Home Noticiário Internacional Perspectivas do ‘Silent Eagle’

Perspectivas do ‘Silent Eagle’

796
43

Duas notícias sobre a versão stealth do F-15 Eagle, o F-15SE, Silent Eagle.
A Arábia Saudita apresentou um pedido urgente para compra dos avançados caças F-15. O assunto seria discutido no encontro do Rei Abdullah com o Presidente Barack Obama.

Espera-se a assinatura de um acordo para a compra dos novos F-15, num negócio estimado em US$ 10 bilhões.

Autoridades disseram que a família real saudita quer 72 caças F-15, fabricados pela Boeing, entre eles a versão stealth.

O negócio incluiria o financiamento do desenvolvimento da versão SE do F-15, já que a USAF não está interessada no avião.

Foi dito também que Abdullah quer um negócio rápido, lembrando que poderá procurar a Europa para conseguir jatos avançados, em caso de demora. A Arábia Saudita estaria preocupada com o Irã, por isso a pressa.

Licença de exportação para a Coreia do Sul

A Boeing pediu uma licença de exportação para a Coréia do Sul sobre os detalhes sensíveis da versão furtiva do F-15E, que dentro de poucos meses fará seu primeiro vôo.

O governo dos EUA aprovou uma política de exportação no segundo trimestre para o F-15SE Silent Eagle, após a Boeing apresentar detalhes de sua seção reta radar (RCS), cerca de seis meses mais cedo, disse Brad Jones, diretor da Boeing para programas de desenvolvimento do F-15.

A política de exportação permite à Boeing solicitar uma licença de exportação para clientes específicos, com a Coreia do Sul como o primeiro na fila, disse Jones. O F-15SE está competindo contra o Lockheed Martin F-35 Joint Strike Fighter para um contrato na Coréia.

Entende-se que os coreanos poderão escolher entre o F-15SE e F-35, pois estão autorizados a comprar qualquer um deles. A Arábia Saudita, por outro lado, só exigiu o direito de comprar o F-15SE agora, mas está demorando para obter a licença.

FONTES: WorldTribune.com e FlightGlobal

NOTA DO PODER AÉREO: O F-15SE poderá tornar-se uma opção mais barata aos países que quiserem um caça stealth. Mas de qualquer maneira o desenvolvimento completo da versão ainda demanda tempo e dinheiro e alguém terá de financiá-lo.

É interessante notar que a RCS do avião tem que ser aprovada pelo Governo Americano.

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
43 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
tiagojl
tiagojl
10 anos atrás

Não vou negar que sou apaixonado por esse caça.

Nick
Nick
10 anos atrás

US$10 Bilhões = 72 F-15 SE/E = US$138 milhões / unidade
US$ 6 Bilhões = 36 Rafales = US$166 milhões / unidade

Por que eu tenho a impressão de estarmos fazendo um péssimo negócio??? Que dureza…..

[]’s

Rodrigo Marques
Rodrigo Marques
10 anos atrás

“”Foi dito também que Abdullah quer um negócio rápido, lembrando que poderá procurar a Europa para conseguir jatos avançados, em caso de demora””

Esse cara de fato quer dormir tranquilo… 🙂

Vader
Vader
10 anos atrás

Caramba, esses sauditas não brincam em serviço… 72 F-15??? Putz… Isso porque os caras já tem 153… além de 111 Tornados e 110 F-5. E tudo pra ontem! Nessas horas que dá até raiva de pensar na lástima que se transformou o maldito FX2 depois que os políticos do gf meteram a sua colherzinha torta… Mas pelo que entendi não serão todos na versão Silent. Mesmo assim, a se confirmar, trata-se da primeira encomenda externa de F-15 Silent. Notar que é a mesma quantidade de Eurofighter cuja compra foi anunciada anteriormente: http://news.bbc.co.uk/2/hi/business/5262120.stm Melou pro Typhoon ou vão somar-se? De qualquer… Read more »

ZE
ZE
10 anos atrás

Por alguma razão (bem, eu sei quais são as razões), eu não acredito na veracidade dessa notícia.

