Home Indústria Aeroespacial Embraer entregou os primeiros A-29 Super Tucano da Mauritânia

Embraer entregou os primeiros A-29 Super Tucano da Mauritânia

519
13

Cerimônia de entrega foi realizada na sexta-feira, em Gavião Peixoto – SP

Em nota à imprensa divulgada nesta segunda-feira, 22 de outubro, a Embraer Defesa e Segurança informou sobre entrega realizada na sexta-feira (19) dos primeiros turboélices de ataque leve e treinamento avançado A-29 Super Tucano para a Força Aérea da Mauritânia. Segundo a empresa, o país africano usará as aeronaves em missões de vigilância de fronteiras.

Na nota, não foi revelada a quantidade de aeronaves que compõem esta primeira entrega, mas foi disponibilizada a bela foto acima, onde se pode ver em detalhes o padrão de camuflagem e a presença de um sistema FLIR (imageador infravermelho) instalado na parte ventral.

O Super Tucano “tem despertado grande interesse” no Continente Africano, segundo o presidente da Embraer Defesa e Segurança, Luiz Carlos Aguiar. Já chega a dez o número de clientes que selecionaram o A-29 Super Tucano no mundo, sendo que o modelo já opera em sete forças aéreas na América Latina, na África e Ásia. A frota, que atualmente soma 160 aeronaves entregues, já superou 170 mil horas de voo, 26 mil horas em combate, conforme os dados divulgados pela Embraer.

A aeronave opera mais de 130 configurações de armamentos, incluindo lançadores de foguetes, mísseis ar-ar e bombas guiadas a laser, sendo que os armamentos inteligentes já são empregados em missões operacionais há cinco anos.

FONTE / FOTO: Embraer (texto editado pelo Poder Aéreo)

VEJA TAMBÉM:

13
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
Fernando "Nunão" De MartiniIvaneriksondbBascheraLyw Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vader
Visitante
Member

Belíssima camuflagem; a mais bela até hoje do ST.

Groo
Visitante
Member
Groo

Só falta a boca de tubarão 😉

Giordani
Visitante
Member

Até que essa camuflagem de “café-com-leite” ficou bem!

Vinte e seis mil horas em combate é um valor pra lá de expressivo! Está mais do que na hora do GF fazer um FMS para os países (parceiros) africanos e latinos americanos…avião numa mão e contrato de manutenção na outra…

Nick
Visitante
Member
Nick

Belo padrão de camuflagem, sem dúvidas. 🙂

[]’s

Lyw
Visitante
Member
Lyw

Concordo com o Vader, belíssima camuflagem, bem diferente das que costumamos ver em aeronaves de muitas nações africanas. Talvez os da Líbia (caso se concretize o negócio) tenham um padrão parecido.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Explica-se a cor da camuflagem pelas cores da paisagem típica do local onde os ST atuarão, como pode-se ver na foto abaixo.

Trata-se de uma pista de pouso e decolagem muito comum na Mauritânia…..

https://cdn-www.airliners.net/aviation-photos/middle/6/3/1/1780136.jpg

Sds.

eriksondb
Visitante
eriksondb

Um pouco parecida com a camu dos Pucarás encomendados e não recebidos na década de 70.

http://www.zonamilitar.com.ar/foros/threads/fidae-2012-feria-internacional-del-aire-y-del-espacio.26900/page-3

Ivan
Visitante
Member
Ivan
Visitante
Member
Ivan

Interessante observar na parte inferior do ‘Desert’ Tucano um proeminência ogival que parce ser uma torreta com o sensor ótico e infravermelho FLIR AN/AAQ-22 StarSAFIRE II, que esta integrado.

Quem pode confirmar se é este mesmo?

Abç,
Ivan.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Ivan,

A própria matéria cita “presença de um sistema FLIR (imageador infravermelho) instalado na parte ventral “.

Sim, poderia ser este (foto link abaixo) oque citastes, FLIR AN/AAQ-22 Star Safire da FLIR Systems,

http://sistemasdearmas.com.br/ca/p29flir.jpg

Sds.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Baschera, Minha intenção era chamar atenção para este equipamento, que também acredito se o Star Safire, pois tudo indica que a missão destes “Desert” Tucanos será eminentemente ar-solo, tanto como plataforma de reconhecimento como ataque leve. Um traço interessante do Super Tucano é cumprir missões semelhantes aos VANTs como o Reaper mas sem o caríssimo link de dados, tendo em vista que nem todo país pode ter uma rede via satélite e nem toda missão poderá ter uma linha de visada que permita comunicação online para datalink. Nunão, Foi desatenção da minha parte… Postei o link com a melhor das… Read more »