Home Aviação de Transporte Alemanha e Noruega encomendam cinco Airbus A330 MRTT para a OTAN

Alemanha e Noruega encomendam cinco Airbus A330 MRTT para a OTAN

2361
30
Airbus A330 MRTT

BRUXELAS — Em uma cerimônia de assinatura em 25 de setembro de 2017, o atual contrato do Multinational Multi-Role Tanker Transport Fleet (MMF) foi alterado para incluir a Alemanha e a Noruega como participantes do projeto MMF, juntamente com os Países Baixos e Luxemburgo.

O Sr. Arturo Alfonso-Meiriño, Diretor da OCCAR (Organisation for Joint Armament Cooperation), Sr. Bernhard Brenner, Vice-Presidente Executivo de Marketing e Vendas da Airbus Defence & Space, e do Sr. Didier Plantecoste, Airbus Defense & Space Chief of Tanker Programs and Derivatives assinaram oficialmente a emenda nos escritórios da OCCAR-EA em Bonn, Alemanha.

Esta emenda exerce uma opção de contrato para aumentar significativamente o alcance do projeto das duas aeronaves A330 MRTT encomendadas inicialmente para sete aeronaves no total, incluindo também opções para até quatro aeronaves adicionais (aumento potencial para 11 aeronaves no total).

A alteração do contrato significa uma evolução importante do programa MMF como uma capacidade chave para a OTAN e as Forças Aéreas europeias, demonstra a crescente confiança dos países europeus na solução cooperativa alcançada pela União Européia e pela OTAN e reconhece o produto A330 MRTT. Novas nações devem se juntar ao MMF no futuro e exercer as opções de contrato disponíveis.

Também participaram desta importante cerimônia de assinatura: o Sr. Peter Dohmen, o gerente geral da NSPA, o Sr. Jan der Kinderen, dos Países Baixos, o Sr. Tom Schons, de Luxemburgo, o Sr. Stefan Neumann, da Alemanha, e o Sr. Dion Polman, EDA.

O projeto MMF foi iniciado pela Agência Europeia de Defesa (EDA) em 2012 e a Organização Conjunta de Cooperaão em Matéria de Armamento (OCCAR) administra a aquisição como Agente de Execução de Contrato da Agência de Apoio e Aquisição da OTAN. A fase de aquisição foi lançada em julho de 2016 com a assinatura do contrato original e inclui os dois primeiros anos de suporte. Após a fase de aquisição, a NSPA será responsável pelo gerenciamento completo do ciclo de vida da frota.

O Programa é financiado pelos quatro participantes para o projeto MMF que terá o direito exclusivo de usar essas aeronaves pertencentes à OTAN que operarão em um arranjo de pool. As aeronaves serão configuradas para o reabastecimento em voo, transporte de passageiros (incluindo VIPs) e de carga, bem como para voos de evacuação médica. As aeronaves serão operada por uma unidade multinacional da Base Operacional Principal (MOB) em Eindhoven (NLD) e Base Operacional Avançada (FOB) em Colônia (GER).

A entrega das sete aeronaves A330 MRTT atualmente sob contrato da linha de conversão de aviões-tanque da Airbus Defense e Space em Getafe perto de Madri é esperada entre 2020 e 2022.

FONTE: European Defence Agency

Subscribe
Notify of
guest
30 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Delmo Almeida
Delmo Almeida
3 anos atrás

Excel notícia!!! O melhor avião tanque da atualidade ajudando a diminuir a fraqueza da Europa nessa capacidade. Em 2011, quando as potências européias estavam bombardeando a Líbia sob a tutela da Res 1973/74 da ONU, ficou clara a falta de capacidade. Os EUA tiveram que dar o suporte durante toda a operação, pois eles não tinham meios suficientes para fazer isso de forma independente mesmo sendo no quintal de casa e com domínio do TO. Imagina se fosse um país mais longínquo. O A400M e o MRTT darão uma nova capacidade expedicionária aos europeus que ainda estavam no arranjo de… Read more »

Bosco
Bosco
3 anos atrás

Avião tanque com “janelinha” não deve prestar.

camargoer
3 anos atrás

Caro Bosco.
Deve ser para o fotógrafo ficar tirando fotos durante o reabastecimento e coisas assim.. na melhor das hipóteses, para o frentista ficar de papo com o piloto dando sinal de jóinha.. riso

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

Interessante notar que algo tão antigo quando a sonda do reabastecedor, tenha dado tanta dor de cabeça para a Airbus e a Boeing.
.
É como dizem: se não está quebrado, não conserte.