Querer comprar é uma coisa. Já comprar………..

[ ]s

Vader
Vader
10 anos atrás

Quais as razões ZE?

Luiz Ricardo
10 anos atrás

Off-topic

para que email eu mando fotos se eu tiver algum desenho de caça ou navio para mostrar para o pessoal do blog?

On-Topic

Tenho duvidas sobre este caça. Será que o menor RCS dele compensa a menor capacidade de armamentos?

Abraço!

curvo
curvo
10 anos atrás

Sempre ouvi dizerem que a manutenção da fera é muito cara, alguém pode corroborar isto, ou dizer que pelo contrário ?

Pois caso hipotético, poderia ser útil para nós, num “Hipotético” FX-3 ?

Antonio M
Antonio M
10 anos atrás

Ah esses sauditas e coreanos !!! Como são burros !!!!

Querendo esse “F15 de papel” enquanto tem o super buster extra large RAFALE dando sopa e louco para ter sua 1ª venda internacional ?!?!?!?! Não percam mais tempo, vão de RAFALE !!!!!!

tiagojl
tiagojl
10 anos atrás

Curvo,

Duvido que seja mais cara do que do Rafale, mas é bem cara sim.

Quanto servir ao FX-3 por mais que eu seja completamente apaixonado pelo F-15 ele não serve pra nós, vejo ele como uma solução stealth pra quem já opera o F-15 como a própria Arábia Saudita, Coreia do Sul, Japão e Israel.

Antonio M
Antonio M
10 anos atrás

“Pois caso hipotético, poderia ser útil para nós, num “Hipotético” FX-3 ?…”

Sinceramente não sei. Na atual forma como atuaram/atuam os MirageIII/Mirage 2000, somente 12 caças em Anápolis atuando em superioridade aérea/interceptação para todo território nacional, sem dúvida seria eficiente mas estou por fora dos custos que teria (creio que até poderia ser possível pois é um caça que tem escala) mas não sei se daqui para frente essa seria a doutrina da FAB em relação à defesa/interceptação em nosso espaço aéreo.

curvo
curvo
10 anos atrás

Tiagojl, por quê ?
Será que se fôssemos de F-18 S/H (hipoteticamente falando … antes que me apedrejem …hahahaha) este não seria o complemento ideal (ambos são fabricados pela Boeing) antes da chegada do F-35 ?
Uma FA com F-18 S/H, Gripen E/F e F-15 SE daria muito trabalho para os adversários não concordam ?
Mas isto é devanear muito concordo, como diria nosso ILLuminati GURU Sabedor-de-quase-tudo (de champagne e Queijos Gorgonzola) Nerso LLobobin, realmente é “Muita areia para o NOSSO caminhãzinhozinho” !!! hahahahahaha

curvo
curvo
10 anos atrás

AntonioM, realmente “REALISTICAMENTE” falando concordo que apenas “12 ” aeronaves de superioridade aérea, baseadas em Anapolis, pouco resolvam, pois numa eventual guerra poderiam somente defender “e olha lá se tanto” Brasília !!!

Antonio M
Antonio M
10 anos atrás

curvo disse:
30 de junho de 2010 às 19:06

Pois é!

Mas que é um ________avião, é ! Não ficaria triste com ele operando por aqui ……

curvo
curvo
10 anos atrás

Nem eu, nem eu !!!!

Antonio M
Antonio M
10 anos atrás

“…Tenho duvidas sobre este caça. Será que o menor RCS dele compensa a menor capacidade de armamentos? …”

Caro Luiz Ricardo,

Pelo que sei o caça também possui pontos duros externos e o voô em configuração externa “limpa”, seria para obter o máximo de desempenho aerodinâmico em vôo justamente para missões de interceptação e defesa aérea. Para ataque a conversa seria outra…..

