Home Aviação de Caça O pouso definitivo do Mirage F1 CT da Força Aérea Francesa

O pouso definitivo do Mirage F1 CT da Força Aérea Francesa

393
5

Último exemplar da versão de ataque do Mirage F1 foi entregue ao depósito da Base de Châteaudun – ainda restam em serviço 20 jatos Mirage F1 CR, que é a versão de reconhecimento

Na segunda-feira, 22 de outubro, a Força Aérea Francesa (Armée de l’air) informou sobre a retirada de serviço do último exemplar de Mirage F1 CT, que foi entregue em 16 de outubro ao depósito 601 situado na Base Aérea 679, de Châteaudun.

O avião, de número 226, foi pilotado nesse voo de entrega a partir da Base Aérea 118 de Mont-de-Marsan pelo capitão Mathieu Delattre, que tem mais de 5.000 horas de voo, com escolta de um Mirage F1 CR do Esquadrão de Reconhecimento 2/33 “Savoie” e um Mirage F1 B de conversão operacional, pilotado pelo tenente-coronel Vinot-Préfontaine, comandante do “Savoie”.

O Mirage F1 CT foi usado recentemente em operações como a Harmattan, na Líbia, e a Épervier, no Chade. O modelo, que teve sessenta exemplares produzidos, entrou em operação em 1992 e é a versão de ataque tático do Mirage F1C original, de interceptação (nota do editor: vale lembrar que o CT foi concebido como uma conversão de modelos C já modernizados com sonda de reabastecimento –  a “família” Mirage F1, como um todo, teve perto de 250 exemplares entregues à Força Aérea Francesa, com operação inicial em 1974, e produção total de 731 unidades, atingindo considerável sucesso de exportação).

Restam agora, em operação, duas dezenas de exemplares da versão Mirage F1 CR (de 64 produzidos), especializada em reconhecimento aéreo, no Esquadrão “Savoie”.

FONTE/FOTOS: Força Aérea Francesa (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em francês)

NOTA DO EDITOR: mais de um fã do Mirage F1 deve estar “chateado” com esse pouso do último da versão CT em “Châteaudun”

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.
Mauricio R.
7 anos atrás

É o único Mirage, que eu gosto.
Esse sim, saiu caparichado.

Ricardo Santos
Ricardo Santos
7 anos atrás

Tampax???

Giordani
7 anos atrás

Puxa vida…estou ficando velho mesmo!

De todos os Mirages (que entraram em operação), esse além de ser lindo, pra mim é o melhor! E na boa, um F.1 “M”* deve ser um osso duro de roer!

Só a título de curiosidade, o F.1 é a versão econômica do F.2…se o F.1 é muito bom, imaginem o que teria sido o F.2!
https://4.bp.blogspot.com/-LNbBDsXIBSU/TaAyexf1ydI/AAAAAAABIww/vl2RL1rIxuI/s1600/mirageF2-bia.jpg

Li a um tempo atrás que modernizar o F.1 não sería uma tarefa economicamente viável, pois ele tem um problema sério com o barramento de energia, o que oneraria de sobremaneira um UP de verdade…
Será?

Baschera
Baschera
7 anos atrás

Realmente o mais belo avião a jato de asa alta fabricado.

Curioso é que a Dassault chegou a construir uma variante do F.1/F.2 , denominado Mirage G, com asas de geometria variável…. cujo voo pode ser visto no link abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=1Klu2eAhUyU

Sds.