domingo, maio 16, 2021

Gripen para o Brasil

Um ano de ‘Harmattan’: celebrações na principal base do Rafale na França

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Na segunda-feira, 19 de março, foi celebrado na Base Aérea 113 de Saint-Dizier o aniversário de um ano do início da operação “Harmattan”, nome do conjunto de operações realizadas pelas Forças Armadas Francesas no conflito da Líbia. Saint-Dizier é hoje a principal base de onde operam os caças  Rafale da Força Aéra Francesa (Armée de l’air),

Estiveram presentes o ministro da Defesa, Gérard Longuet, acompanhado do general Jean-Paul Paloméros, chefe do Estado-Maior da Força Aérea Francesa, assim como uma delegação de autoridades civis e militares. Em seu discurso, Longuet disse que “Há exatamente um ano, a Força Aérea Francesa demonstrou seu profissionalismo, competência, qualidade de seus equipamentos e o nível de sua prontidão operacional. Após a votação da resolução 1973 pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, na sexta-feira, 18 de março de 2011, a Força Aérea Francesa foi capaz de agir a tempo de evitar o massacre anunciado da população civil de Benghazi”.

Foi mostrada para o ministro da montagem de um míssil num caça Rafale, assim como os mecânicos da base demonstraram operações de manutenção no caça, evidenciando a alta tecnologia embarcada na aeronave.

FONTE / FOTOS: Força Aérea Francesa (Armée de l’air)

NOTA DO EDITOR: a nota original do site da Força Aérea Francesa não traz nada de muito novo em relação ao que já foi divulgado aqui em matéria de ontem (e ao longo de boa parte do ano passado) a respeito da operação Harmattan. Mas vale a pena para refletir sobre o quanto, nas próprias palavras do ministro, as missões sobre a Líbia foram eficazes para demonstrar ao mundo “a qualidade de seus (franceses) equipamentos”. E a celebração é uma clara maneira de perpetuar essa demonstração feita ao longo do ano passado, em situação real.

E esta matéria também é uma boa desculpa para publicar uma foto da asa da aeronave num ângulo não muito comum, mostrando alguns detalhes da estação de armamento da ponta da asa e do equipamento utilizado para a colocação do míssil ar-ar MICA na mesma (clique para ampliar). Pode-se perceber que a aeronave está estacionada em sentido contrário às outras vistas ao fundo (nas quais se pode ver outras armas como o míssil SCALP e bombas guiadas AASM), e que o míssil está sendo instalado sem sua parte anterior, onde se localiza a cabeça de busca (por infravermelho ou radar ativo)

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Já pensou se o míssil da 1ª foto, faz “pof” no chão???
De cara 3 milhões de Euros(ou seriam USD???) de prejú!!!

LuppusFurius

E como está o “Povão” na Líbia, hoje? Um ano depois dos Holofótes?
Pois toda a festa que fizeram, não era para libertá-los e ajudá-los?
Ou tudo não passou de vitrine para o Caixeiro-Viajante Sarkô e suas bujigangas?

Marcelo

acho que para os registros históricos do site, que vai viver muito! (Uns 100 anos pelo menos!) esse comentário fica melhor aqui:

Nunão e Ivan, conforme havia comentado, a AW&ST no meio do ano passado, publicou uma reportagem sobre os possíveis upgrades (MLU) do Rafale. Nesta reportagem é citada, pela 1a vez, que antenas AESA poderiam ser instaladas nas “laterais” (não diz onde) e diz que isso faz mais sentido para o Rafale do que um “reposicionador” de antena como no Gripen e no Typhoon.

http://www.aviationweek.com/aw/generic/story.jsp?channel=defense&id=news/awst/2011/06/06/AW_06_06_2011_p24-330649.xml&headline=null&prev=10

Abraços!

Marcelo

muito bom Nunão! Por isso que eu digo que o PA vai viver uns 100 anos!

acho que o Ivan não lembrava desta matéria do PA, pois ele nunca havia ouvido sobre futuras antenas AESA distribuídas pela fuselagem do Rafale!

Abraços!

Marcelo

hahaha! acabei de ler os comentários do BAF na reportagem do link do Nunão, na época! Dá até pena!!! Como diz o edcreek, nada como um dia após o outro!
🙂

Reportagens especiais

Força Aérea Brasileira em 1979, poster da revista Flap Internacional

Reprodução do poster "Força Aérea Brasileira em 1979", da revista Flap Internacional, enviado gentilmente pelo leitor e colaborador Roberto...
- Advertisement -
- Advertisement -