quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Xavante II, o futuro caça de 5a. geração da FAB

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A concepção das imagens é do Marcfighter, artista digital brasileiro que faz excelentes modelos para o simulador Strike Fighters Project I e que trabalha no projeto do simulador Jet Thunder, da Guerra das Malvinas.

- Advertisement -

76 Comments

Subscribe
Notify of
guest
76 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera

A concepção artística mereçe elevados elogios. É um sonho !!
Mas e as configurações do aparelho ?? (todas elas…)
Outra coisa… por que Xavante II e não Super AMX ou AMX II ???
Sds.

Galante

Deve ser porque o Xavante foi o primeiro jato fabricado no Brasil.

Arthur

Concordo, porque o Xavante tem um impacto histórico muito grande para o Brasil.

Radical_Nato

Design interesante, só faltou os canads. ( se é assim que se chama),
mas concordo com os Baschera.
Poderia se chamar Super AMX.

Sds.

Bosco

Eu acho que faltou um compartimento interno de armas para que seja um “5° geração puro sangue”. Mas o “design” é muito bonito, principalmente das tomadas de ar.

Radical,
faltou só um “r” no seu “canards”.
Um abraço.

Meirelles

Se fossem pra substituir os atuais xavantes pra treinamento para os futuros PAK-50,quem diria,estaria ótimo.Bela concepção.
Sds.

Baschera

Bosco,
Concordo com o a idéia do “bomb bay” interna, como no F-35.
A concepção artística está ótima para 4ª geração ++.
Sds.

Meirelles

Só um pequeno detalhe:na primeira foto reparei que o caça tem HUD, dado que em caças de quinta geração eles foram substituídos por HMD(display montado no capacete).

CorsarioDF

Linda concepção, mas realmente falta o compartimento interno de bombas/mísseis. Mas excelente desing. Está de parabéns.

Bosco

Meirelles,
os F-22A ainda possuem seus HUDs. Neste ponto o F-35 está a um passo à frente.
Um abraço.

marcos

sou leigo no assunto….mas me parece q o desing dele ta mais para velocidade q manobrabilidade!!!naum concordam??!!!
sds.

Hornet

A concepção artística ficou muito bonita…dá até vontade de ver esse bichinho voando de verdade um dia, se fosse possível…Mas pra ser de quinta geração não tinha que ser Stealth? E com esse monte de mísseis “pendurados” nas asas a furtividade não vai pro espaço? Não entendi essa parte.

abraços a todos

Nelson Lima

Xavante II é uma justa homenagem

Jonas Rafael

Com um design, padrão asa-estabilizador ele não precisa realmente de canards, a não ser que fosse pra melhorar a capacidade de STOL. Seria interessante se ele tivesse publicado um foto com o bicho de frente. Não consegui visualizar as entradas de ar direito.

Bosco

Marcos, a supermonobrabilidade, embora desejável, não é um requisito para um caça de 5° geração. Os atuais mísseis ar-ar de curto e médio alcances conseguem superar qualquer tipo de manobra defensiva que um caça possa fazer e como os mísseis apresentam capacidade “all aspect”, superagilidade e podem ser disparados de qualquer ângulo (high off boresigth) o caça não precisa se posicionar melhor para lançá-los. O combate de curto alcance em que pelo menos um dos caças estejam armados com mísseis de 4° ou 5º geração será “en passant” e não mais uma “dog fight” como os das Primeira e Segunda… Read more »

Rudel

Parece um pouco com aquele TAMBÉM fictício F-19.

Radical_Nato

Desculpe, nada a ver com o tópico, mas essas propagandas na área de postagem não tem nada a ver com o blog.
Por que não deixa-las somenete do lado direito?
Uma sugestão.

Abraços.

Henrique Sousa

Parabéns pelo trabalho, muito interessante no campo das possibilidades.

A entrada de ar apesar de ser altamente favorável no quesito furtividade, apresentaria grandes problemas com ângulos de ataque elevados.

Fábio Max

Como exercício de design, é muito bonito.

