F-X2: decisão só depois de maio …

    97
    30

    Sergio Leo e Assis Moreira

    A presidente Dilma Rousseff suspendeu, pelo menos até maio, qualquer decisão a respeito da compra de novos caças para a Força Aérea Brasileira (FAB), mas levará em consideração o novo cenário criado com a compra dos caças franceses Rafale pela Índia, na semana passada. É o que informou ao Valor uma autoridade com assento no Palácio do Planalto, que garante haver, ainda, chances de que a FAB opte pelo Super-Hornet, da Boeing americana.

    O governo, segundo a fonte, vai esperar os resultados das eleições presidenciais na França, em março, e das conversas de Dilma, em abril, com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que tem feito intenso lobby a favor do jato americano.

    Na França, existe a expectativa que o Brasil anuncie, em breve, a encomenda de 36 aviões de combate Rafale. Segundo informações da imprensa francesa, o governo do presidente Nicolas Sarkozy está certo que Brasília confirmará a escolha do avião francês, no rastro da eficácia do aparelho nas operações de apoio na revolução da Líbia e da decisão da Índia de adquirir o avião.

    Os franceses estão sendo agressivos na tentativa de vender o Rafale, o caça mais caro do mercado, a ponto de baixar bastante o preço para a Suíça. Uma oferta teria sido feita para fornecer 18 aparelhos por 2,7 bilhões de francos suíços – o preço inicial era de 4 bilhões de francos por 22 jatos.

    A visita do ministro da Defesa, Celso Amorim, à Índia, na semana passada, levantou, na imprensa e no setor aeronáutico, especialmente da França, a expectativa que o Brasil acompanhe o governo indiano, que anunciou, na semana passada, a decisão de comprar os caças franceses.

    Segundo apurou o Valor, Amorim, que não previa a decisão da Índia ao iniciar a viagem a Nova Déli, chegou a conversar com o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, sobre a compra dos caças. Os indianos estão dispostos a permitir que o Brasil conheça parte da “documentação básica” que orientou o negócio, visto como uma tábua de salvação para a francesa Dassault, fabricante do Rafale.

    Ontem, após audiência com o ministro da Defesa do Peru, Alberto Otarola, em Brasília, Amorim negou que haja decisão sobre a compra dos caças e reafirmou que a palavra final será do Palácio do Planalto.

    O fracasso de vendas do Rafale chegou a motivar especulações sobre sua iminente retirada da linha de produção, o que provocou, em Brasília, temor de falta de peças de reposição no futuro próximo, em caso de opção pelo avião francês.

    Ao mesmo tempo, com a demissão do ministro da Defesa, Nelson Jobim, contrário aos caças americanos e favorável aos Rafale, a presidente Dilma decidiu com Amorim, segundo define um assessor, “começar do zero” o processo de escolha.

    Na verdade, foi mantido o relatório feito pela FAB no governo Lula, com os prós e contras de cada aeronave (concorre também o Gripen, da Saab sueca), mas os concorrentes ganharam oportunidade de melhorar suas ofertas.

    Os EUA têm apresentado garantias de que será concedido ao Brasil acesso a tecnologias sensíveis e garantias nunca dadas em vendas anteriores dos caças da Boeing. Uma das principais restrições de Jobim aos aviões dos EUA era o risco de veto do Congresso americano à venda de peças essenciais aos aviões, no futuro, por motivos políticos e estratégicos.

    … mas antes disso


    A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, fará uma visita oficial ao presidente dos EUA  Barack Obama no dia 9 de abril, informou o secretário assistente de Relações Públicas do Departamento de Estado, Michael Hammer.

    Dentre os temas está a decisão do programa F-X2. O processo foi suspenso por Dilma, por razões orçamentárias, mas continua em suas mãos. A Casa Branca espera ver o governo brasileiro abandonar a preferência aos caças Rafale, da francesa Dassault, e escolher os Super-Hornet, da Boeing.

    “A visita será realizada daqui a quase dois meses. A nossa defesa por essa aeronave (Super Hornet) pode ser levantada, até lá, em diferentes níveis”, afirmou Hammer. “Esperamos que, de qualquer forma, esse assunto continue aberto para a nossa proposta.”

