Home Aviação de Caça Peru avalia características do caça MiG-29M/M2

Peru avalia características do caça MiG-29M/M2

5926
43
MiG-29М-М2

Moscou, 26 de agosto de 2017 – No território da companhia de aviação internacional “S.A. Ramport Aero” na cidade Zhukovskiy, localizada perto de Moscou, foi realizada uma reunião da delegação da Força Aérea da República do Peru com a chefia da MiG Corporation em 24 de agosto.

“A América Latina é um dos principais mercados da MiG Corporation. Em particular, desde 1997, os aviões de combate MiG-29 atendem a Força Aérea da República do Peru. Quero enfatizar que durante estes anos, a MiG Corporation obteve uma grande experiência de modernização de tais máquinas, que formam a base para a continuação da cooperação dos nossos países, até mesmo para a possibilidade de fornecer o mais moderno caça da família multimissão MiG para atender aos interesses da Força Aérea Peruana”, confirmou Iliá Tarasénko, diretor-geral da MiG Corporation.

No âmbito da cooperação para o desenvolvimento, um voo conjunto foi realizado para familizarização com a aeronave MiG-29M2, com o Tenente-Geral da República do Peru, Rodolfo García Esquerre (Inspetor Geral da Força Aérea da República do Peru), com Mikhail Beliáev, piloto de testes da MiG Corporation. O representante do Peru avaliou as capacidades do avião de combate profundamente modernizado, bem como suas características técnicas e de voo.

O fato de o Peru ter uma base de manutenção técnica dos aviões MiG-29 e tripulação de voo e técnico bem preparado, facilita a promoção de novos produtos da MiG Corporation para este país.

Por essa razão o diálogo com representantes da liderança das Forças Armadas do Peru sobre as possibilidades de promoção dos aviões de caça modernizados MiG-29M/M2 poderá aumentar significativamente as capacidades peruanas, com despesas mínimas na instalação da base necessária de material e manutenção técnica e preparação de técnicos.

Cockpit do MiG-29M/M2

É muito importante que o lado russo sob demanda do Peru esteja preparando um ótimo programa de ‘offset” que assegure o alto grau de independência da manutenção técnica da aeronave MiG-29M/M2 e a produção de vários nós e agregados precisamente no território do Peru, que contribuirão para o desenvolvimento da indústria de aviação do país e a transferência de tecnologias modernas.

No período entre 2008 e 2014, a MiG Corporation modernizou 8 aviões de combate MiG-29 para o nível “SM” — que é diferente da modificação MiG-29M/M2. Até 2020, praticamente todos os jatos de combate da Força Aérea da República do Peru terão mais de 30 anos de operação.

DIVULGACÃO: RAC MiG

Subscribe
Notify of
guest
43 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Jorge
Paulo Jorge
2 anos atrás

Cadê a pintura azul cafona no cockpit? aliás, a foto interna parece um F-16.
Vamos aguardar pra ver se vinga ou não mais encomendas para o Peru.

Sds

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Tem muito mais lógica que o fake do MIG 35.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
2 anos atrás

Querem apostar quanto que chegarão 3 esquadroes no Peru antes que chegue sequer um Grippen no Brasil???

Silva
Silva
2 anos atrás

Ás vezes esse complexo de vira latas enche a porra do saco. Ora, mas o Gripen NG é um projeto novo que nem sequer começou sua produção em série. Ainda se encontra em fase de testes. Fez o primeiro vôo o pouco tempo atrás, no dia 15 de junho desse ano. Comprar um Caça de prateleira é uma coisa. Desenvolver uma nova aeronave é outra bem diferente. Não é da noite para o dia.

Ótimo vídeo divulgado pela Saab:
https://www.youtube.com/watch?v=2FZlOWIJWCo

Ivanmc
Ivanmc
2 anos atrás

O Mig 29M/M2 é um caça padrão. A imagem do cockpit é um espetáculo, parabéns belíssima matéria.

