DNA Dassault

    548
    0

    Essas belas imagens, disponibilizadas no site da Força Aérea Suíça, são de um voo realizado em Le Bourget em junho de 2009. Pouco menos de um ano antes, em setembro de 2008, o Mirage III D (modelo biposto) que aparece nas fotos havia feito seu voo inaugural, após uma restauração iniciada em 2005, como aeronave do museu suíço Clin d´Ailes, que também possui um Hawker Hunter para exibições aéreas.

    Aparentemente, esse Mirage III D é o mesmo que aparece em foto da matéria “Após 50 anos abrigando caças Mirage, Dijon prepara-se para a despedida“, publicada ontem no Poder Aéreo.

    Se olhando as fotos você ficou com vontade de fazer um voo no Mirage III (para voar o Rafale, talvez o caminho seja um pouco mais complicado…), basta viajar à Suíça e estar preparado para desembolsar 17.000 francos suíços (aproximadamente 19.300 dólares ou 31.300 reais) por um voo de 30 a 45 minutos. Para quem prefere o design inglês, os voos no Hunter, também considerado um dos mais belos caças a jato de todos os tempos, são bem mais baratos. Confira os preços clicando aqui.

    Mas voltemos às fotos. O que realmente chama a atenção é o “DNA” Dassault que liga aeronaves distantes no tempo, o Mirage III e o Rafale, a uma genealogia que prima pela beleza das linhas. Alguém discorda?

    FOTOS: Força Aérea Suíça

    Deixe um comentário

    avatar
      Subscribe  
    Notify of