    FONTE: Valor Econômico e o Estado de  São Paulo, via Notimp

    SAIBA MAIS:

    30
    Deixe um comentário

    avatar
    30 Comment threads
    0 Thread replies
    0 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    21 Comment authors
    betoholderVaderYlussLuisAlmeida Recent comment authors
      Subscribe  
    newest oldest most voted
    Notify of
    Edgar
    Admin
    Member

    Em Abril, Mr. Hussein fará, como diria Don Corleone, uma “oferta irrecusável” à Exma. Sra. Vana, ela irá fechar o contrato e em Abril mesmo a Boeing começará a produzir nossos Super Hornets e, como disse o Mauricio R., Mr. Hussein poderia, por que não, nos enviar 12 SHs Tampax pra substituir os M2k do GDA já em Abril 🙂 .

    Hammadjr
    Visitante
    Hammadjr

    Vamos ver então. ” o governo do presidente Nicolas Sarkozy está certo que Brasília confirmará a escolha do avião francês, no rastro da eficácia do aparelho nas operações de apoio na revolução da Líbia”
    Se o critério de eficácia for a Líbia para o a compra dessa aeronave, então considerando as ameaças aqui da redondeza deve dar conta.
    Só não entendo para que contingenciar 140 Bilhões para pagar juros dos serviços dívida pública, será por que os agiotas, ops os Banqueiros são mais relevante do que nossas defesas?

    Marcos
    Visitante
    Member
    Marcos

    Já ouvi alguém citar que os franceses poderiam ofertar um Rafale mais barato para o Brasil, retirando alguns equipamentos de ponta e colocando alguns equipamentos mais antigos.

    JapaMan
    Visitante
    JapaMan

    Bom, novelinha chata, cheia de especulações, la no começo os autores ja deram sinais claros de quem sairá vencedor, qualquer outra informação só serve para tumultuar ou despistar o que todo mundo ja sabe, pode ser mais caro, pode ser mais caro de operar também, mas os interesses são puramente políticos e ideológicos. Brasil e França viraram amiguinhos de infância, com a crise na Europa, estamos gastando tubos de dinheiro para comprar porcarias que nem a França usa (SUBS E HELIS) e esse caça que só quem compra é quem tem o rabo preso com eles ou estão tirando alguns… Read more »

    Justin Case
    Visitante
    Member
    Justin Case

    Marcos disse: 15 de fevereiro de 2012 às 9:23 “Já ouvi alguém citar que os franceses poderiam ofertar um Rafale mais barato para o Brasil, retirando alguns equipamentos de ponta e colocando alguns equipamentos mais antigos.” Marcos, bom dia. Essa opção seria absurda. Ninguém iria pagar bilhões para ter caças de primeira linha com menor capacidade (pelados) ou com equipamentos antigos. Se for para comprar avião para passear ou para ficar obsoleto logo em seguida, é melhor desistir desse F-X e de ter Força Aérea. A única opção para baratear o custo do pacote de Super Hornet ou de Rafale… Read more »

    Corsario137
    Visitante
    Member
    Corsario137

    OBAMA, eu escolho você!

    Querendo gerar empregos como eles querem, trazer divisas como eles precisam, e aumentar a área de influência junto aos Brics como eles necessitam…
    A oferta vai ser boa, podem esperar. E pode rolar até um pacotão pra MB.

    Dilma já poderia resolver numa tacada só o Fx2/Tampax e o Fx3 + MB.

    Mix: Hornet/SuperHornet/F-35. E pronto.

    Comentário Patrocinado: Boeing Co.

    Observador
    Visitante
    Observador

    Volta e meia aparece esta história de Rafale “dowgrade”. O consórcio Rafale (e os admiradores deste aparelho) sempre criticam o Gripen porque este seria tecnicamente inferior ao aparelho francês. Mas para vender, então vale a pena entregar um aparelho com desempenho inferior. Ou seja, querem vender uma ferrari com rodas de fusca. Isto sem falar que o custo para integração de equipamentos mais antigos, num caça novo, mesmo que tecnicamente possível, seria tão cara que eliminaria qualquer vantagem financeira. Sobre a nota, muito mais crível que as outras até agora publicadas. O Rafale não tem vantagem nenhuma sobre os outros… Read more »

    Nick
    Visitante
    Member
    Nick

    Começou novamente a novela das previsões de anúncio….. 🙁

    Só que agora não é nem o MD , mas uma “fonte”. Deviam ficar calados e só falarem quando tivessem que anunciar qualquer um dos 3.

