terça-feira, dezembro 7, 2021

Gripen para o Brasil

Segundo Jane’s, FAB quer jatos de treinamento e mais caças Gripen

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

csx55152-aermacchim346-italy-farnborough2016-a1596
M-346

O site Jane’s noticiou que a Força Aérea Brasileira (FAB) busca adquirir aviões de caça adicionais, assim como treinadores avançados, segundo o tenente-brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, comandante da FAB.

A FAB buscaria uma potencial compra futura de cerca de 50 aviões além dos 36 do atual programa F-X2, para substituir os caças F-5EM/FM Tiger II e os AMX A-1A/B que devem ser retirados de serviço ao longo dos próximos 10 anos. Essa oportunidade acabará por envolver uma competição internacional aberta aos licitantes interessados, disse o Brigadeiro Rossato.

As entregas do Gripen estão previstas para 2019-24 e a Saab está investindo no Brasil para garantir o envolvimento da indústria local.

A surpresa é que a FAB também estaria considerando uma aeronave de treinamento avançado, de acordo com o tenente Brig Rossato. Nenhuma decisão foi tomada, mas estão em curso estudos para a aquisição. Os aviões desenvolvidos para o programa de treinamento da Força Aérea dos EUA pela Boeing/Saab e Northrop Grumman poderiam competir, bem como os aviões Lockheed Martin / KAI T-50 Golden Eagle, M-346 da Leonardo, Textron AirLand Scorpion, BAE Systems Hawk AJT, Irkut Corporation Yak-130, AERO Vodochody Aerospace L-159, e outros. Além de treinamento, uma aeronave desse tipo também poderia funcionar em um papel de apoio aéreo aproximado (CAS).

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rinaldo Nery

Estranha essa notícia nessa época de “fundo do poço”. Vou procurar saber.

Guilherme Poggio

Isso me faz pensar o seguinte. Se os pilotos novos que chegarem aos esquadrões de caça com Gripen já tiverem boa familiarização com o voo de alta preformance (adimitindo-se que a FAB teria jatos treinadores) os Gripen bipostos ficarão subutilizados. Não seria o caso de adaptá-los para gerra eletrônica?

Rafael Oliveira

No momento, a FAB apenas está estudando o assunto. Até resolverem comprar (se assim decidirem) e o governo autorizar, dá para sair do fundo poço.

Rinaldo Nery

Verifiquei. A notícia não procede.

Guilherme Poggio

Então é pura especulação mesmo. Notícia plantada.

Rafael Oliveira

Bizarro que o jornalista dá a entender que quem disse isso a ele foi o tenente-brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, comandante da FAB. Não foi aquele tipo de notícia que não dá nome aos bois e fala de forma genérica sobre a questão.

Ronaldo

No meu ponto vista seria uma boa, assim que a nossa economia estivesse estabilizada,para substituir os nossos AMX-A1 que ainda são ótimos caças de ataque ao solo,eu ainda tenho a esperança de ver as nossas forças armadas se tornarem uma potência militar mundial,não só com 108 caças mas muitos mais caças tanto na FAB como na nossa MB e o exército um super exército

Últimas Notícias

Alto oficial da Força Espacial diz que a China está desenvolvendo capacidades ‘duas vezes mais rápido’ que os EUA

Para o general David Thompson, China pode ultrapassar os EUA em capacidades espaciais em 2030 O vice-chefe de Operações Espaciais...
- Advertisement -
- Advertisement -