Karl Bonfim
Karl Bonfim
3 anos atrás

Por falar em Multi-Role Tanker Transport Fleet (MMF), e os três, dois sei lá Kc 706 que a FAB ia comprar da IAI (Israel iarcraft Industry)? Nada?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

Money que é bom nóis num have, Karl. A FAB que levante as mãos para o céu porque o programa do KC-390 ainda está andando.

Bavaria Lion
3 anos atrás

O mercado e suas reviravoltas maravilhosas. Quem sabe quem vai pagar os MRTT da Alemanha? Rsrsrsrs

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Bosco 27 de setembro de 2017 at 14:00
Avião tanque com “janelinha” não deve prestar.
.
Bosco, um avião tanque pode e deve ser usado com outras finalidades, como:
– Medical Evacuation dos A300 da Alemanha.
– VIP como um dos A330 da RAF modificado para viagens do 1° Ministro.
– Cargo como seriam nossos KC-767.
– Passageiros como os A330 da RAF que tem os seus C-17 para transportar carga.
Este é o interior dos A330 MRTT Voyager da RAF, exceto o VIP que é mais luxuoso.
. https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcS6jHAhUeQNnGNKkpXbnfdjsr7wVcIdHk69G2BhcHP2WLuxd5cod-uvu7hb3w

Helano Moura
Helano Moura
3 anos atrás

reconfigurar o projeto sai mais caro !!!

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Este é o interior do A330 MRTT Voyager VIP da RAF, tiveram a preocupação de não fazer algo muito luxuoso no padrão dos VIPs mundo afora para as invejosas de plantão não reclamarem. . https://www.swscertification.com/images/AirTanker-20170306-2.jpg The RAF commissioned AirTanker to convert an existing military Multi Role Tanker Transport (MRTT) Voyager to provide enhanced cabin transport for government ministers and the UK Royal Family. The new enhanced cabin jet would be converted to include 58 business class seats, conference facilities and a changing room. As part of this programme, SWS would need to provide civil approval through the European Aviation Safety… Read more »

Tallguiese
Tallguiese
3 anos atrás

Os kc-767 da fab ja eram faz tempo, quero ver quando acabar o contrato do unico alugado que usamos. Os pilotos do esquadrao de uma aeronave so pelo menos vão parar de brigar pra ver quem é o próximo que vai pilotar o bichão!

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Uma correção, os MedEvac da Alemanha são A310 MRTT e não A300. . A pedido do cliente o A330 MRTT pode ser entregue em versão com porta de carga superior, vejam as versões disponíveis. . The A330 MRTT cabin can be modified to carry up to 380 passengers in a single class configuration, allowing a complete range of configurations from maximised troop transport to complex customisation suitable for VIP and guest missions. Available configurations include 300 passengers in a single class and 266 passengers in two classes. The A330 MRTT can also be configured to perform Medical Evacuation (Medevac) missions;… Read more »

Nunao
Nunao
3 anos atrás

Bosco, a linha de janelinhas é pra visualizar de fora o nivel do combustível dentro da cabine, assim os caças em volta sabem se tem pra todo mundo.
.
E, dependendo da cor vista pelas janelinhas, podem saber se é querosene, alcool, gasolina azul, diesel aditivado com Bardal etc.

ivo
ivo
3 anos atrás

ninguém acertou o propósito das janelas…….
as janelas são para disfarçar o avião, assim o inimigo pensa que é de passageiros….

EduardoSP
EduardoSP
3 anos atrás

Impressionante é a dificuldade da Boeing em fazer o KC-46 funcionar direito. Os caras fabricam o 767 há 30 anos, já desenvolveram versão reabastecedora para o Japão e a Itália e estão há 6 anos tentando terminar o desenvolvimento do Pegasus. É incompetência demais.

