Home Apoio Aéreo Aproximado EUA concordam com venda à Nigéria de 12 A-29 Super Tucano por...

EUA concordam com venda à Nigéria de 12 A-29 Super Tucano por US$ 593 milhões

8230
50
A-29 Super Tucano do Afeganistão

ABUJA (Reuters) — Os Estados Unidos concordaram formalmente em vender 12 aviões A-29 Super Tucano e armas para a Nigéria, afirmou a Força Aérea do país da África Ocidental, confirmando a ressurreição de um acordo congelado pelo governo Obama em relação às preocupações com os direitos humanos.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adiou a venda em uma de suas últimas decisões na função depois que a Força Aérea da Nigéria bombardeou um campo de refugiados em janeiro.

Mas seu sucessor, Donald Trump, decidiu continuar com a transação para apoiar os esforços da Nigéria para combater os militantes do Boko Haram e impulsionar os empregos de defesa dos EUA, disseram fontes à Reuters em abril.

O embaixador dos EUA na Nigéria apresentou cartas de oferta e aceitação à Força Aérea da Nigéria na quarta-feira, informaram os militares em comunicado.

Eles disseram disse que o Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda e os acordos finais serão assinados e os pagamentos necessários serão feitos antes de 20 de fevereiro de 2018.

Não houve declaração imediata da embaixada dos EUA ou de autoridades em Washington.

O governo dos EUA e os oficiais da Força Aérea da Nigéria se encontrarão no início de janeiro para discutir a entrega antecipada da aeronave, uma vez que o pagamento for feito, disse a Força Aérea Nigeriana.

A venda das 12 aeronaves, com armas e serviços, vale US$ 593 milhões e inclui milhares de bombas e foguetes.

O avião turboélice com capacidades de reconhecimento, vigilância e ataque, é feito pela Embraer do Brasil. Uma segunda linha de produção fica na Flórida, em parceria entre a Embraer e Sierra Nevada Corp de Sparks, Nevada.

O Super Tucano custa mais de US$ 10 milhões cada e o preço pode ser muito maior dependendo da configuração. É propulsado por um motor PT-6 da Pratt & Whitney Canada.

FONTE: Reuters

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Justin Case
Justin Case
2 anos atrás

Olá, amigos.
Feliz 2018 a todos.
Sobre a operação dos A-29 no Afeganistão:
http://www.thedrive.com/the-war-zone/17154/afghan-a-29s-arent-dropping-laser-guided-bombs-or-engaging-targets-at-night
Ter o avião sem armas e treinamento não resolve.
Abraços,

Justin

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Justin Case
2 anos atrás

Boa noite, Justin, e Feliz 2018!
Sua presença foi solicitada no post recente sobre o Mirage IIIEBR.

Silva
Silva
2 anos atrás

“Eles disseram disse que o Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda e os acordos finais serão assinados e os pagamentos necessários serão feitos antes de 20 de fevereiro de 2018.” Então os aviões serão produzidos nos EUA e vendidos via FMS. A Embraer aos poucos vai transferindo sua produção para fora do Brasil e exportando empregos, com uma certa lógica e razão. O centro de engenharia que irá desenvolver aquele veículo aéreo para a Uber ficará nos EUA e não no Brasil. As fábricas de materiais compostos e de usinagem de grandes peças aeronáuticas ficam em Portugal. O… Read more »

Antonio de Sampaio
Antonio de Sampaio
2 anos atrás

Silva 30 de dezembro de 2017 at 20:56
Dos seus 20.000 empregados, 18 mil estão no Brasil… outro “””nacionalista””” de boteco… acabou a mamata do sindicato mano.. já era…

JT8D
JT8D
2 anos atrás

Silva 30 de dezembro de 2017 at 20:56 Silva, você está confundindo as coisas. Esses aviões foram vendidos à Nigéria pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, para o combate ao Boko Haram. Só que a venda foi suspensa na administração Obama por suspeitas de violações aos direitos humanos por parte do governo nigeriano. Ou seja, foi uma compra do Departamento de Defesa. Todos os ST comprados pelos Estados Unidos (como é o caso) são montados pela Sierra Nevada. Se fosse uma compra do Nigéria diretamente à Embraer, esses aviões seriam fabricados normalmente em Gavião Peixoto. Então essa história de… Read more »

Carlos A Soares
Carlos A Soares
2 anos atrás

Silva 30 de dezembro de 2017 at 20:56

Errado, muito erradas suas afirmações. Pesquise !