    []’s

    Giordani RS
    Visitante
    Member

    Atentem…”só depois de MAIO…” Tem o resto do ano todo…e nesse meio tempo tem o que? Eleições(municipais, mas…)…ou seja, não haverá nenhuma decisão, ou melhor, a unica decisão é a de não decidir nada…deixar tudo para o próximo “prisidenti”… Me admira os oficias da FAB concordarem com essa palhaçada. O salário tá em dia, depositado sempre no dia certo…o governo e a sociedade não estão nem aí para a aviação de caça, só lembram da FAB quando tem enchente, então, porque se desgastar com essa m…chamada FX? Cancela. Cancela a EPCAR, só forma piloto de cargueiro e helicóptero. Só. Não… Read more »

    DrCockroach
    Visitante
    DrCockroach

    Que materia mais chinfrim; baixa um cerveja, uns martelinhos, um palpite aqui e outro lah na mesa do bar, pronto, saiu a materia do “Sr. Fontes”; o “Valor” pode mais do que isto.

    []s!

    Mauricio R.
    Visitante
    Mauricio R.

    Edgar,

    A bala na agulha dos americanos é tamanha, que nem de tampax necessitaremos, fechando c/ eles, aeronaves tinindo de novas; seriam entregues ainda em 2014.
    Sabe como é, a fábrica tem montes de encomendas p/ entregar e funciona a tdo o vapor, afinal tem escala e não o para e anda da concorrência.

    Marcelo
    Visitante
    Member
    Marcelo

    só depois de maio! “maio ou meno” uns 10 anos!!! hehehe…

    Paulo José
    Visitante
    Paulo José

    Senhores, Na minha forma de raciocionar, teremos duas incognitas para o futuro de cada caça. Qual será a mudança na política dos EUA caso Obama não seja reeleito?Será que continuaram ofertando o F-18SH com “a transferência de tecnologia”? A mesma pergunta se fará no caso do Presidente Sarkozy não ser eleito!A Dilma está aguardando esta eleição ou não para tomar suas medidas quanto a compra destas aeronaves. Para a FAB seria mais interessante com certeza o F-18 SH, pelo sua origem americana, e também por ser um caça de 4° ou 4°,5 geração maduro em suas tecnologia.Será que não teriamos… Read more »

    Marcelo
    Visitante
    Member
    Marcelo

    é um bom texto, mas o Rafale não é o caça mais caro do mercado. São mais caros o F-35 e o Eurofighter Typhoon, como a Índia provou por A+B.

    Mauricio R.
    Visitante
    Mauricio R.

    “Será que continuaram ofertando o F-18SH com “a transferência de tecnologia”?”

    Nem tem como ser diferente, consta do RfP da FAB ao mercado, a realidade daquilo que a FAB deseja está expresso lá.
    O restante é especulação pessoal de cada um.

    Mauricio R.
    Visitante
    Mauricio R.

    A Índia não provou nada por A + B, além das condições inerentes ao MMRCA.
    Transplantar essas condições alhures é somente pura ignorância, como se vendo na Suiça.
    A Dassault fez uma oferta não solicitada, burlando o processo oficial, mais barata somente pq continha menos aeronaves.
    E qnto ao F-35, nem comparação cabe, pois é uma aeronave de 5ª geração, de um nível tecnológico mto acima do que está disponível hoje no mercado.

    Marcelo
    Visitante
    Member
    Marcelo

    Mauricio R.
    reafirmo que o Typhoon e o F-35 são mais caros que o Rafale, não estou comparando quem é o melhor, mais rápido, etc…

    Mauricio R.
    Visitante
    Mauricio R.

    Marcelo,

    Presunção pessoal sua, somente, nada mais.

    Ivan
    Visitante
    Member
    Ivan

    Paulo José, Sou gripeiro, mas tenho que reconhecer que os americanos após firmarem contrato, cumprem sem grandes problemas. Principalmente com o Brasil, a segunda mais populosa democracia das Américas e grande parceiro comercial do mundo todo. Observe também que países democráticos que compraram aviões e negociaram offsets com os gringos se deram muito bem. Coreia do Sul fabrica partes do Eagle, produziu sob licença o Fighter Falcon e agora fabrica o KAI FA-50 Golden Eagle, com uma forcinha da Lockheed Martin. Israel só não fabrica aviões por que é mais barato comprar dos EUA via FMS e outras ajudinhas yankees.… Read more »

    RA5_Vigilante
    Visitante
    RA5_Vigilante

    Prezado Ivan

    Só um detalhe: Fighting Falcon.