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Este cockpit da foto do texto é o do “M2”.
Este é o do Mig-29M.
.comment image

Karl Bonfim
Karl Bonfim
2 anos atrás

Silva 26 de agosto de 2017 at 17:13

Esse complexo de vira latas enche a porra do saco mesmoooooo!!!
O gripen ng é a melhor escolha dentro programa FX!

Jorge F
Jorge F
2 anos atrás

Parece fora de nexo, mas se o Brasil tivesse aeronaves orientais e ocidentais, teríamos uma boa noção sobre suas capacidades e o que realmente vale a pena. Nada mirabolante como o que é feito na índia, acho bem equilibrado ter um Esquadrão de J-10B lado a lado com Esquadrões de Gripen. Talvez ao término tivéssemos uma maior compreensão do uso do PL12 e do AIM-120 em combate BVR, aí sim podendo partir para uma tecnologia brasileira.

Silva
Silva
2 anos atrás

Karl Bonfim, O Gripen NG será a aeronave que dará a FAB, a supremacia aérea na Amárica Latina. Os demais países da região nem sonham em ter uma aeronave tão avançada tecnologicamente. Os F-16 modernizados dos chilenos, os SU-30 da venezuela ou qualquer MIG que o Peru venha adquirir ou modernizar, não serão páreos para o Gripen NG. Com certeza, foi a melhor escolha dentro do programa FX2. Quem fala mal é por que não conhece a aeronave ou é tiete de pompons nas mãos que torce para os adversários. Tem um canal no Youtube de um ex militar da… Read more »

Felipe Morais
Felipe Morais
2 anos atrás

Sinceramente, não sei para quê dificultar tanto. Compra um MIG desse ou um sukhoi para serem aves de hangar. A América do sul precisa entender de vez que precisa de algo o mais fácil possível de operar. Comprar é o de menos. Compra um MIG e fica na mão dos russos para comprar um parafuso. O Chile está ai e é um exemplo a ser seguido. Com exceção de Argentina que enfrenta a resistência dos ingleses e de Venezuela, Bolívia e Equador, por seus vieses socialistas, os demais precisam ir de soluções ocidentais ou ocidentalizadas. E caça para América do… Read more »

fonseca
fonseca
2 anos atrás

baita cockpit.
não sei nem como o piloto consegue se sentar ou como enxerga algo…

Maynard
Maynard
2 anos atrás

O Gripen NG, versão aperfeiçoada pelo Brasil, gerará possibilidades enormes de, em 8 anos, ampliarmos a frota, quer em quantidade e tambem domínio de projeto e fabricação de caças supersônicos: deveríamos investir bilhões na Polaris até conseguir uma turbina supersônica genuinamente nativa, e termos independencia tecnológica total. Já a temos em materiais compostos, ligas de nióbio. ee alumínio altamente refinado devem estar disponíveis desde ontem!! O impacto na indústria de caças e aviões civís de alta performance será o novo salto que precisamos, juntamente com sistemas navais inovadores com motores brasileiros, alem de sistemas de artilharia anti-aérea de alta precisão… Read more »

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Maynard 27 de agosto de 2017 at 3:48
.
Maynard, vc deve ser um sonhador, se não temos dinheiro para comprar como vamos gastar com pesquisa para desenvolver algo?
Melhor usar o pouco que temos para adquirir o produto pronto, vamos desenvolver um avião supersônico com turbina aeronáutica própria para fabricar 36 unidades?

Paulo Jorge
Paulo Jorge
2 anos atrás

Nossa Força Aérea terá muito trabalho pela frente.
O salto do F-5 para o Gripen é o mesmo de um Gloster Meteor para o Mirage.
Falando no Dassault, o Jaguar foi o último modelo de ponta que a FAB operou.
Os demais, vieram desfasados ou bem aquém do necessário.