________________

ÓItimo negócio e as vendas do A 29 crescendo.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Silva 30 de dezembro de 2017 at 20:56

Talvez você achasse bom quando o BNDES financiava as empreiteiras “cúmpanhêras” não é!?😉

Silva
Silva
2 anos atrás

Antonio de Sampaio 30 de dezembro de 2017 at 21:12 Ô zé povinho, presta atenção. Não sou sindicalista. Quer dizer que pra você todo mundo que defenda a criação e manutenção de empregos no Brasil, automaticamente é um sindicalista? Talvez você seja um liberalóide? Vê se enxerga. Só um arrogante metido a besta não percebe o cenário de dificuldades que vem apontando no horizonte da Embraer e o que a empresa está implementando aos poucos para tentar se manter competitiva no mercado. Agora, se utilizar do dinheiro público para criar empregos em outros países, não dá pra aceitar. E se… Read more »

Antonio de Sampaio
Antonio de Sampaio
2 anos atrás

Silva 30 de dezembro de 2017 at 21:56
Deixa de ser tonto rapaz, quer uma empresa que era um açougue de uma porta e com o dinheiro do BNDES se tornou o que é, e hoje está toda nos EUA… e tu ainda vem com essa?? sues donos estão na cadeia pois foram instrumentalizados para tentar derrubar um presidente… o cara voava era num big jato fabricado por uma concorrente direto da Embraer…
E são esses “”nacionalistas””” que mais são contra essa fusão… os que criaram esse monstro.

Carlos A Soares
Carlos A Soares
2 anos atrás

“Justin Case 30 de dezembro de 2017 at 20:30 Ter o avião sem armas e treinamento não resolve.” Coronel, 1) lí correto que o artigo menciona uma falha afegã em conseguir capacitar os seus ? 2) O C 208 AC serão incorporados, estes desarmados já operam por lá, entonces “At their best, these aircraft can’t match the full capabilities of the A-29, though. Adding them to the mix might suggest the United States is concerned that the Afghans may not be able to fully make use of the Super Tucanos any time soon. This begs the question about whether the… Read more »

Silva
Silva
2 anos atrás

HMS TIRELESS 30 de dezembro de 2017 at 21:56

Por que eu acharia bom? Não ganhei um centavo se quer nessa farra. Fiquei bravo por não ter tido minha oportunidade também kkk… Quem sabe um dia? No Brasil, honestidade é auto-sacrifício e eu como não sou santo, teria fica muitíssimo feliz se também fosse dono de Construtora e tivesse lucrado fácil, meus milhões ou bilhões, como muitos lucraram absurdamente e nada de mais lhes ocorrerão, além de alguns contra-tempos com algumas autoridades.

Carlos A Soares
Carlos A Soares
2 anos atrás

Complementando, não encontrei tópico no PA sobre a operação Fenix e

sobre todo o texto do link postado pelo Cel Justin Case, o JUÁREZ MARTINEZ tem razão:

“Ter não significa operar”, sob todas as formas.

Voa, mas não cumpre na totalidade as missões por falta de treinamento e mão de obra qualificada (seja por falta de treinamento, incapacidade dos locais ou P&DT dos provedores, neste tema leia-se “Âmis”).

Carlos A Soares
Carlos A Soares
2 anos atrás

Editores,

esse link do Cel JC vale tema-tópico.