    Saudações

    edcreek
    Visitante
    Member
    edcreek

    OLá, Apesar do Mauricio R. não concordar a India deixou claro e evidente que a escolha final recaiu sobre o PREÇO da aeronave, já que as duas atendiam as necessidades tecnicas( coisa que o Gripen não fez ) e politicas. Atualmente o Rafale é mais barato que o Thypoon e o F-35 isso está comprovado, o teorema caiu por terra. Sobre o FX-2 pelo visto agora teremos um desfecho, claro que o Rafale ganhou um impulso de 50% a mais com a compra Indiana, e sem duvida seria a melhor escolha. Mas nas atuais circunstancias o F-18 seria de bom… Read more »

    Almeida
    Visitante
    Almeida

    Aos que pensam que a saída de Barack Obama, democrata, teria alguma influência sobre a proposta da Boeing para o FX-2:

    Tanto o Congresso quanto o Senado norte americanos tem maioria republicana neste momento e ambos apoiam esta venda. O Congresso atraves de carta oficial enviada ao Governo Brasileiro e a Senado atraves da visita e declaracao oficial de seu presidente, Senador John McCain.

    O que os PTralhas e esquerdistas de gaveta querem mais do Governo dos EUA? Acesso aos códigos de lançamento de seus SLBM?

    Almeida
    Visitante
    Almeida

    Quanto a materia em si, parabens aos jornalistas do Valor. Esta BEM acima da media de muitos outros jornalistas “especializados” no assunto.

    Luis
    Visitante
    Luis

    “já que duas atendiam as necessidades tecnicas( coisa que o Gripen não fez) ” => Troll detected! Essa estória é mais falsa que nota de 3 reais. Todos os aviões do FX-2, do MMRCA e do TTE atendem as exigências técnicas de cada concorrência. “O que pareçe unanimidade é o enterro final do caça no eciste o NG.” Troll detected again! O andamento do projeto do NG continua. Gripen NG 2 x 2 Rafale (o Brasil pode ou não alterar o placar, dependendo da escolha, se é que haverá alguma). Depois do tanto que a Dassault sacaneou e extorquiu dinheiro… Read more »

    Ivan
    Visitante
    Member
    Ivan

    RA5_Vigilante disse:

    “Fighting Falcon.”
    Valeu, grato pela correção.

    Sds,
    Ivan.

    Yluss
    Visitante
    Member
    Yluss

    YES WE CAN!!!!!

    DITO.

    Vader
    Visitante
    Member

    Finalmente uma reportagem mais séria num mar de ignorância, estupidez e lobby vendido puro e simples. Já falei e reafirmo: melhor oportunidade do que o governo DEMOCRATA de Obama e a maioria REPUBLICANA do US Congress estão oferecendo para nós não foi feita em SETENTA ANOS de cooperação militar Brasil/EUA. O Brasil pode se aliar com o “Grande Satã do Norte”, maior potência militar do mundo, e gozar das benesses de sua tecnologia e seu mercado, ou… Pode se aliar com o sul… quem sabe com os pinguins da Antártica… 🙂 __________________ edcreek disse: 15 de fevereiro de 2012 às… Read more »

    Mauricio R.
    Visitante
    Mauricio R.

    “Pode se aliar com o sul… quem sabe com os pinguins da Antártica…”

    Os pinguins tão sabendo,
    é do interesse deles,
    já deram seu consentimento???

    DrCockroach
    Visitante
    DrCockroach

    Direi entao porque acho que a materia nao foi boa: – metade da mesma eh repeticao do que jah saiu semana passada do “fontes” do MinDef; isto eh: A India mudou tudo, as operacoes na Libia foram fantasticas, eleicao na Franca… nada novo; – outra metade da materia eh para falar do SH; nao tenho problemas aqui, talvez informacao tenha fundamento. E o Gripen que: a). foi primeiro colocado na FAB; b) viabiliza financeiramente o orcamento (ou nao inviabiliza se comparado com o Rafale); c) Venceu na Suica e existe um enorme possibilidade de algumas empresas brasileiras participarem. O Gripen,… Read more »

    betoholder
    Visitante
    Member
    betoholder

    Vou repetir: Tia Dilma, ta esperando o que pra passar a régua?? Aproveita que vc vai visitar Tio Hussein, da um abraço nele e fecha esse negócio!! Nunca antes na “historia defte paif”, “us americanu malvadu” nos ofereceram tanto por tao pouco!! Vai querer ficar de que lado, dos franceses traidores historico?? Aqueles que nos venderam material sem nos dar apoio depois de nos prometer mundos e fundos? Aqueles que nos vem entubando compra apos compra?? Ou dos americanos?? Aqueles mesmos que noa venderam SEMPRE O QUE PROMETERAM, sem meias palavras?? Aqueles que nos venderam material que ainda hj, POR… Read more »