Antonio M
Antonio M
10 anos atrás

Será que Israel não se interessaria também?!

curvo
curvo
10 anos atrás

Antonio M, acho que os israelenses preferem o F-35, mas na falta dêste … Quem sabe ???
Queijo Gorgonzola (fedido !!!) é que não vão querer … hehehehehe

Alexandre Galante
10 anos atrás

A Boeing está brigando com a Lockheed nessa questão. O F-15SE poderá ser mais capaz que o F-35 em vários quesitos e será mais barato, com uma RCS competitiva.

Alguns defendem que a USAF poderia adquirir F-15SE para substituir muitos F-15 velhos e diminuir as encomendas do F-35.

A Boeing também espera conseguir vender o F-15SE para clientes no exterior no lugar do F-35.

curvo
curvo
10 anos atrás

Realmente Galante, sê o F-15 SE ficar pronto para ser comercializado logo, acredito que muitos não esperarão pelo f-35, ou ainda comprarão F-15 SE como “Gap” para o F-35, aliás como já disse, após o encerramento do FX-2, com a respectiva compra de F-18S/H ou Gripen E/F (hehehe), poderíamos comprar, dentro de um FX-3 (?) alguns F-15 SE (se é pra sonhar, uns 36) para realmente começarmos a nos capacitar no TO moderno, o que acham ? Delírios de uma noite de Inverno ???? (hehehehe)

vassili
vassili
10 anos atrás

Curvo, 18:38hs,

Recentemente saiu aqui mesmo uma nota que informava o possível valor da hora de voo de diversos modelos de aeronaves militares ocidentais.

(se não estou enganado), o F-15 era o mais caro de todos, com a hora de voo custando cerca de 80.000 dólares. Mas pode ser que eu esteja enganado, pois ja faz algum tempo que esta matéria foi postada por aqui.

abraços.

vassili
vassili
10 anos atrás

Galante,

Eu vejo com algumas ressalvas essa info que o F-15SE poderá ter a RCS comparável à do F-35.

Tudo bem que materiais RAM modernos conseguem reduzir boa parte do eco radar da aeronave, mas somente isso não é suficiente para anular toda o retorno radar que a aeronave emite.

Tem duas coisas no F-15SE que o colocam fora da categoria sthealth: as enormes entradas de ar dos motores e a deriva dupla vertical.

eu acho que, mesmo ele em configuração limpa (apenas com armamento interno), ainda tenha um RCS de pelo menos 0,5mt.

abraços.

cmte.felix
cmte.felix
10 anos atrás

Senhores,

Numa única frase:

Este avião tem mercado.

Abç

Wladimir
Wladimir
10 anos atrás

F-35 para a FAB não tem como porque o Brasil quer ToT. Foi por este motivo que a LM não ofereceu o F-35. Se não me engano, a LM chegou a cogitá-lo, mas devido a ToT, tirou-o da lista. Ainda não podemos falar em preço. O F-35 irá custar, por enquanto, no mínimo U$ 160 milhões para a USAF! vejam a Austrália: pagou U$ 3 bilhões por 14 unidades! O que dá algo de U$ 214 milhas por aparelho. Vejam bem: as forças armadas dos EUA pagam um preço menor pelos aviões desenvolvidos por eles (óbvio). Pegamos o SH: a… Read more »

grifo
grifo
10 anos atrás

Este avião tem mercado.

Caro Cmte.felix, excelente poder de síntese. Ou como poderia ser dito em outras palavras, “tem quem queira”.

Wladimir
Wladimir
10 anos atrás

E que mercado. Ahhhhh, só uns 88 voando por aqui já estava bom demais!

Más…

Almeida
Almeida
10 anos atrás

curvo disse: 30 de junho de 2010 às 19:02

Amigo, uma FA com F/A-18 E/F, Gripen E/F e F-15 SE só daria trabalho para seus engenheiros e técnicos de manutenção. Que pesadelo logístico!