Claudio

Concordo com o Fábio, é um belo desenho, mas caso o Brasil queira um jato mono, a EMBRAER deveria se unir a MIG no projeto dela Light Multi-role Tactical Aircraft – LMFS que parece que voltou a tona.
http://www.ato.ru/rus/cis/archive/15-2006/def/def1/

Voluntário da patria

Desenho stealth com aquele monte de mísseis pendurados nas asas?

lucs lasota

gostei do armamento. todo brasileiro, a saber: maa-1 piranha, mss-1 anti-tanque, míssil anti-radiação e a bomba anti-pista.

mto boa montagem!

Manfred Von Richthofen

O F-35 também prevê o uso de armamento externo em áreas com ameaças de menor intensidade. Portanto também seria possível uma configuração dessas num futuro caça stealth brasileiro.

Baschera

MANGABEIRA E AS FORÇAS ARMADAS
O Globo – 20/09/2008.

Enquanto o Plano Estratégico de Defesa Nacional está na gaveta, o ministro Mangabeira Unger (Assuntos Estratégicos) volta à França e à Rússia no início de novembro para negociar a compra de submarinos e caças supersônicos para as Forças Armadas, com transferência de tecnologia. Os presidentes desses países também virão ao Brasil até o final do ano. O lançamento do plano de defesa estava previsto para a cerimônia de 7 de setembro, mas foi adiado.

Sds.

Tiago Jeronimo

Nada como sonhar…

carlosargus

Mt boa a criação..pena ser imaginária..e estamos precisando com uRgência de caça intercptador, de preferência fabricado aki made in BRASIL..ENTÃO SERVE so Sus 35 e/ou 37 exterminador, p/ ontem.

joaquim

Esse avião brasileiro estará ultrapsado pelo projeto secreto portugues de um caça de borracha lusitano…com essa tecnologia da fuselagem elastica…o missil arremessado pelo inimigo ira batere em nosso avião e voltare atingindo seu proprio atiradoire…

gaitero

KuaKuakua
^^

essa foi boa.

Com relação a Concepção artistica, realmente ele utiliza um programa mto bom, mas não gostei do caça ^^

………………………………

Ele é meio sem graça, um mix de F-35 e mirrage 2000, Acho que devemos inovar, fazer um caça diferente dos atuais.

Mas sem dúvida o nome me agradou.

bruno

Bela concepção…pena que a realidade é outra.

ricardo

Mas que tristeza, este desenho lembra uma das concepçoes artisicas de propostas dos fabricantes americanos da decada de 80 para o ATF que resultou no F-22, como voces percebem nao tem nada a ver.Entrada de ar circular com difusor, isto esta em desuso, se notarem o F-35 que e referencia,nem separador de camada limite tem,por que este nao é mais nescessario devido a evoluçao do projeto aerodinamico,an tena externa,por favor,a tendencia sao antenas integradas para caça de 5° geraçao,derivas estilo MIG,seja mais original,portas do trem de pouso e junçoes da cabine sem perfil sthealt,e ainda por cima não da pra… Read more »

mauricio schenko

tire este nome ridiculo e coloque harpia que da idéia de um predador!pena que isto fique só na fantasia ja que a prioridade da mafiocracia desta republiqueta é investir o dinheiro publico na cueca de politicos em troca de apoio.

hélio

NADA HÁVER COM 5 GERAÇAÕ mas parece um desenho atualizado do miragel..

Hunter

Feioso demais!! Tem muito o que melhorar. Design imitativo de vários caças obsoletos. E mesmo assim um país como o nosso, que tem milhares de pessoas passando fome nas ruas e manda milhões em mantimentos para a África, não pode pensar nunca em conquistar algum poderio militar no globo. Aja visto o projeto Fx, Fx-2. A nossa constituição caminha a passos de tartaruga paralítica e mesmo que um grande projeto fosse idealizado, como foi o caso do tanque Osório, acabaria da mesma forma. Do que adianta ter militares altamente qualificados e não ter materiais de guerra que os acompanhem? Pra… Read more »

Marcelo

Desenho legal, mas depois de ler tanta coisa nos comentários, uma coisa é certa, ta muito longe de ser um caça eficaz, e me perdoem aos que dizem que o caça é bonito ou feio, mas no que se diz respeito a um caça, o que menos importa é a beleza.. é so olharem o SU 47 , esteticamente falando é feio, mas considerado o mais avançado do mundo, embora, seu novo projeto nao terá mas as asas invertidas. Até hj, ninguem sabe que tipo de material com exatidão é usado no F22 que o torna invisivel aos radares, ou… Read more »

Baschera

A concepção artística mereçe elevados elogios. É um sonho !!
Mas e as configurações do aparelho ?? (todas elas…)
Outra coisa… por que Xavante II e não Super AMX ou AMX II ???
Sds.

