Home Noticiário Internacional Lembranças do ‘F-X1′, via WikiLeaks – parte 1

Lembranças do ‘F-X1′, via WikiLeaks – parte 1

376
21

Viegas teria se mostrado surpreso com liberação do AMRAAM pelo Governo dos EUA e com disponibilidade de caças F-16 holandeses usados

Nesta terça-feira, 18 de janeiro de 2010, foi disponibilizado pela Folha de São Paulo mais um texto em inglês, via WikiLeaks, sobre o programa F-X, precursor do atual F-X2 para a aquisição de novos caças para a FAB.  Vários pontos são interessantes, especialmente a parte 4, sobre a aparente surpresa do então Ministro da Defesa, José Viegas, com a liberação do míssil AMRAAM por parte do Governo dos EUA, e com a disponibilidade de caças F-16 usados holandeses.  O documento tem data indicada de 12 de março de 2004.

Segue a tradução, adaptação e edição do texto, feita pelo Poder Aéreo:

Programa F-X do Brasil: não importa quem ganhe, o Ministério da Defesa apoia a Embraer

1. Apesar de nenhum anúncio ter sido feito sobre a seleção para o novo caça de alto desempenho da Força Aérea Brasileira (FAB), o F-X, o Governo Brasileiro poderia estar preparando o palco para uma decisão na compra dos 12 aviões. Na competição do F-X, Embraer está atualmente em parceira com a Dassault, oferecendo o Mirage 2000-5.

De acordo com uma nota do jornal “O Globo”, o Ministro da Defesa José Viegas disse para uma plateia de empresários que a Embraer, gigante brasileira da aviação, “será contratada para fornecer serviços específicos” para o consórcio vencedor,  não importando qual o resultado da competição, e mesmo que perca em sua proposta conjunta com a Dassault.

2. A seleção do F-X será feita pelo Conselho Nacional de Defesa na presidência, que já recebeu dados técnicos do Ministério da Defesa. O Governo Brasileiro deixou passar diversos prazos finais autoimpostos para uma decisão sobre o F-X, e a espera poderia ser ampliada ainda mais. 

Discutindo programas prioritários do Ministério da Defesa, o Ministro Viegas disse em 8 de março ao jornal Gazeta Mercantil, de São Paulo, que uma decisão sobre o F-X “será tomada neste ano”, uma afirmação que dá pistas de que um anúncio pode não ser feito em breve.  

3. A Lockheed Martin desistiu de sua tentativa de fazer uma parceria com a Varig Engenharia e Manutenção (VEM). A VEM, que é uma subsidiária da Varig, não foi receptiva ao programa proposto pela Lockheed Martin para oferecer F-16 reformados.

Observadores concordam que os atuais problemas financeiros da Varig, assim como seu “epiléptico” esforço para fundir-se com a rival TAM, forçaram a VEM a permanecer à margem do processo. Enquanto a oferta de F-16 da Lockheed Martin permanece no F-X, a empresa carece de um parceiro brasileiro forte na competição, e isso parece limitar suas perspectivas.

4. Em uma conversa de 10 de março, em visita ao CJCS General Myers, o Ministro Viegas comentou que a oferta melhor e final ( best and final offer – BAFO) para novos F-16 deixou nele a impressão de que a empresa “não era séria” sobre ganhar a disputa. 

O Ministro também expressou preocupação sobre restriços impostas pelo Governo dos EUA no caso do Brasil comprar sistemas de armas dos Estados Unidos, especialmente o míssil AMRAAM, e pareceu surpreso quando lhe foi dito que o Governo Brasileiro havia recebido, por escrito, a garantia do Governo dos EUA de que o AMRAAM está disponível sem restrições.

O Ministro também pareceu surpreso sobre o fato da Holanda ter disponibilizado recentemente, por apenas 8 milhões de dólares cada, caças F-16 usados e reformados, comparáveis  a aviões novos em desempenho.

5. Comentário: Embora o programa F-X, estimado em 700 milhões de dólares, ainda assuste pelo preço, não há indicações nesse momento que o Ministro da Defesa irá baixar suas aspirações, indo de caças novos para usados.

Mas duas tendências parecem evidentes: que o Governo Brasileiro pode estar adiando uma decisão por questões orçamentárias ou outras, e que o eventual vencedor da competição deverá dar à Embraer um pedaço do bolo.

FONTE: Folha de São Paulo (clique no link para ver o texto original, em inglês)

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ZE
ZE
9 anos atrás

Quer dizer que o então Ministro da Defesa José Viegas ficou contente e surpreso com a oferta do Grande Satã do Norte ?

