Home Aviação de Caça Pilotos brasileiros iniciam nova fase de treinamento no Gripen

Pilotos brasileiros iniciam nova fase de treinamento no Gripen

364
14

Capitão Fórneas da FAB em Gripen C - foto via Agencia Forca Aerea - FAB

Brasileiros ficam na base sueca até final de abril; na volta, vão transmitir o que aprenderam sobre o caça que vai voar no Brasil

ClippingNEWS-PAOs capitães Gustavo Oliveira Pascotto e Ramon Santos Fórneas, da Força Aérea Brasileira, os primeiros pilotos brasileiros que estão em treinamento na Suécia para pilotar o caça supersônico Gripen, entraram na fase de voos solos, sem instrutores.

As missões da nova fase começaram no final de janeiro. Os voos partiram da Base Aérea de Satenäs, escola de pilotos conhecida como F-7, na região central da Suécia, onde estão desde novembro.

No primeiro voo solo da dupla, as duas aeronaves realizaram manobras em uma área sobre o Mar do Norte e a costa oeste da Suécia. Após o pouso, eles foram recepcionados por todos os pilotos da Sétima Ala da Força Aérea da Suécia.

Os pilotos da FAB já voavam os jatos Gripen desde o dia 10 de novembro de 2014, mas, até o primeiro voo solo só haviam cumprido missões na companhia de instrutores.

Para o capitão Ramon Fórneas, a performance do Gripen é excelente. “É um avião com acelerações e retomadas muito rápidas”, disse.

Capitão Gustavo da FAB em Gripen C - foto 2 via Agencia Forca Aerea - FAB

Pioneiros. O treinamento na Suécia termina no final de abril, quando eles estarão aptos para cumprir missões de combate com os caças Gripen da Força Aérea da Suécia. Pascotto e Fórneas são os primeiros a desvendar o caça sueco que vai originar a versão NG comprada pelo Brasil.

“O Gripen é uma plataforma que vai integrar toda a nossa doutrina de emprego. A palavra chave é integração. Tudo tem fusão de dados. É como se nós juntássemos a performance do Mirage, os sistemas de combate do F-5 e o sistema de reconhecimento do A-1 em uma só aeronave. Mas muito melhor”, disse Pascotto.

Para ele, o que mais chama a atenção no Gripen é a capacidade de integração de dados. “Dados do datalink são compartilhados com o radar. Dados do radar são compartilhados nos mapas táticos de navegação, sem sobreposição”.

Capitão Fórneas da FAB em Gripen C - foto 4 via Agencia Forca Aerea - FAB

Entre 2019 e 2024, o Brasil deve receber 36 unidades de jatos Gripen NG. Em contrato assinado em outubro do ano passado, o Brasil encomendou 36 caças fabricados pela empresa sueca Saab, para renovar a frota de combate da FAB.

A Força Aérea da Suécia treina uma média de 30 pilotos por ano, em treinamento considerado puxado. “O treinamento é intenso, mas o Gripen é um avião fácil de usar, disse a O VALE o coronel Michael Cherinet, comandante da Base de Satenäs, a maior da Suécia.

Seleção. Pascotto e Fórneas foram selecionados entre mais de 240 pilotos de esquadrões de caça. Fórneas é piloto do F-5 da Base Aérea de Santa Cruz, no Rio, e Pascotto também pilota F-5 e é da Base Aérea de Anápolis (GO).

Saiba mais

O programa F-X2

Contrato assinado em outubro do ano passado prevê a compra pelo Brasil de 36 caças Gripen NG da sueca Saab para uso da FAB

Valor

O valor do contrato é de US$ 5.400 bilhões e inclui transferência de tecnologia para produção de aeronaves no Brasil. Acordo nesse sentido com a Embraer deve ser assinado em março deste ano

Entregas

Os aviões começam a ser entregues pela Saab a partir de 2019. As últimas entregas serão em 2024

Pilotos

Os pilotos brasileiros Ramon Fórneas e Gustavo Pascotto foram selecionados para voar o Gripen na Suécia e serão responsáveis por trazer para o Brasil os conhecimentos detalhados do novo caça

Capitão Fórneas da FAB em Gripen C - foto 3 via Agencia Forca Aerea - FAB

Treinamento

Os pilotos brasileiros chegaram à Suécia em 3 de novembro e devem ficar em treinamento até o final de abril. Eles estão na base aérea de Satenäs, a maior da Suécia

Tecnologia

Embraer será co-responsável

O contrato de US$ 5,4 bilhões para a compra de 36 caças Gripen NG prevê transferência de tecnologia da Suécia para o Brasil. A Embraer, de São José, será a co-responsável pelo desenvolvimento completo do Gripen no Brasil, inclusive do processo de certificação da aeronave. O Gripen é fabricado pela Saab e é um dos caças mais modernos do mundo.