Carlos A Soares
Carlos A Soares
2 anos atrás
Marcos
Marcos
2 anos atrás

A estrutura é fabricada e montada aqui. Lá se integram os componentes da aeronave.
Vantagem 1: sem os EUA essa venda não teria saído e, sem ela, a estrutura da aeronave mão teria sido fabricada aqui;
Vantagem 2: Quem está financiando a venda são os EUA. Risco zero para o bolso do brasileiro, que é quem banca quando o BNDES leva prejuízo.

Ivan BC
Ivan BC
2 anos atrás

Silva 30 de dezembro de 2017 at 20:56 Os alemães odeiam a Vokswagem por criar empregos no Brasil Os americanos odeiam a Apple por criar empregos na China Os japoneses odeiam o Softbank por gerar emprego no Reino Unido através da ARM. Os suiços odeiam a MSC por gerar empregos na Itália. Os suecos odeiam a SAAB por transferir tecnológica aeronáutica e gerar empregos no Brasil com o projeto Gripen. (já pensaram um dia a Embraer transferindo tecnológica militar para outro país? vai ser o fim do mundo). Essa lista não teria fim kkkkkkk As vezes algumas empresas com sede… Read more »

Gabriel2
Gabriel2
2 anos atrás

Os americanos estão bancando, então a aeronave será fabricada lá.
Queria que fosse aqui, mas é assim que funciona hoje em dia

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
2 anos atrás

Só eu percebi que a conta ficou em quase 50 milhões de doletas cada A-29 ?
Isto não é um Super-Tucano, é uma Super-Galinha dos ovos de ouro.

Everton Matheus
Everton Matheus
2 anos atrás

As pessoas falam de “Financiamento públicos”, como se a EMBRAER não devolvesse esses valores as cofres publico kkkkk. Alias, o que o Governo faz e com obrigação, é financiar os seus próprios projetos, que por sua vez, estão distribuídos em diversas empresas. Alem do mais, outro grande investimento que o Governo faz é o que é feito no mundo todo, comprar os produtos da Empresa Nacional. Mas uns malucos ai dizem isso como se fosse um favor e a empresa fosse viver exclusivamente de um unico cliente kkkk. Cada um que me aparece. 10% Dos funcionários da empresa empresa estão… Read more »

Wagner
Wagner
2 anos atrás

Delfim Sobreira 31 de dezembro de 2017 at 3:08
O artigo é claro em dizer que cada ST custa cerca de 10 milhões e que venda foi de 12 aeronaves + serviços + milhares de bombas e foguetes. Ou seja, os aviões são apenas cerca de 20% do pacote.

Mohamed Talik
Mohamed Talik
2 anos atrás

Vergonha! O Brasil é uma vergonha mundial. Quem manda na EMBRAER? Quantas vezes os EUA facilitaram nossa vida, quando o assunto é tecnologia de ponta? Quantas vezes nos negaram acesso a tecnologias e conhecimento? Quantas vezes embargaram vendas de terceiros ao Brasil? Agora, eles são os donos de todo o projeto ALX, com acesso total aos conhecimentos acumulados por anos a duras penas, mesmo com toda a sabotagem deles. Agora, receberam tudo DE GRAÇA!! Vão comprar Senadores, Ministros de Tribunais e em seguida, ganharão (DE GRAÇA!!!!), todo o conhecimento conquistado através de milhões de horas de estudos, rios de suor… Read more »

Renan
Renan
2 anos atrás

Delfim Sobreira 31 de dezembro de 2017 at 3:08
10 a 15 do avião e 34 a 39 de pacote.( logistica, treinamento, armas)
“e inclui milhares de bombas e foguetes”
Milhares

Sorte dos fabricantes de armas venderam muito.
Abraços

Cezar Magalhães
Cezar Magalhães
2 anos atrás

Alguém pode falar para esse Silva aí, ir para uma comunidade de futebol.
Porque de aviação ele não entende nada.

Ronaldo de souza gonçalves
Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

50 milhões e preço de caça e muito dinheiro pelos super tucanos ,Os nigerianos e que são bobos,poderiam comprar aqui direto da Embraer por 10,os foguetes e as bombas talvez da china e faziam a integração.Até poderiam comprar baratinho aquele avião korudum chinês,talvez compra-se uns 20 deles.Mas acho que eles estão com pressa.