Sds

Paulo Jorge
Paulo Jorge
2 anos atrás

Defasados*

Ivanmc
Ivanmc
2 anos atrás

Será uma compra racional, sem devaneios.

Gripen BR
Gripen BR
2 anos atrás

O Peru já opera o MIG29. Ocorrendo a compra, não haverá grandes dificuldades FAP.
https://youtu.be/5OGW1r0cIck Vídeo de dogfight F4 israelense X MIG21 egípcio.

Gripen BR
Gripen BR
2 anos atrás

O vídeo me dá impressão do contrário, que a silhueta do jato abatido sobre o mar é justamente do Phanton, más segundo o narrador quem levou a pior foi o MIG 21. Não deve ser fácil o combate destes cavaleiros modernos.

Raven-Aesa-R99-LinkBR=Victory
Raven-Aesa-R99-LinkBR=Victory
2 anos atrás

Felipe Morais 26 de agosto de 2017 at 23:56
Que estoques ?? ???
O que havia de estoque utilizável………pelo fim da guerra fria…….. já foi despachado há MUITO tempo…. F-16 para Portugal por exemplo……. e para Israel.
O que sobrou é carniça. Esqueçam isso.

Drferr
Drferr
2 anos atrás

Por 24,5 mi de trumps esse MIG está de graça! Vale muito a pena.
https://www.aircraftcompare.com/helicopter-airplane/Mikoyan-MIG-29M—M2/373

Raven-Aesa-R99-LinkBR=Victory
Raven-Aesa-R99-LinkBR=Victory
2 anos atrás

Silva 26 de agosto de 2017 at 22:29
Nossa………. parei de ver qdo fala em RCS de 0,05 …… kkkkkkkkkkk
É o menor RCS de toda sua geração , menor apenas que os stealth……… mas 0,05 dói né……….

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Quero fazer uma correção, coloquei as 19:17 ontem o Mig-29M2 como se fosse uma evolução do Mig-29M, mas está errado.
Segundo o fabricante o M2 é a versão biplace do M no Mig-29.
Confundi com outro russo, o Su-27SM onde o Su-27SM2 é uma evolução.
A foto que postei do Mig-29M com dois displays e mostradores analógicos foi da mostra do avião a vinte anos atrás na MAKS 1997.
Hoje o Mig-29M está como a foto do texto principal com 3 displays.
Informações do fabricante sobre o Mig-29M.
. http://www.migavia.ru/index.php/en/production/new-unified-family-of-the-fighters/mig-29m-mig-29m2

Silva
Silva
2 anos atrás

Realmente doeu. O “especialista” critica o vídeo, mas solta uma pérola dessas sobre o RCS do Gripen NG: “É o menor RCS de toda sua geração , menor apenas que os stealth”. MENOR APENAS QUE OS STEALTHS? Veja novamente o vídeo. O rapaz informou uma estimativa do RCS do Gripen NG, 0,05 M² á 0,01 M². Ô especialista, nos brinde com uma aula sobre o projeto Gripen NG, pois parece que está sabendo mais do que a própria Saab.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

Paulo Jorge a FAB nunca teve Jaguar. Acho que você confundiu com o “código de chamada” do 1° GDA, que é Jaguar.

Paulo Jorge
Paulo Jorge
2 anos atrás

Rinaldo,

Exato, me refiro ao esquadrão Jaguar (1 GDA) que operou o F-103 (Mirage 3DBR).

Sds

Juarez
Juarez
2 anos atrás

Nada mais natural que os Peruanos que já operam outras versões do Mig 29 e SU 25, ou seja, tem toda a doutrina de manutenção Russa estabelecida e ainda, já viram quanto custa manter M 2000 voando.
Achei que eles aguardariam o Mig 35, a disponibilidade deve andar baixa por lá também.