Utilidade

Caça será usado na defesa do território

O caça supersônico Gripen NG (New Generation) encomendado pela FAB (Força Aérea Brasileira) para a sueca Saab será usado em missões ar-ar e ar-terra, em qualquer tipo de condições meteorológicas, na defesa do território brasileiro e do espaço aéreo. O custo da hora de voo do Gripen é US$ 4.700. Serão 28 unidades de um lugar e 8 de dois lugares.

Capitão Fórneas da FAB em Gripen C - foto 5 via Agencia Forca Aerea - FAB

Prova de fogo

Centrífuga foi desafio para dupla

Uma semana após chegarem à Suécia, os pilotos enfrentaram testes específicos, como a centrífuga, e foram aprovados. Ramon Fórneas e Gustavo Pascotto tiveram que ficar 15 segundos em uma centrífuga que projeta nove vezes a força da gravidade, para adaptar o organismo dos pilotos a uma aeronave de alta tecnologia como o Gripen, que voa duas vezes a velocidade do som.

FONTE: O Vale (reportagem de Sheila Faria)

FOTOS via FAB

COLABOROU: Felipe

14
Deixe um comentário

avatar
12 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
Fernando "Nunão" De MartiniRoberto F SantanajoseboscojrJustin CaseKojak Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vassili
Visitante
Vassili

Os Dijon Boys do século XXI……………….

Sinceramente, acho super acertada a opção da FAB pelo modelo sueco………….. vai cumprir a missão com maestria, tem o custo de hora voo menos caro de todos os concorrentes do FX-II (embora imagino que seja bem mais que os US$4700 anunciado acima), tem um propulsor moderno, potente e confiável, radar (Raven ES-5) que promete ser uma das referências do mercado……… e toda a gama de armamento americano e europeu….

Augusto
Visitante
Augusto

“BRASILEIROS FICAM NA BASE SUECA ATÉ FINAL DE ABRIL; NA VOLTA, VÃO TRANSMITIR O QUE APRENDERAM SOBRE O CAÇA QUE VAI VOAR NO BRASIL”.

Vão transmitir o que aprenderam sem avião? No quadro negro mesmo? Ou os Gripen C/D estão chegando?

eparro
Visitante
eparro

Augusto 22 de fevereiro de 2015 at 12:43 #

Boa questão!

Esta também é minha curiosidade.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

É o que eu ia perguntar, Augusto!
Mais: a equipe de manutenção vai iniciar treinamento quando?

Kojak
Visitante
Kojak

É isso ai Colegas ai de cima, cadê ?

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Concordo com a turma ai de cima. No seculo XVI aconteciam as viagens de missionarios ao extremo oriente, Sao Francisco Xavier fez um trabalho memoravel catequisando povos da India, China e Japao. Algumas dessas viagens duravam dois, tres e ate cinco anos pelo Atlantico e Indico, muitas nem chegavam. Os Brigadeiros da Forca Aerea Brasileira devem achar que seus pilotos sao Jesuitas, mandam dois camaradas para Escandinavia, enfrentarem um frio congelante, estudarem como condenados e voltarem com biblias de manuais e manuais. Tudo para uma coisa que so vira daqui a cinco anos! Esses pilotos vao chegar aqui e vao… Read more »

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Discordo, Roberto.

Pilotar aviões é exatamente como andar de bicicleta.

.
.
.
.
“Nunca vou aprender direito”. 🙁
🙂
Abraço,

Justin

joseboscojr
Visitante
Active Member
joseboscojr

Augusto,
Pare de fazer pergunta complicada!

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Prezado Justin Case. Sim, de certa forma. Nao faz muito tempo, e… depois de muito tempo, fui querer andar de bicicleta, imitando o antigo costume de adolescencia , com derrapagens, empinando e outras bobagens no melhor estilo `deixa comigo!`. Quase que a coisa nao acaba bem. 🙂 Como voce sabe, a interrupcao em qualquer processo de aprendizagem, e um tremendo prejuizo. Nao sei bem como se deu essa ida dos aviadores para a Suecia, nao sei se foi cortesia do fabricante, ou estimulo ao negocio, alguma experiencia da propria FAB para saber das condicoes do curso. Realmente nao sei. Entretanto,… Read more »

joseboscojr
Visitante
Active Member
joseboscojr
joseboscojr
Visitante
Active Member
joseboscojr

Nota-se que o piloto da esquerda acionou o pós-combustor. rsrssss

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Sim De Martini.
Meu raciocínio foi com relação ao modelo NG, que é o objeto da compra.
Caso esses modelos C/D cheguem a tempo, podem sim resolver algo.
De qualquer forma, torço para que a Saab atue na construção civil aqui no Brasil, compro um apartamento na planta e ela me empresta uma casa de graça enquanto o ap não fica pronto!