Home Aviação de Caça Indonésia seleciona o caça russo Sukhoi Su-35 para substituir o F-5E Tiger...

Indonésia seleciona o caça russo Sukhoi Su-35 para substituir o F-5E Tiger II

1118
16

Su-35

O Ministério da Defesa da Indonésia selecionou o caça russo multimissão Sukhoi Su-35 “Flanker-E” para substituir os caças Northrop F-5E Tiger II da Força Aérea da Indonésia, informou o ministro da Defesa Ryamizard Ryacudu em 3 de setembro.

Ryacudu disse em comentários à agência estatal Antara que o Ministério “concordou em comprar um esquadrão de Su-35s” para substituir os F-5E, que entraram em serviço no país em 1980 e que devem sair de serviço no final deste década.

Essa seria a primeira exportação do Su-35. A Força Aérea Russa encomendou 48 aviões do tipo, com entregas começando em 2012.

16
Deixe um comentário

avatar
16 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
Rinaldo NeryOganzaMauricio R.Matheus AugustoVader Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Roberto Santana
Visitante
Member
Roberto Santana

Quarenta e oito Su-35 não é fraco não.
Dinheiro na mão de pé-de-chinelo dá nisso.Enquanto isso, o russo faz o que só sabe fazer, socar pólvora no mundo.

Tem hora que essa coisa aperece monoplace, tem hora que aparece biplace, o que um faz que o outro não faria?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Roberto,

Su-35 é só monoposto. Biposto é o Su-30.

Uma explicação simplista, pensando em caças, é a doutrina de defesa aérea do F-15 (monoposto, USAF) e F-14 (biposto, USN).

Sobre 48 caças, trata-se da compra russa. A da Indonésia o texto fala genericamente de um esquadrão.

Hamadjr
Visitante
Hamadjr

Poisa então, já dizia um velho deitado aqui do sítio, ter não significa saber o que fazer isso não significa não aprender.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Um mercado a menos para o Gripen?

Decisão racional dos Indonésios, tendo em vista a salada de fruta que já operam.

Roberto Santana
Visitante
Member
Roberto Santana

Prezado De Martini,

Obrigado pelos esclarecimentos.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Segundo matéria do próprio PA, de março de 2013, a Indonésia estava fortemente inclinada a adquirir o S-35. A quantidade provavelmente vira a ser de 16 unid.

Sds.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

As opções mais racionais eram: F/A-50 Golden Eagle, F-16 e Su-35. O mais lógico mesmo seria substituir uma aeronave leve e de baixo custo por outra equivalente, caso do F/A-50 (o qual já possuem no seu inventário). Mas, ao que parece, o objetivo foi dar ainda mais capacidade de combate.

Vader
Visitante

Estranho substituir F-5 por Sukhoi. Sem contar que são aeronaves completamente distintas em termos operacionais, os custos de manutenção são totalmente outros. Enfim…

Matheus Augusto
Visitante
Matheus Augusto

Nada mais lógico a indonésia optar pelo SU-35 sendo que já opera SU-27 e SU-30, assim padroniza pelo menos parcialmente sua aviação de caça, já os hindus, esses sim tem uma salada mista pra assustar qualquer especialista em logística.

Matheus Augusto
Visitante
Matheus Augusto

Também pode ser como o Wellington disse, talvez eles planejam aumentar a capacidade de combate dessa unidade equipando-a com um vetor mais potente.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Essa força aérea mais parece uma colcha de retalhos.
Deveriam focar na redução da diversidade de modelos, de modo a consolidar a linha logística.

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

O foco deles é não ficar amarrado a um único fornecedor. Depois de toda aquela confusão em 1998/1999, por conta da independência do Timor Leste, eles sofreram embargos de equipamentos militares e tiveram prejudicado bastante a proficiência dos seus pilotos de BAe Hawk e F-16, dentre outros. Se olhamos direito, eles estão longe de serem desorganizados como os hindus. Eles possuem hoje: – Grob 120-TP para instrução primária e básica; – KAI KT-1B Woong-Bee, instrução avançada e armada; – Super Tucano como COIN; – Bae Hawk 209 ataque leve; – KAI T-50 LIFT (instrução avançada de caça); – F-5 como… Read more »

Roberto Santana
Visitante
Member
Roberto Santana

É, lendo melhor, Su-35 é superior, o Su-30 parece um tanto “diluido”, mais fácil de operar para o piloto, com a ajuda do outro tripulante. O monoposto já é outro estilo de doutrina, acho que esses caras não devem vender essa máquina para quaquer um, o Su-30 parece ser mais popular, vende mais fácil. Li também que o Su-30 tem os carnards em função do peso do radar. Eu acrescentaria a isso toda a seção dianteira, que deve ser mais pesada, aerodinamicamente diferente. No vídeo, impressionante, dá para ver os lemes se abrindo, atuando como speed brakes no pouso, uma… Read more »

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Uma força aérea, equipada com a dupla Su-35 e F-16 blk 60, estaria muito bem mobiliada por um bom tempo ainda. Isto poderia ter acontecido com a FAB a cerca de quinze anos atrás (ou algo semelhante), hoje poderíamos está discutindo caças de 5g. Numa proporção de 1 pra 2, respectivamente, teríamos uma capacidade de combate inigualável no hemisfério sul. Infelizmente, nossos planejadores militares e governamentais não achavam isto, não quiseram nem o Su-35 e muito menos o F-16, azar o nosso. Preferindo bancar uma disputa na busca por poder e influência, tentando angariar alguma vantagem por fora, bem como… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

https://www.youtube.com/watch?v=uZbqkxjAK8E

Interessante opnião de um “especialista” Russo sobre a 5ª Geração, F-35 e o atual patamar tecnológico russo.

Ps: não faço a menor idéia de quem é essa cara ou sua credibilidade.

Pps.: As legendas estão em inglês.

Grande Abraço.

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Nossos “planejadores militares” não queriam uma compra de prateleira, sem ToT, com suporte logístico duvidoso. Vide os AH-2 Sabre, que estão dando uma dor de cabeça danada.