Gilberto

A concepção artística não tem o designe dos caças bombardeiros de 5° geração. É totalmente diferente do conceito..

Galante

Deve ser porque o Xavante foi o primeiro jato fabricado no Brasil.

Radical_Nato

Design interesante, só faltou os canads. ( se é assim que se chama),
mas concordo com os Baschera.
Poderia se chamar Super AMX.

Sds.

Bosco

Eu acho que faltou um compartimento interno de armas para que seja um “5° geração puro sangue”. Mas o “design” é muito bonito, principalmente das tomadas de ar.

Radical,
faltou só um “r” no seu “canards”.
Um abraço.

Meirelles

Se fossem pra substituir os atuais xavantes pra treinamento para os futuros PAK-50,quem diria,estaria ótimo.Bela concepção.
Sds.

Baschera

Bosco,
Concordo com o a idéia do “bomb bay” interna, como no F-35.
A concepção artística está ótima para 4ª geração ++.
Sds.

Meirelles

Só um pequeno detalhe:na primeira foto reparei que o caça tem HUD, dado que em caças de quinta geração eles foram substituídos por HMD(display montado no capacete).

CorsarioDF

Linda concepção, mas realmente falta o compartimento interno de bombas/mísseis. Mas excelente desing. Está de parabéns.

Bosco

Meirelles,
os F-22A ainda possuem seus HUDs. Neste ponto o F-35 está a um passo à frente.
Um abraço.

marcos

sou leigo no assunto….mas me parece q o desing dele ta mais para velocidade q manobrabilidade!!!naum concordam??!!!
sds.

Hornet

A concepção artística ficou muito bonita…dá até vontade de ver esse bichinho voando de verdade um dia, se fosse possível…Mas pra ser de quinta geração não tinha que ser Stealth? E com esse monte de mísseis “pendurados” nas asas a furtividade não vai pro espaço? Não entendi essa parte.

abraços a todos

Nelson Lima

Xavante II é uma justa homenagem

Jonas Rafael

Com um design, padrão asa-estabilizador ele não precisa realmente de canards, a não ser que fosse pra melhorar a capacidade de STOL. Seria interessante se ele tivesse publicado um foto com o bicho de frente. Não consegui visualizar as entradas de ar direito.

Bosco

Marcos, a supermonobrabilidade, embora desejável, não é um requisito para um caça de 5° geração. Os atuais mísseis ar-ar de curto e médio alcances conseguem superar qualquer tipo de manobra defensiva que um caça possa fazer e como os mísseis apresentam capacidade “all aspect”, superagilidade e podem ser disparados de qualquer ângulo (high off boresigth) o caça não precisa se posicionar melhor para lançá-los. O combate de curto alcance em que pelo menos um dos caças estejam armados com mísseis de 4° ou 5º geração será “en passant” e não mais uma “dog fight” como os das Primeira e Segunda… Read more »

Rudel

Parece um pouco com aquele TAMBÉM fictício F-19.

Radical_Nato

Desculpe, nada a ver com o tópico, mas essas propagandas na área de postagem não tem nada a ver com o blog.
Por que não deixa-las somenete do lado direito?
Uma sugestão.

Abraços.

Henrique Sousa

Parabéns pelo trabalho, muito interessante no campo das possibilidades.

A entrada de ar apesar de ser altamente favorável no quesito furtividade, apresentaria grandes problemas com ângulos de ataque elevados.

Reportagens especiais

Visita ao National Naval Aviation Museum – parte 4

Os aviões fotografados nesta parte do National Naval Aviation Museum representam uma época muito criativa da aviação naval da...
- Advertisement -
- Advertisement -