G abraço

Raven-Aesa-R99-LinkBR=Victory
Raven-Aesa-R99-LinkBR=Victory
2 anos atrás

Silva 27 de agosto de 2017 at 20:04
Sei sim……… mas vc vai morrer sem saber…….. “não dai pérola aos porcos”…..

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

Pelo nick pode ser um dos engenheiros da EMBRAER que está em Linkoping. Mas parece um pouco arrogante.

Silva
Silva
2 anos atrás

CORREÇÃO: No vídeo, o ex militar da Aeronáutica, informa uma estimativa sobre o RCS do Gripen NG entre 0,05 M² á 0,1 M² e não 0,05 M² á 0,01 M² como eu mencionei.

P.S: Pelo nick e pela forma de se expressar, se trata de um moleque que sequer chegou a puberdade ainda e parte dessa geração pseudo-transgênera criada pelos comunistas de 2003 para cá.

Marcelo
Marcelo
2 anos atrás

Off topic:
Evalúan alquilar cazas F-5 a Brasil para la defensa aérea durante la cumbre del G-20

https://www.clarin.com/politica/evaluan-alquilar-combate-brasil-defensa-aerea-20_0_SyQ-oXCd-.html

Raven-Meteor-R99-LinkBR=Victory
Raven-Meteor-R99-LinkBR=Victory
2 anos atrás

Rinaldo Nery 27 de agosto de 2017 at 22:58 Tem meu respeito Cel Nery……. pelo Guardião, pelo A-29, por tudo…….. Não preciso ser engenheiro e estar em Linkoping para saber que o Gripen NG não terá assinatura radar de F117 ou F22……. E esse assunto de RCS é coisa mesmo para engenheiro…….. a assinatura deve mudar umas 10.000 vezes conforme angulo, velocidade, terreno sobrevoado etc etc etc etc etc……………..e não sendo stealth, faz pouca diferença….. a não ser que seja uma jamanta como um SU-30MKI contra um Rafale ou Gripen…. porque o que conta mesmo, em regra, é o bom… Read more »

Raven-Meteor-R99-LinkBR=Victory
Raven-Meteor-R99-LinkBR=Victory
2 anos atrás

Silva 27 de agosto de 2017 at 23:40 Se tivesse lido o tópico sobre salários da Embraer veria que não é o caso de “puberdade”………………. ou leu né…….. vc fez uma provoc@ção pueril e achou que eu iria cair…………….. me chamando de “especialista”…….. vai dar uma de vítim@ agora ? dá o tapa e esconde a mão ? aqui não parceiro……… respeite para ser respeitado, regra basilar. Quanto ao rapaz do vídeo…….. que possa estar lendo…… a minha ironia foi apenas para mostrar para os leitores que a informação não está correta………. quem sabe deveria ter usado de outra ferramenta,… Read more »

Fábio Mayer
Fábio Mayer
2 anos atrás

A questão é que, com 16 Mig 29 o Peru resolve seu problema imediato de aviação de caças, substituindo parte da frota antiga. Se dentro de alguns anos resolver baixar seus Mirage 2000 e substituir por Migs, já estará encaminhado para 24 ou 36 aeronaves e ótima qualificação.

Já o Brasil precisa de 120 caças multifuncionais, para dar MÍNIMA proteção aérea para o país. Os Gripen são a solução, penso que hoje isso é incontestável, o problema é saber se virão mais que os 36, se é que virão 36…

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Jaguar na FAB ?
Me tira o tubo …. rsrs

Jeff
Jeff
2 anos atrás

“…Com exceção de Argentina que enfrenta a resistência dos ingleses…”
.
Os problemas da Argentina são consequência dos atos deles mesmos, por mais que Inglaterra bloqueie vendas, o problema é muito maior que isto, tanto que eles não compram nem chinês, nem russo, nem usado e muito menos novo.
Estão colhendo o que foi plantado por décadas de governos corruptos e megalomaníacos e de um povo conformado e sem ação.
Que sirva de lição ao gigante de berço esplêndido.