EParro
EParro
3 anos atrás

Meus, cês tão de matar de rir! Depois do teracazzo, agora essa do tipo de combustível.

Wellington Góes
Wellington Góes
3 anos atrás

Com certeza a melhor relação custo-benefício no mercado.

Paulo Jorge
Paulo Jorge
3 anos atrás

Me pergunto como um país de dimensão continental prescinde de um vetor desse quilate.

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Paulo Jorge, o Brasil optou por um enxame de 30 KC-390, então melhor esquecer algo maior como um KC-767 usado convertido, algo maior e caro como um A330 MRTT zero hora não teria nem como comprar ou operar.
Vamos de KC-390 mesmo, e está de bom tamanho.

Wellington Góes
Wellington Góes
3 anos atrás

Walfrido, meu colega, tu sabes disso, a existência do KC-390 na FAB não elimina a necessidade de uma aeronave como o B767, ou o A330. Os objetivos e missões são distintos. . Você e eu, dentre outros, que às 30 aeronaves adquiridas foram no objetivo de viabilizar o desenvolvimento e produção, não sabemos se todos os 30 estarão em operação (aliás, espero que vendam alguns para países parceiros, criando um mecanismos parecido ao FMS dos EUA), mesmo assim aeronaves do porte do A330 e B767 são e serão muito úteis às missões de longo alcance. E mais e mais delas… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

EduardoSP, as dificuldades em si não são os itens antigos, afinal, o KC-46 é um apanhado de 3 versões do 767.
.
O problema são os itens novos, suíte de guerra eletrônica, comunicações, mas o principal mesmo é o novo sistema de reabastecimento. Algum abençoado achou que era boa ideia consertar o que não estava quebrado. Fizeram um sistema modernoso, controlado remotamente através da cabine via câmeras e controle remoto, que está dando uma tremenda dor de cabeça para fazer funcionar.

Tamandaré
Tamandaré
3 anos atrás

Com certeza Wellington Góes, você foi bem na mosca!! Vamos continuar precisando de uns 3 ou 4 aviões do porte do A330 / Boeing 767.

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Wellington, sei que o KC-767 é superior ao KC-390, mas quando chegarem os 30 KC-390 ficariam sem necessidade os KC-767, que venham mais Boeing 767 arrendados , seja na versão cargo ou de passageiros.
E que venha um B767 com primeira classe para apoiar viagens presidenciais longas.

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Clésio Luiz 28 de setembro de 2017 at 11:02
C. L., o velho sistema usado no KC-135 e KC-10 do operador da sonda no porão do avião controlando a operação através de uma abertura um dia teria que ser substituido.
Vejam como é o sistema antigo neste vídeo do KC-135R.
. https://m.youtube.com/watch?v=cnpPCS2xGBI

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Depois a Airbus lançou este sistema onde o operador fica na dianteira do avião com cameras.
. https://m.youtube.com/watch?v=tqbj2CKV7GE

Walfrido Strobel
3 anos atrás

O KC-767 do Japão já usa o sistema moderno, da para ver bem neste vídeo onde reabastecem os F-15J com detalhes.
. https://m.youtube.com/watch?v=xPxAdlRAjns

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

Venceram concorrência MILITAR nos USA, não levaram por causa do lobby.
Na sua categoria é dos melhores.
_____________________________

Para nós iria muito bem os (3) 767-300ER IAI – MRTT –
infelizmente cancelados.

Walfrido Strobel
3 anos atrás

Carlos Alberto Soares, só a Airbus usa a designação MRTT(Multi Role Tanker Transport), a IAI usa a MMTT(Multi Mission Tanker Transport ) para seu tanker.
Na prática a mesma coisa, mas cada fabricante usa sua designação.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

Walfrido Strobel
Eu sei, muita tecnicidade da sua parte. Mas tá bom.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

Fizeram uma ótima escolha Alemães e Norugeueses.
O 676-300ER também é um ótimo anv