Silva
Silva
2 anos atrás

Tem uns “Experts” aqui, que quando você aponta algo com o dedo, eles não olham para o que você está apontando, mas só para o dedo kkkkkkkkkk e ainda se acham na posição de criticar alguém…

Marcos
Marcos
2 anos atrás

Mohamed Talik
Não surta!

Everton Mateus
2 anos atrás

As pessoas falam de “Financiamento públicos”, como se a EMBRAER não devolvesse esses valores as cofres publico. Alias, o que o Governo faz e com obrigação, é financiar os seus próprios projetos, que por sua vez, estão distribuídos em diversas empresas. Alem do mais, outro grande investimento que o Governo faz é o que é feito no mundo todo, comprar os produtos da Empresa Nacional. Mas uns malucos ai dizem isso como se fosse um favor e a empresa fosse viver exclusivamente de um unico cliente . Cada um que me aparece. 10% Dos funcionários da empresa empresa estão fora… Read more »

Rafael L
Rafael L
2 anos atrás

Mais de U$10 milhões? Quer dizer que esse monomotor turbo hélice pode até 1/3 de um Mig-35 ou F-15 ???

Billy
Billy
2 anos atrás

A farra com o dinheiro dos impostos continua pra sustentar sindicalistas, pepino duros pra políticos e… outras cousasse a mais…Dinheiro deveria ser investido na formação de de engenheiros e técnicos Brasileiros. Como não levar as fábricas pra fora com mão de obra cara é desqualificada?

Billy
Billy
2 anos atrás

Propinodutos

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
2 anos atrás

Wagner. O texto é impreciso exceto na quantidade de aeronaves e no valor final. São 12, e não “de 10 a 15”. Custa a partir de 10 milhões de dólares, não foi citado um valor definido. Quanto aos milhares de bombas e foguetes, com certeza são “burros”. Não creio que os EUA forneçam bombas inteligentes, e um foguete inteligente é um míssil. Uma bomba de 227kg e foguetes de 70mm não são caros. Um foguete 70mm FFAR Matra sai por 450 dólares. Como a matéria fala em milhares, ou seja de 1000 a 9999 unidades, bota aí no máximo 4,5… Read more »

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
2 anos atrás

Continuando…
Não acredito que os EUA liberem armas inteligentes à Nigéria. Não estão nem aí para danos colaterais em africanos. Até hoje não reconhecem o conflito em Ruanda como genocídio, o que implicaria em obrigação moral de intervir. Nesse ponto de vista a França é superior aos EUA em termos de missões na África subsaariana.

Roldan
Roldan
2 anos atrás

Negócios entre países são orientados pela geopolítica. Na maioria das vezes nem suspeitamos
quais as premisas seguidas pelos negociadores. O Brasil já há muito deixou de ver a Argentina como competidora, mas os portenhos continuam com a cabeça da decada de 40. Daì muitas atitudes que não conseguimos entender, como, por exemplo, a preferencia pelos AT 6.

Space Jockey
Space Jockey
2 anos atrás

Quem for receber por essa transação fez um bom negócio…

Gabriel2
Gabriel2
2 anos atrás

Mohamed Talik

Relaxa ,toma um chá …esse nervoso faz mal para a saúde.

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
2 anos atrás

Space Jockey.
Como coloquei, tem coisa superfaturada aí.
Mas isto não me surpreende. Depois do boicote do Obama, se a Nigéria não comprou em outro lugar, óbvio que pagaria caro no final das contas.
Como se diz porraí, “se cria dificuldades para cobrar facilidades”.

