Home Aviação Comercial Embraer apresenta cabine de passageiros dos E-Jets E2

Embraer apresenta cabine de passageiros dos E-Jets E2

409
8

1_E2_Staggered_Three_Quarter_FWD (1)

Farnborough, Reino Unido, 14 de julho de 2014 – A Embraer exibe pela primeira vez ao público, na edição 2014 da Feira Internacional de Farnborough, na Inglaterra, o modelo em tamanho real (mock-up, em inglês) da cabine de passageiros da segunda geração da família de E-Jets de aviões comerciais, os E-Jets E2. A empresa de design Priestmangoode, do Reino Unido, foi contratada para desenvolver, conjuntamente com a Embraer, o design da cabine da aeronave.

“Os E-Jets sempre se destacaram entre os passageiros pelo excelente conforto e espaço individual, numa cabine onde todos os assentos são de janela ou corredor, sem a desconfortável poltrona do meio”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “O novo interior dos E-Jets E2 entregará um ambiente ainda mais confortável e funcional, na busca para atender às necessidades dos passageiros e maximizando a eficiência operacional das companhias aéreas.”

Na classe econômica os E-Jets E2 manterão os dois assentos de cada lado do corredor, uma vantagem em relação a outras aeronaves que oferecem bancos com três assentos. Devido a esta configuração os aviões da Embraer maximizam o conforto dos passageiros e permitem maior agilidade durante o embarque e desembarque. Com uma largura de 18,3 polegadas os assentos estão entre os mais largos oferecidos na indústria, e serão do tipo ‘slim’, provendo maior espaço para as pernas dos passageiros.

Já os compartimentos de bagagem a bordo (overhead bins, em inglês), serão cerca de 40% maiores do que na atual geração de E-Jets, o que permitirá que cada passageiro tenha espaço para uma mala de mão do tamanho tipicamente aceito pelas empresas aéreas. Além disto, o bagageiro também acomodará malas do tamanho máximo recomendado pela IATA (dimensões: 56 cm de comprimento, 45 cm de largura e 25 cm de altura).

Os novos painéis individuais de controle de luzes e ar-condicionado (Passenger Service Unit, ou PSU, na sigla em inglês) reforçam o conceito de “território pessoal”, com controles mais ergonômicos e intuitivos, com inspiração no setor automotivo. As janelas foram reprojetadas, dando a sensação de maior tamanho, oferecendo alta luminosidade na cabine.

Para a primeira classe, a Embraer está avaliando o conceito de assentos escalonados, com poltronas individuais e amplo espaço para as pernas, trazendo para jatos de corredor único um padrão de conforto oferecido apenas em aviões de grande porte. Em termos de entretenimento e de conectividade, a cabine do E2 terá opções de internet wi-fi e telas individuais, entre outros itens.

Outra inovação, ainda em análise pela Embraer e que está na cabine que a Empresa exibe em Farnborough, é a colocação de uma tela de boas-vindas ao passageiro na entrada do avião, que pode gerar uma potencial fonte de receita adicional às companhias aéreas por meio de publicidade e branding.

Pensando nas empresas de leasing, e na rápida reconfiguração da aeronave, a Embraer desenvolveu o interior no conceito de construção modular, com partes e estruturas comuns, como peças comuns para os bagageiros de bordo em todas as classes de serviço, o que agiliza a reconfiguração, diminui o número de peças e facilita a manutenção.

1_E2_Embraer-Under_Bins

DIVULGAÇÃO: Embraer

8
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
tiagobapGuilherme PoggioCarlos Alberto SoaresRinaldo Neryalexandre.bagatini Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
alexandre.bagatini
Visitante
alexandre.bagatini

O conforto oferecido por estes aviões é incrível, mas a Embraer precisa melhorar aquela saída de ar que fica diretamente acima da cabeça do passageiro que viaja na janela, é igual a do FOKKER 100. O modelo do Airbus seria uma ótima escolha. Viajo bastante e muia gente se incomoda com aquela ranhura acima com pequenos furos e esporadicamente pinga em vc umas gotas creio que de condensação.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Caro alexandre.bagatini

sugiro que envie seu comentário para:

http://www.embraer.com.br/pt-BR/ContatoEmbraer/Paginas/Fale-Conosco.aspx

Sds

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Interessante, nunca prestei atenção nessa saída. Em mim nunca pingou! rsrsrsrsrs

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Caro Rinaldo Neri,

tem um assunto no FORTE sobre as Baa’s e os C 130 e outras avenças, gostaria do seu “pitaco” por favor.

http://www.forte.jor.br/2014/07/10/governo-comprara-sistemas-de-defesa-antiaerea-da-russia/

Saudações

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Corrigindo, Rinaldo Nery …. desculpe-me caro.

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

Gosto muito desse tipo de aeronave regional com fileira de apenas quatro poltronas. Além do conforto o embarque/desembarque é bem mais rápido do que mas aeronaves maiores.

Voltei a voar os antigos BAE 146 (fileira com seis poltronas) em vôos curtos e aí me deu saudades do E195

tiagobap
Visitante
tiagobap
Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Caro
Guilherme Poggio

Voei nesses “Ingleses” há muito tempo pela TABA, acho que nem existe mais.

A última vez que pesquisei e faz tempo tb, tinha um punhado dos BAE 146 voando em países andinos.

Sei lá, talvez por causa da altitude, 4 turbinas ….
não domino essa área …..