Juarez
Juarez
2 anos atrás

Fabio mayer, a FAB não te´ra mais este número de caças, os tempos do Brapfil Puthênfia acabaram, pode anotar vão ser entre 60 e setenta caças de primeira linha, e o resto UAV e UCAV, porque??

Porque ter, comprar ou modernizar não significa poder manter e operar. Grave isto, vai te servir e muito.

G abraço

Fábio Mayer
Fábio Mayer
2 anos atrás

Juarez,

De qualquer modo, temos o pessimismo em comum…

Raven-Meteor-R99-LinkBR=Victory
Raven-Meteor-R99-LinkBR=Victory
2 anos atrás

Juarez 28 de agosto de 2017 at 17:35 Vou ser direto: AMX-M morreu mesmo ????? Se for isso, teriam que ser comprados os italianos, assim que fossem retirados na AMI, usando uma parte como scrapper e o resto como operacionais…….. Sobre UAV/UCAV, deve estar se referindo apenas aos Heron 450-900……. Mas, não esqueça que teríamos ainda os bravos A-29, em boa quantidade. Saudações, de quem viu o quanto fostes ridicularizado por uma turminha petist@ que militava nos espaços de debate militar lá pelos idos de 2006-2010………………. gente que chegava a ser doutrinada, MAVs, Professores e o escamb@u a quatro……….. Parabéns… Read more »

J.Silva
J.Silva
2 anos atrás

Juarez, Fábio Mayer, Não sei se esse cenário seria exatamente pessimista, se chegarmos na casa dos setenta Gripen, adquirindo mais um lote, já estaria bom demais, no TO ninguém chegaria perto disso. Eu não sei se justificaria, mesmo que houvesse dinheiro, um terceiro lote de Gripen próximo a 2030… Nessa época fará mais sentido pensar em F-35, Su-57, UCAV e UAV que estarão maduros e pipocando no mercado. . Acredito que após 2026, quando finalizarão os dez primeiros anos da Emenda do Teto de Gastos, o governo terá que colocar, para os próximos dez anos, um outro coeficiente somado à… Read more »

Marcos Alonso
Marcos Alonso
2 anos atrás

Não fará sentido adquirir mais Gripen NG em 2030. Não será mais uma aeronave de 1° linha. Já deveriam estar em produzindo em massa.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

O contrato do Gripen prevê modernizações periódicas. Até que enfim a FAB aprendeu. Só não sei como estarão as inovações tecnológicas em 2030, e o que poderia ser feito com a aeronave.

Juarez
Juarez
2 anos atrás

Caro Raven Meteor, agradeço a lembrança do colega. O Brigadeiro Rossato quer modernizar pelo menos os 15 AMX previsto, se vai, não sei. AMX Italianos acabariam sendo uma dor de cabeça a mais, pois tem diferenças construtivas internas, tem sistema de missão diferentes e a principal dor de cabeça vai ser o fechamento da linha de suprimento dos itens de alto desgaste fabricados na Itália. A FAB não teve recursos para contratar estes fornecedores e de agora em diante é aproveitar as nossas células não modernizadas como scrapper. Quanto a UAV e UCAs, sim me refiro aos que temos hoje… Read more »

Fábio Mayer
Fábio Mayer
2 anos atrás

J.Silva, É bem dito que eu não sou militar, de modo que minhas avaliações tem grande margem de possibilidade de serem completamente erradas. Mas a FAB alardeava que o projeto seriam até 120 FX-2, para substituir toda a aviação de combate à jato, substituindo os 56 A-1 e os 46 F-5 e os 12 Mirage, isso lá no final da década de 90, quando começou essa discussão acerca dos caças. Tenho essas informações nas revistas Força Aérea da época. De lá para cá, mesmo com uma década de crescimento econômico contínuo, o Brasil conseguiu a façanha de piorar suas FFAA… Read more »