Audax
Audax
2 anos atrás

Silva 30 de dezembro de 2017 at 22:19 Por que eu acharia bom? Não ganhei um centavo se quer nessa farra. Fiquei bravo por não ter tido minha oportunidade também kkk… Quem sabe um dia? No Brasil, honestidade é auto-sacrifício e eu como não sou santo, teria fica muitíssimo feliz se também fosse dono de Construtora e tivesse lucrado fácil Cara. Vc é lamentável. Já se assume assim na maior tranquilidade. Vc do o pior tipo que há. Aquele que é honesto por falta de opção. Mas no fundo sabemos o que é. Fala um monte de idiotices é só… Read more »

José
José
2 anos atrás

Muçulmano é assim mesmo,delira e explode até onde a sobriedade é a rotina dos comentários.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

Mohamed Talik quer implantar a sharia no site? Kkkkk
Desculpe a brincadeira. Não resisti.

Possani
Possani
2 anos atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ta revoltado o jovem, sem desmerecer o ST, mas quando as pessoas pensam que sua tecnologia é supra sumo e os States estão a uns 100 anos de pesquisa pra fazer um similar é de doer.

Agnelo
Agnelo
2 anos atrás

Mohammed Talik…
Não me leve a mal… mas essa gente brava já tentou destruir um país pequenininho algumas vezes e tomou um pau, q tá vendo estrela até hj…
Graças a Deus, no mundo greco-romano-judaico-cristao, não se resolve tudo no tiro.

Agnelo
Agnelo
2 anos atrás

Esqueci das ordas de americanos e europeus q fogem pra países muçulmanos, dado o excelente padrão de vida e oportunidade q esses bravos povos oferecem…

Agnelo
Agnelo
2 anos atrás

Finalmente, é um orgulho ver nosso A-29 conquistando espaço.
Não foram os países mais experientes em combate q o desenvolveu, fomos nós, brasileiros.

Martins_PA_18
Martins_PA_18
2 anos atrás

Eles compensam o pouco treinamento com “milhares de bombas e foguetes”.

Vespão
Vespão
2 anos atrás

Ótima noticia . começo de ano promete a Embraer

WellingtonRK
WellingtonRK
2 anos atrás

Mohamed Talik 31 de dezembro de 2017 at 5:08

“Vergonha!
O Brasil é uma vergonha mundial….
…O Brasil deveria entrar em guerra, ter sua população exterminada e ser repovoado por gente brava. Que sejam os muçulmanos!”

O que que o ST tem que os americanos não conheçam?

Sugiro que os ST sejam armados com homens-bomba. O ST sobrevoaria a área-alvo a soltaria alguns “patrícios” com cintos explosivos, que eliminariam os alvos. KKKKKK!!!!!!!

Marcio
Marcio
2 anos atrás

E o Brasil que se dane, agora a vendas só com o crivo americano, se fosse para vender diretamente pelo Brasil o americano vetaria. O que falta é o governo tomar vergonha na cara e investir mais nas empresas brasileiras para produção dos equipamento aqui no Brasil, pois condições técnicas para isto já exite, basta o governo liberar a verba para pesquisa e produção. Já possuímos a tecnologia de turbinas, o que falta para produzir um motor turboélice para aviação? Tem gente que é cega nesta país.

Marcio
Marcio
2 anos atrás

O que não dá para entender como é que esses caras conseguem enganar os brasileiros, pois somos que nem cavalos só olhamos para frente e não vemos o que vem do lado, quando vemos já era, passaram nos para traz. Será que menosprezam nossa inteligencia?

Marcio
Marcio
2 anos atrás

Amigo, dos 18.000 empregados, brasileiros, hoje na EMBRAER poderá virar alguns poucos em pouco tempo. Além da transferência de nosso patrimônio para os Americanos, bom negócio esse não. Tão querendo enganar quem?

Mauricio R.
2 anos atrás

Os empregos da Vale no exterior, estão aonde há exploração mineral.
E pelo que eu sei, ainda não se consegue carregar uma mina de ferro, ouro ou bauxita, de um país para outro.
Agora fábricas são um assunto completamente diferente.
A petralhada bajulou essa empresa até não poder mais, eis agora o resultado.
Sem um governo forte e uma enquadrada via OMC, não há muito o que se possa fazer.