Ué, mas os EUA não é o mau da fita ?

[ ]s

Vader
9 anos atrás

Dejavu ou memórias? Esse Viegas era um bom sujeito, um cara honesto, mas um tremendo de um fraco. E esse FX1 foi uma palhaçada tão grande quanto o FX2. Só não teve presidente da república e ministro da defesa fraudando licitação, porque de resto teve tudo igual… O antiamericanismo é uma doença mesmo. Parte da doença da ignorância. De qualquer maneira, águas passadas. Lá pra cá o mundo mudou, o Brasil mudou na esteira do boom econômico, e, principalmente, os EUA mudaram tremendamente. Como o Presidente Bush disse certa feita, “a América não tem poder para cuidar sozinha do mundo”.… Read more »

Nick
Nick
9 anos atrás

Caro Vader,

F-35 com alguma autonomia, à exemplo do que os Isralenses estão fazendo (integração de armas e sistemas locais e manutenção full em território nacional) seria uma opção a ser considerado, tanto para a FAB (F-35 A) como para a MB(F-35C) .

Sobre o FX-1, nem acompanhei de perto, mas lendo essa matéria, as desculpas continuam as mesmas. A lamentar.

[]’s

Ivan
Ivan
9 anos atrás

Vader & Nick,

Welcome back !

Sds,
Ivan

Ivan
Ivan
9 anos atrás

Nick,

A melhor opção no mundo para uma marinha de porte médio, que dificilmente poderá sustentar um navio aeródromo com mais de 30.000 toneladas de deslocamento, será o polêmico F-35 B Lightning II.

Acredito que vão colocar nos eixos a vesão STOVL do JSF, permitindo que navios como o italiano Cavour possa desempenhar missões até hoje insuspeitas.

Abç,
Ivan.

ZE
ZE
9 anos atrás

Vader disse:
19 de janeiro de 2011 às 8:18

O bom filho sempre volta ao lar !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Sem nenhuma conotação gayística (aliás, nada contra os gays, sendo eles do Poder Aéreo ou não), posso falar: Vader, véio, tava com saudade.

[ ]s

ZE
ZE
9 anos atrás

É verdade Ivan: Nick, my homie, welcome back !

[ ]s

Ivan
Ivan
9 anos atrás

ZE,

‘Pera aí’ !!!

Vc e o Vader não são dois avatares do mesmo indivíduo ???
Ka ka ka ka ka…

Claro que parte do ‘indivíduo’ mora no Rio e outra parte mora em Campinas… um detalhe técnico inexpressivo… 🙂

Brincadeira amigos, mas é difícil esquecer as ‘estripulias’ do ano passado… inclusive os contínuos questionamentos de dupla personalidade… de alguns. he he he he he…

Sds,
Ivan, Ivanovich. 🙂

Alexandre Galante
9 anos atrás

É verdade pessoal, bom ter os amigos de volta à casa. 🙂

Com os comentários fechados, adolescentes “sem noção” e leitores com e-mail “fake” ficam de fora.

Só permanece a nata, com comentários de conteúdo e qualidade.

Welcome back, gentleman!

Vader
9 anos atrás

Ivan disse: 19 de janeiro de 2011 às 11:01 Mestre Ivanildo, a julgar por dois ou três morféticos imbecis que comentam por aí, eu seria não dois, mas uma LEGIÃO de avatares da mesma pessoa, hehehe. Sou onipresente, ahahahaha… De resto, a “culpa” é do Galante, que me convenceu a voltar. Porque eu havia desencanado mesmo. Mas doravante só irei comentar aqui na Trilogia, e em lugar algum mais. Desistí, por exemplo, do Cavok, onde (re)apareceram algumas figuras que azedam o leite, como um tal de Hornet/Ouragan, tal de Mauro, sem falar nos sempre onipresentes PPs/Ilya Gumpy, Mad Dog, etc.… Read more »

Vader
9 anos atrás

Ah sim, ZE, também estava com saudades do pessoal. Grande abraço.

A propósito, postei no Blog do Vader anteontem uma tradução da Aviation Week que acho que vale a pena o pessoal dar uma lida:

http://vaderbrasil.blogspot.com/2011/01/as-vulnerabilidades-do-caca-stealth_17.html

Estaria a tecnologia stealth sendo posta em dúvida???

Abraços.

Nick
Nick
9 anos atrás

Salve Ze, Ivan,

Bom voltar a comentar aqui , novamente =]

Os comentários fechados, mantém o nível dos comentários, mas seria bom se mais comentaristas voltassem, desde que lógico sem descambar para os ataques ao Blog.

