mesmo enfeitando a criança

Será que os Zangões vão dar ferroads por aqui ???

marcelo

alguem ainda tem duvida que o rafale ja ganho essa……jogo de carta marcada

Walderson

Galera,
sei não. Não gosto de cavalo azarão. É isso que o F-18 é. Chegou por último como oferta de “se quiser essa, bem, mas o F-35, nem pensar” e saiu como finalista. O azarão está correndo por fora. Só falta ganhar a corrida.
Sds.

hms tireless

“Galera,
sei não. Não gosto de cavalo azarão. É isso que o F-18 é. Chegou por último como oferta de “se quiser essa, bem, mas o F-35, nem pensar” e saiu como finalista. O azarão está correndo por fora. Só falta ganhar a corrida.
Sds”

E qual o problema do F/A-18 E/F ser selecionado? é um excelente avião, muito robusto e eficaz. Certamente será uma ótima escolha

Walderson

Caro hms tireless,

Eu sei que é um excelente avião. Se vc ler bem o que escrevi verá não malhei o avião em si. O que me preocupa é que o Tio Sam não dá ponto sem nó. Nunca deram. Veja a história. Eu desconfio é da bondade repentina dele. Apenas isso. Nunca repassaram tecnologia. De repente ficou bonzinho. VC ACREDITA NESSA BONDADE? É apenas isso. Em relação ao avião, nada a depreciá-lo, mas pense bem o FX-2 não é só o avião. É só isso que me incomoda.
Um abraço, amigo.

Walderson

Galante,

E o Rafale? Não haverá post dele? Tudo bem que o que mais se vê é matérias sobre ele, mas acho legal colocá-lo tb. Mantém a imparcialidade do Poder Aéreo, como sempre (não a nossa. Rs).
Um abraço.

Brazilian Eagle

Se for o F/A-18E/F, com certeza, daqui há 30 anos teremos outro F – X 3, 4, 5, 6,….às custas do infeliz povo brasileiro. Numa palavra, renúncia à soberania nacional, à independência do País: é prova do ENTREGUISMO, que não é de nenhum sapo barbudo, vermelho, esquerdopata, comunista ou tampouco socialista !!!
Sds.

konner

Em comunicado, a embaixada em Brasília declarou que:

Os “EUA consideram o Brasil como um ‘parceiro estratégico chave’ e apóiam o programa do Brasil para modernizar suas Forças Armadas”.

Agora, “PARCEIRO” !?!?

Reportagens especiais

Armamento ar-ar para o AT-29, uma análise da eficácia operacional

Por 1o. Ten.Av. FABIAN Antônio Machado O trabalho a seguir ganhou o Prêmio Pacau Magalhães-Motta, ano de 2005 no.1. O...
- Advertisement -
- Advertisement -