IMAGENS: Jatos da Força Aérea Real Saudita escoltam o avião do presidente chinês Xi Jinping

O Presidente da China Xi Jinping chegou a Riad na tarde de quarta-feira (7/12) para uma viagem de quatro dias.

Seu avião foi escoltado por quatro caças Eurofighter Typhoon sauditas e seis jatos Saudi Hawk antes de pousar no Aeroporto Internacional King Khalid.

Xi recebido pelo ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Faisal bin Farhan bin Abdullah, pelo governador de Riad, Faisal bin Bandar al Saud, pelo embaixador chinês na Arábia Saudita, Chen Weiqing, e outras autoridades.

A China e a Arábia Saudita assinaram 34 acordos de energia e investimento, enquanto o presidente chinês Xi Jinping prometeu fortalecer a parceria estratégica abrangente com Riad durante sua primeira visita ao Oriente Médio desde 2016.

LEIA TAMBÉM:

Durante visita de Xi ao Oriente Médio, China e Arábia Saudita assinam 34 acordos de energia e investimento

Subscribe
Notify of
guest

25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ecosta

É curioso como aparentemente todos os países evitam armar seus caças com mísseis em tempo de paz. Deve ser para evitar desgaste.

Penso que essa escolta seja mais por uma recepção calorosa do quê para algo prático.

Alguém esclarece?

Zezão

Grupos terroristas não tem capacidade de derrubar um avião em alta altitude, o risco está durante o pouso e decolagem, neste caso, provavelmente o avião presidencial chinês deve estar equipado com flares e chaffs como contramedida antimíssil, ou seja, usar caças como escolta são desnecessários.

Rodrigo

Pois derrubaram um na Ucrânia em 2014 a mais de 32.000 ft.

Zezão

Derrubaram usando um BUK M1-2/SA-11, este tipo de armamento é normalmente operado por Exércitos.
No entanto, muitos consideram o Exército da Rússia e russos disfarçados de separatistas ucranianos como terroristas, se você considera dessa forma, a resposta faz sentido …

Last edited 1 mês atrás by Zezão
Carlos Crispim

Foi a Rússia.

Régis

E o tal F-15 abatido pelos houthis na guerra do Iêmen? Eles não são considerados terroristas pelos sauditas e americanos? Claro, estava voando em baixa altitude, fazendo papel de bombardeiro, como os caças russos na Ucrânia.

Nemo

Exatamente Ecosta, o principal objetivo é demonstrar satisfação pela visita.

Maurício.

Essa escolta tem quase o mesmo objetivo da escolta dos Mirage III ao avião que trazia a seleção do penta em 2002, é como você disse, uma recepção calorosa. Mas, aqui só acho, não tenho certeza, eles podem estar armados com os canhões, o que também já faz um baita estrago.

https://youtu.be/mK5972a4YdE

Ivan

E. Costa,
.
Sim, os mísseis (principalmente montados – “pendurados” – em pilones) sofrem desgaste, o que implica na racionalização do uso dos mesmos.
.
Entretanto, os Typhoons – assim como os veneráveis Phantoms – levam 4 (quatro) mísseis de alcance além da visão (BVR) em recessos na parte inferior da fuselagem, como pode ser visto na imagem abaixo:
comment image

.
Estas posições oferecem menor arrasto e, talvez, menor desgaste.
.
Observe que nas fotos da escolta cerimonial não aparecem a parte inferior dos Typhoons. Assim sendo, eles podem estar armados com mísseis sob a fuselagem.
.
Saudações,
Ivan, an oldinfantryman.

Rodrigo

Tens razão Ivan.
Mas ao que parece, pela primeira foto, tem-se a impressão que não estavam com esses mísseis na fuselagem.

Rodrigo, o sem definição por hora..

Salim

No caso f35 e f22, que tem baía interna mísseis, teoricamente teriam menor desgaste com atrito e vibracao, que seriam maiores aceleradores desgaste. Alguém tem alguma informação sobre este tópico?!

Nilton L Junior

34 acordos conhecidos agora aqueles protocolos estratégicos só as chancelarias conhecem.

Clésio Luiz

Sobre caças fazendo escolta de aviões presidenciais, tem uma história hilária sobre uma visita do presidente americano Richard Nixon na Síria. Consta que o piloto do C-137 “Air Force One” não recebeu um comunicado de que os sírios iriam fornecer uma escolta com MiG-21s, quando o 707 transportando Nixon entrasse em espaço aéreo sírio. Então o que aconteceu foi uma “serie de manobras evasivas” onde o Boeing tentava se desvencilhar dos MiG-21, o que obviamente soa totalmente ridículo, pois um jato comercial jamais alcançaria tal feito contra caças supersônicos. Um par de minutos depois, o piloto do “Air Force One”… Read more »

Alfredo

Fato demonstrativo da nova situação do Mundo.
A expansão da influência econômica e política da China.
E isso no outrora coração da zona de influência americana.
Quem poderá parar os chineses?

Heitor

Um 747…

A C

Sim, meu caro Heitor.
Um 747 assim como o Air Force One.
A Air China eh uma empresa de linha aerea comercial do governo. Por certo com esta aeronave tem algumas modificacoes/adaptacoes para acomodar o transporte VIP mas nao saberia dizer se eh um aviao dedicado a funcao.

Heitor

E normalmente políticos de peso iguais a ele voam por meio de suas forças aéreas (por segurança claro) e em aviões feitos em seus países rsrs.. a China não dispõe de aviões assim?

RenanZ

(Ainda) não

Machado

Em breve. Tem um projeto conjunto com os Russos. Está na fase inicial. Agora que terminaram um outro devem acelerar este.

Alberto

747 saindo de linha
Maior avião comercial dos EUA é o 777
Asas e boa parte da fuselagem central – fabricado no Japão
Chips avançados e telas de LCD – Japão, Taiwan, China e Coréia do Sul
Tanques de combustível, flaps e leme – Emirados Árabes Unidos
E diversos componentes da Índia e Coréia do Sul tb
E logo China e Rússia terão o CR 929
C919 Chinês previsto agora em dezembro entrar em operação por cia chinesa

Nonato

Esses componentes são importados porque os Estados Unidos não tem capacidade tecnologica para fabricar.

Chris

Ate iPhone é fabricado na China… Ate no Brasil ! E isso então significa que eles não podem fabricar ?

Diz isso pra IBM… Que acabou de anunciar o 1o chip de 2 nanômetro do mundo !

Ou pra Huawei chinesa… Que ate saiu da Rússia, pra não se complicar ainda mais nas proibições de uso de tecnologia americana.

Last edited 1 mês atrás by Chris
Manus Ferrum

A Arábia Saudita não é mais a parceira monogâmica dos EUA.

Carlos Campos

É petrodólar que se cuide…….

Charlie-Alfa-Zebra

Pois e gente… ninguém para o Xi…bem sua turma…parece que todo mundo está complacente com a Ditadura Chinesa, aí esta estendendo suas asas sobre o Oriente Médio. Ao ponto de começarmos a depender deles pra tudo menos os alimentos, não vai ter mais jeito.