terça-feira, julho 27, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Pane em KC-137 da FAB atrasa chegada de militares brasileiros

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Avião trouxe parte do contingente que estava no Haiti

O vôo que está trazendo 121 militares do Haiti para Santa Maria está com atraso de mais de oito horas. O desembarque no Aeroporto Civil da Base Aérea de Santa Maria, que estava marcado para à 0h45min desta segunda-feira, não tem hora para ocorrer. Antes das 6h desta segunda, familiares já esperavam no aeroporto.

O Boing KC-137 da Força Aérea Brasileira (FAB) saiu da capital haitiana, Porto Príncipe, por volta das 23h deste domingo (horário de Brasília), fez um pouso para abastecer em Manaus e viria direto para Santa Maria.

Mas em decorrência de uma pane (ainda não identificada) teve de descer na capital carioca. Por causa do problema no avião, os militares serão transportados por outras duas aeronaves Hércules da FAB, que estão sendo preparadas para a decolagem. Com a troca de aviões, a duração da viagem que seria de duas horas passará para três horas e meia, aproximadamente.

FONTE: Zero Hora

Previous articleFaltam comandantes
Next articleCruzex V: e a Venezuela?
- Advertisement -

16 Comments

Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aquino

jà ta na ora de apozentar o kc-137 pra não provocar alguma tragedia mas como o brasil è muito demorado ele vai voar muito ainda ,agora um antonov an -124 sò para transporte na fab seria uma maravilha bastaria tres para dar conta do recado e depois um novo aviaõ tanque a330 seria muito bom para nossa fab..

robert

é bonitão esse ai!

Paulo

Esse sucatão já aterrorizava o FHC, e continua a missão até hoje…

Danilo

Pior que é Paulo ! kkk

Galileu

Nossa esse lixo ainda voa….
Como tudo nas Forças só vai pra manutenção, quando mata alguém….
Já no caso do KC137, nem manutenção é a saida ahaha

Cristiano GR

Fiquei impressionado com a diferença de tempo de voô entre um KC-137 e um C-130 H. Será que esta informação está correta, só 1,30 hora de diferença? Sendo que o KC-137 é jato e o Hercules de hélice e elogiado por voar com grande peso a baixas velocidades.

Calheiros

Isso acontesse nas maiores forças aéreas do mundo.rssss esperamos que esses bravos cheguem em paz e saudosos de seus familiares,parabens á todos a vossa mãe gentil os acolhera de braços abertos

Luiz Eduardo

Galileu

Posso estar errado, mas li um tempo atrás – acho que aqui no Blog mesmo – que estes mesmos aviões ainda são usados pela USAF, apenas com troca de turbinas das originais para mais modernas e alguma atualização de aviônicos – por isso que acho q fazendo uma atualização desse tipo ele ainda dá muito pano pra manga…

Editores do Blog, se falei alguma bobagem sobre essa atualização feita pelos USA, por favor me corrijam…

Sds.

luiz otavio

já vi em documentários que eles são os aviões tanque da USAF, com turbinas de 727 e painéis mais modernos, mas ainda sem piloto automático, o piloto é quem pilota no braço mesmo. durante o documentário um Eagle foi abastecido e o narrador (por sinal o Bruce Dickinson) disse que ele bombeia em 8 minutos o que uma bomba comum de posto faria em 24 hs.

FABIO

Acho uma belissima aeronave, quadrimotor… porém já virou um sucatão a muito tempo… Mas se pensarmos bem é coerente o uso dele… A FAB SÓ OPERA sucatão… pra quem voa de AMX e F5 voar de KC 137 é normal.

JOSEF SIMAS Jr.

Sera que vale a pena trocar as turbinas e atualizar os avionicos ?

Tenho ouvido falar que as estruturas estao boas.

Nautilus

Galileu, disse besteira… Luiz Eduardo, a USAF tem ainda uns 400 KC-135 em uso. Alguns são mais antigos do que os nossos. Mas a USAF é uma força aérea de um país pobre, como os Estados Unidos, pode voar essas velharias, não é? O Brasil varonil, que é muito mais rico, só pode ter aviões novos, com menos de 10 anos de uso… Modernizar, nem pensar… :/ Respondendo ao Josef Simas, Jr, para a FAB não vale a pena agora remotorizar esses aviões. Os substitutos (Boeing 767 convertidos para tanque/carga)… E a pequena quantidade também não compensa. Seriam necessários comprar… Read more »

asbueno

Pegando um gancho neste último post do Poggio, com relação ao longo prazo para a substituição dos KC-135 por conta da linha de montagem limitada, teria o USAF, talvez, interesse em outras aeronaves para realizar esta missão temporariamente, um tampão? E, neste caso, o KC-390 poderia ter um papel, uma vez que, apesar de ser pouco maior que um C-130, possui velocidade (e teto operacional?) muito superior? Observando os custos de manutenção envolvidos para a frota envelhecida, não compensaria algo do tipo?

Últimas Notícias

Saab entrega segunda seção de fuselagem traseira do T-7A Red Hawk para o programa de teste de voo

A produção e o envio desta seção de fuselagem traseira é o mais recente marco na contribuição da Saab...
- Advertisement -
- Advertisement -