[]’s

Joker
Joker
9 anos atrás

Welcome Vader e Salve Nick!

Vader
9 anos atrás

Ahaha, primeiro post e já tomo uma “paulada”??? rsrsrs.

Tá certo, me desculpem. Mas não fiz crítica ao Cavok não, pelo contrário, é um blog excelente, tirando alguns frequentadores… 🙂

Abs.

joseboscojr
joseboscojr
9 anos atrás

Bem vindo Vader! A tradução da matéria sobre o J-20 ficou ótima. Quanto a tecnologia stealth provavelmente ela irá colocar as coisas como eram na era pré-stealth/radar de varredura mecânica. Ou seja, nos anos 70 e 80 eram raros caças com grande RCS serem detectados em distâncias maiores que 50 km por radares mecânicos. Com a introdução dos AESA um caça com RCS de 10, 20 ou 50 m2 seria detectado a 350 ou 400 km “facilmente”. A tecnologia stealth veio novamente reduzir a distância de detecção para os valores anteriores. Algumas aeronaves mais refinadas irão ser detectadas mais tarde,… Read more »

Observador
Observador
9 anos atrás

Voltando ao assunto… O Wikileaks ainda vai colocar alguém em apuros. A notícia só demonstra o despreparo das pessoas responsáveis pela segurança do Brasil. Um sujeito que se mostra “surpreso” com este tipo de informação ou é hipócrita ou é desinformado mesmo. O que matou o FX-1 foi o mesmo veneno que matou o FX-2: a mais baixa, mesquinha e pusilânime politicagem. Pensam em tudo primeiro, menos na segurança nacional. Antes aconteceu como agora: determinado político devia apoiar determinado avião em troca de polpudo “agradecimento”; parceiros nacionais sem credibilidade apoiando outro candidato e queimando uma boa opção; americanofobia de esquerdistas… Read more »

Observador
Observador
9 anos atrás

Xiii…

Onde se lê “deste que se venda frango”´, ne verdade é “DESDE que se venda frango.

Desculpem o preciosismo, mas há de se respeitar a Língua Portuguesa.

Luis
Luis
9 anos atrás

“Chega de balela! Chega de aventura! Quem quer carro, compra alemão. Quem quer relógio, compra suíço. Quem quer queijo, compra francês. Quem quer arma compra americano.” Não necessariamente. As melhores armas de infantaria são européias (HK, FN Herstal, SIG Arms, Beretta, Benelli, etc). As únicas armas originalmente americanas em uso nas próprias forças armadas dos EUA são os Fuzis de Assalto da família M16 e o Springfiled M14, os fuzis de precisão M24, XM110 e Barrettt M107, as carabinas da família M4 e a metralhadora Browning .50. As pistolas são européias (SIG P226, Beretta M9, HK Mark23), as submetralhadoras são… Read more »

Vader
9 anos atrás

Luis disse: 19 de janeiro de 2011 às 20:59 Grande Luis, vc entendeu o que eu quis dizer! 🙂 Eu fiz uma generalização meio tôsca, mas é evidente que todo mundo produz alguma coisa de boa em termos de armamento. Alguns são “state of the art” em algumas coisas, outros em outras. Mas o que quis dizer é que SÓ o Tio Sam, NO MUNDO INTEIRO, se quisesse, produziria TUDO o que consome. Ou vc acha que eles não teriam capacidade de fazer (ou mesmo copiar, se quisessem) um HK? Ou uma Beretta? Sabe porque eles não fazem? Porque não… Read more »

Luis
Luis
9 anos atrás

Entendi sim, mas além dos EUA a Rússia (desde a URSS) também seria capaz de produzir tudo sozinha. Copiar sob licença é fácil, até a IMBEL faz o FAL no Brasil, cujas patentes já caducaram. Mas não conseguimos ainda criar nada melhor. É preciso ter know-how. Todos os armamentos que falei são produzidos sob licença em filiais das empresas nos EUA (regras do jogo). Mas, pelo menos em matéria de armas de fogo, as armas européias são melhores (e mais caras) do que as americanas (mesmo os EUA tendo a quantidade de fábricas que tem). E por que os americanos… Read more »

Luis
Luis
9 anos atrás

Pra mim o FX poderia já ter acabado:

1) Se o FHC tivesse mais tempo de mandato ou o processo de escolha, durante o seu mandato, não tivesse se arrastado algumas vezes.

2) Se o Lula tivesse continuado o processo de onde o FHC parou.

Segundo especulações da época, seria Gripen na cabeça!