Almeida
Almeida
10 anos atrás

E eu sou do time que não acredita, mas nem a paulada, que este Silent Eagle tenha um RCS sequer semelhante ao do F-35. Vejam bem, por mais modernos que sejam os materiais RAM e tecnologia de produção utilizados, ele continua tendo duas enormes entradas de ar que expõe as pás das turbinas, duas enormes derivas verticais retas (desistiram de colocá-las anguladas, como na foto desta matéria), tubeiras redondas totalmente expostas e é um avião bem grande. Mesmo limpo, carregando mísseis em seus antigos tanques conformais, ele deve ter no máximo o RCS de uma aeronave de 4a geração moderna,… Read more »

Rodrigo Rauta
Rodrigo Rauta
10 anos atrás

Ah, mas esse ai não presta não…é americano!!
tem cada coisa né….

Abraços.

tiagojl
tiagojl
10 anos atrás

Curvo, Respondendo esse seu comentário: http://www.aereo.jor.br/2010/06/30/perspectivas-do-silent-eagle/#comment-160856 O F-15SE não seria o complemento ideal do F-18 E/F já que o mesmo é o substituto do F-14 Tomcat que era o equivalente naval do F-15. Ou seja se formos pensar em complemento teria que ser do tipo Hi-Lo como por exemplo F-15/F-16 ou Su-27/Mig-29 ou seja teriámos que escolher entre o F-15SE ou o F-18 E/F. Quanto a RCS do F-15SE dúvido também que seu RCS seja igual ou apenas um pouco maior do que o F-35 mas se fosse pra escolher entre um Rafale com AESA remendado, um EF-2000 com radar… Read more »

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Logo que foi lançado o F-15 tinha 3 grandes fontes de reflexo radar no setor frontal; as entradas de ar, o cockpit e a antena de radar de varredura mecânica. Claro, sem falar nas armas transportadas externamente e nos materiais compostos que foram usados, expondo o interior do caça a receber a energia eletromagnética de radares bisbilhoteiros. No setor lateral as maiores fontes de reflexo radar sem dúvida são os estabilizadores verticais e a carga externa. Isso é válido para caças da era pré-stealth. Num caça como o Silent Eagle, que incorpora a tecnologia stealth, tanto de “forma” quanto de… Read more »

tiagojl
tiagojl
10 anos atrás

Mesmo assim você acha possível que o F-15SE consiga chegar no patamar do F-35 que foi projetado desde do início para ser uma aeronave stealth Bosco?

curvo
curvo
10 anos atrás

Almeida disse: 30 de junho de 2010 às 22:27 Porquê pesadelo logístico ? F-18 S/H e Gripen E/F = Mesma turbina Será que o F-15 utiliza materiais tão diferentes dos outros dois ? Mesmo sendo o mesmo fabricante ? TiagoJL Em que pese a questão evolução F-18 S/H “Ser uma evolução do F-18”, não acredito que sejam excludentes, pois acredito que numa questão “furtiva” possam até ser complementares, ou seja, quem não tem F-35 caça com F-15 SE !!?? Ainda por cima sendo os dois da Boeing num eventual off-set (tal como no caso do F-18) será que poderíamos fabricar… Read more »

Nick
Nick
10 anos atrás

Caro Bosco,

Disse tudo. provavelmente o RCS dele é pouco maior que um F-35, mas acredito que seja menor que os Eurocanards, 1º pelo fato de ter toda a expertise da Boeing, que tem grande experiencia nesse campo(furtividade) e pela possibilidade de carregar armas em baias furtivas, o que garante ao F-15 SE a furtividade que por exemplo, um Rafale ou Gripen perdem quando totalmente carregados para missão.

[]’s

CAL
CAL
10 anos atrás

Quem sabe se formos de F-18 SH, não podemos desenvolver com eles uma versão furtiva também.
A final eles já tem o material e o conhecimento necessário para fazer as alterações e nós entrariamos com a grana!

Vader
Vader
10 anos atrás

Almeida disse:
30 de junho de 2010 às 22:34

“E eu sou do time que não acredita, mas nem a paulada, que este Silent Eagle tenha um RCS sequer semelhante ao do F-35.”

Conte comigo nesse time!

Abs.

Vader
Vader
10 anos atrás

Galera, me perdoem por polemizar, mas a verdade é que essa aeronave é um tremendo de um “remendão” de uma de 4a geração. Um excelente “remendão”, mas ainda assim apenas isso. Vejam que a coisa é tão complexa que os cabras da Phantom Works simplesmente desistiram das derivas inclinadas, ou seja, essa foto postada na matéria é FAKE! Nom ecxiste, nem jamais existirá! Aliás, essas derivas que saem retas da fuselagem e depois se inclinam sempre me pareceram mais com uma colher de pedreiro do que com uma deriva de aeronave de última geração. Nesse sentido, dizer que seu RCS… Read more »

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Vader,
Mas o post não diz isso, né! Em nenhum lugar diz algo semelhante e sim que o SE pode vir a ser uma opção mais barata ao F-35.
Quanto às derivas, é senso comum que em aeronaves convencionais as inclinadas são mais efetivas na redução do RCS que as retas e mesmo em caças que usam e abusam de materiais RAM houve uma opção pelas inclinadas (o melhor é não ter nenhuma), mas tal fato pode não ser verdade quando se aplica a tecnologia stealth. Nesse caso, derivas verticais retas podem ser viáveis, salvo engano.
Um abraço.

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Bosco e Felipe, Com todo o respeito que os F-15 merecem, eu também acho o Silent Eagle um Remendão de 4ª Geração… Mas é uma tremenda aeronave, que deve ser respeitada e, certamente, será superior a qualquer outro caça que não seja de 5ª Geração, talvez apenas o Sukhoi Su-35 possa se comparar ao monstro. Apenas um esquadrão de Silent Eagle na FAB já seria um tremendo poder de dissuasão. Acredito também que há mercado para esta fera, inclusive uma excelente perspectiva para ‘kits’ de MLU para os F-15 E Strike Eagle e suas versões. Quanto a capacidade de carga… Read more »

Vader
Vader
10 anos atrás

Bosco disse: 1 de julho de 2010 às 12:36 Boscão: se vc disser que é possível (veja bem, apenas “possível”) que o rcs deste monstrengo seja semelhante ao de um Super-Hornet (desarmado), eu até acredito, apesar deste último ser um re-projeto redimensionado (e que, nesta condição, sofreu alterações – e a forma das turbinas é apenas uma delas – levando em conta o fator “diminuição de rcs”) de um outro (F/A-18A) que já é quase uma década mais novo que o do F-15 (s.m.j.). Mas honestamente, e evidentemente posso estar enganado, chego a achar até uma heresia comparar essa aeronave… Read more »

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Vader e Ivan, Mas o que estou tentando dizer é isso. Eu concordo plenamente com você Vader, que o RCS do SE não deve chegar nem perto do F-35. Só acho que para os clientes potenciais do SE, que não terão acesso a um legítimo caça de 5ª G, e que querem um algo mais que um 4,5ª G, a redução conseguida é considerada satisfatória. Quanto à “carga paga” interna, ela é pequena se comparada aos atuais furtivos em uso ou em desenvolvimento, mas com 4 MRAAM ele com certeza deve ter um RCS menor que um caça de 4,5ªG… Read more »

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Vader e Bosco,

Acho que estamos + ou – de acordo.

De qualquer forma, para quem já opera F-15, um MLU para os padrões do Silente Eagle pode ser interessante.
Até mesmo uma nova compra, considerando a pré-existência de uma cadeia logística.

Abç,
Ivan.

vassili
vassili
10 anos atrás

Qual é o tamanho da RCS do F-15C, totalmente carregado e missão de superioridade aérea?????? Algo como 15 mts????????????? ou mais??????????? Se levarmos em comparação que um 4ª Geração, como o Rafale tem um RCS de 1 mt, a reduçao no F-15SE deve ser no mínimo superior ao apresentado no modelo frances, ou seja, em configuração “stealth” ( com armamento apenas nas baias internas) o SE num deve apresentar algo superior à 0,1mt, ou poderá nunca passar da fase de projeto. Ele seria um excelente vetor para a FAB???????????? resposta complicada de se responder assim na lata…………….. tudo o que… Read more »