Ministro espera fechar compra de 36 caças para a FAB em 2013

    221
    11

    Celso Amorim disse que o Brasil tem pressa em cumprir o programa F-X2, que prevê a compra das aeronaves

    vinheta-clipping-aereoO ministro da Defesa, Celso Amorim, afirmou nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, que espera para este ano o fechamento da compra de 36 caças para a Força Aérea Brasileira (FAB) dentro do programa F-X2, que se arrasta desde o governo FHC. “Eu tenho a expectativa que sim”, afirmou Amorim, acompanhado do vice-presidente da República, Michel Temer, após a abertura da Feira Internacional de Defesa e Segurança (Laad), que acontece no Riocentro, na zona oeste do Rio de Janeiro. Se o Planalto manterá o plano de incluir a pesada compra no orçamento de 2013, o ministro despistou: “não tenho bola de cristal”.

    Em seu discurso antes da entrevista, porém, o ministro da Defesa chegou a afirmar “que o Brasil tem pressa pelo F-X2”. O programa militar se arrasta há muitos anos e tem três países como principais competidores: França, com os Rafale, EUA, com seus F-18 Super Hornet, e a Suécia, com os Gripen NG. Ainda na época do governo Lula, por questões de proximidade política com o então presidente Nicolas Sakozy, o Brasil ficou perto de anunciar a compra dos caças Rafale, os mais caros da concorrência, a um custo de R$ 16 bilhões, mas com maior transferência de tecnologia.

    O ministro da Defesa do governo Lula, Nelson Jobim, teria, inclusive, engavetado um relatório da FAB que escolhia pelos caças norte-americanos, mais barato (R$ 9 bilhões), e com hora-voo mais barata (R$ 20 mil) – contra o dobro dos franceses. O Gripen NG tem o menor custo (R$ 8 bilhões), mas ainda é considerado um caça pouco testado. Amorim, ainda em seu discurso no Laad, enalteceu também o “momento de relação pacífica entre os vizinhos, e isso é importante para que nós nos certifiquemos que a América do Sul hoje é uma zona de paz”.

    “Por que tanta ênfase na defesa, então, se o entorno é absolutamente tranquilo? A resposta a este paradoxo é que o mundo é imperfeito. Os conflitos não foram banidos da face da Terra, novas ameaças sempre são sublinhadas. Existem as velhas ameaças”, complementou Amorim, citando ainda o advento do pré-sal em seu argumento.

    “É preciso uma defesa capaz de garantir nossa tranquilidade, que a população possa usufruir destes recursos do petróleo sem nenhum tipo de ameaça”, concluiu na Laad, que se estenderá até a próxima sexta-feira (12) e é tido como o evento mais importante de segurança da América Latina, com a participação de cerca de 700 expositores de 40 diferentes países.

    FONTE: Terra

    COLABOROU: asbueno

    11
    Deixe um comentário

    avatar
    11 Comment threads
    0 Thread replies
    0 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    7 Comment authors
    ControlHRotorAntonio Mthomas_dwjuarezmartinez Recent comment authors
      Subscribe  
    newest oldest most voted
    Notify of
    Observador
    Visitante
    Observador

    Depois de tantas promessas quebradas e anúncios de adiamentos, quem é que acredita no que ele fala? Sempre bato nas mesmas teclas: – o GF não está nem aí para o colapso da defesa aérea da FAB; – o GF morre de medo do custo político do anúncio (para o custo financeiro não estão nem aí) ; – só se pensa e se faz alguma coisa com foco na eleição de 2014; – só haverá anúncio se a Dilmaluca conseguir obter dividendos políticos (leia-se: VOTOS) com a decisão; – não sai de jeito nenhum a decisão se as cabeças coroadas… Read more »

    Observador
    Visitante
    Observador

    Ops…

    “…puder ser explorada pela oposição.”

    Almeida
    Visitante
    Member
    Almeida

    Corrida presidencial começou bem cedo desta vez, a economia está indo pelo ralo, Dilma jamais assumirá este custo político. Já era FX-2, ficou pro próximo governo, novamente.

    Almeida
    Visitante
    Member
    Almeida

    Faltam bilhões e mais bilhões pra investir na infraestrutura colapsada, nem mesmo eu já aceito mais de bom tom torrar bilhões com negociatas de equipamento militar superfaturados. Podem matar o EC-725 e o SubNuc pra definir o FX-2, mas chega de dar lastro pra economia francesa, faz favor!

    Almeida
    Visitante
    Member
    Almeida

    Sabe o que me deixa ainda mais p***? Essa propaganda do EC-725 “da Helibrás” aqui ao lado…

    😛

    juarezmartinez
    Visitante
    Member
    juarezmartinez

    Pois é Almeida, mas cada vez mais verá este “reclame” por aí , observe, vai entrar uma outra industria aeronáutica européia, cujo o produto vendido para nós “a cá” tambem não funciona e está deixando alguns militares muito descontentes, e ao invés de resolverem vão usar a mídia para dizer que está tudo muito bem.

    Grande abraço

    thomas_dw
    Visitante
    thomas_dw

    O Ministro espera – infelizmente, as condicoes economicas nao vao permitir, e, ao final do ano, o leasing por 10 anos de um dos finalistas sera anunciado.

    Antonio M
    Visitante
    Member
    Antonio M

    E por quê a insistência em dizer que a AL é uma zona de paz, se há guerrilha, corrupção por causa do narcotráfico com produção crescente de consumo e produção de drogas? No Brasil 39mil mortes por ano por armas de fogo e 50 mil no trânsito ?!?!? O ministro sabe onde fica a Coréia do Norte? E como foi e como está a relação com seus vizinhos? E o Chile que tem rusgas com Peru por causa de fronteiras? E sentimentos nacionalistas que estão em praticamente todos os países da AL que podem redundar em conflitos com vizinhos? Ele… Read more »

    Antonio M
    Visitante
    Member
    Antonio M

    errata: “… e produção / consumo crescentes de drogas? …”

    HRotor
    Visitante
    Member
    HRotor

    Argumentação patética de uma pessoa que nunca esteve à altura do cargo que ocupa. Vergonhoso.
    E a foto do EC725 atrás da triste figura apenas enfatiza a tragédia.
    (Sem falar do maldito anúncio ao lado, destacado mais uma vez pelos colegas acima. Nem na foto acertaram o CG dessa carroça!)
    E nós, tolos pagadores de impostos, bancando com o próprio suor todos esses delírios “estratégicos”…

    Control
    Visitante
    Control

    Senhores Ao se ver a repetição de um capítulo já bastante batido da novela FX2, cabe algumas perguntas: 1. Dado o tempo que já transcorreu, os requisitos que nortearam o “start” do programa já não estão defasados demais visto a evolução tecnológica e, principalmente, as mudanças geopolíticas que estão andamento (o que, de fato, deve nortear qualquer planejamento relativo a defesa)? 2. Como os 36 caças vão de fato garantir defesa aérea ao país considerando que hoje nossas principais áreas industriais e nossa infraestrutura de energia está quase totalmente a descoberto seja pela insuficiência de meios seja pela distribuição geográfica… Read more »