terça-feira, agosto 16, 2022

Gripen para o Brasil

Array

DNA Dassault

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Essas belas imagens, disponibilizadas no site da Força Aérea Suíça, são de um voo realizado em Le Bourget em junho de 2009. Pouco menos de um ano antes, em setembro de 2008, o Mirage III D (modelo biposto) que aparece nas fotos havia feito seu voo inaugural, após uma restauração iniciada em 2005, como aeronave do museu suíço Clin d´Ailes, que também possui um Hawker Hunter para exibições aéreas.

Aparentemente, esse Mirage III D é o mesmo que aparece em foto da matéria “Após 50 anos abrigando caças Mirage, Dijon prepara-se para a despedida“, publicada ontem no Poder Aéreo.

Se olhando as fotos você ficou com vontade de fazer um voo no Mirage III (para voar o Rafale, talvez o caminho seja um pouco mais complicado…), basta viajar à Suíça e estar preparado para desembolsar 17.000 francos suíços (aproximadamente 19.300 dólares ou 31.300 reais) por um voo de 30 a 45 minutos. Para quem prefere o design inglês, os voos no Hunter, também considerado um dos mais belos caças a jato de todos os tempos, são bem mais baratos. Confira os preços clicando aqui.

Mas voltemos às fotos. O que realmente chama a atenção é o “DNA” Dassault que liga aeronaves distantes no tempo, o Mirage III e o Rafale, a uma genealogia que prima pela beleza das linhas. Alguém discorda?

FOTOS: Força Aérea Suíça

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias

Caças Eurofighter Typhoon alemães partem rumo ao Indo-Pacífico para realizar exercícios conjuntos

O desdobramento inclui visitas ao Japão e a Coreia do Sul BERLIM (Reuters) - A Alemanha está enviando 13 aeronaves...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -