sábado, maio 15, 2021

Gripen para o Brasil

Airbus apresenta seu primeiro A321neo ACF

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Airbus lançou o seu primeiro A321neo ACF (Airbus Cabin Flex) em Hamburgo, tendo em sua fuselagem a Torre Eiffel de Paris e a Estátua da Liberdade de Nova York, mostrando a sua capacidade de realizar voos transatlânticos

Nova evolução possui maior autonomia e capacidade

São Paulo, 8 de janeiro de 2018 – A Airbus concluiu a montagem do primeiro A321neo ACF (Airbus Cabin Flex) em suas instalações em Hamburgo, Alemanha. A aeronave movida a motores CFM Leap-1A passará por testes em terra antes do primeiro voo agendado para as próximas semanas. A primeira entrega de um ACF A321neo para um cliente está programada para meados deste ano.

O A321neo ACF é o mais recente acréscimo à bem-sucedida Família A320. Com a aplicação de modificações na fuselagem, o ACF permite configurações de cabine mais flexíveis para até 240 passageiros. Em comparação com a variante anterior do A321, as modificações mais visíveis são uma nova seção traseira e uma configuração modificada do acesso dos passageiros, na qual a porta localizada na parte da frente da asa foi removida e estão localizadas novas saídas de emergência na seção central. O A321neo ACF é hoje uma opção, e se tornará padrão para todos os A321neo por volta de 2020.

O A321neo ACF é a base para uma variante de longo percurso conhecida como A321LR. O A321LR tem um aumento de MTOW (Peso Máximo na Decolagem) de 97 toneladas, e conta com um terceiro tanque de combustível sob o piso que permite que as companhias aéreas aumentem sua autonomia para 4,000 milhas náuticas para a realização de voos intercontinentais. A primeira entrega de um A321LR está prevista para o 4º trimestre de 2018.

O A321 é o maior membro da família A320. Ele pode acomodar até 240 passageiros, dependendo da configuração da cabine. Incorporando os últimos motores, avanços aerodinâmicos e inovações de cabine, o A321neo oferece uma redução imediata no consumo de combustível de pelo menos 15% por assento, e de 20% até 2020.

DIVULGAÇÃO: Airbus

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
diego

A AERBUS lança esse NEO 321… o que vai ser do CSERIES?? a categoria parece a mesma o E2 e do CSERIES…

Leonardo Araujo

Horrível. Dizem que avião bonito voa bem, este aí tem que provar a que veio.

Walfrido Strobel

Diego, um A321 NEO não é da categoria dos E-2 e C-Series, é superior, da mesma categoria dos Boeing 737 MAX.

MARCOV

Mais especificamente do 737 MAX 10.

HMS TIRELESS

Esse aparelho vai ficar um tempinho sozinho no mercado até o proposto 797, chamado “Middle of the market”, voar. Contudo fora a Delta as outras empresas norte-americanas estão postergando a substituição dos seus 757, o que pode ser um indício de que estão aguardando o produto da Boeing.

Antonio de Sampaio

E tem gente que ainda é contra a fusão Boeing Embraer… quem sabe o pessoal da engenharia da Embraer possa mostrar para a Boeing como se faz um avião dentro do prazo e do orçamento…manda esse 797 para São José dos Campos… e tira o telefone do gancho, o resto é com a gente..

HMS TIRELESS

Antonio de Sampaio 9 de Janeiro de 2018 at 15:00

Não tem atraso algum no 797! A Boeing propositalmente postergou o lançamento do aparelho pois gostaria de ter um feedback mais claro dos operados atuais do 757

HMS TIRELESS

Leonardo Araujo 9 de Janeiro de 2018 at 14:27

Esse avião é usado pela LATAM aqui no Brasil! Eu já voei bastante nele e é uma ótima aeronave

Antonio de Sampaio

HMS TIRELESS 9 de Janeiro de 2018 at 15:04
Não estou dizendo que esteja atrasado, aliás eu nem sei que avião é esse, o tal 797, quanto mais se está atrasado.
Estou dizendo que em uma indústria marcada por atrasos, a Embraer é uma das poucas que cumpre prazos.
O E190E2 voou um mês antes do prazo previsto, e um mês depois cruzou o Atlântico…

EduardoSP

Cumpre prazos, às vezes. Houve grandes atrasos no E-170, no KC-390, nos Phenom 450 e 500, no A-29…

Antonio de Sampaio

EduardoSP 9 de Janeiro de 2018 at 20:17 Coloca alguma fonte confiável das suas afirmativas, porque estamos de bagos cheios dos mesmos de sempre entrarem aqui, destilarem um monte de mentiras, se se ninguém dá trela, ela pensa que alguém acreditou nele… Essa é uma forma manjada de trolagem, o sujeito entra aqui, faz uma afirmação mentirosa em uma ou duas linhas e cai fora… Sem fonte alguma, no mais das vezes, é pura mentira, eventualmente alguém de dentro da Embraer que comenta aqui se dá ao trabalho de desmascarar o sujeito, mas nem sempre… Tipo alguém… “A Boeing já… Read more »

Ivan BC

Rinaldo Nery deve conhecer esse modelo.

Carlos Alberto Soares

O A 321 é sucesso, essa versão aumentará esse sucesso.

Como eu sei ? http://www.flightradar24.com

Na faixa de 4.000 nm ++ é sucesso,

“Ivan BC 9 de Janeiro de 2018 at 22:33
Rinaldo Nery deve conhecer esse modelo.”

Provável que tenha informações.

Rinaldo Nery

Por enquanto sei só de A320. O 321 da Azul ainda não chegou.

Rinaldo Nery

O 320 tem MTOW de 77.000kg, contra 52.290kg do E195. São de categorias distintas.

Mauricio_Silva
HMS TIRELESS

Mauricio_Silva 15 de Janeiro de 2018 at 10:35

É a tendência do mercado. O 747 ao menos tem uma versão cargueira e as vendas da mesma, ainda que lentas, é que estão pagando os custos de desenvolvimento da variante 8

Reportagens especiais

PAMA-SP 2014: Poder Aéreo no Domingo Aéreo – parte 3

Evento mostrou cinco caças F-5EM em diferentes estágios de revisão nível parque. No ano passado, eram dez - Quem compareceu ao...
- Advertisement -
- Advertisement -