Home Indústria Aeroespacial Airbus MRTT com as cores da Índia

Airbus MRTT com as cores da Índia

287
6

a330-mrtt1

Aproveitando a Aero Índia 09, a Airbus divulgou imagens do seu A330 Multi Role Tanker Transport (MRTT) com as cores da Força Aérea da Índia. A subsidiária da EADS concorre com a russa Ilyushin para o fornecimento de seis aeronaves de reabastecimento aéreo.

A Índia já opera seis Ilyushin Il-78 na configuração de reabastecimento aéreo e este é basicamente o mesmo avião oferecido pelos russos agora. O RPF (request for proposals) foi emitido em 2007 e a decisão deve sair até o final deste ano. Segundo o RPF, os concorrentes devem iniciar a entrega das aeronaves em três anos após a assinatura do contrato.

A aeronave oferecida pela Airbus é semelhante ao A330-200 adquirido pelo Reino Unido como parte do programa FSTA (primeira entrega em 2011).

O número de encomendas pode aumentar quando parte dos 126 caças do programa MMRCA já tiver operacional.

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nunão
Nunão
11 anos atrás

Sei que custam uma bala e que certamente há outras prioridades na frente em relação a compra de aviões novos (não estou falando de usados). Mas que seria uma grande solução (e principalmente duradoura) ao problema de substituir os KC-137 no transporte estratégico e no Revo, ah isso seria.

A EADS bem que poderia “adoçar” sua possível proposta para avaliação “à parte” do F-X2 de que tanto se fala (apesar de se falar mais dos Sukhoi), com uns MRTT…

trackback
11 anos atrás

[…] seis aeronaves do mesmo modelo. No entanto, em função destes desentendimentos, foi escolhido o projeto europeu Airbus A330 para o projeto […]

trackback
11 anos atrás

[…] A indústria de defesa russa (’Oboronka’) está diante de questões problemáticas relacionadas ao gerenciamento de contratos e ao suporte aos clientes tradicionais. No caso dos Il-78 para a Índia, fontes da mídia russa e internacional apontam questões relacionadas à não conformidade dos requisitos estabelecidos pelo cliente. Peças de reposição e serviços de apoio pós-venda também foram duramente criticados. Como resultado, a européia EADS foi favorecida na concorrência. […]

Nunão
Nunão
11 anos atrás

Sei que custam uma bala e que certamente há outras prioridades na frente em relação a compra de aviões novos (não estou falando de usados). Mas que seria uma grande solução (e principalmente duradoura) ao problema de substituir os KC-137 no transporte estratégico e no Revo, ah isso seria.

A EADS bem que poderia “adoçar” sua possível proposta para avaliação “à parte” do F-X2 de que tanto se fala (apesar de se falar mais dos Sukhoi), com uns MRTT…

trackback
11 anos atrás

[…] seis aeronaves do mesmo modelo. No entanto, em função destes desentendimentos, foi escolhido o projeto europeu Airbus A330 para o projeto […]

trackback
11 anos atrás

[…] A indústria de defesa russa (’Oboronka’) está diante de questões problemáticas relacionadas ao gerenciamento de contratos e ao suporte aos clientes tradicionais. No caso dos Il-78 para a Índia, fontes da mídia russa e internacional apontam questões relacionadas à não conformidade dos requisitos estabelecidos pelo cliente. Peças de reposição e serviços de apoio pós-venda também foram duramente criticados. Como resultado, a européia EADS foi favorecida na concorrência. […]