sexta-feira, outubro 7, 2022

Gripen para o Brasil

Estudo da Embraer prevê potencial para 100 novas rotas na região da Malásia

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

• Jatos regionais como os E-Jets da Embraer terão efeito transformador na conectividade regional malaia

• Capacidade adequada das aeronaves para a demanda de passageiros é fundamental para o crescimento sustentável e resiliente das companhias aéreas

• Mercado local vai demandar até 150 novas aeronaves neste segmento

Kuala Lumpur, Malásia, 8 de setembro de 2022 – A Embraer divulgou hoje, durante a participação no Selangor Aviation Show, um estudo no qual mostra que os jatos regionais podem viabilizar a abertura de mais de 100 novas rotas na região da Malásia.

“À medida que a demanda por viagens se recupera, vemos oportunidades únicas para a Malásia aprimorar sua conectividade doméstica e regional. No entanto, essas novas rotas também devem ter viabilidade comercial para as companhias aéreas”, disse Raul Villaron, Diretor da Embraer Aviação Comercial para a Ásia-Pacífico. “As companhias aéreas estão enfrentando grandes desafios, como preços de combustível mais altos e um ambiente operacional cada vez mais competitivo, tornando imperativa uma adequação na capacidade de aeronaves para os passageiros.”

A Embraer também identificou a necessidade de 150 novas aeronaves com menos de 150 assentos nos próximos 20 anos na Malásia. Aeronaves regionais desse porte complementarão as maiores, que são predominantes no país, e aumentarão a viabilidade de estabelecer novas rotas ou ampliar a frequência das rotas existentes. Isso inclui o impulsionamento da conectividade doméstica e entre as cidades da Península da Malásia com as regiões de Sabah e Sarawak.

Na edição anterior do Selangor Aviation Show, a Embraer exibiu seu jato comercial E195-E2, demonstrando como os baixos custos operacionais da aeronave, desempenho superior e menor consumo de combustível e baixa emissão de ruído podem agregar valor ao cenário da aviação da Malásia. O E195-E2 é a aeronave de corredor único mais eficiente e sustentável do mundo e acomoda até 146 passageiros.

Jatos regionais como a família de aeronaves E-Jets E2 da Embraer (E190-E2 e E195-E2) possuem atributos ideais que permitem às companhias aéreas aumentarem sua malha de rotas e direcionarem o tráfego de passageiros para seus hubs. O E2 tem um custo de viagem 25% menor do que uma aeronave de corredor único de nova geração, comumente vista na Malásia, mantendo a paridade de custo de assento e melhorando a competitividade de uma companhia aérea.

Os E-Jets da Embraer têm sido destaque nos principais hubs aéreos do mundo. Companhias como KLM, Lufthansa, British Airways, Japan Airlines e todas as principais dos EUA implantaram os E-Jets para aumentar suas rotas e alimentar o tráfego para seus hubs aéreos. As companhias aéreas regionais também operam E-Jets para estabelecer rotas a partir de e para cidades secundárias e terciárias.

O estudo sobre o mercado da Malásia está disponível neste link.

Sustentabilidade

O E2 é a aeronave de corredor único mais eficiente, economizando até 25% das emissões de dióxido de carbono em comparação com as aeronaves da geração anterior.

No início de julho, a Embraer e a Pratt & Whitney testaram com sucesso uma aeronave E195-E2 com combustível de aviação 100% sustentável (SAF). Com 100% SAF, a redução de 25% nas emissões pode ser aumentada para impressionantes 85%.

Até 2030, a família de jatos comerciais E-Jets E2 será certificada para voar com 100% SAF.

A Embraer pretende ser neutra em carbono até 2040 e alcançar um crescimento neutro em carbono a partir de 2022. Sua jornada de sustentabilidade começou há quase 20 anos, quando a empresa foi a primeira fabricante de aeronaves a receber a certificação ISO 14001 na gestão ambiental de seus processos de produção e projeto. Em 2004, a Embraer foi pioneira ao certificar o primeiro avião produzido em série no mundo movido a biocombustível, o “Ipanema”.

A Embraer está envolvida em diversos novos projetos de tecnologia. O eVTOL (veículo elétrico de decolagem e pouso na vertical) de baixas emissões, desenvolvido pela Eve – empresa spin-off da Embraer – entrará em serviço a partir de 2026, oferecendo às pessoas mais opções para determinar a forma como viajam, especialmente a “última milha da viagem” – ir do aeroporto para casa ou vice-versa.

Em novembro de 2021, a Embraer apresentou a família Energia, que compreende quatro aeronaves conceituais de tamanhos variados que incorporam diferentes tecnologias de propulsão – híbrido-elétrico, elétrico, célula a combustível de hidrogênio e turbina a gás bicombustível.

Sobre a Embraer

Uma empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer tem negócios em aviação Comercial e Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, prestando serviços e suporte aos clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8.000 aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola em algum lugar do mundo, transportando mais de 145 milhões de passageiros por ano.

A Embraer é o principal fabricante de jatos comerciais com até 150 assentos e o principal exportador de bens de alto valor agregado no Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

As aeronaves comerciais fabricadas pela Embraer são operadas por mais de 130 companhias aéreas distribuídas em mais de 70 países, incluindo as principais dos EUA, British Airways, KLM, Japan Airlines e companhias aéreas na China.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest

2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
João Adaime

Estabelecer cenários futuros. Primeiro passo para um bom planejamento.
Se há uma coisa que a Embraer não sabe fazer, é ficar de braços cruzados.

SANTANA

SE ESSAS ESTIMATIVAS DESSEM CERTAS,A EMBRAER AINDA TAVA FAZENDO ERJ 145 KKK,NAO SEI DE ONDE ELES TIRAM ISSO,NUNCA SE CONCRETIZA

Últimas Notícias

Embraer avança na produção do primeiro KC-390 Millennium para a Hungria

Hungria é o segundo cliente internacional do programa KC-390 Entregas estão programadas para começar em 2024 Gavião Peixoto –...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -