segunda-feira, dezembro 6, 2021

Gripen para o Brasil

HS-125 no Museu TAM

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Aeronave é a mais nova atração do acervo

O museu TAM, anteriormente conhecido como “Asas de um Sonho”, acaba de colocar em exposição mais uma aeronave que pertenceu ao inventário da FAB. Trata-se de um jato executivo HS-125 série 400, projetado e construído pela antiga fábrica inglesa Hawker Siddeley. O Poder Aéreo esteve lá para conferir e traz estas fotos exclusivas para os seus leitores.

O avião foi doado pela FAB e passou a ser exibido ao público a partir de 26 de fevereiro deste ano. Agora, o acervo do museu conta com 76 aeronaves em exposição, sendo que outras duas dezenas aguardam processo de restauro. Este é considerado o maior acervo de aviação do mundo mantido por uma companhia aérea particular. Desde junho do ano passado, quando foi reinaugurado, o Museu TAM já recebeu mais de 88 mil visitantes.

Além do HS-125, outra novidade é o ultraleve Roloff-Unger RLU-1 Breezy Pusher, construído e montado nas oficinas de restauração da instituição.

Outros HS-125 preservados no Brasil

Os HS-125 despediram-se do GTE (Grupo de Transporte Especial) em 18 de janeiro de 2007, sendo substituídos pelos  ERJ-145 (na FAB VC-99) na função de transporte de autoridades. Com a desativação das aeronaves, surgiu a possibilidade de preservar alguns exemplares.

No final do ano de 2007, o Museu Aeroespacial (MUSAL) recebeu o exemplar FAB 2113. Este avião foi o último HS-125 adquirido para o GTE. Entregue em julho de 1998, o FAB 2113 era uma aeronave usada que estava em operação nos EUA.

Além do exemplar entregue ao MUSAL, outros dois jatos da Hawker foram preservados no Brasil antes do Museu TAM receber o seu HS-125. Um deles (FAB 2118) está no museu do II COMAR em Recife e o outro (FAB 2127) encontra-se na Base Aérea de Brasília. Os aviões restantes foram recolhidos ao Parque de Manutenção de Recife (PAMA-RF).

O avião em exposição

O HS-125 preservado no museu da TAM encontra-se exposto em uma área que reúne os aviões que pertenceram à FAB. O jato atualmente está ao lado de um Neiva Regente. O local era anteriormente ocupado por um Xavante, que agora se encontra ao lado de um Buffalo e de frente para o HS-125.

A aeronave exposta no Museu TAM apresenta o padrão de pintura típico dos HS-125 utilizado pelo Grupo Especial de Inspeção em Vôo (GEIV). O próprio indicativo “GEIV” aparece na parte inferior da asa esquerda, juntamente com o cocar da FAB. Na deviva também está claramente exposto o brasão da unidade.

No entanto, a designação (VU-93) e  a matrícula (FAB 2128), expostas na deriva da aeronave, são de um HS-125 utilizado pelo Grupo de Transporte Especial (GTE).

Outro detalhe interessante, comum nas aeronaves pertencentes ao GEIV e ausente no exemplar exposto, é o conjunto de antenas no topo da fuselagem, característico dos HS-125 de calibragem de equipamentos de proteção ao voo.

Pelos motivos expostos acima, acreditamos que o exemplar em exibição no Museu TAM seja realmente uma aeronave que pertenceu ao GTE, mesmo que a pintura e parte dos indicativos pertençam a uma aeronave do GEIV. Caso realmente seja o FAB 2128, este foi foi adquirido pela Aeronáutica em 1973 e deixou o GTE em 2007.

Serviço

Funcionamento: quarta-feira a domingo, das 10h às 16h (entrada autorizada até as 15h).

Ingressos: R$ 25, com meia entrada de R$ 12,50 para estudantes e idosos de 60 a 65 anos. Idosos a partir de 65 anos e crianças até 6 anos não pagam.

Estacionamento e wi-fi gratuitos.

Informações: (16) 3306-2020 ou pelo site www.museutam.com.br

LEIA TAMBÉM:

- Advertisement -

Últimas Notícias

Finlândia deve escolher jatos F-35 na concorrência de US$ 11 bilhões

A Finlândia deve escolher os caças F-35 da Lockheed Martin Corp. em sua licitação de 10 bilhões de euros...
- Advertisement -
- Advertisement -